1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Os 50 melhores livros cult segundo o Daily Telegraph

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por JLM, 11 Jun 2012.

  1. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    O jornal inglês Telegraph elaborou uma lista dos 50 cult livros de todos os tempos. Você encontrará no final do artigo a lista com os livros e os títulos das edições feitas no Brasil. Caso não tenha sido traduzido, foi mantido o título original.Este tipo de lista não é nenhuma novidade, pois quase todo caderno literário vira e mexe traz algo parecido de vez em quando.O que realmente interessa não é saber quais livros estão na lista, mas os motivos pelos quais as pessoas escolheram este ou aquele livro. A escolha obviamente é sempre subjetiva. Não é uma eleição. É uma indicação que envolve critérios emocionais na maioria das vezes. Tanto que eles justificam as escolhas da seguinte forma:

    Mas o que é realmente um livro cult Foi esta a pergunta que fizeram a si próprios. Também não chegaram a uma conclusão. Qualquer motivo pode ser motivo para que consideremos um livro como cult. As explicação são até engraçadas como, por exemplo, livros que usualmente estão nos bolsos de assassinos; livros que você leva muito a sério quanto está com 17 anos, livros com uma conjunção de fatores como autor esquisito e livro com título estranho e também livros que seus filhos jamais terão.Cult livros podem ser livros que te fazem se encolher de medo, ou livros de coleções mundanas de bolso. Ao mesmo tempo, esta lista inclui livros muitos dos principais textos do feminismo, jornalismo e memórias e também os romances mais hipnotizantes. Livros classificados como cult são atemporais e não são exatamente best-sellers, até diferem destes, mesmo que alguns tenham sido como “Os Insaciáveis”, de Harold Robbins ou “Zen e a Arte de Pilotar Uma Motocicleta”, de Robert Pirsig.Nem sempre um cult livro foi aquele que trouxe idéias novas como “A Origem das Espécies”, mas “Assim Falou Zaratustra” se tornou cult. Você pode colocar a questão relativo aos livros das grandes religiões e também serem considerados como cult. Segundo os analistas, a Bíblia e o Corão não mudaram a vida de uma pessoa, mas de uma grupo de pessoas. Por isso não podem ser considerados cult, assim como “O Manifesto do Partido Comunista”, que está na mesma classificação dos dois grandes livros religiosos, isto é, mudaram a vida de uma coletividade, mas não a vida de uma única pessoa.Nesta compilação, segundo os autores, eles foram em busca de livros que praticamente moldaram a vida de uma pessoa, ou de acordo com suas palavras “um tipo de livro que as pessoas usam como uma jaqueta ou os vêem como um totem”. O livro cult é aquele que “conversa” com a sua cabeça ou que faz a sua cabeça, que te faz sentir vontade de ir à Grécia, te faz sonhar ser pacifista, que te faz saber a forma de pensar sobre si próprio entre outras formas de encarar a si perante o mundo.Em um ponto os analistas chegaram a um consenso, isto é, é você quem percebe que um livro é um cult livro. A seguir a lista dos 50 Cult Livros elaborada pelo Daily Telegraph:

    1. Matadouro 5 (Salughterhouse – 5) – Kurt Vonnegut (1969)
    2. Quarteto de Alexandria, O (The Alexandria Quartet) – Lawrence Durrel (1957/60)
    3. Às Avessas (A Rebours) – J.K. Huysmans (1884)
    4. Baby and Child Care Dr. Benjamin Spock (1946)
    5. Mito da Beleza, O (The Beauty Myth) – Naomi Wolf (1991)
    6. Redoma de Vidro, A (The Bell Jar) – Sylvia Plath (1963)
    7. Ardil 22 (Catch-22) – Joseph Heller (1961)
    8. Apanhador no Campo de Centeio, O (The Catcher in the Rye) – JD Salinger (1951)
    9. Profecia Celestina, A (The Celestine Prophecy) – James Redfield (1993)
    10. Homem dos Dados, O (The Dice Man) – Luke Rhinehart (1971)
    11. Eram os Deuses Astronautas? (Chariots of the Gods: Was God An Astronaut?) – Erich Von Däniken (1968)
    12. Confraria de Tolos, Uma (A Confederacy of Dunces) – John Kennedy Toole (1980)
    13. Confissões (Confessions) by Jean-Jacques Rousseau (1782)
    14. Memórias e Confissões de Um Pecador Justificado (The Private Memoirs and Confessions of a Justified Sinner) – James Hogg (1824)
    15. Dianética: a ciência moderna da saúde mental (Dianetics: the Modern Science of Mental Health) – L Ron Hubbard (1950)
    16. Portas da Percepção, As (The Doors of Perception) – Aldous Huxley (1954)
    17. Duna (Dune) – Frank Herbert (1965)
    18. Guia do Mochileiro da Galáxia (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) - Douglas Adams (1979)
    19. The Electric Kool-Aid Acid Test – Tom Wolfe (1968)
    20. Medo de Voar (Fear of Flying) – Erica Jong (1973)
    21. Mulher Eunuco, A (The Female Eunuch) – Germaine Greer (1970)
    22. Nascente, A (The Fountainhead) – Ayn Rand (1943)
    23. Gödel, Escher, Bach: um entrelaçamento de gênos brilhantes (Gödel, Escher, Bach: an Eternal Golden Braid) – Douglas R Hofstadter (1979)
    24. Arco-Íris da Gravidade (Gravity’s Rainbow) – Thomas Pynchon (1973)
    25. The Holy Blood and the Holy Grail - Michael Baigent, Richard Leigh and Henry Lincoln (1982)
    26. I Capture the Castle by Dodie Smith (1948)
    27. Se Um Viajante Numa Noite de Inverno (If on a Winter’s Night a Traveller) – Italo Calvino (1979)
    28. João de Ferro (Iron John: a Book About Men) – Robert Bly (1990)
    29. Fernão Capelo Gaivota (Jonathan Livingston Seagull) – Richard Bach and Russell Munson (1970)
    30. The Magus – John Fowles (1966)
    31. Labirinto (Labyrinths) – Jorge Luis Borges (1962)
    32. Leopardo, O (The Leopard) by Giuseppe di Lampedusa (1958)
    33. Mestre e Margarida (The Master and Margarita) – Mikhail Bulgakov (1967)
    34. Sem Logo – A Tirania das Marcas em um Planeta Vendido (No Logo) – Naomi Klein (2000)
    35. On The Road – Pé na Estrada (On The Road) -Jack Kerouac (1957)
    36. Medo e Delírio em Las Vegas (Fear and Loathing in Las Vegas) – Hunter S Thompson (1971)
    37. Outsider, O (The Outsider) – Colin Wilson (1956)
    38. Profeta, O (The Prophet) - Kahlil Gibran (1923)
    39. The Ragged Trousered Philanthropists by Robert Tressell (1914)
    40. Rubáiyát (The Rubáiyát of Omar Khayyám) – Edward FitzGerald (1859)
    41. The Road to Oxiana by Robert Byron (1937)
    42. Siddhartha (Siddhartha) by Hermann Hesse (1922)
    43. Sofrimentos do Jovem Werther (The Sorrows of Young Werther) – Johann Wolfgang von Goethe (1774)
    44. História de O (Story of O) – Pauline Réage (1954)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
    46. Erva do Diabo, A (The Teachings of Don Juan: a Yaqui Way of Knowledge) – Carlos Castaneda (1968)
    47. Testament of Youth by Vera Brittain (1933)
    48. Assim Falou Zaratustra (Thus Spoke Zarathustra) – Friedrich Wilhelm Nietzsche (1883-85)
    49. Sol é Para Todos, O (To Kill a Mockingbird) – Harper Lee (1960)
    50. Zen e a Arte de Manutenção de Motocicletas (Zen and the Art of Motorcycle Maintenance: an Inquiry into Values) – Robert M Pirsig (1974)


    (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    )
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    sou 1 cara nada cult. da lista só li 5

    8. Apanhador no Campo de Centeio, O (The Catcher in the Rye) – JD Salinger (1951)
    18. Guia do Mochileiro da Galáxia (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) - Douglas Adams (1979)
    27. Se Um Viajante Numa Noite de Inverno (If on a Winter’s Night a Traveller) – Italo Calvino (1979)
    38. Profeta, O (The Prophet) - Kahlil Gibran (1923)
    42. Siddhartha (Siddhartha) by Hermann Hesse (1922)
     
  3. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Ardil-22 é um livro fabuloso, principalmente pela forma como ele se utiliza da linguagem para ridicularizar a instituição militar. Claro que o Heller nunca mais conseguiu escrever algo sequer perto dele (ainda tenho uma curiosidade no Retrato do artista quando velho); mas, mesmo assim, livro fabuloso.
     
  4. fcm

    fcm Visitante

    também não sou cult...

    42. Siddhartha (Siddhartha) by Hermann Hesse (1922)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
     
  5. Vinnie

    Vinnie Usuário

    Eram os deuses astronautas?
    Duna
    On the road
    O Estrangeiro.

    Os que li.


    Os livros-culto são bons, mantém vc ocupado, livre das mierdas. O problema é quando as mierdas são eles.
     
  6. Gigio

    Gigio Usuário

    Acho que dá mesmo para perceber um espírito cult na lista: são livros bastante comentados, que passam aquela aura de serem capazes de transformar a maneira como as pessoas veem as coisas, mas na verdade pouco lidos. São aqueles livros dos quais algum amigo está sempre falando, e que você sempre deixa para ler um outro dia...

    Entre os que já li, tem uns que para mim são totalmente cult mesmo. Também adoro muito Ardil-22, por exemplo. Desde que ele fez aniversário de 50 anos estou me cobrando relê-lo e escrever uma boa resenha...

    Outros só pelo nome já parecem interessantes, como esse Ragged Trousered Philanthropists (Os filantropos de calças puídas). :lol:
     
  7. Calib

    Calib Visitante

    17. Duna – Frank Herbert
    40. Rubáiyát Omar Khayyám
    42. Sidarta Hermann Hesse
    43. Sofrimentos do Jovem Werther Goethe
    45. O Estrangeiro – Albert Camus


    Apenas 10% cult.

     
  8. Liv

    Liv Visitante

    Serei cult em breve, tenho uns desses pra ler aqui na minha estante =d
     
  9. Urubu Rei

    Urubu Rei Visitante

    Profecia Celestina entre os 50 melhores livros cult? O.O Essa joça é tremendamente ruim. Essa lista é séria?


    edit: agora li melhor o tópico e vi como a lista foi composta. Por isso há algumas bizarrices aí no meio.



    8. Apanhador no Campo de Centeio, O (The Catcher in the Rye) – JD Salinger (1951)
    11. Eram os Deuses Astronautas? (Chariots of the Gods: Was God An Astronaut?) – Erich Von Däniken (1968)
    17. Duna (Dune) – Frank Herbert (1965)
    29. Fernão Capelo Gaivota (Jonathan Livingston Seagull) – Richard Bach and Russell Munson (1970)
    31. Labirinto (Labyrinths) – Jorge Luis Borges (1962)
    35. On The Road – Pé na Estrada (On The Road) -Jack Kerouac (1957)
    38. Profeta, O (The Prophet) - Kahlil Gibran (1923)
    43. Sofrimentos do Jovem Werther (The Sorrows of Young Werther) – Johann Wolfgang von Goethe (1774)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
    48. Assim Falou Zaratustra (Thus Spoke Zarathustra) – Friedrich Wilhelm Nietzsche (1883-85)


    Esses foram os que li. A Profecia Celestina eu comecei a ler mas desisti no meio do livro.
     
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Só li esses, 22%, só gostei dos 11, 18, 29, 42, 48 e 49.
     
  11. Gigio

    Gigio Usuário

    Terminei ontem de ler "The Magus" e fiquei procurando explicações para o plot na internet. Depois de ler umas 50 resenhas no Goodreads (de um assustador total de quase mil disponíveis!) confirmei duas reações gerais ao livro:

    1. extremamente viciante, ninguém consegue deixá-lo de lado sem saber afinal qual o sentido do mistério;
    2. depois que o livro acaba ninguém sabe explicar direito qual era o mistério.

    Se alguém chegar a lê-lo por favor me avise e me ilumine.
     
  12. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Nada cult:

    18. Guia do Mochileiro da Galáxia (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) - Douglas Adams (1979)
    43. Sofrimentos do Jovem Werther (The Sorrows of Young Werther) – Johann Wolfgang von Goethe (1774)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
     
  13. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    atualizando julho 2013

    fiquei 2% mais cult esse ano, :roll:

    8. Apanhador no Campo de Centeio, O (The Catcher in the Rye) – JD Salinger (1951)
    18. Guia do Mochileiro da Galáxia (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) - Douglas Adams (1979)
    27. Se Um Viajante Numa Noite de Inverno (If on a Winter’s Night a Traveller) – Italo Calvino (1979)
    38. Profeta, O (The Prophet) - Kahlil Gibran (1923)
    42. Siddhartha (Siddhartha) by Hermann Hesse (1922)
    43. Sofrimentos do Jovem Werther (The Sorrows of Young Werther) – Johann Wolfgang von Goethe (1774)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
     
  14. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    1. Matadouro 5 (Salughterhouse – 5) – Kurt Vonnegut (1969)
    18. Guia do Mochileiro da Galáxia (The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy) - Douglas Adams (1979)
    35. On The Road – Pé na Estrada (On The Road) -Jack Kerouac (1957)
    45. Estrangeiro, O (The Stranger) – Albert Camus (1942)
    49. Sol é Para Todos, O (To Kill a Mockingbird) – Harper Lee (1960)
     
  15. Calib

    Calib Visitante

    Preciso terminar logo "A história de O" para ficar 2% mais cult também.
    E mais safads também :obiggraz:
     
    • LOL LOL x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  16. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Os que eu li da lista:
    "Profecia Celestina" é o resultado de alguém que cagou letrinhas em um livro e quis chamar de psicologia. Só isso já e diz muito da qualidade da lista.

    No entanto, tem 4 dos meus livros preferidos: "On the Road", "Guia do Mochileiro das Galáxias", "O Estrangeiro" e "Assim Falou Zaratustra".

    Minha avaliação final da lista: seilah kabeça.
     
    Última edição: 12 Jul 2013
  17. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Li O Quarteto de Alexandria um dia desses. A época e locação são atraentes mas em termos de me conquistar o livro não me conquistou (achei de leitura lenta mas não sei identificar o quê exatamente).

    Acho que no quesito tematização de época e de desertos eu curti mais os livros do Christian Jacq.
     

Compartilhar