1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Religiões dos povos da Terra-Média

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Dúnadan Thorongil, 23 Mar 2008.

  1. Dúnadan Thorongil

    Dúnadan Thorongil Mensageiro de Gondor

    Outro sobre religião:

    Na Terra-média, qualquer época que seja, existia alguma outra religião fora a do culto aos Valar, e por sua vez de Eru, e o culto de Morgoth?
     
  2. moriel

    moriel Banned

    Muito provável. Se eu não me engano, os homens tinham algumas crenças próprias antes de encontrar os elfos, e aquelas hostes que não foram para o oeste deviam continuar com as crenças deles.
     
  3. Fimbrethil

    Fimbrethil Esse chato é um

    Na verdade não se pode dizer que havia um culto aos Valar ou a Eru.:think:

    Não existiam templos onde as pessoas iam rezar, acender vela e tal.
    Não existiam pastores, padres, papas, bispos, etc.
    O que até é uma boa coisa, pois senão haveria muito mais guerra e preconceito do que se existissem religióes institucionalizadas.

    É a minha opinião.
     
  4. Finwë Fëfalas

    Finwë Fëfalas Nas Echoriath...

    Eu penso que os Bárbaros do Sul deveriam ter um culto a alguma outra divindade, pois estes não gostavam nem dos Valar e nem de Morgoth, acho que pelo menos "alguns" reverenciavam outros tipos de deuses inventados ou então até mesmo criados para estes povos.
     
  5. wsnjr

    wsnjr Sir Auron


    Pois é, eu concordo religião pode ser um ótimo estopim para uma guerra, mas pelo visto se houver alguma outra religião na TM ela é bem mais discreta que as do mundo atual.
     
  6. Lord Khamûl

    Lord Khamûl Usuário

    Existiam homens que adoravam Melkor em períodos se não me engano antes e depois da Guerra da Ira.

    Há também se não me engano, rumores de que homens adoravam um tal de Herumor, um homens sulista, ou da região de Harad ou Khand.

    Caso eu esteja equivocado, me corrigam sim!
     
  7. Lord Khamûl

    Lord Khamûl Usuário


    Dunadan, dê uma lidinha neste link aqui em baixo. Acho que pode te ajudar a entender melhor, okay? :cool:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  8. moriel

    moriel Banned

    Quanto ao Melkor, certamente. Vejam só o que aconteceu em Númenor. :think:
     
  9. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    talvez as únicas odes eram para os valar mesmo...
    tolkien criou a terra média com povos próprios, geografia própria, fauna e flora próprios, línguas próprias e deuses próprios, como foram os valar...
    creio, portanto, que seu intuito nisto tbém era o de poupar referências às religiões...
     
  10. Lew Morias

    Lew Morias Luck is highly overrated

    Nunca tinha parado para pensar na questão das religiões na TM. A princípio, nunca notei nenhum vestígio do que pudesse ser algo parecido com uma religião nos livros que li [Silma, O Hobbit, SdA].

    Mas, desculpem minha ignorância, essa adoração a Melkor citada pelo Belfalas e pela Moriel poderia ser considerada uma religião? A relação entre esses homens e Melkor não seria de temor ou simplesmente uma relação entre os servos e o seu senhor? [Algo como acontecia na relação de Suserania e vassalagem na Idade Média.]

    Espero ter deixado claro a dúvida que tive.
     
  11. lukazjau

    lukazjau Usuário

    Eu acho que essa adoração a Melkor era, como você mesmo disse, pelo fato de terem um temor muito grande em relação a Melkor e ao mesmo tempo essa relação entre os servos e seu senhor, principalmente pelos Orcs, já que eram criação de Melkor!

    Já sobre outras religiões, não me lembro muito bem se os homens possuiam outras, mas me lembro que els contruiram templos para adorar Ilúvatar sim. Pelo menos em Numenor havia um templo que eles sempre iam para adora Ilúvatar, que logo foi esquecido!!
     
  12. Krieg

    Krieg Usuário

    Concordo!
     
  13. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    eu concordo tbém!
    como já disse, creio que nem era intenção de tolkien fazer referências à religiões, especialmente à cultos, mas creio que o "culto" aos valar, à eru, existia na forma de canções ou algo assim, especialmente entre os elfos.
     
  14. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Mas a arda é como a terra, muitos povos, varias culturas diferentes, cada qual com suas proprias caracteristicas e por isso eu não duvido que cada raça tinha seus proprios deuses.
     
  15. Dúnadan Thorongil

    Dúnadan Thorongil Mensageiro de Gondor

    Vlw Belfalas, deu pra entender sobre Herumor. Lá diz: "Numenoriano Negro que se tornou poderoso entre os Haradrim." Pelo o que me lembro, o numenoriano negro era o Boca de Sauron, estou certo? Se for, digamos que ele "assumiu" o posto de Sauron?
     
  16. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    A inexistência da instituição Igreja não significa necessariamente a impossibilidade de culto. Esse culto poderia ser, por exemplo, mais tribal ou privado.

    E os Valar, por representarem elementos da Natureza e aspectos da vida humana, poderiam receber culto, mesmo que não se atribuísse a eles seus nomes mais conhecidos. Se um pescador pede aos espíritos do mar ou que seja que lhe dê uma boa rede por hoje, ou que não aconteça nenhuma tempestade enquanto ele estiver no mar, mesmo que ele não se utilize no nome de Ulmo, ele estará cultuando o Valar dos Mares por simplesmente pedir ao Poder que reside no mar para ajudá-lo. O termo "Valar" mesmo significa "Poder".

    Não precisa ser um culto físico, institucionalizado, ou denominado fixamente para ser um culto.

    Penso que para além de uma relação de servos e seu senhor, seja uma relação de devoto com divindade mesmo. A devoção/resignação servil é tão poderosa que acaba por ser criado uma adoração à figura ou à idéia de Melkor.

    A presença física não retira necessariamente o caráter divino de um ser. Já que tu usou uma analogia com a medievalidade, eu poderia, para explicar meu ponto de vista, usar uma analogia com o Antigo Egito ou com o Império Romano, em que havia um governante (Faraó e Imperador) que exigia obediência, seja por medo ou não, e que deveria ser, e de fato era, adorado como um deus.
     
  17. Grahan

    Grahan Sim, eu me divérto

    Exatamente. Kainof. O próprio Jesus Cristo já era adorado em vida.
     
  18. Belfalas

    Belfalas Ele é legal

    O "Adorado" ai representa mesmo a palavra ? Ou seja, duvido muito que o dama ou o povo realmente "adorava" os Governantes.

    Agora, se o sentido do "Adorado" for diferente do que eu citei, perdoe minha ignorancia.
     
  19. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Hum, palavra ambígua, né?

    Adorado no sentido de prestar um culto, adoração. Não de gostar muito, achar supimpa e tal. Ainda que isso fosse possível em camadas da população. As relações de amor e ódio que um governante desperta...
     
  20. Belfalas

    Belfalas Ele é legal

    Sim sim, foi o que pensei. Chega a ser uma "invejinha" talvez (ou inveja pura).

    Mas entendi perfeitamente.
     

Compartilhar