1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Sarah fã do Frodo][História real]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Saranel Ishtar, 3 Ago 2002.

  1. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    [Sarah fã do Frodo][História real]

    Essa crônica que eu vou postar aki é uma história verdadeira, que aconteceu comigo (^^) e era originalmente um e-mail que eu escrevi pra Mystique, mas ficou tão grande e tão parecido com uma crônica que eu resolvi postar aki.

    História real

    "Olá!^^
    Bem, assim como vc também comecei a gostar do livro
    depois do filme, mas no meu caso eu comecei a gostar
    quase por acaso. Já expliquei por que no outro mail? Se
    já, me desculpe, é que eu sou meio esquecida mesmo!^^``
    Você leu o livro bem rápido!! Uma semana é bem pouco
    tempo!!! Eu li em pouco mais de 5 meses, mas na verdade
    com alguns intervalos. Comecei a lê-lo em 21 de janeiro
    e só acabei no dia 1o desse mês. Mas no meio dessas
    datas existe uma história que pra uma adolescente
    caseira como eu é quase uma aventura...
    Mesmo se eu já tiver explicado o porque de eu ter
    começado a gostar de SdA no outro mail, vou contar de
    novo, embora agora com mais detalhes.
    Não me lembro quando ouvi falar de SdA e Terra-Média
    pela 1a vez, mas me lembro que uma das 1as foi uma vez
    que um colega colocou seu nikcname de icq (que é
    sempre "Hades-alguma coisa", pcausa de um personagem de
    mangá) como "Hades, o Cinzento", e eu
    perguntei: "Cinzento? Pke?! Combina mais com Hades algo
    como 'O tenebroso' ou 'O sombrio'", e ele me disse que
    Cinzento era a denominação de um personagem mto rox de
    Senhor dos Anéis. Na época já havia ouvido falar da obra
    em algum lugar, mas essa foi a 1a vez que me deu uma
    vontade enorme de ler o livro. Sabe, quase uma força
    magnética me puxando para perto do livro. Então dali há
    alguns meses foi lançado o filme.
    Eu vi o trailler quando fui ver Harry Potter, bem no
    começo de dezembro do ano passado. Nunca fui mto chegada
    em cinema, vou uma vez a cada 6 meses, e qdo vejo
    trailler de filme é mto difícil de eu me entusiasmar pra
    ver, quem geralmente me "empurra" mais pro cinema é
    minha mãe. Mas com o trailler de SdA foi diferente: eu
    me senti como se estivesse por fora de algo que fosse
    quase imprescindível, algo que eu já deveria ter
    descoberto e me informado a respeito há mto mais tempo,
    algo que eu estava perdendo e não deveria de jeito
    nehhum. Então me senti muito entusiasmada para ver o
    filme, mas como eu sempre gostei mais de ler do que de
    ver filmes, decidi que deveria ler o livro primeiro.
    Quando chegou a data da estréia (1o de janeiro) eu
    ainda não tinha nem visto o livro na minha frente. Mas
    não foi por falta de entusiasmo: eu não sou de comprar
    livros (são mto caros), embora eu leia muito (sou quase
    viciada^^), e não conhecia ninguém que tivesse o livro e
    pudesse me emprestar. Então eu comecei a me decidir
    entre comprar o livro ou ver o filme sem ler nada. E
    nenhum dos dois aconteceu.
    Minha avó havia me dado uma grana no início do ano e eu
    estava pensando seriamente em comprar o livro. E eu
    nunca havia comprado um livro em toda a minha vida.
    Pensava que para eu comprar um livro eu teria que gostar
    bastante dele, já teria que ter lido ele umas 2 ou 3
    vezes e tinha que ter certeza de que iria ler de novo. E
    como eu sou daquelas que lê livro só uma vez e nunk mais
    pega no livro outra vez (só reli 3 livros até hj: Harry
    Potter, pke minha mãe quis que eu lesse pra ela,
    História sem Fim, pke esse livro é simplesmente D+ e eu
    não podia ficar sem lê-lo uma 2a vez, e Memórias
    Póstumas de Brás Cubas, pke eu iria ter prova dele e eu
    já havia lido-o há 4 anos, mas não me lembrava de mta
    coisa importante), achava que nunca iria comprar um
    livro.
    Mas estava decidida a comprar aquele livro que exercia
    uma inexplicável atração sobre mim. E nunca o tinha
    lido. Não sabia nada da história, a não ser que tinha um
    anel no meio e ele era maligno, e que havia criaturas
    diferentes de seres humanos. Ah sim, e sabia que tinha
    um "personagem mto rox" com a denominação "O Cinzento",
    graças ao meu amiguinho de icq (até hj eu falo pra ele
    que ele é um dos maiores responsáveis por eu ser fã de
    SdA!:)). Não sabia se ia gostar do livro ou não. Mas
    algo dentro de mim dizia que sim. Que ele seria muito
    mais que um livro em minha vida. Então, determinada, fiz
    uma pesquisa de preços (como meu papi sempre faz^^),
    descobri que em qqr lugar o preço era o mesmo e comprei
    numa livraria onde eu havia lido alguns livros de graça
    (malandrinha eu^^''').
    Nos 1os dias fiquei com medo de não gostar, mas logo
    logo esse medo se acabou por completo. Logo comecei a
    achar a história maravilhosa e fiquei muito feliz de
    estar entrando nesse mundo que eu sentia que já deveria
    ter entrado há muito tempo. Me senti como a moça
    romântica que se apaixona por um rapaz e sente que os
    destinos dos dois sempre estiveram entrelaçados, e que
    só faltavam os dois se encontrarem, o que
    inevitavelmente aconteceria. Mas isso não era nada perto
    do que ainda estaria por vir...
    Um dos primeiros personagens que aparecem na obra é
    Frodo. Quando li seu nome pela 1a vez no livro, não
    sabia que ele seria tão importante em minha vida, que
    ele seria a pessoa que mais ocuparia minha mente e
    minhas produções nos próximos meses, que seria muito,
    mas muito mais que um simples personagem na minha
    vida...mas agora devo deixar a parte do Frodo pra depois
    e devo falar do filme.
    Como eu disse anteriormente, não fiz nem uma coisa nem
    outra (não li o livro antes de ver o filme, nem vi o
    filme sem ler o livro), e vc deve estar pensando o que
    aconteceu, pois eu comprei o livro antes de ver o filme.
    Então eu vou contar agora. Quatro dias depois de eu ter
    comprado o livro e três depois de eu ter começado a lê-
    lo, minha prima me disse que havia arranjado convites de
    cinema para nós irmos ver o filme. Eu queria ir só
    depois de ter acabado de ler o livro, mas os convites só
    valeriam até aquela quinta-feira. Então, pra não perder
    um cineminha de graça (^^), li tudo o que pude até a
    quarta-feira, que seria o dia de ver o filme. Consegui
    ler até a parte de Tom Bombadil, e me decepcionei muito
    quando não vi Tom nas telas (eu e mais um monte de fãs
    de Sda!^^). Queria muito ter lido tudo antes de ver o
    filme, mas quando gosto muito de um livro eu o leio mais
    vagarosamente do que leio os outros livros.
    Depois do filme, lia mais devagar ainda, para comparar
    detalhes do filme com os do livro. E cada vez mais fui
    me apaixonando pela história. Achei impressionante o
    fato de eu ter sentido que ia me dar tão bem com o livro
    e isso acontecer com mais intensidade até do que eu
    previa!! Mas o mais impressionante foi o amor que
    desenvolvi por Frodo. E aqui voltamos ao ponto do Frodo.
    No início, ele era mais um personagem de livro para
    mim, assim como todos os personagens dos livros que já
    li. Era mais um nome, mais uma abstração inventada por
    alguém. Só que com o tempo fui descobrindo várias coisas
    a respeito dele que "batiam" muito comigo: a 1a delas
    foi que ele nasceu no mesmo dia que o meu pai. As outras
    foram vindo com o tempo. E fui vendo que ele era
    exatamente o protótipo de pessoa que eu sempre quis pra
    mim: tinha muito mais valor interior do que
    exterior .Ele não é alto, lindão, fortão, loiro,
    atlético, nem nada disso que aparece nos super-heróis
    estereotipados que a gente está acostumada a ver. É um
    simples hobbit que não gosta de lutar e pegar em armas.
    Não se descontrola fácil, não é nem um pouco rancoroso
    (o trecho do final do Expurgo do Condado, onde ele não
    quer que Saruman seja morto mesmo depois de ele ter
    destruído sua própria toca e ter tentado mata-lo é o
    maior exemplo disso, além das vezes em que ele dá
    chances ao Gollum, que sempre tentava conspirar contra
    ele), tem uma força interior extraordinária e, a meu
    ver, por essas e outras coisas que se eu citasse esse e-
    mail ficaria do tamanho de uma Bíblia (aliás já está!),
    é um exemplo de moral muito bom. É horrível ver ele ser
    chamado de "frutinha", "gay", "medroso", "bobão" e
    coisas afins quando na verdade ele é uma pessoa
    maravilhosa. As pessoas acham que ele é tudo isso que eu
    falei acima porque ele é uma pessoa de extrema bondade e
    caráter, sendo que essas coisas estão muito raras hoje
    em dia e são consideradas "boiolagem"pela maioria.
    Foi sua personalidade que me conquistou por completo, e
    eu o imagino uma pessoa muito bonita (um pouco diferente
    do Frodo do filme, com olhos castanhos e rosto mais
    afilado, além da voz ser diferente e eu o imagino um
    poko mais cheinho(^^), como todo hobbit), mas acima de
    tudo meu exemplo serve pra mostrar que uma pessoa pode
    se apaixonar por alguém mesmo sem nunca ter visto esse
    alguém, mesmo se esse alguém não existir, pois eu nunca
    o vi, nunca ouvi sua voz, nunca pude conhece-lo e isso
    nunca vai acontecer, só pude saber como é sua
    personalidade, e isso também serve para provar que amor
    não é só atração sexual, como alguns dizem, mas amor é,
    acima de tudo, amor, um sentimento que não pode ser
    explicado de melhor maneira do que pela própria
    palavra "amor".
    Um mês depois de eu ter começado a ler o livro (exatos
    2 meses depois - no dia 21 de fevereiro), Frodo já havia
    dominado minha mente e meu coração por completo. Foi
    nessa data que comecei a fazer meu 1o desenho dele, que
    colei no meu fichário. Acabaria de ler a Sociedade do
    Anel no dia seguinte ao do meu aniversário (9 de março)
    e no dia seguinte iria comprar o Duas Torres, pois minha
    avó me deu um dinheirinho de aniversário. Já era um
    pouco tarde quando saí (umas 7 horas -pra uma mãe
    preocupada como a minha issu é tarde!), mas mesmo assim
    ela deixou (não sem ralhar e brigar). Comprei o livro e
    com a pressa de chegar à livraria rápido, para voltar
    logo e minha mãe não brigar mais ainda, ganhei um
    machucadinho no pé pcausa das havaianas, e tenho a
    cicatriz até hoje, e acho que ela nunca mais vai sair.
    Comecei a ler o livro, muito curiosa para saber o que
    aconteceria depois. Contava as páginas que lia a cada
    dia, e me forçava a ler no mínimo dez por dia. Fazia as
    contas até mesmo para saber quantos por cento do livro
    eu já tinha lido! E assim foi indo, até que aconteceu
    algo que mudou o rumo dessa minha "aventura"
    No dia 30 de março, eu e minha família fomos a um
    clube. Estávamos indo lá pela 1a vez, pois meu pai havia
    se tornado sócio na semana anterior. Eu havia levado o
    livro para lá (eu sempre faço isso com os livros que
    estou lendo: levo para qqr lugar, pois sou viciada em
    ler, como já disse anteriormente). Naquele dia estava
    muito calor, e estava o maior bafafá no vestiário, pois
    iríamos à piscina, e até passar protetor solar, até
    colocar maiô, até a minha irmã parar de chorar (ela só
    tem 1 ano e 3 meses, e na época tinha só 11 meses)...e
    nesse rebuliço todo, eu deixei o livro em cima da
    banqueta do vestiário. Achei que minha mãe o havia
    guardado junto com as roupas no guarda-volumes, e fomos
    pra piscina. Ficamos lá o dia todo, fomos almoçar mto
    tarde, naquele dia tinha uma matinê no clube e tinham me
    dado convites de cortesia. Eu fui depois do almoço.
    Quando eram umas 7 horas da noite, dei falta do livro
    (que eu nem precisava ter levado, pois me diverti o
    tempo todo na piscina), mas não estava junto com as
    coisas. Nem no carrinho da bebê, nem em cima da mesa,
    nem em lugar nenhum. Desesperada, eu me lembrei do
    vestiário. Pedimos a chave pro porteiro, e ele nos levou
    até lá, mesmo não podendo, pois viu que eu estava quase
    chorando. Meu pai disse que talvez estivesse no carro,
    mas eu tinha certeza de que havia levado-o até o clube e
    até o vestiário. No caminho eu perguntei à minha mãe se
    ela não havia guardado o livro, como eu pensava. Ela
    disse que não e aí começou a dizer que eu tinha que ser
    mais responsável, que tinha que cuidar mais das minhas
    coisas, que não poderia ter largado o livro por
    aí...essas coisas de mãe. Só que reviramos o vestiário
    todo e não achamos. Fiquei mto triste. Chorei. Pensei
    que nunca ia ter meu livro de volta. Alguém havia pego
    ele quando eu estava na piscina. Dias depois até
    colocamos um anúncio na portaria do clube. E o livro não
    apareceu até hoje.
    Até hoje sonho com o livro sendo reencontrado. Sabe que
    hoje mesmo sonhei com isso?
    Meu avô meu prometeu me dar outro. E deu? Nada...
    Imagina uma pessoa que contava até a porcentagem de
    quanto lia de um livro por dia ficar sem esse livro.
    Comecei a ficar mto triste, pois queria saber como o
    resto da história seria (sem precisar de spoilers!).
    Minhas notas começaram a baixar (e eu sempre fui uma boa
    aluna). Foi nessa época que comecei a produzir mais
    artisticamente: fiz meu 1o poema pro Frodo, fiz mais
    desenhos dele, comecei a sonhar direto com ele e com
    outros personagens. Eu já sonhava antes, mas não desse
    jeito. E o que eu faria para me livrar da tristeza que
    eu sentia, que já estava se tornando muito grande para
    ter sido causada por um simples livro (embora SdA seja
    mto mais que um simples livro, mas isso é modo de
    dizer)? Resolvi recorrer ao meu velho esquema: ler o
    livro de graça nas livrarias!
    Quando fizeram por volta de 23 dias que eu estava sem
    ler o livro, fui na Siciliano, a livraria onde eu havia
    lido mais de 1 terço de Harry Potter de graça (antes de
    uma amiga me emprestar). Lá tem até cadeiras e mesa pra
    ler os livros. E comecei a ler SdA de novo. Aquilo para
    mim era motivo de mta alegria! Poder acompanhar aquela
    aventura tão importante para mim de novo!!Me senti mto
    bem naquele dia.
    No dia em que cheguei na parte de Laracna, só faltou eu
    chorar no final. Apesar de saber do que ia acontecer
    (graças aos spoilers!:p), não pude deixar de me
    emocionar muito. Fui embora da
    livraria "fantasiajando"legal na história, e quando já
    estava pertinho de casa, o q aconteceu? Descobri que
    havia esquecido a chave na livraria!! Ou havia perdido-a
    na rua, pior ainda...já estava tarde e meus pais não
    sabiam que eu havia ido até a livraria (eram quase 11
    horas e eles haviam saído - antes das 11 voltariam!), e
    era uma meia-hora de casa até a livraria. Eu já estava
    vendo a cena: eles chegando em casa, não me vendo... ia
    ser o maior rebu!!! O que eu fiz? Fui correndo
    (literalmente!) até a livraria, e no caminho ia tentando
    ligar a cobrar pra casa nos orelhões que tinham no
    caminho. Não conseguia. Cheguei na livraria ofegando,
    perguntando pra todo mundo por uma chave, a livraria já
    fechando, e para minha felicidade vejo a chave do lado
    da poltrona onde eu havia me sentado para ler. Uma
    preocupação a menos!!^^ Mas e os meus pais?
    Fui correndo de volta. No caminho encontrei com um ex-
    professor de Física com quem havia sonhado uns dias
    atrás e não pude deixar de falar com ele, pois gosto mto
    dele (e eu precisava dizer que de um ano pra cá eu tinha
    melhorado mto na matéria dele - já que eu nunk fui lá
    aquelas coisas em Física), e só depois da conversa é que
    eu liguei pros meus pais e meu pai atendeu (que milagre!
    Ele nunk atende a cobrar!! Deviam estar preocupados
    mesmo) e eu expliquei a situação pra ele. Ele me disse
    que vinha me buscar.
    Depois de vários dias lendo na livraria (9 para acabar
    o DT e 15 até a página 154 de RdR - e eu não ia todo dia
    não, esses dias são os dias que eu ia lá só, e eu ia lá
    uma ou 2 vezes por semana, ás vezes 3 ou 4), no dia 18
    de junho, minha mãe finalmente me comprou os livros com
    uma folha de cheque da qual meu pai havia aparentemente
    se esquecido. Ele provavelmente iria ficar uma fera qdo
    soubesse.
    Eu fiquei tão alegre, mas tããããããããoooooo alegre que
    nem quis saber de provas e nem das notas ruins de Física
    que começaram a aparecer de repente (alegria de pobre
    dura pouco! A melhora da qual lhe falei só durou até o
    fim do 1o trimestre!!). O que isso importava?? O
    importante é que eu tinha meus livros queridos de novo!!
    Comecei a ler e a fazer tudo o que fazia antes de perder
    o livro: calculava a porcentagem de qto já tinha lido,
    me obrigava a ler as 10 páginal, etc., chorei muito
    naquela parte dos campos de Cormallen (Sam riu e chorou,
    daí depois todo mundo presente riu e chorou, e depois eu
    ri e chorei mais que nunk na vida, até minha barriga
    doer), e no 1o dia desse mês eu acabei de ler o livro.
    Pensava que iria lê-lo ouvindo alguma música do tipo new
    age ou algo assim, algo bem emocionante, mas acabei de
    lê-lo ouvindo minha mãe conversando no telefone com uma
    amiga!! Mas não foi por isso que ele ficou menos
    emocionante: chorei, principalmente qdo Frodo disse que
    para umas pessoas terem as coisas, outras têm de perdê-
    las. Nesse ponto admirei Frodo mais do que nunca (embora
    pensasse que isso não poderia ser possível), e hoje sou
    uma pessoa bem diferente do que era ao começar a ler o
    livro, mas permaneço igual. Igual pois minha essência em
    si não mudou mto, mas diferente, porque esse livro me
    ensinou mtas coisas e fez com que esses 5 meses de minha
    vida ficassem entre os melhores da minha vida toda, além
    de ter me dado uma paixão maior que qqr outra, que é o
    Frodo. Atualmente tenho mais de 20 desenhos do Frodo e
    quase 10 poesias feitas pra ele, sendo que uma tem 150
    versos, é dividida em 3 cantos ,cada um tendo 50 versos
    (3 cantos pke são 3 livros e 50 versos cada pke o Frodo
    tinha 50 anos qdo partiu do Condado para sua jornada). E
    são quase 10 pke a 10a ainda está incompleta. Se vc
    quiser ler minhas poesias, elas estão lá no Clube dos
    Escritores no fórum, num tópico chamado "Poesias
    minhas". Aliás, acho que vou publicar esse e-mail lá,
    pois já virou quase um conto de tão grande, e eu havia
    prometido fazer um texto sobre minha vida antes, durante
    e depois de SdA, e esse mail, sem querer, se tornou um
    texto no qual eu detalhei bastante isso!^^ Eu queria
    escrever um mail bem menor, mas fui me empolgando
    e...virou issu!^^
    Me desculpe se eu escrevi D+, como já disse eu me
    empolguei!^^''
    Quanto ao fato de vc ser bem mais velha que eu, eu acho
    isso bem legal!^^ a maioria dos meus amigos ou é mais
    novo ou é bem mais velho que eu!! Tenho uma amiga de
    correspondência que é uma das melhores que eu tenho e
    ela tem 27 anos...
    Meu micro naum é como o seu, cheio de colantes de SdA,
    mas eu ando pesquisando bastante coisas sobre SdA pra
    colocar no meu micro!^^
    Ah, já ia me esquecendo: ao contrário do que eu e minha
    mãe pensávamos, meu pai não reagiu mal à compra dos
    livros. Só que me disse pra colocar nome, endereço e
    telefone nos 3. Eu já tinha colocado. Gato escaldado tem
    medo de água fria!! Porcaria de clube...até hj qdo entro
    lá me sinto triste pelo livro...até revivi o que senti
    naquele dia ao contar isso pra vc...agora os livros num
    saem mais do armário, a não ser qdo os pego pra ler.
    Já eu não tenho mta pinta com o Sam naum, ao contrário,
    acho ele bem legal!^^ Depois do Frodo ele é meu
    personagem preferido. A maioria das pessoas que gostam
    do Frodo que eu conheço não vão mto com a cara do
    Sam...menos eu...^^
    Bom, acho que isso é só por enquanto. Também, depois do
    maior e-mail da minha vida...
    Um beijo pra vc e até o próximo e-mail!^^
    E +1 vez sorry pelo e-mail gigante!!

    Sarah"

    Espero que num tenha sido grande d+!^^
     
  2. Washu_Hakubi

    Washu_Hakubi Usuário

    é muito legal mesmo a sua atitude de colocar tudo isso aki pra todos verem...eu entendo pq va se identificou tanto com o Frodo, mesmo que não a conheça muito bem ainda :wink: mas vc é muito gente boa!
     
  3. V

    V Saloon Keeper

    Só ficou grande assim pq a cada dez palavras vc apertava enter. Não que eu esteja reclamando, mas... por que isso? :o?:
     
  4. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    A idéia de colocar como "Diário de Anne Frank" é interessante... mas como o V disse, edite seu texto para torná-lo mais agradável.

    A separação entre parágrafos é inexistente, o que faz o texto parecer que não dá pra respirar (falando em 44 rpm sem parar para respirar. O mesmo efeito em um texto desse tamanho irrita)

    Como o texto original foi postado em um e-mail é compreensível o cuidado para não passar de 80 colunas. Aqui, tome o tempo para torná-lo literário. :wink:
     
  5. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    Eu bem que tentei editar mas naum consegui...:( sacomé, sei menos que o básico de computador.
    No texto do Word tinha ficado com parágrafos e tudo. Mas qdo eu fui pegar do mail (o arquivo está em outro computer) estava assim e eu não conseguia modificar.
    Washu: Thanks!^^ Vc tbém é mto legal!! Bjus!!:)
     
  6. Akinendel_theOld

    Akinendel_theOld Usuário

    Acabei de ler o texo.
    Confesso que nunca vi alguém ter tanta dificuldade para ler um livro.
    Eu também gosto um pouco do Frodo porque ele é um herói que não é o herói que estamos acostumados a ver, ele não é forte, musculoso e nem tem nenhum poder. Suas armas foram a simplicidade e a força de vontade.
    Tem um tópico aí no fórum que pergunta se vc já se apaixonou por alguém que não existe, acho que vc devia falar sobre a sua paixão lá.
     
  7. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    É mesmo Akinendel?
    Poxa!^^Como eu num vi essa ainda?
    Vc sabe em que forum está?
    se souber me fale!^^
     
  8. Akinendel_theOld

    Akinendel_theOld Usuário

  9. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    valew!^^
    E deixa eu parar de bater papo no topico senaum o mod vai me dar uma bronca... :lol:
     
  10. Shadow_theOld

    Shadow_theOld Usuário

    muito legal o texto,gostei bastante...o único problema foi a aparência...

    E a ferroada :mrgreen:
     
  11. Akinendel_theOld

    Akinendel_theOld Usuário

    tem razão
     

Compartilhar