1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mixagem, altos e graves na música

Tópico em 'Música' iniciado por Tonho Hammond, 25 Jul 2002.

  1. Tonho Hammond

    Tonho Hammond Molusco

    Moderado por Maglor: criei esse tópico a partir do outro, porque é uma questão interessante, mas que se desviava do assunto daquele.

    volatndo ao negócio do baixo:

    Não estou falando em ser conhecedor de música nem ter ouvido clínico pra discernir instrumentos diversos.
    Não estou falando da capacidade de um maestro de perceber entonações ínfimas desse ou daquele violino.
    estou falando em perceber o alto e o grave.
    com um máximo de seis instrumentos e nào importa quanta mixagem tiver vai ser muito simples. muito.
    não precisa saber tocar nada nem mesmo batucar na mesa, é só alto e grave.
    e se uma pessoa tem que se concentrar única e exclusivamente na música pra TENTAR perceber isso ela não entende lhufas.
     
  2. BlackBeard

    BlackBeard Usuário

    "não precisa saber tocar nada nem mesmo batucar na mesa, é só alto e grave.
    e se uma pessoa tem que se concentrar única e exclusivamente na música pra TENTAR perceber isso ela não entende lhufas"

    ta bom, eu disse q no meio de uma massaroça musical, quanto o vocal, a guitarra , a batera taum num estilo "speed" estÃo debulhando até o ultimo numa musica, pra mim é dificil eu escutar o baixo CLARAMENTE na musica. Ainda mais quando o disco naum tem uma gravação nem mixagem boa.
    Vc consegue enteder isso? A informaçÃo q eu te passei agora foi muito complicada pra vc entender? Eu me expressei de um modo complexo no qual sua inteligencia te impede de "codificar'"a informação acima?
    [moderado por Maglor: Privateer, por favor, não seja agressivo em seus posts]
     
  3. LordofFire

    LordofFire Usuário

    Já que veio pra cá, deixa eu colocar aqui denovo, depois comento...

     
  4. inominavell

    inominavell Usuário

    Meu, musica naum é completamente "Genética".
    Se fosse assim, eu teria Ouvido Perfeito des da minha infancia, mas naum tenho!
    Treinar Treinar e Treinar. Se eu naum estudasse todo tempo que estudo naum teria evoluido tanto (que ainda naum é nada :P )
     
  5. LordofFire

    LordofFire Usuário

    heheheh, deixa eu me explicar um pouco melhor na área da genética.
    Como quem já viu anatomia (no colegial mostra as vezes) o que detecta o som são um monte de pelinhos sensives....... Más nem todos esse pelinhos são funcionais, e com a idade eles são danificados (por isso quanto mais velho, menos se escuta), e escutar com fone de ouvido, ou som muito alto por muito tempo danifica e diminui sua capacidade alditiva
    Quando você vai num show e fica com o ouvido fazendo aquele barulho, significa que você danificou um monte de pelinho e eles "travaram" naquela posição, e quando passa é que eles se tornaram inuteis.
    Bem com esta informação (que é parecido com olfato) dá pra saber que alguns nascem com mais pelos que os outros (não pelos no corpo hehehe) e por isso identificam mais sons (fora a qualidade dos pelos hehehe), e é esta genética que eu falava. Caso alguem aqui do forum faça um exame vai descubrir que provavelmente perdeu 10% a 30% da audição e nem percebeu....(e olha que eu trabalho com computador hehehe)

    Independente de sua capacidade auditiva você pode treinar sua audição para identificar a maior faixa possível de sons (lembrando que quando escutamos tambem identificamos o local de onde vem o som),e com isso pode perceber mais detalhes que antes não dava atenção. Más independente o quanto você treinar, você nunca ira ultrapaçar sua capacidade, apenas especializar o que você tem (e isso são outros quinhentos) Por isso é genética sim, ou você tem ou não. Pode treinar, más você apenas ganhou conhecimento, não está escutando o que não escutava, sou fez seu cerebro entender melhor o que você já percebia...

    Agora voltando aos meros mortais como eu, que acho (quase com certeza heheh) que não tenho um ouvido musical, e tambem não estudo música para identificar mais sons, é cláro que não vou perceber todas as notas de algum instrumento que tenha outro acompanhando com notas parecidas e estejam na mesma faixa de som. Isso é comum.
    Nem por isso alguem pode falar que eu não entendo bulhufas de música. Tem um monte de músicos (bons e não) que falam que escutam tudo quando na verdade só tocam com retorno no máximo e fazem a marcação da forma mais facil possível para eles. Isto é fato, só não concorda quem tem muito orgulho para isso.

    Um exemplo bem conhecido (não fiquem bravos por favor) seriam os músicos que tocam punk (e que fique claro que eu gosto muito). Eles (alguns) não identificam todos os sons . Quem escuta na maioria não sabe se o baixo esta tocando, se o cara usa 1 ou 2 ou 3 cordas, se tem apenas bateria, se o baixo ta acompanhando a bateria, ou se a bateria tem um som cheio.... E olha que tem gente assim que entende muuiiitttooo de som, que toca pra caramba, e pode dar uma aula pra todo mundo, más eles não escutam todas as faixas de som. Acho que é isso heheh 8)
     
  6. Nunis

    Nunis Steve Young

    Acho que o hábito de escutar faz com que você comece a perceber os sons melhor... Eu mesmo fui assim... Há uns dois anos eu não sabia pra que servia um baixo na musica e a diferença no som de um slide e de um hammer-on por exemplo... Mas acho que sentir esses altos e graves é uma coisa espontânea, num vou ouvir uma musica pra tentar perceber isso...
     

Compartilhar