1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Helloween

Tópico em 'Música' iniciado por BassRing, 19 Mar 2003.

  1. BassRing

    BassRing Careca

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    "Embora poucos saibam, a história do Helloween começou no final da década de 70, mais precisamente no ano de 1978. Uma jovem banda alemã, chamada Gentry, que contava com Kai Hansen e Peter Sielck como alguns dos membros, foi o embrião para a formação do Helloween. Em 1980, a banda já havia sofrido algumas mudanças de formação e Markus Grosskopf (baixo) e Ingo Schwichtenberg (bateria) já faziam parte do line-up. Nessa época, o nome do grupo não era mais o mesmo: Second Hell foi o segundo nome utilizado, mas
    que durou apenas dois anos, quando então eles batizaram a banda com o nome de "Iron Fist". Nesse périodo, o jovem talentoso guitarrista Michael Weikath, juntou-se ao time e então finalmente deram o nome de "Helloween" para o grupo alemão, que tocava um Heavy Metal mais melódico do que o tradicional.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Com muito ensaios e dedição, eles compuseram duas faixas: "Oernst Of Life" e "Metal Invaiders", que em 1984 entraram na coletânea "Death Metal". Após essa coletânea gravada, o próximo passo foi gravar o primeiro EP, chamado simplesmente de "Helloween". Já sendo considerado uma das revelações do cenário mundial, em 1986 lançaram o primeiro álbum com o nome de "Walls Of Jericho" e que os colocou de vez como banda promissora. Nessa época, Kai Hansen já sentia dificuldade em cantar e tocar guitarra nos shows que realizavam pela Europa, então para concluir a tour foi chamado Ralf Scheepers, que não foi efetivado ao cargo de vocalista (e que mais tarde ficaria famoso cantando no Gamma Ray e no Primal Fear). Para assumir o posto de vocalista, foi chamado o então jovem de 18 anos Michael Kiske, dono de uma voz invejável e de extrema potência.

    Michael Kiske (ou simplesmente Michi) mostrou muita personalidade. Em 1987 o mundo todo conheceu o talendo do rapaz no álbum "Keeper Of The Seven Keys - Part I". Nessa época, a turnê já era bem maior do que a primeira tour que fizeram, eles não se limitavam a tocar apenas na Europa e já eram ídolos no Japão. Em 1988 foi lançada a segunda parte do "Keeper Of The Seven Keys". Esse disco foi considerado um marco na história do Heavy Metal e abriu muitas portas para a banda. Em agosto do mesmo ano eles se apresentavam para mais de 100.000 pessoas no tradicional festival inglês, "Monsters Of Rock", em Castle Donington. Além disso, um dos shows da turnê foi gravado no Reino Unido e rendeu o EP "Live in the U.K".

    A história da banda parecia perfeita, até que Kai Hansen resolveu abandonar o grupo. Para o seu lugar, foi chamado o desconhecido Roland Grapow, que veio da também desconhecida banda Rampage. Roland assumiu a segunda guitarra do Helloween ainda na turnê do Keeper II e agradou aos fãs. Em 1992 foi colocado no mercado o disco "Pink Bubbles Go Ape" que trazia uma capa bem diferente das demais feitas pela banda. O som não era tão semelhante aos dos discos passados e não obteve uma boa aceitação por parte dos fãs. Mesmo assim, a turnê do disco foi muito boa, com shows lotados, principalmente no Japão. Em 1993 foi lançado o disco "Chameleon", que é o álbum mais questionado pelos fãs até hoje. O som da banda era muito diferente, havia muitos experimentos e soava bem menos metal. Nessa época, Ingo já sofria muito com a esquizofrenia e alguns shows tiveram que ser cancelados devido aos problemas de saúde do baterista. Para o lugar de Ingo, foi chamado Richie Abdel Nabi, que assumiu as baquetas na tour do Chameleon. Ingo cometeu suicídio no dia 08 de Março de 1995, se atirando na frente de um trem.

    Os problemas do Helloween pareciam não ter fim. Antes de começar as gravações do disco "Master Of The Rings", Michael Kiske foi demitido do Helloween por motivos de desavenças entre os integrantes. Para o seu lugar, foi chamado Andi Deris, então vocalista da banda de Hard Rock chamada Pink Cream 69. O baterista Abdel Nabi não foi efetivado após a tour do Chameleon, e então foi chamado para a banda, Uli Kusch. Com uma formação bem diferente, "Master Of The Rings" trouxe o Helloween de volta ao Metal, com algumas boas pitadas de hard rock. Andi Deris sofreu muitas comparações com o ex-vocalista, mas se saiu muito bem.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Com a formação estabilizada, em 1996, foi lançado o disco "The Time Of The Oath" que foi um grande sucesso. Com o hit "Power" tocando na MTV e rádios do mundo todo, o Helloween voltou a ser assunto no cenário. Nesse mesmo ano, pela primeira vez o grupo pisou na América do Sul. No Brasil, o único show foi realizado no festival "Monsters Of Rock" em São Paulo, para mais de 50 mil fãs. A turnê do "The Time Of The Oath" ainda rendeu o primeiro disco "full" ao vivo, chamado "High Live", que foi gravado na Espanha e na Itália. Com a boa fase do grupo, em 1998 foi colocado no mercado o disco "Better Than Raw" que mostrou um Helloween bem mais pesado do que o tradicional. A turnê desta vez foi feita em grande parte ao lado do Iron Maiden. Mais uma vez a banda se apresentou no Brasil, com direito a um show para mais de 30 mil pessoas em São Paulo (com muita chuva) e transmissão ao vivo, pela MTV, do show de Curitiba. Já estava nos planos dos integrantes fazer um disco de covers, e assim foi feito em 1999, quando foi lançado o disco "Metal Jukebox" que contava com uma série de covers de bandas dos anos 60 e 70. Esse disco obviamente não teve turnê.

    No final de 2000 "The Dark Ride", outro disco muito experimental, foi lançado. Algumas música soavam como modernas demais e não agradaram nem mesmo a alguns membros. A grande turnê do "The Dark Ride" teve seu início adiado devido a problemas no braço de Uli. Passando pela Ásia e fazendo alguns festivais grandes na Europa, a turnê teve o seu final na América Latina. Em São Paulo, o Helloween fez um show "sold out" o que obrigou o agendamento de um show extra. Nas apresentações finais da turnê, no México, Andi Deris sofreu com uma forte doença, que fez com que a banda cancelasse o último show.

    Em 2002, quando parecia que já iriam se dedicar ao próximo álbum, foi anunciado na internet, no site oficial, que Roland Grapow e Uli Kusch não faziam mais parte do Helloween. A notícia caiu como uma bomba e foi motivo de muita discussão na internet e em revistas. Depois de algum tempo, foi anunciado Mark Cross (ex-Metalium) como substituto de Uli, na bateria. Ainda faltava encontrar o novo guitarrista. Muito se falava em Henjo Richter, mas o guitarrista do Gamma Ray não aceitou o convite. Por fim, Sascha Gerstner (ex-Freedom Call) assumiu a segunda guitarra. Quando os músicos entraram em estúdio para gravar o novo álbum, perceberam que a fase ruim ainda não havia passado: Mark Cross ficou muito doente ("Mononucleosis") e não tinha um prazo determinado para voltar a ter condições de tocar. Com as gravações muito atrasadas, convidaram Mickey Dee (Motörhaed) para fazer a gravação da bateria. Em fevereiro de 2003 foi anunciado Stefan Schwarzmann (ex-Accept) como o novo dono das baquetas no Helloween. As gravações do disco "Rabbit Don't Come Easy" mal terminaram e os integrantes já estavam espalhados pelo mundo, fazendo uma tour de divulgação do novo disco. Aparentemente o disco foi muito bem aceito pelos fãs e pela mídia, e os comentários são unânimes: o Helloween voltou a ser o que era antes.
    "

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    E ai galrera! Se vcs gostam, ou amam o Helloween como eu, entre aqui e escreva sobre as novidades, curiosidades ou tudo o que vcs quiserem sobre umas das maiores bandas do Planeta!!!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .: Welcome to Future World. Here is where the rain grows :.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Golgo13

    Golgo13 Usuário

    Um dia Michael Kiske ainda voltará.
     
  3. inominavell

    inominavell Usuário

    na boa. ja foi melhor.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  4. BassRing

    BassRing Careca

    Eu sei que o Kiske é bom!!! Mas ele fez uma entrevista para a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e disse que esta muito feliz e NUNCA ira voltar para o Helloween.... Mas os cds dele são muito legais.... :x
     
  5. V

    V Saloon Keeper

    Na boa... já gostei muito do Helloween, há uns 8 anos atrás... mas analisando os trabalhos da banda pude chegar à conclusão de que ela é muito superestimada.

    Teve sua importância, claro... isso é inegável. Mas muitos discos são realmente fracos. Como eu conheço bastante, o suficiente pra fazer uma análise da carreira deles... bom, lá vai.

    Vejamos,

    Primeiro eles lançaram aquele mini-LP, que tinha Starlight, Murderer, Warrior, Cry For Freedom e Victim of Fate.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eu gosto. O som é diferente do que normalmente se fazia na época, algumas letras têm uma certa relevância, e as músicas são fortes. Gosto bastante de Cry For Freedom. Pode ser considerado um marco do metal, pela critividade.

    --------

    Mas o que realmente pode ser considerado o debut da banda foi o álbum Walls Of Jericho.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Na época, o Helloween meio que fazia parte da cena undergound do metal alemão, junto com Grave Digger, Running Wild, etc. Com o Walls Of Jericho eles começaram a chamar atenção, e apesar de não ser um disco brilhante, influenciou muitas bandas. Tenho que dizer que não sou fã desse disco. Gosto de algumas músicas, como Ride The Sky e How Many Tears (a única que ainda é tocada nos shows), mas no overall é um disco médio.

    -------

    Em 87 veio o Keeper Of The Seven Keys Part I

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Esse é um dos discos que mais influenciou esse estilo que hoje chamam de powermetal (ugh), foi realmente um verdadeiro marco. Mas sem considerar a importância, analisando apenas as músicas, o disco não é essa maravilha toda. Eu gosto bastante de Twilight Of The Gods, acho de longe a melhor música do disco, e também gosto de Haloween, mas nem tanto.

    ---------

    Agora... o motivo pelo qual eu estou escrevendo esse post enorme... é o Keeper Of The Seven Keys Part II

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Esse é o melhor disco do Helloween e um dos melhores da história do metal. É um dos meus discos preferidos, um dos que eu nunca me canso de ouvir. É simplesmente incrível. O nível das composições nunca foi igualado pela banda novamente, nem nunca vai ser. Isso foi o ápice da criatividade, o apogeu da carreira do Helloween. Eu queria encher um parágrafo de trinta linhas com mais um monte de superlativos, mas ao invés de fazer isso, vou resumir de forma simples: existe o metal antes do Keeper II e depois do Keeper II. Nuff said.

    Eu gosto de praticamente todas as músicas desse disco, mas vou dar destaque para Eagle Fly Free, Rise And Fall (que tem um "quê" de Queen), We Got The Right e Kepper Of The Seven Keys (que é a melhor música do Helloween).

    --------

    Aí.... se me perguntarem, o caldo desandou. Depois de lançarem uma coletânea, sai Kai Hansen, entra Roland Grapow e o Helloween lança o Pink Bubbles Go Ape:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Uh... putz, eu não vou nem comentar o festival de merda que foi esse disco.

    Tipo... falam de The Chance... e Someone's Cying... mas... fala sério. Eca.

    Aí, logo após essa bomba, eles lançam o tal de Chameleon:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Com licença, :puke:

    Obrigado.

    Bom, quando se achava que o Helloween já era, eles lançam o Master Of The Rings:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    É surpreendente como esse disco é tão superior aos dois anteriores, e isso só pode ser explicado pela mudança na formação, o que deu uma renovação à carreira da banda, colocando-a nos trilhos certos novamente. É um bom disco. Destque pra Sole Survivor, Where The Rain Grows, Perfect Gentleman e Mr. Ego (que é bem hard rock).

    -------

    Após um bom disco, a banda lança um ótimo disco, o The Time Of The Oath:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Esse é o segundo melhor disco do Helloween, IMO. Gosto de várias músicas, mas minhas preferidas são Before The War, Wake Up The Mountain, Forever And One (linda!), Steel Tormentor e Power (que agita absurdamente no show).

    ---------

    Depois, eles lançaram o fraco Better Than Raw:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Apesar de bem produzido, houve alguns equívocos na mixagem. A bateria parece um pouco apagada, por exemplo. As músicas não são criativas e a única que eu gosto de verdade é Revelation. Lavdate Dominvm e Midnight Sun são legaizinhas, mas sei lá. Me arrependi de ter comprado esse CD, sério. Me pareceu meio sem inspiração.

    ---------

    Um pouco melhor que seu antecessor, o The Dark Ride é um disco de altos e baixos:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Equilibrando boas faixas com outras bem ruinzinhas, não é um disco ruim, mas está longe dos melhores trabalhos da banda. We Damn The Night e The Dark Ride são, de longe, as melhores músicas do disco, mas Mr. Torture e All Over The Nations são legais também. O resto é lixo.

    Não vou considerar o Metal Jukebox, por ser um disco de covers.
     
  6. BassRing

    BassRing Careca

    Bom V!!! Até vc tem uma certa razão!! Mas gosto musical naum se discute..... E vc tem que aceitar que o Helloween , queira ou naum, revolucionou o Heavy Metal..... :x
     
  7. Safari Joe

    Safari Joe Usuário

    Confesso que gosto mais da fase Deris do Helloween do que a fase com Kiske, apesar da técnica vocal do Kiske não ter nem comparação com a do Deris (que canta bem, mas não se compara com o Michael). Acho os Keepers muito alegrezinhos. Um negócio que vale lembrar é que, embora tenham lançado os considerados melhores dois cds da banda, com Kiske também foram lançados os dois piores (Chamaleon e Pink Bubbles).

    Prefiro o Better than Raw, é o tipo do cd que eu não canso de ouvir. Minhas favoritas desse cd são Falling Higher e Midnight Sun.

    Ao contrário do V, não acho que o resto do Dark Ride seja lixo não. Embora seja um disco bem mais dark que os outros, com faixas diferentes do estilo do Helloween (como Escalation 666 e Mirror Mirror), Salvation e All over the nations lembram bastante os outros álbuns. As minhas preferidas são The Dark Ride e Mr. Torture.

    Mudando de assunto, o Helloween vai tá lançando o novo álbum deles, Rabbit don't come easy dia 5 de maio, mas a data tá sujeita a alterações. O primeiro single, Just a Little Sign, sai em abril já e é uma composição do Deris.

    O tracklist:

    1. Just A Little Sign (Andi Deris)
    2. Open Your Life (Sascha Gerstner)
    3. The Tune (Michael Weikath)
    4. Never Be A Star (Andi Deris)
    5. Liar (Markus Grosskopf)
    6. Sun For The World (Sascha Gerstner)
    7. Don't Stop Being Crazy (Andi Deris)
    8. Do You Feel Good (Michael Weikath)
    9. Hell Was Made In Heaven (Markus Grosskopf)
    10. Back Against The Wall (Andi Deris)
    11. Listen To The Fly (Sascha Gerstner)
    12. Nothing To Say (Michael Weikath)

    É esperar pra ver!!
     
  8. BassRing

    BassRing Careca

    É isso ai!! O Kiske canta bem, mas a creatividade dele é um coco....
     
  9. KK

    KK Banned

    Na verdade nem era pro Kiske ter entrado pro Helloween, ele tinha uma banda que tocava um estilo totalmente diferente do Helloween. Durante a turnê do Walls Of Jericho a banda teve problemas com o Kai no vocal, ele não aguentava fazer 3 shows seguidos que já ficava sem voz. Foi quando o Markus Grosskopf ouviu falar de um exelente vocalista, era o Kiske. Eles conversaram e o Markus deu uma cópia do Walls pra ele, que odiou e não ligou mais pros kras. Foi quando os kras do Helloween resolveram ligar pra ele, pois estavam trabalhando no cd novo, ai o Kiske resolveu aceitar entrar na banda.

    O Kiske apesar de ser uma lenda viva do Heavy Metal, talvez uma das maiores, nunca foi um bom compositor, suas composições eram bem fraquinhas. A alma da banda mesmo sempre foi o Kai Hansen, e foi depois da saída dele que a banda desandou. Mas a culpa da saída do Kiske da banda foi do Michael Weikath, como todos sabem eles se desentenderam e o Helloween começou a virar isso ai que é atualmente, só mais uma banda de power metal regular. E isso é muito triste, pois uma banda que inventou um estilo deveria perdurar muito tempo no topo dele.

    Quando ao Deris, não gosto e não vou com a cara dele. De fato apenas duas músicas da fase Deris me agradam: "Power" do "The Time Of The Oath" e "Mirror Mirror" do "Dark Ride".
     
  10. BassRing

    BassRing Careca

    E ai galera fãs do Helloween e do Shaman!!! Quase confirmado que Andi Deris ira fazer uma ponta no show do Shaman no dia 5 de abril, que contará tb confirmado com Tobias Sammet e Sascha Paeth...... Só louco irá perder um dos maiores espetaculos do ANO>>>>>>
    :dance: :dance: :dance: :dance: :x :x :dance::dance:
     
  11. KK

    KK Banned

    O Tobias Sammet vai estar no show???? Putz, agora sim que eu vou!!! :D :D :D :D
     
  12. BassRing

    BassRing Careca

    Cara!!! Vai ser muito loko esse shown!!! VAi ter musica do Avantasia, Angra, Shaman, Virgo, Viper e se bobear do HELLOWEEN...........RULEZ>>>>>> :x :x
     
  13. BlackBeard

    BlackBeard Usuário

    eu acho q o melhor disco do hello é o e.p. (victim of fate, warrior..), segundo de walls of jericho, depos vem os keppers...o resto é lixo :D
     
  14. Golgo13

    Golgo13 Usuário

    inverto, keepers II e I em 1o e 2o, walls em 3o, o resto não é essencial.
     
  15. muäh

    muäh Usuário

    na boa, concordei com tudo q o V falou. Só não vou fazer citação pq fica mt grande =P

    Keeper Of The Seven Keys II é o cd!!

    e eu vou ficar em casa chupando dedo :disgusti:
     
  16. Litzhel

    Litzhel Delirium

    Engraçado, o V e o Gabil pegaram o gosto por colocar as fotinhos dos cds nos posts :|

    Antes devo citar, V nem vem criticar meu post :P que eu sei que você vai falar que eu tenho mal gosto hehehehe.. :roll:

    Num conheço quase nada sobre a historia do Helloween, apesar de ter ouvido todos os cds, e ter sido uma epoca muuuuuuito viciada na banda. Alem do que eu nao sou velha que nem o tio V, entao nao me repudiem se minha opiniao for pouco construtiva :(

    No Walls Of Cocoricó, com o nosso meigo-louro-gostosao, o Hansen... o Helloween era tao bunitim =~ Mas nao sei, ele transmitia nas musicas algo diferente, do que com o Kiske e o Deris..

    Musicas preferidas desse cd: Heavy Metal - Is the law, ride the sky e how many tears...


    Depois veio os keeper of the seven keys, um e dois... e acho que sao um dos mais conhecidos nu mundo melodico do helloween, to enganada? =/
    Pois bem, sao uns dos melhores disco do helloween na minha opiniao... Eu gosto muito de todas as musicas, ao contrario dos outros cds que tem uma musica ou mais que eu nao curto tanto. Acho que foi bem construido os cdzinhos, cada musica do keeper I tem algo que diferencia das outras.. nao que nos outros cds nao sejam assim, mas parece que nesse é mais destacado e mais percebido.

    Musicas preferidas do I: todas :P
    Musicas preferidas do II: Eu tambem gosto de todas, mas a Dr Stein tem um baixo que eu me apaixonei hehe muito fofa

    Tio Kiko arrebentou nesses dois cds


    Hum, agora o que vem mesmo? Acho que é o pink bubbles nao sei do que. Pronto, chego o auge da tosquice do Helloween. Tem musicas boas? Tem, mas o helloween decaiu muito nesse cd em minha opiniao.

    E sinceramente, eu prefiro muito mais o Chameleon do que esse... na verdade eu gosto das musicas do Chameleon, mas o cd que tava prestes a aparecer, fez com que esses dois nao fossem mais do que miseros... hum, cds.


    MASTER OF RINGS!!!!! yeah o primeiro cd que eu ouvi do Helloween, inclusive o melhor ;)
    Todas as musicas sao lindas =~ até a pop que eles fizeram ficou legal hehe, i found outtt, in the middle of a heartbeeeeat .

    Alem do que, depois daqueles cds, ninguem pensava que o helloween ia arrebentar tanto né? Por isso que eu amo o tio Deris :D Na real nao tem como comparar os vocais que tiveram, hansen, kiske, e deris. Todos com seu proprio estilo... mas o Deris nao tem como negar, é um otimo cantor :D Mas no show que ele fez aqui por esses lados, amigos meus disseram que ele parecia uma galinha com dor de garganta cantando, vai saber :roll:

    Continuando, master of rings nem tem o que falar, é simplesmente o melhor...



    The time of the oaaaaathh ôôÔôooooÔoô, ôOôÔôo, the time of the oathhh

    Eu tb adoro esse cd! Nao tanto quando o M.o.R. Mas tambem tem suas musicas carimbadas com o selo de testado e aprovado.

    musicas preferidas: the time of the oath, steel tormentor, before the war


    Better Than Raw, é o meu segundo cd preferido deles, acho que eles inovaram um pouco, e fez esse cd se distuinguir um pouco dos outros. Eu gosto muito mesmo, e todas as musicas tbm



    Metal Jukebox, só ganhou meu prestigio, pq fizeram o cover do locomotive breath do Jethro Tull (mas nao chegou nem perto do cover do WASP).. bom, na verdade eu quase nao ousso esse cd, apesar de ter no pc... entao fica dificil eu falar muita coisa dele. Mas as musicas sao legais, tem uma ou outra como Faith Healer e Hocus Pocus, que é meio cansativa... mas nao tem problema...
    esse cd nem parece tanto com melodico, ele ficou mais estilo skid row de ser. Bom deixa pra la, antes que alguem me mate por eu ter dito isso.


    Em fim, ultimo cd, ultima surpresa. Qndo ouvi pela primeira vez o the dark ride, eu achei muuuuito pesado em comparaçao com os outros cds, mas depois nao sei se foi por custume, que acabei gostando...

    musicas preferidas: escalation 666 e mirror mirror


    Editando

    Depois de ter escrito isso, eu olhei pra parede em cima do meu pc... olhei bem pro outro-tio-louro-gostao, o Deris (o poster ta? hehe), tive que ser obrigada a colcoar pra escutar helloween. E me toquei que faz uma carinha que eu nao ouvia.

    Agora eu vou encomodar o tio Maglor e o tio Gabil :twisted: que nem eles fizeram comigo depois de terem postado no topico do iron... :mrgreen:
     
  17. Sauron_Body

    Sauron_Body Usuário

    eu conheco mto pouco, mas gosto bastante
     
  18. V

    V Saloon Keeper

    Todo mundo fala de Escalation 666 e Mirror Mirror... caramba, eu odeio essas músicas. :puke:
     
  19. Litzhel

    Litzhel Delirium


    hahahahaaha eu sabia!!!!!! :mrgreen: Eu sabia que eu nao ia escapar do seus comentarios V :obiggraz:
    Até quando vi que tu tinha postado, eu epnsei "putz, la vem aquele texto.. que que vou fazer? :doh: " Mas até que você foi bonzinho :aham:

    Escalation 666 é boa sim. :roll:
     
  20. V

    V Saloon Keeper

    Não, não é. É repetitiva, monótona, chata e enjoada. Tenta ser macabra e pesada mas só consegue ser maçante.

    Ahnn... ah, sei lá. Vai ver é questão de gosto. :roll:

    :P
     

Compartilhar