1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Autor da Semana Os Irmãos Grimm

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Éomer, 9 Out 2012.

  1. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    Jacob Grimm
    (04/01/ 1785 – 20/09/1863)

    Wilhelm Grimm
    (24/02/1786 – 16/12/1859)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Jacob (direita) e Wilhelm Grimm (esquerda) – pintura de Elisabeth Jerichau-Baumann



    Infância e Estudos

    A família Grimm é originária da cidade de Hanau no estado de Hessen, Alemanha. Os pais, Philipp Wilhelm e Dorothea Grimm, tiveram nove filhos, dos quais somente cinco sobreviveram. A casa onde os irmãos nasceram está localizada na antiga praça das armas da cidade de Hanau. Em 1796 morre o pai, Philipp aos 45 anos de idade. A mãe então envia os dois filhos para junto de sua tia, em Kassel. Jacob frequentou a Universidade de Marburg e estudou Direito, como o pai, e seu irmão juntou-se a ele um ano depois no mesmo curso. Um dos seus professores, Friedrich Carl von Savigny, abriu sua biblioteca privada para os jovens estudantes ávidos pelo saber e amantes de Goethe e Schiller. Savigny que trabalhava em uma História do Império Romano, encaminha-se para Paris em 1804 para suas pesquisas. Em janeiro de 1805, ele convidou Jacob a ajudá-lo, o que este fez sem demora. Na qualidade de ajudante, ele se voltou durante vários meses para a literatura jurídica. Desta época data o seu afastamento de temas jurídicos. Em sua correspondência, ele fala querer apenas consagrar-se à pesquisa sobre a "magnífica literatura da Alemanha antiga”.


    Primeiros Escritos

    Os irmãos decidiram dedicar-se aos estudos de história e linguística, recolhendo diretamente da memória popular, as antigas narrativas, lendas ou sagas germânicas, conservadas pela tradição oral. Jacob Grimm retornou a Kassel onde sua mãe havia se instalado. No ano de 1806, Wilhelm Grimm termina seus estudos em Marburg. Eles vivem com a mãe em Kassel. Jacob consegue um cargo de secretário na escola de guerra.

    Após o falecimento da mãe em 27 de maio de 1808, Jacob, na qualidade de primogênito, ficou encarregado de toda a família. Ele aceita então um cargo de diretor da biblioteca privada de Jérome Bonaparte (irmão de Napoleão Bonaparte, recentemente feito rei do jovem reino da Westfália) e ocupa durante o ano de 1809 um cargo de assessor no conselho de Estado, ainda que não tenha sido obrigado a essa posição e dedicasse grande parte de seu tempo aos estudos.

    Em 1809, por causa de uma doença, Wilhelm faz um tratamento em Halle. Ele passa a residir no castelo de Giebichenstein (que pertenceu ao compositor Johann Friedrich Reichardt) e enfim em Berlim. Durante a volta para Kassel, Wilhelm encontra também Johann Wolfgang von Goethe que aprova os seus "esforços em prol de uma cultura vasta e esquecida".

    Desde 1806, os irmãos Grimm tinham reunido contos e desde 1807 tinham publicado artigos em revistas sobre mestres trovadores. A partir de 1810, os irmãos Grimm encontram-se novamente juntos em Kassel e em 1811, Jacob publica sua primeira obra sobre os "mestres cantores alemães" (Über den altdeutschen Meistergesang).



    A coleta e adaptação de Contos e Lendas: “Os Contos de Fadas”

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Inseridos num contexto histórico alemão de resistência às conquistas napoleônicas e reafirmação do sentimento de nacionalidade; os Irmãos Grimm recolhem, diretamente da memória popular, as antigas narrativas, lendas ou sagas germânicas, conservadas por tradição oral.

    Buscando encontrar as origens da realidade histórica germânica, os pesquisadores encontram a fantasia, o fantástico e o mítico em temas comuns da época medieval. Então uma grande Literatura Infantil surge para encantar crianças de todo o mundo.

    Tinham dois objetivos básicos com a pesquisa:

    - levantamento de elementos linguísticos para fundamentação dos estudos filológicos da língua alemã;
    - fixação dos textos do folclore literário germânico, expressão autêntica do espírito da raça.

    A primeira obra comum dos dois irmãos, sobre o Hildebrandslied (A Canção de Hildebrand) e o Wessobruner Gebet (A Prece de Wessobrun), foi publicada em 1812 e foi seguida em dezembro do mesmo ano da primeira coletânea, Contos da Criança e do Lar (Kinder und Hausmärchen), com tiragem de 900 exemplares. O primeiro manuscrito da compilação de histórias data de 1810 e apresentava 51 narrativas. Os dois irmãos escreviam também uma edição alemã do Eddas, assim como uma versão alemã do Romance de Renart (o Reineke Fuchs), um conjunto de poemas medievais. Esses trabalhos que ficaram, no entanto, durante muito tempo, incompletos. De 1813 a 1816, os irmãos contribuíram igualmente para a revista Altdutsche Wälder, dedicada à literatura alemã antiga, mas que só dura três números. Em 1815, os irmãos Grimm produzem o segundo volume dos Contos da Criança e do Lar, reimpresso em forma aumentada em 1819. As notas sobre os contos dos dois volumes foram publicadas em 1822. Uma nova publicação que condensava os outros três volumes em um único surge em 1825 e contribui grandemente para a popularidade dos contos. Essa edição foi ilustrada pelo irmão deles Ludwig Emil Grimm.

    A partir de 1823 apareceu uma edição inglesa ilustrada dos Contos da Criança e do Lar. Durante a vida dos dois irmãos apareceram sete impressões da edição completa em três volumes dos contos e dez da edição reduzida a um volume único. A quinquagésima edição, última com os autores vivos, já totalizava 181 narrativas. Algumas dessas histórias são de fundo europeu comum, tendo sido também recolhidas por Charles Perrault, no século XVII, na França, o que remete à existência de uma fonte comum.

    Na tradição oral, as histórias compiladas não eram destinadas ao público infantil e sim aos adultos, sendo repletas de elementos sexuais, cruéis e macabros. Como no caso da Chapeuzinho Vermelho original, onde vovó e Chapeuzinho acabam comidas pelo lobo, sendo que antes de ser devorada a menina ainda come um ensopado feito com pedaços da avó. Em uma outra versão Chapeuzinho consegue fugir depois de fazer um strip-tease para o lobo. Em algumas versões de A Bela Adormecida ela é estuprada por um rei enquanto dorme, assim engravidando e dando a luz a dois filhos. As irmãs de Cinderela mutilam os próprios pés para que eles caibam no sapatinho de cristal e tem os seus olhos furados por pássaros como castigo por sua maldade.

    **
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , algumas das quais foram adaptadas para crianças pelos Grimm.

    Foram os Irmãos Grimm que suavizaram, deram cor a essas histórias sombrias e dedicaram-nas às crianças por sua temática mágica e maravilhosa. Fundiram, assim, esses dois universos: o popular e o infantil. O título escolhido para a coletânea “Histórias das crianças e do lar" já evidencia uma proposta educativa. O primeiro manuscrito de 1810 já descarta alguns temas por serem considerados cruéis e imorais.


    Os contos de Grimm podem ser distribuídos nas seguintes categorias:

    - contos de encantamento (estórias que apresentam metamorfoses, ou transformações, por encantamento);

    - contos maravilhosos (estórias que apresentam o elemento mágico, sobrenatural, integrado naturalmente nas situações apresentadas);

    - fábulas;

    - lendas (estórias ligadas ao princípio dos tempos, ou da comunidade, e onde o mágico aparece como "milagre" ligado a uma divindade);

    - contos de enigma ou mistério (estórias que têm como eixo um enigma a ser desvendado);

    - contos jocosos (humorísticos ou divertidos).

    Vários críticos afirmam serem as histórias dos Grimm incentivadoras do conformismo e da submissão. Ainda assim, a permanência dessas narrativas, oriundas da tradição popular, justifica o destaque conferido aos autores.

    Seguem-se, entre os anos de 1816 e 1818, os dois tomos de lendas recolhidas (Deutsche Sagen). Os dois irmãos haviam recolhido indiferentemente contos e lendas. É difícil separá-los sob critérios temáticos e os irmãos não os fizeram de maneira seguida. No entanto, os contos remontam no essencial à fontes orais, enquanto as lendas foram terminadas mais ou menos ao mesmo tempo, desde 1812. A demora de seis anos da publicação se explica pelo trabalho de composição de um texto publicável. O conjunto de lendas não conseguiu grande sucesso e não foi, portanto, reimpresso durante a vida dos irmãos.

    Na idade de 30 anos, Jacob e Wilhelm já haviam conseguido uma posição de destaque por suas numerosas publicações. Eles viviam juntos em Kassel, com o modesto salário de Wilhelm durante um tempo. Apenas em abril de 1816, Jacob tornou-se segundo bibliotecário em Kassel, ao lado de Wilhelm que já trabalhava há dois anos como secretário. O trabalho deles consistia em emprestar, procurar e classificar as obras. Simultaneamente a suas funções oficiais, eles podiam realizar as próprias pesquisas, que foram condecoradas em 1819 por um doutorado honoris causa da Universidade de Marbourg.



    Produção Literária


    As obras comuns mais significativas de Jacob e Wilhelm Grimm são: a reunião de contos para crianças, a coleção de lendas, assim como o dicionário. Uma das grandes paixões dos Grimm era a linguística. Jacob Grimm trouxe contribuições de primeira importância para a linguística alemã então nascente, que ajudaram a fundar a gramática histórica e comparada. É na segunda edição de sua Gramática Alemã que Jacob descreve as leis da fonética que regulam a evolução das consoantes nas línguas germânicas, conhecidas depois sob o nome de Lei de Grimm. O primeiro tomo tratava da flexão e o segundo da formação das palavras. Ele trabalha nos dois tomos de 1818 a 1826.Jacob é também o autor de uma História da Língua Alemã (Geschichte der deutschen Sprache).

    Wilhelm Grimm, por sua vez, durante esse período, tinha publicado vários livros sobre as runas e os cantos heróicos alemães (Deutsche Heldensage), considerados como suas obras primas, surgidos em 1829.

    Em 1829 os dois irmãos demitem-se da Biblioteca de Kassel e aceitam à proposta da biblioteca da Universidade de Göttingen em Hanôver, onde Jacob passa a trabalhar como professor e Wilhelm primeiro como bibliotecário e depois também como professor. Jacob publica dois tomos suplementares de sua gramática até 1837. Ele também pôde terminar em 1834 o trabalho começado em 1811 sobre o Reineke Fuchs, e compôs uma obra sobre a mitologia germânica (Deutsche Mythologie, em 1835. Wilhelm encarregou-se sozinho da terceira impressão dos Kinder und Hausmärchen em 1837.

    O Grande Dicionário Alemão começou a ser escrito quando os irmãos passaram a residir em Berlim, trabalhando como membros da academia de ciências e professores na Universidade Humboldt. Durante esse período berlinense, os dois irmãos consagraram-se principalmente a uma obra colossal: a escrita de um dicionário histórico da língua alemã, que apresentaria cada palavra com sua origem, sua evolução, seus usos e sua significação. Mas os dois haviam subestimado o trabalho a ser feito. Ainda que tenham começado essa tarefa em 1838, após a volta de Göttingen, o primeiro volume aparece apenas em 1854 e apenas alguns volumes puderam ser editados durante a vida deles. Várias gerações de germanistas darão continuidade a esta obra, e cento e vinte e três anos depois, em 4 de janeiro de 1961, o trigésimo segundo volume do dicionário foi enfim publicado.




    MORTE

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Monumento aos Grimm em Hanau​

    Wilhelm Grimm morreu em 16 de dezembro de 1859. A academia de Berlim escrevia em janeiro de 1860: "No dia 16 do último mês faleceu Wilhelm Grimm, membro da Academia, que fez brilhar seu nome à designação de linguista alemão e coletor de lendas e poemas. O povo alemão está também habituado a associá-lo ao seu irmão mais velho Jacob. Poucos homens são honrados e amados como são os irmãos Grimm, que no espaço de meio século ampararam-se reciprocamente e fizeram-se conhecidos por um trabalho comum". Jacob sozinho deu continuidade à obra deles até morrer em 20 de setembro de 1863. Os dois irmãos descansam juntos no cemitério de Matthäus em Berlim-Schöneberg.

    Suas obras no futuro iriam influenciar várias produções artísticas, tais como o teatro, o cinema e a música. Diversos contos de Grimm foram adaptados para o cinema pelos estúdios Disney. O compositor Richard Wagner inspirou-se em várias lendas recolhidas pelos dois irmãos para a composição de suas óperas, assim como na Deutsche Mythologie de Jacob Grimm para sua Tetralogia.



    Obras:

    Publicadas por Jacob Grimm:

    1819 - Gramática alemã (segundo, terceiro e quarto volumes respectivamente em 1826, 1831 e 1837)
    1828 - As antigüidades do Direito Alemão
    1834 - Edição de Reinhart Fuchs
    1835 - Mitologia alemã (aumentada na edição póstuma de 1875-1878)
    1848 - História da língua alemã
    1852 - Primeira remessa do Dicionário alemão (primeiro, segundo e terceiro volumes respectivamente em 1854, 1860 e 1862)

    Publicadas por Wilhelm Grimm:
    1811 - Poemas heróicos dinamarqueses
    1829 - A epopéia alemã

    Publicada em comum:
    1812 - Contos para a infância e para o lar (um segundo volume foi publicado em 1815. A edição é revista e aumentada em 1819 e depois em 1822. A sétima edição, de 1857, é a última que aparece em vida dos irmãos Grimm)


    Contos mais famosos:

    A Bela Adormecida;

    A boa sopa;

    A escolha de uma esposa;

    A Gansa dos Ovos de Ouro;

    A inteligente filha do camponês;

    A lua azul;

    A Protegida de Maria;

    A raposa e os gansos;

    As Aventuras do Irmão Folgazão;

    Branca de Neve e os Sete Anões;

    Chapeuzinho Vermelho;

    Cinderela (A Gata Borralheira);

    Hansel e Gretel (João e Maria);

    O Alfaiate Valente;

    O Flautista de Hamelin;

    O lobo e os sete cabritinhos;

    Os músicos de Bremen;

    O Pequeno Polegar;

    O pobre e o rico;

    O Príncipe Sapo;

    Os Sete Corvos;

    Os Três Fios de Cabelo de Ouro do Diabo;

    Rapunzel;

    Rumpelstiltskin;





    Fontes:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 18 Nov 2012
    • Ótimo Ótimo x 11
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    O primeiro livro com poucas imagens (:dente:) que lembro de ler era uma coletânea do contos dos Grimm.
    Perdi as contas de quantas vezes li aquele livro e depois doei para outras crianças ^^
     
  3. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Ótimo tópico!


    Os irmãos Grim marcaram demais minha infância, nossa, rumpelstiltskin, meu pai fazia teatro com bonecos de meia e trilha sonora no teclado. ÉPICO!

    E eu lia a bela adormecida num livro gigante que tínhamos, era super, porque parecia que era um livro maior que eu. Inocência da idade. :roll:

    Mas o melhor foi Branca de Neve, fora as "mensagens" que se pode tirar de cada obra deles, olhando de um aspecto diferenciado, claro. Não o infantil, mas o conteúdo adulto contido nelas.
     
  4. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Não sei a história do Rumpelstiltskin até hoje =(
     
  5. Aproveita o embalo e lê agora.

    Até os 12 anos achava que Grimm era um só como Perrault e Andersen.
    Aliás acho que como muitas crianças, pensava que as estórias eram todas do Disney.
    Depois ganhei os livros na tradução de Monteiro Lobato e fui descobrindo como eram as tramas.
    Não eram todas cantantes. Ms serviram ao propósito de me fazer procurar as originais.
    E como os Grimm e o próprio Perrault fizeram compilações das lendas orais a gente sai vendo outras coisas.
    Tenho um livro infantil, até hoje de contos de fadas russos, onde existe uma versão interessante de Branca de Neve.
    Um pouquinho diferente, chama-se "A princesa e os sete cavaleiros".
     
  6. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Nunca lembro de entrar neste tópico em casa pra poder ver as imagens :loserdance:
     
  7. Spartaco

    Spartaco James West

    A Editora CAsac Naify está lançando um box com as obras dos irmãos Grimm; abaixo transcrevo o que saiu no site da editora:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    No ano em que se comemora o bicentenário da primeira edição dos contos dos irmãos Grimm, a Cosac Naify se orgulha de apresentar ao leitor brasileiro uma obra rara: num feito inédito no mercado editorial do país, lança a versão original das 156 histórias, nunca antes reunidas em português, diretamente traduzidas do alemão. A coletânea, dividida em dois tomos como a original (publicados em 1812 e 1815), conta com tradução da especialista Christine Röhrig e ilustrações do gravurista pernambucano J. Borges. A Cosac Naify manteve os prefácios escritos pelos Grimm e algumas notas de cunho histórico, além de trazer uma apresentação exclusiva do professor doutor Marcus Mazzari.

    É com ar de novidade que o leitor vai redescobrir contos cujas adaptações, e seus famosos “viveram felizes para sempre”, diferem completamente dos originais, com desfechos surpreendentes (e às vezes chocantes!).

    A editora convidou o célebre gravurista pernambucano J. Borges, que conseguiu captar o maravilhoso dos textos e as metamorfoses da história por meio de uma técnica essencialmente nacional: a xilogravura. Borges talhou os desenhos em madeira, passou tinta e carimbou no papel. Muito diferente das ilustrações tradicionais das obras dos irmãos Grimm, o traço do cordelista abraça com naturalidade e humor a excentricidade e o maravilhoso da narrativa.

    Apoiada pelo Goethe Institut, os dois volumes ficam acondicionados em uma caixa, mantendo a organização proposta pelos autores. A editora preparou, além da edição convencional, uma outra especial, limitada. Esta tem capa dura revestida com tecido e luva em material transparente com impressão em serigrafia. A edição convencional, em brochura, vem em luva de papel cartão e traz na capa elementos icônicos das ilustrações
    .
     
    • Gostei! Gostei! x 6
  8. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Quero este box *_*
     
  9. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Ok, vamos lá ver o preço :D


    Edit: Ah... até que, em se tratando de Cosac, e já que é a obra de contos completa, em dois volumes etc, não está tão caro assim,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (se bem que esse é o preço da edição normal, em brochura... quanto será que custa a ed. limitada :think:?).
     
    Última edição: 30 Out 2012
  10. Spartaco

    Spartaco James West

    Parece que enquanto o box mais simples custa em torno de R$ 99,00, a edição dita limitada está quase R$ 200,00.

    Irei comprar a comum mesmo.
     
  11. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Onde cê viu o preço dessa limitada? No site só aparece a normal... #consumista #prontofalei

    Edit: Essa sim tá bem
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    mesmo... deixá pra lá :tsc:
     
    Última edição: 30 Out 2012
  12. Spartaco

    Spartaco James West

    Domingo estava no Shopping e passando pela Livraria Cultura eu vi as duas edições e a limitada estava custando R$ 198,00.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  13. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    a pergunta que eu sempre faço sobre edições limitadas: alguém sabe se é numerada?
     
  14. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Taí:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É, eu perguntei :dente:
     

    Arquivos Anexados:

    • imagem.JPG
      imagem.JPG
      Tamanho do arquivo:
      13,8 KB
      Visualizações:
      173
    • Mandar Coração Mandar Coração x 2
  15. *Ceinwyn*

    *Ceinwyn* Ogra rosa

    Preciso desse box :amor:

    E é, vou no menos caro mesmo. Ah, se eu tivesse nascido em berço de ouro....
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Rumpelstiltskin é muito amor, meu Deus! Muito amor, mesmo.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 2
  17. G.

    G. Ai, que preguiça!

  18. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    É um volume grande demais :lol:

    É sério, já vi ao vivo. Apesar de capa dura, é meio mole por causa do tamanhão. As folhas são finas e a letra pequena, sem a qualidade do Monte Cristo pocket da Zahar =\
     
    Última edição: 31 Out 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
    • LOL LOL x 1
  19. Spartaco

    Spartaco James West

    Esse é pra quem sabe inglês.:yep:
     
  20. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Ah! Aí não dá =/

    Se as letras fossem grandes(ou ao menos "normais")... eu gosto dessas páginas fininhas XD
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar