• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Cinco Livros Favoritos com Fúria da Cidade [2.0]

Melian

Período composto por insubordinação.
Desde sua primeira participação no projeto, o Fúria fez escolhas inusitadas. Para quem não conhece a lista que o Fúria fez em 2011, aqui está ela. Entretanto, falemos sobre a lista recente. Uma lista que começa com Dias Gomes não pode decepcionar. E as surpresas não param por aí, porque, como explica no início da lista, Fúria fez a opção por selecionar obras que possam contemplar os mais diversos gostos literários. Temos, dentre os cinco livros da lista, uma peça de teatro e uma obra que é considerada, por muitos críticos, como uma das três mais importantes da literatura moderna de terror, junto de O Bebê de Rosemary e O Exorcista. Depois, farei um comentário mais específico, por ora, uma dica: Roque Santeiro, de Sá, Rodrix e Guarabyra, é a trilha sonora perfeita para se deliciar com esta listinha.

Prefácio: decidi montar a minha lista 2.0, desta vez escolhendo o meu preferido em uma modalidade literária diferente. Como só dá pra escolher cinco, decidi então pelas seguintes: teatro, terror, aventura, romance policial e um da literatura infantil por uma questão de nostalgia.

1. O Berço do Herói – Dias Gomes

1622204897105.png
Quem vê o título, muito provavelmente, achará que se trata de algo completamente desconhecido. Mas, e se o título fosse Roque Santeiro? Aí, com certeza, muitos já ouviram (e muito!) falar.

Essa peça de teatro do Dias Gomes, que conta a história do Cabo Roque, foi simplesmente a fonte inspiradora para o roteiro adaptado daquela famosa telenovela da Globo que teve a maior audiência de todos os tempos.

A diferença é que aqui o Cabo Roque, como o próprio nome diz, não era um escultor e sim um militar que foi pra guerra. E toda aquela história de um mito que não era mito e uma cidade que prosperava à custa da história desse mito e que, depois de um longo tempo, resolve retornar a sua cidade natal, como se nada tivesse acontecido. Isso é retratado com todos os detalhes nessa obra, a qual tive oportunidade de ver o texto original sendo encenado no Teatro.

2. A Profecia – David Seltzer

1622205162768.png
Esse é um caso em que a maioria das pessoas conhece muito mais o filme do que o livro, que faz parte de uma trilogia clássica do terror. No entanto, ele retrata passagens históricas muito importantes, que foram omitidas no filme, e o autor consegue deixar o leitor com muito mais medo da pessoa que o, até então, “frágil e inocente” garoto Damien pode vir a se tornar.

3. A Volta ao Mundo em 80 dias – Júlio Verne

1622205374754.png
Foi a primeira grande obra do Verne que li na vida, e foi um prazer enorme ter lido já na infância, por volta dos 10 anos, o que fez com que eu me interessasse, muito, por viagens, incluindo toda a elaboração de roteiro até a sua execução. Foi, para mim, uma verdadeira obra multidisciplinar, que reúne elementos de turismo, Ciência, Geografia, História, Cultura Internacional, Romance e Aventura; tudo junto e misturado, na medida certa. Uma leitura muito agradável e prazerosa.

4. Relíquias Sagradas – Fred Vargas

51IJbBZp38L._SX307_BO1,204,203,200_.jpg
Na hora de escolher um romance policial, eu estava numa dúvida enorme entre Agatha Christie e Fred Vargas. Se fosse há quatro anos, eu escolheria, facilmente, a primeira; mas, recentemente, nesse segmento literário estou curtindo muito mais a escrita de Vargas, que, pra mim, tem um estilo mais surreal e menos previsível do que a Christie. Enquanto a Agatha Christie tem o detetive Hercule Poirot, a Fred Vargas tem o comissário Jean-Baptiste Adamsberg como protagonista recorrente, que se desdobra a beça na resolução dos crimes e mistérios.

5 – Marcelo, Marmelo, Martelo – Ruth Rocha

Marcelo+Marmelo+Martelo+e+outras+historias+-+Ruth+Rocha.jpg
Quis dedicar a minha quinta e última escolha à literatura infantil, que é quando temos nosso primeiro contato com a leitura. O tempo passa e, muitas vezes, até nos esquecemos de obras que foram muito importantes nessa fase da vida, e que merecem serem lembradas. Ainda que tenha sido uma leitura feita a pedido da escola, essa clássica, divertida e lúdica obra da Ruth Rocha, do inquieto e perguntador menino Marcelo, até hoje é a minha preferida.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Olha só, Fred Vargas! :joy:

Acho que o meu preferido dela é o "Fuja logo e demore para voltar".

Temos que fazer campanha pra ver se a Companhia das Letras toma vergonha na cara e volta a editar os livros dela.

Pois é.. uma grande escritora que merece ser mais divulgada e conhecida. Se tiver 1/3 do que a Agatha Christie tem hoje com suas obras editadas dezenas de vezes, eu já ficaria mais satisfeito.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Tenho muito amor pela Agatha Christie.

E, lendo o que o Fúria falou, fiquei com muita vontade de ler algo da Fred Vargas. Migos @Jacques Austerlitz e @Fúria da cidade qual livro dela vocês indicariam como primeira leitura? No caso do Fúria, acho que seria Relíquias Sagradas, e, no caso do Jacques, Fuja logo e demore para voltar. Ou esses livros não são os melhores para alguém começar a ler a obra dela?
 

Melian

Período composto por insubordinação.
E então, quando as serpentes, os morcegos, os texugos e todos os animais que vivem nas profundezas das galerias subterrâneas saem aos bandos pelos campos e abandonam seu hábitat natural; quando as plantas frutíferas e as leguminosas começam a apodrecer e a se encher de vermes...
Gente, impactante o início de Fuja logo e demore para voltar. :o
 

Indu

Cynthiaaaaaa
Uma lista... inusitada. :think:
Mas repito o que já disse no outro tópico: não tenho condições de opinar. :lol:
Só fico feliz de ver que o Orwell não está aí, porque ninguém merece ter aquele livrinho entre seus favoritos da vida inteira. :joinha:
Eu tinha 1984 na minha antiga lista. Mas são tempos passados. Em inha defesa eu digo que adoro um futuro distopico.

Sobre a lista do Fúria, eu só li a A Profecia.
E acho um livro fenomenal, é de arrepiar até os cabelos que já cairam.

O cão encontrado dentro do túmulo, e depois a perseguição dentro do cemitério.
Foram partes que me fazia grudar no livro.
 
Última edição:

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Tenho muito amor pela Agatha Christie.

E, lendo o que o Fúria falou, fiquei com muita vontade de ler algo da Fred Vargas. Migos @Jacques Austerlitz e @Fúria da cidade qual livro dela vocês indicariam como primeira leitura? No caso do Fúria, acho que seria Relíquias Sagradas, e, no caso do Jacques, Fuja logo e demore para voltar. Ou esses livros não são os melhores para alguém começar a ler a obra dela?

Eu comecei por "O homem de círculos azuis". Agora que estou chegando na metade do que ela escreveu, então ainda não tenho definido um que considero o "ideal" pra começar, mas pode optar por esses se desejar.

Ah, eu estava me referindo especificamente ao "Animal Farm". :hxhx:

O meu apreço por essa obra é que nem massa de bolo. Quanto mais alguém bate pra critica-la, mais eu amo ela. :lol:
.
 

Zirak-tarâg

Moleculista
Eu tenho vontade de ler as obras dela que são situadas no Egito, principalmente Death Comes as the End. Acha que é representativo do restante?

Edit: olhando na wikipédia, descobri que a BBC começou a adaptar. Então estou bastante tentado a ler e assistir a minissérie.
 
Última edição:

Melian

Período composto por insubordinação.
Ah, gente, um trem que não comentei: Dias Gomes é rei pra caralho. Dramaturgo de primeiríssima qualidade. E, sem condições em O Pagador de Promessas, né? Inclusive, eu senti um eco de Dias Gomes em Torto Arado, de Itamar Vieira Junior.
 

Darkness

To live forever
Marcelo, marmelo, martelo e Um Certo Capitão Rodrigo, lembro de ter visto em aula, e realmente deu uma forte saudade dessa época, a grande verdade é que essas listas estão me deixando nostálgica! Verne dispensa comentários, e quanto aos outros não li.
 

Níra

Usuário
O único que li da lista do Fúria foi o "Marcelo, marmelo, martelo", no segundo ano do fundamental. Inclusive daquela época só me lembro vagamente desse e de "Maria vai com as outras"...
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Aliás, falando de Júlio Verne (no meu tempo ainda o chamavam de Júlio, hoje a moda é voltar ao francês Jules, ao que parece...) — falando em Júlio Verne, esse romance aí d'A Volta ao Mundo em Oitenta Dias rendeu este jogo de tabuleiro obscuro dos anos 80, que eu tenho até hoje e é dos mais divertidos de jogar em família. Nunca li o livro (embora o tenha também, claro, porque eu sou desses... :dente:) e acho que vai ser muito estranho finalmente lê-lo depois de décadas jogando isso daí.

Era só isso que eu tinha a dizer, mesmo; já estou ficando sem cartas na manga pra render o tópico. :timido:
 

Jacques Austerlitz

(Rodrigo)
Usuário Premium
Tenho muito amor pela Agatha Christie.

E, lendo o que o Fúria falou, fiquei com muita vontade de ler algo da Fred Vargas. Migos @Jacques Austerlitz e @Fúria da cidade qual livro dela vocês indicariam como primeira leitura? No caso do Fúria, acho que seria Relíquias Sagradas, e, no caso do Jacques, Fuja logo e demore para voltar. Ou esses livros não são os melhores para alguém começar a ler a obra dela?

Eu li fora de ordem, e não vi nenhum problema, mas sou do tipo que não dá a menor importância para spoilers.

Os únicos que eu ainda não reli são "O homem dos círculos azuis", que é o primeiro da série com o delegado Adamsberg, e "O homem do avesso", segundo da série. Acho que no primeiro, ela ainda não tinha amadurecido a escrita, mas é um bom livro, já com as características próprias. A Companhia pulou o terceiro, e publicou o quarto: "Fuja logo e demore para voltar", que acho que é um bom ponto de início.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Espera até o Fúria saber que o Dias Gomes era comunista de carteirinha... :timido:

Tentando puxar pela memória, acho que não li nada do Dias Gomes... Mas do Antonio Callado li todo o teatro. Passei perto. :dente:

Eu me interesso pela obra. Se eu levasse ao pé da letra preferência politica de cada um, eu não iria nem 1/3 das vezes que fui ao Teatro, muito menos ver os épicos do José Celso Martinez Correa, o popular Zé Celso do Teatro Oficina (não vejo a hora que a pandemia acabe pra revisitar o sagrado Teatro Oficina de Sampa).

Gente, impactante o início de Fuja logo e demore para voltar. :o

Ela é historiadora e arqueóloga especializada em zooarqueologia. Com essa formação acadêmica nada convencional pra uma escritora, já vai se preparando aí.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo