1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Guy de Maupassant

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Link, 13 Set 2003.

  1. Link

    Link The Hero of Time

    Guy de Maupassant (1850-1893) não foi simplesmente um dos mais brilhantes escritores do seu século, mas o mais completo contista de todos os tempos. Alguns de seus temas presentes nos contos reunidos neste volume são clássicos na literatura fantástica: a reencarnação, a aparição fantasmática, o acontecimento extraordinário. Não se trata de criaturas impossíveis (duendes, gênios ou demônios) em cenários exóticos, mas acontecimentos estranhos que se equilibram nesta tensão que se origina de um espírito incerto: o homem aparece como um ser estranho a si mesmo e o outro como um abismo. Maupassant publicou 27 livros em 10 anos, dos quais muitos críticos consideram Horla sua obra-prima. Famoso em seu tempo, viveu prosperamente numa vida quase luxuosa. Não desprezou o uso do álcool e de paraísos artificiais que lhe estimularam e excitaram seu cérebro, permitindo-lhe escrever em ritmo crescente. Em seus últimos anos de vida foi vítima constante de alucinações, tendo inclusive tentado suicídio. Morreu no manicômio de Passy, na França.


    Depois de um breve histórico dele...

    Vocês já leram alguma a obra dele? Eu tenho um livro da L&PM Pocket que traz 11 contos, entre eles O Horla. Sem contar que esse último tem dois finais... eu recomendo... e esse livro que eu comprei saiu só R$ 4,50...
     
  2. Diego

    Diego Usuário

    oi
    eu to na mesma situação qeu ti..
    já achei vário s sites em inglês, mas nada de encotnrar mais livros dele..
    ainda estou à procura, se alguém tiver novidades por favor postem-nas
     
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu li alguns contos dele de uma coleção que eu comprei (e divulguei aqui), que tem livros em Inglês bem em conta. infelizmente não consegui encontrar um que minha professora comentou uma vez. é um pouco vergonhoso admitir isso, mas só lembro da história, não consigo lembrar do título.. se alguém puder me ajudar, lá vai um resumo:

    A esposa do personagem principal sofre um acidente e morre. Ele sofre um monte pela perda, e vai ao cemitério chorar pela amada. Eis que ele perde a hora e fica por lá para depois da meia noite ( :eek: ) e, nesse horário, os mortos se levantam e apagam da lápide os "admirável marido", "saudoso pai" e escrevem no lugar seus pecados. ele, curioso, vai ver o que a mulher dele escreveu na lápide, e lê que ela morreu no dia em que ia encontrar o amante :lol:

    E é isso. Alguém lembra do título?? :o?:
     
  4. Link

    Link The Hero of Time


    :think: :think: :think:

    Não seria "A Morta"? Acho que é esse, sim:

     
  5. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Bom, pelo menos já é uma pista :mrpurple:

    Obrigadão, Fábio :kiss:
     
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    ... quase um ano depois...

    É 'A Morta' sim. Comprei um livro de contos do Guy em português, e tinha lá. Acabei de ler. :grinlove:

    Achei a forma como ele conduz a narrativa simplesmente incrível. Afinal, não é fácil escrever contos, ainda mais contos de horror. Há um limite para se desenvolver personagem/enredo/espaço que poucas autores conseguem dar conta (coloco aí em primeiro lugar o Poe, é óbvio).

    No caso do Maupassant, toda a narrativa é tão bem desenvolvida que é possível visualizar perfeitamente a cena do amante correndo pelo corredor de túmulos. É mórbido, é romântico. É perfeito. :grinlove:


    -------
    Ka Bral, se você achar melhor apagar o post anterior, no problem. Só postei seguido para dar um bump no tópico. :lily:
     
  7. Ka Bral o Negro

    Ka Bral o Negro Tchokwe Pós-Moderno

    :assobio:

    :mrpurple:
     
  8. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Guy de Maupassant.
    Alguns curtem seus contos fantásticos. Eu prefiro seus retratos da humanidade.
    Meu tio Jules.
    Bola de sebo.
    Guy era um cara que batia. E batia forte.


    Atualizando. Visto que acabei de ler uma novela dele.

    Eu acabei de ler um livro de um escritor que eu adoro. Guy de Maupassant. Já deu pra ver que a minha opinião é um tanto quanto passional. Eu só o conhecia por seus trabalhos na área de contos. Onde ele dividia seu trabalho em contos fantásticos e contos sociais. Esta é a primeira novela dele que leio. Trata da história de uma moça que passou a adolescência toda internada num convento. Quando ela sai vai morar com os pais numa propriedade a beira-mar. E o que encontramos nessa obra é uma descrição da nobreza rural francesa do século XIX. Crítica a padres, nobres e principalmente as pessoas. O livro começou um tanto arrastado, mas depois que a personagem se casa as coisas tomam velocidade e os acontecimentos vão revelando verdades uma após as outras. Uma obra com sensualidade, drama, amor, tragédia e uma pitada de ação em uma cena de assassinato que particularmente adorei.
    O livro chama-se "Uma vida" e ele não poupa ninguém. Como eu já havia mencionado antes Guy de Maupassant bate forte e duro. Ele não tem muita condescendência com os seus personagens.
    Eu recomendo.
     
    Última edição: 6 Mar 2007
  9. Dimitra Wormwood

    Dimitra Wormwood Usuário

    Dele eu só li um livrinho de contos, após ler "O Louco", que entrou para aquela coletânea dos melhores contos de crime e mistério.
    Com esse conto eu me apaixonei por ele. Me fez pensar em TANTA coisa... sobre o conceito de loucura principalmente. Sobre a questão da moral humana, e do conceito ético de que 'matar é mau'.
    tem um também que conta a história de um homem (é contada em primeira pessoa se nao me engano) que vê numa noite seus móveis tomarem vida e fugirem. A história vai passando, ele viaja e vai reencontrando seus móveis pela Europa, mas não consigo me lembrar o final u.û.
    um último conto é um de que umas pessoas(familiares?) (ou uma pessoa) vai para uma casa numa montanha erma e passa o inverno lá. Não me lembro direito, só da cena da casa que eu tive na minha cabeça...
    Eu gostaria de ler um romance dele, deve ser absurdo. o_O
     
  10. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Não sei se há romances fantásticos na obra dele.
     

Compartilhar