• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

O grande deus Pã (1894, Arthur Machen)

Béla van Tesma

Nhom nhom nhom
Colaborador
O Grande Deus Pã, obra-prima do escritor galês Arthur Machen, mergulha os leitores em um universo repleto de mistério, horror e imaginação. Publicado pela primeira vez em 1894 e comemorando 130 anos em 2024, este romance gótico se destaca como precursor do horror cósmico, influenciando posteriormente escritores renomados como H. P. Lovecraft, Neil Gaiman e o cineasta Guillermo del Toro.

A trama gira em torno de uma série de eventos aparentemente desconexos que, aos poucos, revelam uma teia de segredos ocultos que permeiam a existência humana e o destino de seus personagens. A narrativa se desenrola com a descoberta de experimentos científicos e rituais misteriosos que têm o potencial de desvendar os véus que separam o mundo real do sobrenatural.

1706550936255.png

A edição da DarkSide® Books celebra mais um lançamento da marca Sociedade Secreta, que estreou em 2023 com duas edições do clássico O Rei de Amarelo. Com tradução de Andrio Santos, a edição presenteia os darksiders com paratextos do autor e consultor editorial Enéias Tavares (Parthenon Místico e Lição de Anatomia), que preparou um envolvente passeio por uma galeria iconográfica dedicada a Pã nas artes e na cultura pop. Para fechar, esta edição histórica recupera para o público brasileiro um poema de infância de H. P. Lovecraft dedicado ao deus dos bosques.

Machen, habilidoso artífice da atmosfera, tece uma trama que transcende as fronteiras do convencional, levando os leitores a questionar a natureza da realidade e a explorar os recantos mais sombrios da mente humana. A presença do Grande Deus Pã, uma entidade antiga e insondável, é o fio condutor que conecta os elementos do sobrenatural ao cotidiano, criando uma tensão crescente que culmina em revelações perturbadoras sobre a mente, o desejo e o espírito humanos.

Ao longo da narrativa, Machen explora temas como a busca pelo conhecimento proibido, a fragilidade da mente diante do desconhecido e os limites tênues entre o bem e o mal. Seus personagens, complexos e multifacetados, enfrentam dilemas morais e psicológicos que ecoam pelas páginas, desafiando as noções convencionais de moralidade e objetividade.

O Grande Deus Pã é, sem dúvida, uma leitura envolvente para aqueles que apreciam o horror literário em sua forma mais sutil e sofisticada. Com prosa elegante e abordagem filosófica, Machen conduz os leitores por um labirinto de suspense e reflexão, deixando uma marca indelével em suas mentes. Prepare-se para uma jornada fascinante e perturbadora pelos labirintos da imaginação humana.

[O texto acima é da Darkside, para divulgação de sua edição]

Adendo: essa mesma edição da Darkside está em pré-venda e quem comprá-la no site oficial vai receber umas bugigangas de brinde, como é possível ver no link:


A quem interessar, também existe no mercado brasileiro a edição recente (2022) da Todavia, com tradução de Guilherme da Silva Braga:
1706551317395.png
 
Sim, está valendo a pena comprar no site oficial; além dos descontos de pré-venda, que a Amazon não parece ter aderido a oferecer ainda, existem os brindes e acima de R$ 199 o frete grátis também. Eu comprei ontem três livrinhos: este, O rei de amarelo e a biografia do Loveraft :hihihi:

Se pagar no pix ainda leva mais 5% de desconto, mas eu abri mão desse benefício porque eu teria de gastar mais 10 reais em livros pra levar o frete grátis (porque, com o desconto do pix, o preço final caía abaixo do mínimo rs) e ia ser mais prejudicial que benéfico pra mim; optei por 3x sem juros no cartão.
 
Eu gostei bastante da história, mas achei que o capítulo inicial parece deslocado do resto do texto, como se Machen precisasse primeiro criar o efeito e só então o motivo para tal. No entanto, uma vez que você atravessa esse terror "oh, é algo terrível!", depois você vai sendo "recompensado" com um terror de analogia — considerando algumas leituras, parece que Machen aborda o medo da chantagem e exposição dos gentlemen britânicos envolvidos com práticas sexuais questionáveis, criminosas ou perturbadoras — pra em seguida vir o terror mais concreto, em que o mundo natural parece querer se despejar sobre a falsa aparência de civilidade da sociedade. Ainda assim, acho o final algo anticlimático, mas é aquela coisa, moral cristã.

Como disseram no começo, que inspirou Lovecraft, sim, você lê e percebe a influência sobre o conto O Horror de Dunwich, que pega muitas imagens desse texto do Machen, mas que acho que saiu um texto melhor e mais coeso.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.434,79
Termina em:
Back
Topo