1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Discussão O caminho gamer

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Shazan, 25 Jan 2008.

  1. Shazan

    Shazan siscapuliu

    Qual foi o seu caminho como gamer?

    ---

    O meu caminho gamer não teve grandes desastres, se não fosse o GCN e a falta de um NES, indevidamente trocado por um Master System devido a minha pouca idade e propaganda da Tec Toy no Brasil na época.

    Eu não caí na cova com o Dreamcast como o Kyo (LULZ!) nem comprei os duvidosos Jaguar, 3DO e NeoGeo. Plataformas como Gamegear, Nomad e SegaCD eu também deixei pros fanboys (e riquinhos, pois o NOMAD, por exemplo, era uma facada). Preferi SNES a MEGADRIVE e PLAYSTATION a SATURN.

    > Atari
    > Master System
    > Super Nintendo
    > Game Boy Pocket
    > Game Boy Color
    > Nintendo 64
    > PC
    > Playstation + PC
    > PC
    > Mais PC
    > Gamecube + PC
    > PS2 + WII + PC
    > DS + WII + X360 + PC

    Fatos:
    • Joguei pouco Atari porque além de não gostar muito dos jogos eu era muito novo e as fontes de energia dele queimavam com certa frequência.
    • Sempre senti falta de um NES em minha existência. Desde garoto eu gostava do videogame.
    • Comprei o Gameboy pocket e poucos meses depois saiu o color, para meu completo desespero. Fui brigado a utilizar o natal seguinte para pedir outro gameboy. Dessa vez, o color.
    • Eu ainda lembro da manhã de Natal, de pijamas, em que eu ganhei meu Nintendo 64 e dei muita risada do vídeo do garoto que também ganhou, só que gritou "um pouco" além da conta e virou um hit de internet.
    • Sim, eu jogava pokemon no gameboy color. Tive o Red, o Blue o Yellow. Também passava meus pokemons pro pokemon stadium pra jogar no Nintendo 64
    • Multiplayers de Smash Bros, Goldeneye, Perfect Dark, Mario Tenis e Mario Kart no Nintendo 64 foram marcantes na minha vida.
    • Eu só não joguei meu gamecube no fundo do armário por causa de UM jogo: Super Smash Bros Melee. Os outros todos eu vendi ou não quis jogar, tamanho decepção que tive com o videogame. Não gostei nem das sequência de jogos que gostei no N64, como Mario Kart e Mario Tenis;
    • Me apaixonei perdidamente pelo mundo online dos PCs especialmente por causa de dois jogos: AGE OF EMPIRES e DIABLO
    • Joguei Diablo 2 por mais de 3 horas por dia por quase 2 anos
    • Só voltei aos videogames depois da decepção com meu gamecube (utilizado 98% dos seus 5 anos de vida pra jogar Smash Bros Melee) graças a um velho amigo Nintendista que me fez crer que valia a pena comprar o Wii, mesmo não tendo um Smash Bros lançado ainda.
    • Meu PS2 é subutilizado e foi comprado recentemente, para aproveitar o final de vida do videogame, cheio de jogos.
    • Acumulo mais de
      Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
      , somente desde dezembro de 2005. Quase 2 horas de jogo por dia, de um mesmo jogo, o que é de certa forma preocupante.
    • O que está em vermelho é meu futuro breve.
      [*]Eu teria comprado um X360 ao invés de um WII, se não fosse o fato de 9 entre 10 amigos terem perdido o videogame para as red lights na época. Mas não em arrependi e me sinto satisfeito e ter decidido ter ambos. São bem diferentes.
      [*]Quando eu tiver 70 anos vou lembrar dessa lista e de como ele cresceu em quase 50 anos de jogatina desde que foi feita aos 22 anos de idade.

      ---

      Fiquem à vontade para dividirem seus históricos e comentários de suas histórias como gamers.

     
    Última edição: 25 Jan 2008
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Interessante isso. Vamos lá então:

    >Odissey
    >Atari
    >MSX
    >NES
    >Game Boy (tijolão, hoje apelidado de classic)
    >Mega Drive
    >SNES
    >PC
    >Playstation 2

    Fatos:
    No dia em que eu ganhei o meu Odissey fez quarenta graus centígrados pela manhã e nevou à tarde. Bem-vindo a Porto Alegre.
    Eu tive que comprar 3 joysticks em uma semana por causa do jogo Decathlon, no Atari. Minha mãe destruiu a fita depois disso.
    Os jogos do meu MSX eram consideravelmente inferiores aos do Atari em vários aspectos.
    Meu NES era o terrível Super Charger e não rodava praticamente nenhum jogo.
    Eu virei Battletoads.
    Uma vez arrombaram a minha casa e só roubaram o meu Mega Drive.
    Eu comprei meu Game Boy em New York.
    Eu quase quebrei meu Game Boy quando virei o jogo Bugs Bunny. 72 fases infernais só pra ver a frase : Congratulations, you're a good player! na tela.
    Eu consegui o meu SNES ao ludibriar um preibói da minha escola dizendo que um walkman da sony valia beeeeeeeeeeem mais que o SNES podre dele.
    No dia seguinte à minha negociata envolvendo o walkman sony e o SNES passou um tornado por Porto Alegre e minha casa ficou sem luz por 20 dias. Karma é foda.
    Eu comprei um PS2 só porque fiquei de saco cheio de gastar dinheiro com upgrades no PC.
     
    Última edição: 25 Jan 2008
  3. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Atari
    > NES (uma versão falseta)
    > Super Nintendo
    > Playstation
    > Nintendo 64
    > Game Boy Pocket
    > Game Boy Color
    > Dreamcast
    > Game Boy Advance
    > Playstation 2
    > Game Boy Advance SP
    > Na expectativa pra comprar um DS

    Fatos:

    - Joguei muito pouco do Atari e até hoje não sei o que foi feito dele. Tudo que me sobraram foram dois controles.

    - Meu vício começou com minha versão "alternativa" do NES. Tinha um daqueles cartuchos de "500 mil jogos em um", que pra minha felicidade incluia o clássico Contra completo, foi o primeiro jogo que realmente viciei.

    - Super Nintendo significa fins de semana na casa de amigos ou com eles na minha casa, normalmente participando de campeonatos de Mario Kart, Super Street Fighter 2 e o clássico Internacional Superstar Soccer. Jogos favoritos dessa época ficaram sendo o Super Mario World e Megaman 7, sendo que o segundo infelizmente nunca consegui terminar.

    - Comprei o Playstation junto do meu irmão na única viagem que fiz aos EUA, ainda criança. Poucos meses depois ele inventou de emprestar o videogame para um amigo dele, cuja casa foi roubada, o que significou a perda do Playstation e jogos como Tekken 2 e Twisted Metal 2 originais. O Playstation comprado como substituto me apresentou ao famoso Dual Shock e abriu caminho para o uso de jogos piratas. Único jogo que permanece daquela visita aos EUA é o primeiro Street Fighter Alpha original.

    - Foi com o Playstation que comecei a gostar do gênero RPG

    - Enchi o saco da minha mãe no natal pra me dar o Nintendo 64 junto com o Mario 64. Foi o console que mais me decepcionou e um dos que menos tive jogos. Somando, tive somente 5 jogos pra ele, por falta de meios de adquirir mais.

    - Durante o ano, o único jogo que possuia para o Gameboy Pocket era Tetris, que jogava diariamente. Grandes gastos em pilha ocorreram devido a isso. Quando finalmente adquiri outros jogos (Zelda e Pokemon Yellow), um mês depois acabei ganhando o Gameboy Color.

    - Tive quase todas as versões de Pokemon para o GBC, faltando somente aquela que tinha o Suicune na capa.

    - Dreamcast foi um dos consoles que mais gostei, mas que proporcionalmente foi o que menos jogos originais consegui comprar. Basicamente a vida que ele teve dependeu exclusivamente das locações que eu fazia. Jogos como Grandia 2 e Shenmue terminei na base da locação. Ultimamente uso ele só pra jogos de luta e como emulador de Mega Drive.

    - Playstation 2 usei basicamente para jogar RPGs, e um ou outro jogo que conseguisse chamar a atenção. Foi a partir dele que perdi um pouco do tesão de jogar videogame, devido principalmente ao fato de que ao iniciar qualquer jogo, basicamente tem que passar por um tutorial chatissimo que dura 3 horas.

    - Gameboy Advance SP atualmente é meu "console" oficial, basicamente é a plataforma pra qual eu mais tenho jogos, embora grande parte deles ainda tenha que terminar.

    - Ultimamente a única coisa que tenho jogado é o Playstation, já que consegui adquirir diversos títulos clássicos usados (e originais) pro console, como Dragon Quest 7, Vagrant Story e o primeiro Grandia.
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Nintendinho + Arcade
    > SNES
    > Gameboy Color
    > Nintendo 64
    > PC
    > Gamecube + Gameboy Advance
    > PS2 + PS1
    > DS + Wii + PS3 + PC



    Fatos:

    - Como o Nintendinho ficava na casa de um avô meu em Sampa, quando estava no Rio eu matava meu tempo gamer nos clássicos flipers ao lado da padaria.
    - Quando eu finalmente consegui fechar Mario3 deixando o Nintendinho ligado a noite toda. E como eu odiava aquele cachorrinho de Duck Hunt...
    - SNES é meu videogame preferido. Principalmente porque foi quando eu encontrei uma locadora de fitas com grande repertório e que me possibilitou jogar praticamente todos os jogos existentes desse console. Infelizmente nunca mais achei uma locadora para os videogames posteriores com tal número de games disponíveis.
    - Também joguei Pokemon Red&Blue até o fim. E o Yellow.
    - O dia em que ganhei o N64 e simplesmente me embasbaquei com Mario64. Era dia de aula de Judô mas eu convenci meu pai a matar esse dia para ficar jogando com um colega meu. Até hoje é o jogo com o maior impacto inicial que tive.
    - Horas no multiplayer de Goldeneye e Mario Kart64 com amigos. E OoT, claro.
    - Febre de CS lá por 2000/2001 em lan houses.
    - Luta final de Zelda: Wind Waker. Tinha um save pouco antes da sequencia final só por causa dela.
    - Série Xenosaga em PS2. E multiplayers de W11 com amigos.
    - Aproveitei a retrocompatibilidade do PS2 para recuperar alguns clássicos de PS1 que eu tinha passado em branco.
    - Meu tio apaixonado por baseball se empolgando com Wii Sports.
     
    Última edição: 25 Jan 2008
  5. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Atari
    > Mega Drive
    > PC
    > Playstation
    > PC
    > Ps2
    > PC

    Fatos
    - Nunca tive um console portátil.
    - O console que mais me apeguei foi o Ps.
    - A minha praia sempre foi o pc. Desde pequeno, com Doom e outros jogos. Dei um tempo quando peguei o Ps, mas depois voltei as origens.
    - Nunca gostei de RPG's eletrônicos, apesar de adorar os de mesa.
    - Os jogos que mais me marcaram: Diablo 2 e Half Life. Devo ter zerado umas 5 vezes, cada. No caso de Diablo 2, eu jogava no single player nessa época então só ia até o final do normal. Half Life eu zerei normal e hard.
    - Detesto Diablo 1. Acho a coisa mais chata do mundo.
    - Quase nunca jogo expansões. Posso adorar o jogo, mas nunca me interesso.
     
  6. Fëanor

    Fëanor Fnord Usuário Premium

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    - Atari
    - Mega Drive
    - Super Nintendo
    - PC
    - Game Boy
    - Playstation
    - PC

    Fatos:

    • Destruí dezenas de controles do Atari jogando Enduro.
    • Meu console favorito é o Super Nintendo, eternamente.
    • O jogo mais marcante para mim é Chrono Trigger. Consegui uns 5 ou 6 finais diferentes.
    • Meu vício no PC se limita a poucas coisas: Age of Empires e Diablo II. Ah sim, e Elastomania. De vez em quando volto a jogar um Neverwinter Nights ou Counter Strike, para lembrar como era.
    • O único jogo de futebol que me agrada é International SuperStar Soccer.
    • Na febre de Pokémon para Gameboy, joguei até versão em japonês.
    • Como têm sobrado pouquíssimo tempo para jogar algum console, já que não tenho mais uma televisão exclusiva para esse fim e instalar na televisão disponível la em casa é um esforço homérico, tenho buscado emuladores para aplacar a vontade.
     
  7. Omykron

    Omykron far above

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Master
    > Snes
    > PSX
    > PS2.

    foi só isso.

    fatos:

    MGS foi o primeiro jogo ever a me fazer jogar 30x de todas as formas possiveis. O MGS3 veio em seguida. O 2 é xoxo ):
     
  8. Isildur

    Isildur Oh, no... More Porcelaine!

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    - Fliperamas (com 5 anos!!!)
    - Atari
    - NES
    - Master System
    - Mega Drive
    - PC
    - Gameboy Color
    - Dreamcast
    - PS2
    - Gameboy Advance SP
    - PC (Gamerig)

    Fatos:

    - Comecei cedo: em 1986, com 5 anos, meu pai sempre me levava pra jogar um jogo de "tiro" no fliperama. Era um jogo com uma bazuca (o gatilho era um pial de interruptor de luz!!!), onde passavam uns pixels toscos na tela e você deveria acertá-los. A bazuca só tinha um eixo (ia da esquerda pra direita e vice-versa, só!)

    - Quebrei vários joysticks jogando Decathlon. Até descobrir que o que destruia eles eram os 400m rasos, que eu deixei de jogar, por já ter ficado dias sem poder usar o Atari por falta de controle! :lol:

    - Meu primeiro survival horror foi Adventure, do Atari! Deus, como eu tinha medo daquele bicho que te perseguia pelo labirinto, apelidado carinhosamente de "Bicho-papão" (eu tinha uns 7-8 anos...)

    - Jogos de Verão, do Master System foi o primeiro jogo que eu fiz "UAU!" quando vi pela primeira vez. E continuei a achar ele "UAU!" ainda por muitos anos!

    - Em alguma época entre meu Master System e meu Mega Drive, descobri na minha locadora o NEO-GEO. Tinha lá pra jogar e foi amor a primeira vista. Claro, um sonho impossível, visto que os cartuchos custavam o preço do aparelho praticamente.

    - Ganhei um Mega Drive tardiamente, só por causa de Street Fighter II. A versão do MD era muito melhor que a do SNES.

    - Sempre quis ter um SNES (os jogos eram melhores que os do MD), mas consegui ir a forra a partir de 1997-1998, quando um amigo meu me mostrou "Uns jogos que eu tenho no PC, que eram iguais aos dos SNES".

    - A descoberta dos emuladores me fez largar por um tempo os VG's. Já era fã de PC, e agora podendo jogar os jogos de SNES/MD e um tempo depois, os jogos de NEO-GEO de CPS-1 e 2, eu não queria outra vida!

    - A primeira vez que eu joguei Resident Evil eu pirei! O jogo era DEMAIS! Era uma versão muito melhorada de Alone in the Dark!

    - Então eis que surge o Marvel Vs. Capcom 2 e o Dreamcast. O DC é o vídeo-game que eu guardo as melhores memórias. Ganhei ele logo no início, então aproveitei bastante, Sendo Shenmue, na minha opinião, o melhor jogo já criado em todo multiverso!

    - O PS2, mais específicamente, FFX, me fez pela primeira vez coçar a cabeça com um WTF?!?!? Segundo o save do jogo eu já estava jogando ele a 68 horas! Como assim! Eram quase 3 dias direto jogando! 8-O
     
  9. Feanari

    Feanari I say... fuck 'em all!

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    - Atari
    - Nintendo 64
    - Gameboy Color
    - GameCube
    - Gameboy Advance SP

    Fatos:

    - Eu jogava Atari aos 2 anos de idade... Pouco tempo depois, meu irmão mais novo ja ganhava de mim
    - Fiquei uns 3, 4 anos sem jogar videogames, e pulei a fase do NES e do SNES... (prq não tive, mas joguei na casa de uma amiga)
    - Ganhei meu 64 no dia das crianças, em 96... Meu irmão ficou eufórico que nem o moleque do vídeo (ele tinha 6 anos de idade).
    - Inicialmente, meu pai jogava os jogos e a gente só assistia, porque ninguém consegua segurar o controler... (mãos pequenas =X). Eu raramente saio da condição de espectadora.
    - A primeira vez que eu efetivamente joguei um jogo de 64, foi na fase do escorregador "secreto" da Peach, em Mario 64...
    - Me dou melhor em jogos de Gameboy, tanto que o único Zelda que EU consegui zerar foi um do Color.
    - Hoje em dia, eu só jogo multiplayers. E só prq meu irmão precisa treinar... Minha paixão é assistir mesmo (weirdo?)
     
    Última edição: 28 Jan 2008
  10. Erunamo

    Erunamo Baluarte da Nostalgia

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    - TK-2000
    - Atari
    - NES
    - PC
    - PC
    - E Mais PC
    - Playstation OOOONEEEE!!! (ler com a voz do Nintendo 64 Freak Boy)
    - Dreamcast
    - Playstation 2
    - PC



    Fatos:

    - Tk-2000 era algo próximo a um computador, com a diferença que era ligado na TV (no meu caso uma Telefunken preto e branca :dente:) e usava um gravador de fita K-7 como "interface de entrada"... O jogos eram (bizarramente) gravados em fita e para executá-los era preciso posicionar a mesma em um determinado ponto (usando um contador de giro que vinha no gravador), digitar um comando na tela e dar "play"... A fita ia então rodando e o jogo ia sendo carregado na limitada memória do computador (oq demorava em média 1 minuto (quando não dava erro, é claro (oq muito frequentemente acontecia))). E eu manejava toda essa fabulosa parafernália com apenas 6/7 anos de idade... :cool: A intenção da minha mãe ao comprar o monstro era até nobre: Me familiarizar com os computadores, já que "eles eram o futuro"... Na prática tudo oq ela conseguiu foi despertar meu lado geek e minha paixão por jogos... :mrgreen:

    - Eu nunca entendi como as pessoas conseguiam quebrar seus controles de atari (aquela bosta era resistente pacas). Vcs eram trogloditas bestiais.

    - No dia em que fui comprar meu NES, havia a escolha de levar um Phaton System (produzido pela Gradiente, e o melhor clone nacional do NES) e o VG-9000 (produzido pela CCE, e consequentemente o pior clone do NES)... A escolha parecia óbvia (na realidade nem tanto, pois na época eu era uma criança ingênua e não sabia oq significavam as siglas da CCE... :disgusti:)... A única diferença é que o VG-9000 vinha com Mario e o Phanton com Roling Thunder... A escolha foi imediata. :obiggraz: Claro que isso me trouxe complicações adiante, já que a bosta do videogame da CCE era incompatível com diversos cartuchos (entre eles castlevania, um dos meus favoritos :disgusti:). A gota d'água veio quando comprei Totally Rad (um dos jogos que eu mais ansiava jogar) e o jogo não rodou... Troquei mil vezes a fita, versão japa e americana, nada... Finalmente vendi a bosta do VG-9000 e comprei um Phanton e finalmente voltei a sorrir... :obiggraz:

    - A primeira vez que vi o Master System rodando Alex Kid eu quase pirei... Pior, na época eu tinha acabo de ganhar meu meu Nintendo, então a sensação de ter "escolhido o cavalo errado" era grande... Implorei pra minha mãe comprar, quase vendi meu Nintendo... Por sorte não custou muito para minha prima ganhar um de presente e pude enfim experimentar os poucos bons jogos que justificavam a compra do Master... Por fim percebi que não valia comprá-lo e me senti muito satisfeito em ter feito a escolha certa! :obiggraz:

    - Após a venda do meu Nintendinho (um dos maiores arrependimentos da minha vida :|), iniciou-se oq ficou conhecido como a "idade das trevas do joystick", período no qual eu permaneci afastado dos consoles (jogando muito esporadicamente na casa de algum colega) e me limitando apenas aos jogos de PC... Mas sempre trouxe comigo a eterna frustração de ter deixado a "geração 16 bits" passar em branco... Somente nos idos de 97, com o advento da emulação, pude conhecer verdadeiramente os grandes clássicos do mega e snes, além de revisitar tantos outros de meus amados Atari e NES... :obiggraz:)

    - Meu primeiro "IBM PC" foi um 286. O bicho foi trazido dos ÊÚA e possuia coisas incomuns pra época, como monitor VGA (não confundir com o SVGA) e drive de disquete 3.5'' (na época o normal eram os de 5.4'')

    - O Playstation foi o primeiro console que "banquei com o suor do meu trabalho" e marcou tb oq ficou conhecido como "a renascença videogamística do Tio Namus". Foi através do console que conheci meu primeiro Final Fantasy (o 8, que até hoje é meu favorito :grinlove:)...

    - Eu ria das pessoas que tinham Nintendo 64 e sentia muita pena por elas (principalmente por terem que jogar com oq considero o PIOR joystick da história)

    - O Dreamcast foi oq costumo chamar de uma "paixão de verão" pois o maldito partiu com a mesma velocidade que veio... Meu PSX nunca entendeu a traição, já que mantínhamos uma longa relação, baseada na confiança mútua e no respeito... Mas o Dreamcast era mais bonito e deixava fazer coisas que o PSX não deixava... :hanhan: O Dreamcast me ensinou a nunca mais confiar na Sega... (não que eu confiasse muito nela, In the first place... :think:)



    Eu chamava ele de "Pato"... :lol: Aliás o bicho era um dragão, que nada mais é dq uma combinação de pato e bicho-papão... :dente:

    o Knolex diz "UAU!!!!!!!!!!!!!!!!!" até hoje pra menina do patins... :mrgreen:

    Vc está louco... A versão pra Mega é MUITO inferior, tanto nos controle (3 botões X 6) quanto graficamente.

    Vc está louco 2. Mas sim, RE é muito bom...

    Vc tb acabou gritando feita uma alucinada por influência do seu irmão, igual a menininha do vídeo? :roll:

    É algum tipo de fetiche gamístico ou oq?
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  11. Isildur

    Isildur Oh, no... More Porcelaine!

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Olha se vc tinha esse joy:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Podia até ser dificil quebrar, mas com esse aqui (que era o que eu tinha):
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Era beeeeem fácil!

    O Gráfico do do Mega era beeeem melhor (especificamente NESSE Street Fighter), assim como a resposta aos comandos! E claro, eu comprei a versão do Mega Drive que vinha com Street Fighter II Champion Edition (1994), que vinha com os controles de 6 botões, que diga-se de passagem, junto com o Joystick preto-padrão do Saturno, eram os melhores joypads já feitos pra console! O joy de 6 botões do mega, até hoje é o meu favorito... O controle de 3 botões do MD era medonho, assim como o do Snes é horroroso pra jogos de luta!
     

    Arquivos Anexados:

  12. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Atari
    > Master System
    > Super Nintendo / PC
    > Nitendo 64 / PC
    > PS2 / PC

    Fatos
    - Comecei no Atari, simplesmente adorava. Eu nasci numas das primeiras gerações que pegou o Atari no Brasil. Pitfall, Enduro, RiverRaid, Boxe, Olimpiadas, Sexta-Feira 13!!,Pique-Esconde, um que tinha um dragão te perseguindo, etc, o Atari foi simplesmente fantástico.

    - Em seguida comprei o Master System. Outro video game que adorei. Alex Kid, jogo de tiro com controle/pistola!, Double Dragon, etc. Foi um salto de qualidade e divertimento em relação ao Atari.

    - Super Nitendo: simplesmente o mais foda dos consoles que já existiu. Foi o rei supremo por anos, teve dezenas e dezenas de jogos fantásticos: mortal kombat, streat fighter, final fight, internatational superstar soccer, super mário, zelda, castelvania, etc!!!!! Foi o último video-game onde eu jogava mais em console do que no PC.

    - Nitendo 64: a queda! Apesar de ter jogos bons como mario kart, 007 e starfox eram poucos os jogos, caros, e dificeis de achar. Esse console me fez abandonar vídeo-game por vários e vários anos. Com os PCs cada vez mais podentes e baratos, migrei complemente pra eles.

    - PS2: de tanto ver o pessoal falar resolvi comprar o PS2 e jogo basicamento dois jogos: futebol e god of war. Valeu a pena, jogo pouco mas gosto bastante desses games (e mais alguns). PC continua imbatível pra mim, os jogos que mais gosto estão nele e ainda é mais fácil jogar online via PC. Difícilmente vou comprar algum outro console, a não ser que veja uma promoção muitoooo boa. PC rules.
     
  13. Glaurung- o pai dos dragões

    Glaurung- o pai dos dragões Lagarto de Morghoth

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    > Atari
    > Master System
    > Mega Drive
    > Super Nitendo
    > Playstation
    > PC

    fatos:
    - ficava minha familia inteira jogando atari, principalmente o jogo do sapo atravessando a rua
    - Uma das minhas maiores frustrações é nunca ter terminado o Alex kid que vinha na memória do Master
    - A galera do bairo fazia fila em minha casa só pra jogar super street fighter II pro Mega
    - Na época que eu tinha o SNES eu era tido como um dos mais viciados do bairo
    - fiz meu pai comprar um playstation por causa do jogo Final Fantasy 7(o melhor) e fiz minha avó comprar o jogo pra mim :)
    - Minha mãe ficava horas e horas vendo eu jogar Resident Evil (ela é aficionada por histórias de terror)
    - Atualmente só jogo no PC e quem sabe no futuro eu compre um wii
     
  14. Jedi Solo

    Jedi Solo The Greatest Jedi

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Minha é medíocre.

    GameBoy Pocket
    PC
    GameBoy Color + PC
    PC
    GameBoy Advance SP + PC
    PC³

    Fatos:
    - Nunca tive o dinheiro próprio e meus pais eram muito pão duro pra comprar console pra mim. Tive que jogar nos consoles dos meus amigos, e com eles já joguei tudo, de Atari até PS2 e XBOX.
    - Já joguei e zerei todas as versões possíveis de Pokémon. /o/
    - Hoje em dia só jogo em PC, até guardei um dinheirão pra comprar um foda que roda tudo. Tenho uns 30 jogos pra PC atualmente.
    - GameBoy me salvou do tédio eterno quando me mudei dos EUA pro Brasil.
    - Dos consoles que eu já joguei e não tenho, o N64 é meu preferido; com jogos absurdamente fodas como StarFox, Super Smash Brothers, Mario Kart e International SuperStar Soccer.
    - No meu PC os jogos de Estratégia dominam. \o\
     
  15. Uncle

    Uncle Sou cool

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    - Atari
    - Master System
    - Super Nintendo
    - Arcade
    - PC
    - Playstation
    - Game Boy Advanced SP
    - Playstation 2


    Fatos:

    - Quebrei mais de 5 controles de Atari. Jogando-os contra a parede.
    - Alex Kidd na memória é o que há.
    - Super Nintendo melhor videogame de todos os tempos.
    - Zelda: A link to the past foi o primeiro jogo de RPG de videogame que eu joguei.
    - Simpsons e Tartarugas Ninja no Arcade é foda. :grinlove:
    - Final Fantasy VI é meu jogo preferido.
    - Joguei Counter-Strike até em campeonatos.
    - Acho Guitar Hero um dos jogos mais divertidos das últimas safras.
     
  16. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Guitar Hero fez algo meio obvio, que não sei como nenhuma produtora tinha se ligado antes. Basicamente uniu a jogabilidade viciante dos milhares jogos de "dança" (basicamente acerte os comandos no tempo certo, no ritmo da música), com músicas realmente boas... e em vez de você ficar que nem um retardado num tapete, faz isso se forma mais aceitavel com um controle em forma de guitarra.
     
  17. luizfar

    luizfar Tiger-striped cat

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Todo BN deveria ser obrigado a postar neste tópico.
    Segue meu 'profile', bem modesto:

    > SNES
    > PC
    > Game Boy Color, GBA, Mega Driver

    Fatos:

    • Minha vida de gamer, principalmente na fase infantil, é marcada por seguidas decepções devido ao low-budget disponível para minha família e ao preconceito da minha mãe em relação aos games;
    • O primeiro vídeo-game que joguei foi Atari, que meu primo tinha, joguei ele por um único dia. Uma vez meu primo disse que me daria ele, colocamos na sacola pra levar pra casa, mas minha mãe deu um jeito de convencer minha tia a não deixar;
    • Quando ia pra São Paulo, meu primo levava o Mega Driver dele pra casa da minha vó (onde eu ficava hospedado), e eu passava horas e horas jogando Sonic 2 e Street Fighter II;
    • Só ganhei meu SNES em 1996. Meu irmão (ele é uns 20 anos mais velho que eu) tinha aprendido a jogar International Super Star Soccer com uns amigos, e me deu o vídeo-game para eu jogar com ele. Minha mãe ficou puta;
    • Passava tardes/noites inteiras jogando SNES. Não tem nem como não dizer que é meu video game preferido. Os jogos que mais joguei foram: Super Mario World 2, International Super Star Soccer, Top Gear 1, Mario Kart, Ultimate Mortal Kombat III, Street Fighter Alpha 2, Yoshi's Island, Contra III. Outros que marcaram: TMNT - Turtles in Time, Goof Troop, Yu Yu Hakusho - Final, Super Street Fither II Turbo.... e vários outros. Minhas disputas no ISSS e Top Gear com meu irmão são memoráveis até hoje. Depois de alguns meses ele já não era páreo pro meu vício, daí começamos a jogar jogos cooperativos, como Contra.
    • Ganhei meu primeiro computador só no finzinho do ano 2000, quase 2001. Descobri os emuladores e só aí ouvi falar em Chrono Trigger. Joguei este e vários outros que não conhecia pra SNES. Finalmente zerei Yoshi's Island e Sonic 2 usando save/load state (cheater :)) Joguei Pokemon red, yellow, silver e red fire.
    • No PC, fui viciado em Age of Empires II - passava pelo menos 3 horas por dia jogando em dias de semana (vendo record games de players famosos pra aprender e treinando contra o PC, não tinha ADSL), e nos fins de semana eu chegava a jogar mais de 10 horas por dia. No
      Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
      . Era do clã KwsN (Knights who say Ni!). O Jedan tb era desse clã (numa falha tremenda dos administradores do clã... :dente:), e foi através dele que acabei conhecendo a Valinor;
    • Também no PC me viciei em Diablo II - LOD. Chegava em casa do colégio, almoçava e ficava até a noite jogando. Só jogava Single Player e por IP com meus amigos. Meu primeiro personagem foi um Necro que usava 2-handed sword lol. Só ano passado comprei o jogo original e fui jogar na BNET. Ainda jogo esporadicamente :)
    • No PC joguei ainda NFS Underground I e II e Most Wanted, Tony Hawk's Pro Skater 2 e outros jogos random como C&C: Red Alert (Tanya rlz!) e Battle for Middle Earth. Desses, terminei apenas os Undergrounds e o Tony Hawk. Joguei bastante Battlefield com meus amigos em LAN Houses, mas era só pra brincar mesmo, nunca fui mto fã de jogos de tiro;
    • N64 joguei apenas na casa de amigos/primos. Adoro Mario Kart 64 até hoje. Foi o único vídeo-game que joguei um tanto bom depois do SNES. Joguei um pouquinho de Playstation e Wii, mas muito pouquinho mesmo. Os outros nunca nem toquei - por falta de $ e de interesse mesmo, por causa do item a seguir;
    • Hoje tento me manter afastado dos games. Podem ver que quando me vicio em algo eu não faço outra coisa a não ser jogar, não consigo pensar em mais nada... por isso prefiro nem começar. Apesar dos colegas de trabalho ficarem tentando me seduzir, tenho resistido a WoW (por exemplo) até hoje.
     
    Última edição por um moderador: 29 Jan 2008
  18. Tarik Khalil

    Tarik Khalil Usuário

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    -SNES
    -DREAMCAST
    -GAME BOY ADVANCE SP
    -PC

    Bom, minha mãe nunca teve muita grana para comprar videogame e eu sou bem mais novo do que a maioria do pessoal que posta aqui... mas vão la os fatos da minha saga videogamistica:

    -Ganhei meu SNES em 1998... minha mãe trouxe ele dos EUA com uma fita que tinha de Super Mario a Super Mario World...
    -Foram muitos anos jogando Super Nintendo, não tinha muitos jogos e so comprei fitas piratas depois que o videogame ja tinha saido de linha... nunca alugava nada e raramente apareciam jogos novos, mas eu me diverti bastante por muito tempo.
    -Alem dos marios joguei muito Donkey Kong, Zelda, Mario Kart, International Super Star Soccer... e alguns outros ai...
    -Bom, meu SNES continuava comigo mas ele ja estava muito ultrapassado e eu não tinha mais jogos novos para jogar... porém tive um bom tempo jogando Nintendo 64 numa loja perto da minha casa em que se pagava 1 Real por hora para jogar... devo ter gastado muita grana jogando Super Smash Bros, Mario Kart, Pokemon Stadium...
    -Pela mesma época meu primo veio para Brasilia e ganhou um Dreamcast e um tempo depois um computador... nessa época aprendi oque era jogar num computador mesmo, Starcraft foi marcante... Sonic Adventure do DC é até hoje um dos meus jogos favoritos.
    -O DC dele quebrou e muito tempo depois eu consegui concerta-lo... zerei varias e varias vezes SA nesse tempo.
    -Meu primo comprou um PS2 e eu realmente me diverti muito jogando Star Wars Battlefront, ele tinha pouquissimos jogos então não joguei tanto assim.
    -Consegui meu computador em 2006 apenas, ja jogava emuladores de Game Boy com meu primo e comecei a jogar mais depois disso. Acho que foi o videogame que mais joguei...
    -No final de 2006 consegui comprar um Game Boy SP... até hoje so tenho 2 jogos ( Pokemon Fire Red e Leaf Green )
    -Em 2007 conheci o jogo que mais me impressionou desde que comecei a jogar videogames... God of War, cheguei a comprar o CD para mim mesmo sem ter o Videogame na esperança de te-lo algum dia.
    -A um tempo dei meu videogame para meu primo pequeno ( 8 anos ) desde que eu o peguei pela primeira vez a 10 anos, eu o conservei perfeitamente, e questão de poucos meses os controles mal funcionam direito mais... meu Dreamcast eu me senti obrigado a vender... para comprar 3 livros: O Hobbit, O Silmarilion, Contos Inacabados, por mais que tivesse valor sentimental considero que foi um bom investimento.
    - Mal jogo no Computador hoje em dia... quando eu começar a trabalhar vai ser um dos meus objetivos primários.
     
  19. luizfar

    luizfar Tiger-striped cat

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    É verdade! Joguei muito Donkey Kong Country 2 no SNES.
    E Rogue Squadron no PC também!
     
  20. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Discussão] O caminho gamer

    Infiel, você desonra a Ordem dos Donos de Dreamcast :disgusti:
     

Compartilhar