• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Autor da Semana H. P. Lovecraft

Bruce Torres

Let's be alone together.
687474703a2f2f692e696d6775722e636f6d2f78713073342e6a7067
 

Turgon

ワンピース
Saindo um pouco só do Call of Cthulhu, no filme do Aquamen (2018) tem uma homenagem ao conto "O Horror de Dunwich”. Em uma das cenas, mostra um livro sobre a mesa do Lovecraft.

6da92f8aaf.png


No jogo do Fallout 4, existe um local chamado Dunwich e é baseada na mesma obra. Existe um trailer mostrando a ilha.


:squid::squid::squid:
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Agora que você postou neste tópico, me ocorreu que boa parte do que foi postado naquele sobre o Call of Cthulhu estaria melhor neste tópico aqui... :think:

Edit: E aproveitando que não o divulgaram neste tópico, lembro a todos que este ano saiu este livrinho sobre o Lovecraft. Não era lançamento nem nada; mas por aqui ainda era inédito.

91BDZ+O9x9L.jpg
"Buscando desvendar o gênio de um dos maiores autores norte-americanos do século XX, o premiado escritor francês Michel Houellebecq traça um percurso afetivo pela vida e pela produção literária de H.P. Lovecraft. Houellebecq cria uma espécie de “romance não ficcionalizado”, partilhando com este personagem a visão de mundo excepcionalmente sombria que levou ele mesmo a ser conhecido como o enfant terrible da literatura francesa contemporânea. Com uma introdução lúcida e pungente do mestre Stephen King, este livro é leitura fundamental para os interessados em Lovecraft e Houellebecq, e também para aqueles que querem conhecer a fundo o gênero horror. Mas é indispensável, principalmente, para os que, nas noites insones, ousam ouvir as vozes que sussurram de dentro do travesseiro."
 
Última edição:

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
A editora Legatus no Facebook publicou isto no início do mês:

É muito estranho pensar como um sujeito como Lovecraft tenha sido tão fundamental para a construção do imaginário no rock e, principalmente, no heavy metal. Como pessoa, ele representava o completo oposto da imagem que algumas bandas procuravam passar, mas o conjunto de imagens que ele foi capaz de criar ultrapassou há muito tempo a esfera particular e meramente literária e se tornou uma referência para todo e qualquer processo criativo.
.
Na cosmologia de Lovecraft, a humanidade nada mais é do que um elemento insignificante em um Universo, na melhor das hipóteses, completamente indiferente à nossa existência. Não existe Deus, não existem conceitos de moralidade universal, nem esperança: existe apenas um eterno abismo que nos aguarda, um abismo que é povoado por Criaturas ancestrais que estão hibernando nas profundezas do infinito, apenas aguardando o momento exato para despertarem e engolirem tudo, varrendo a nossa existência totalmente.
.
As criaturas literárias de horror cósmico que Lovecraft criou são tão poderosas e perturbadoras que, ao longo do século 20 e 21, muitas bandas de rock reinterpretaram essas imagens para criar música extrema, com o intuito de explorar horizontes inéditos de criação artística. Mesmo se você não gosta de heavy metal, vale a pena entender como um recluso escritor provinciano de Rhode Island foi capaz de dar vazão a um estímulo de criatividade atemporal. Confira.
☠️

1.jpg2.jpg3.jpg4.jpg5.jpg6.jpg7.jpg8.jpg9.jpg10.jpg

Agora é só jogar no YouTube as recomendações para curtir, ou não, as musiquinhas... :dente:
 

Eriadan

Usuário
Usuário Premium
Olha que promoção mais ou menos:


A quem interessar, já chequei que é completo mesmo e a diagramação tá boa.

Não tinha intenção de ler Lovecraft por agora, mas vou dar um saque no tão famoso Cthulhu.
 

Béla van Tesma

I’m hoping to do some good in the world!
Para quem gostou dos Fungi from Yuggoth, informo que é possível ouvir aqui todos eles declamados com voz supimpa e trilha sonora do Graham Plowman. Ainda, há outros doze poemas que completam o "álbum", à venda na íntegra por dez dólares. :3 (Mas a audição na plataforma é gratuita.)
 
Última edição:

Valinor 2021

Total arrecadado
R$250,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo