• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Iron Maiden

Knight

Rider On The Storm
É, mas o Iron Maiden pode fazer o set mais bosta que eles conseguirem que ainda assim vai ser FODA PRA KRALHO.
 

Waters

Usuário
As melhores do disco são Different World (bem animada), Longest Day (bom refrão) e brighter than a thousand suns (um pouco diferente do que eles vem mostrando). O resto fica naquela ensebação que eles já vem fazendo a um bom tempo, coisa de qualidade é claro, mas com o calibre de compositores que a banda tem podiam ter arriscado mais, terem feito um disco mais direto, sem tanto virtuosismo, coisa que eles sabem fazer; afinal já são cinco discos seguindo a mesmíssima estrutura.
 

Isa

Usuário
Ahhhhhhh minha amiga irá ve-los na França em outubro, que foda!!!!!

eu me arrependo até hoje de não ter ido última vez, tava sem grana mas valia a pena fazer uma dividazinha p/ ver o Bruce em ação hehe
 

Nandes

Usuário
Argolas disse:
eu me arrependo até hoje de não ter ido última vez, tava sem grana mas valia a pena fazer uma dividazinha p/ ver o Bruce em ação hehe

AH HA!!!!!! quem nao foi CHUPEM, perderam um show muito foda em 2004 no Pacaembu... MUA MUA MUA MUA
 

Pandatur

Usuário
Eu não me arrependo de não ter ido porque eu não conhecia Iron na época (pois é...). Me arrependo de não conhecer a banda naquele tempo.
 
to gostando do novo cd, mas é evidente q eles poderiam ter diminuindo o tempo de algumas músicas, como o waters falou.

esse esqueminha de introdução gigante e final se enrolando jah deu oq tinha q dar.

gostei mais das musicas brigther than a thousand suns, out of the shadows e for the greater good of god.

é interessante perceber as letras extremamente politizadas nesse album.

tentando encaixar esse album no meio dos outros... acho que fica assim..

1 - do inicio da carreira até somewhere in time (sem ordem agora... so pra resumir)
2 - brave new world
3 - no prayer for the dying
4 - fear of the dark
5 - x factor
6 - a matter of death
7 - dance of death
8 - virtual xi

agora.. em matéria de CAPA acho q a matter of death eh o melhor de todos!!!! seguido de perto pelo somewhere in time e powerslave.
 

Gustavo

Usuário
1. Seventh Son of a Seventh Son
2. Somewhere in Time
3. Powerslave
4. Iron Maiden
5. Killers
6. The Number of the Beast
7. Piece of Mind
8. Fear of the Dark
9. Brave New World
10. Dance of Death
11. The X-Factor
12. A Matter of Life and Death
13. No Prayer for the Dying
14. Virtual XI

Os sete primeiros seriam esses mesmo (duh, etc), mas os outros talvez estejam meio embaralhados. Preciso reouvir alguns.
 

Regente

Serenity Painted Death
Pontos altos:
- The Legacy
- For the Greater Good of God
- The Reincarnation of Benjamin Breeg
- Brigher Than A Thousand Suns

Pontos baixos:
- The Longest Day
- Out of Shadows
- The Pilgrim
- Lord of Light

Meio-termo:
- Different World
- These Colors Don't Run
 
O Iron é, na minha humilde opinião, a maior banda de heavy metal de todos os tempos. Desde que comecei a acompanhar a carreira deles na época do Powerslave (85-86) até hoje em dia, não consigo pensar em outra banda que tenha alcançado tanto dentro de um estilo completamente ignorado pelos principais veículos de comunicação.

Sendo assim, é sempre com grande ansiedade que eu aguardo os lançamentos dos caras. Uma pena, pra mim, que eles não "acertem" mais tanto quanto antes. Tentando não fazer comparações com os 'Golden Years' da banda (que não por acaso tem esse nome) e analisando o rumo que a banda tomou a partir do X-Factor (1995), dá pra perceber que Steve Harris se encantou com o que ele acha que é metal progressivo.

Parece que a definição do Harris para esse termo é fazer músicas longas com um andamento mais cadenciado. Sendo assim, este A Matter of Life and Death (2006) vem com apenas 10 músicas em intermináveis 72 minutos.

Os destaques do disco são as rápidas 'Different World' e 'The Pilgrim', que trazem os refrões grudentos, bons riffs e Steve Harris martelando o seu baixo no melhor estilo Iron de ser. Também merecem destaque 'Brighter Than a Thousand Suns', 'Lord Of Light' e 'The Longest Day', que tem seus bons momentos.

As demais, longe de serem um desastre total, parecem seguir um padrão deveras irritante: um começo lento e dedilhado de quase 1 minuto em média, andamento cadenciado, refrao quase parando e repetido à exaustão, os tradicionais (e excepcionais) solos e um final parecido (senão igual) ao começo da música. Tem horas que funciona...tem horas que soa sem criatividade e repetitivo.

'Out of the Shadows', por exemplo, tem um refrao que sempre me lembra 'Tears of the Dragon' (carreira solo de Bruce Dickinson), só que não é tão boa. 'These Colours don't run' é melhor pela letra do que pela melodia e The Legacy, com seus 3 minutos só de intro, não engrena de maneira alguma. Por fim, fico imaginando se músicas como 'The Reincarnation Of Benjamin Breeg' ou 'For The Greater Good Of God' nao soariam melhores se algums excessos fossem apagados.

Mas, independente da minha opinião, este novo disco do Iron está batendo recordes, figurando nas listas dos mais vendidos à frente de grandes nomes do mundo pop, o que mostra que o Iron segue forte com sua legião de fãs ao redor do mundo.

Como fã dos caras eu mal posso esperar para vê-los ao vivo novamente. Só espero que eles nao toquem muitas músicas desse disco novo... P:

Iron Maiden - A Matter Of Life And Death

PRÓS:
Bruce cantando cada vez melhor
Trio de guitarras
Baixo marcante de Steve Harris continua arrepiando

CONTRAS:
Músicas repetitivas e, por consequência, mais longas do que deveriam
Álbum um pouco cansativo

NOTA: 6/10
 

Pandatur

Usuário
Eu já achei "The Legacy" muito boa. Mas concordo que "The Reincarnation..." poeria ser melhor se fosse mais curta, por exemplo. "For The Greater Good Of God" eu gosto pra caramba (também pela letra), mas pode ser que melhorasse sim se fosse menos longa.
 
Eu estou numa fase rabujenta... eheheheh

De vez em quando eu leio algumas criticas tao positivas 'a esse disco do Iron que eu paro pra pensar se nao estou de ma vontade...mas caramba, nao curti muito esse disco mesmo...

O mais estranho é que, gracas 'a ele, hj em dia eu consigo escutar o Dance of Death.

Acho que desde a volta do Bruce, o melhor foi mesmo Brave New World.

Mas, como disse anteriormente, estou em uma fase rabujenta eheheheh
 

Curunír

Usuário
Os últimos discos solo de Dickinson dão um banho nos últimos do Iron.
Ditto. Tyranny of Souls sozinho vale por todos os álbuns do Maiden desde Fear of The Dark, nmo. Ele deveria se dedicar mais à carreira solo, acho difícil estar profissionalmente satisfeito com o Maiden. Mas.... $$$, né?

Não tive coragem ainda de baixar o cd novo (infelizmente cheguei a comprar o Dance of Death), e qualquer coisa que entra na minha lista de espera chega na frente.
 

Regente

Serenity Painted Death
Eu já achei "The Legacy" muito boa. Mas concordo que "The Reincarnation..." poeria ser melhor se fosse mais curta, por exemplo. "For The Greater Good Of God" eu gosto pra caramba (também pela letra), mas pode ser que melhorasse sim se fosse menos longa.
E "These Colors Don't Run"? A música tem uma intro de um minuto sem sentido algum :eek:
 

Faramir Estel

By Demons Be Driven
Depois de escutar o AMOLAD, não deu, o album é muito fraco. Eu parei de atualizar minhas listas, mas provavelmente ele não ganharia mais que um 5.
Esse review falou uma coisa q eu não suporto no Maiden novo: a mania progressiva. Putz, o Harris não sei o que sabe sobre rock progressivo, mas certamente não é músicas extremamente longas cheia de enche linguiça.
Quanto a ser inovador, eu não me importo, inovar não quer dizer que vai ser bom, mas putz, essas musicas de 9 minutos são um porre. O pior que quando vc fala de músicas longas do Maiden vc lembra de músicas excelentes como Powerslave, Rime, Alexander the Great, etc e não dessas.

Ditto. Tyranny of Souls sozinho vale por todos os álbuns do Maiden desde Fear of The Dark, nmo. Ele deveria se dedicar mais à carreira solo, acho difícil estar profissionalmente satisfeito com o Maiden. Mas.... $$$, né?
Isso que eu ia falar, o Bruce solo é muito bom...eu nunca escutei o Skunkworks, mas do resto todos são excelentes (especialmente o Chemical e o Accident). Eu ainda consigo gostar do X-Factor muito, ele tem músicas excelentes, mas o Tyranny bate todos eles facinhos.
 

V

Saloon Keeper
eu nunca escutei o Skunkworks

Não escute. É ruim.

Faramir Estel disse:
Eu ainda consigo gostar do X-Factor muito, ele tem músicas excelentes, mas o Tyranny bate todos eles facinhos.

IMO, X-Factor > Fear Of The Dark

Mas eu sei que a maioria discorda.



E sim, essa mania progressiva/megalomaníaca do Harris já encheu faz tempo. INFINITE DREAMS é a obra-prima "progressiva" do Iron. Tudo que veio depois foi bem inferior.
 
Última edição:

Faramir Estel

By Demons Be Driven
IMO, X-Factor > Fear Of The Dark
Sim, ele é melhor que o No Prayer também.

Embora tenha algumas coisas mais progressivas a maneira do Harris, Sign of the Cross consegue ser muito melhor que as musicas do BNW, DOD e AMOLAD.
 
Cara...sei nao..um disco que tem Be Quick or be Dead, Afraid to shoot strangers, From here to eternety, Wasting Love, Fear of the Dark, Judas be my guide... eu acho que ele arregaca qq coisa que veio depois dele...

Tb na minha humilde opiniao, claro...
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo