• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Evento Cinco Games Favoritos Com JPHanke

Turgon

ワンピース
Quase uma lista só de DS. Até me dá vontade de comprar esse portátil!

Primeiramente gostaria de dizer que minha lista é composta por jogos mais recentes e alguns um pouco mais antigos. Nunca tive condições de ter vídeo-games quando criança, por isso muito dos clássicos eu não joguei. Acredito que muitos dos jogos não serão conhecidos pela maioria. Alguns jogos eu indiquei por inovarem na forma de jogar, outros por fatores nostálgicos e ainda por serem jogos que em sua simplicidade conseguem prender o jogador por muito tempo nas suas histórias. Começarei pelo meu jogo favorito:
Phoenix Wright - Ace Attorney
Plataforma: Nintendo DS




Este é meu jogo favorito de uma das séries mais brilhantes que já foram lançadas para Nintendo DS. Ace Attorney é uma série de jogos que mistura um pouco de aventura e investigação estilo Point&Click . Este é o primeiro jogo da série e você joga com o então inexperiente advogado Phoenix Wright que, ao lado de sua amiga medium Maya Fey, deve defender seus clientes no tribunal contra as acusações de assassinato enfrentando promotores como Miles Edgeworth, que é capaz de tudo para conseguir um veredicto de culpado nos julgamentos. Além desses personagens existe também o detetive Gumshoe, encarregado das investigações de assassinatos da polícia e que te dá uma ajuda vez ou outra e a mentora de Phoenix, Mia Fey, uma advogada bastante habilidosa que sempre o ajudará quando tiver problemas.

O jogo é composto por episódios, onde cada um destes representa um caso. Os episódios possuem dois momentos distintos: a investigação, onde você vai até a cena do crime e pode conversar com as pessoas e coletar evidências para montar sua defesa e o julgamento, onde você confronta o promotor e tem de convencer o Juíz de que seu cliente é inocente das acusações apresentando as contradições nos depoimentos das testemunhas através das evidências coletadas.

É de certa forma impossível citar o jogo num contexto que não englobe a série Ace Attorney pois todos os jogos possuem casos brilhantes, mas eu escolhi este por ser aquele que apresenta o melhor conjunto de casos dentre os 4 jogos da série (sem contar os spin-offs).

Os personagens desta série são muito bem construídos, de forma que até os vilões conseguem conquistar os jogadores pela sua carisma. Os gráficos mesmo sendo mais simples (pois o jogo foi originalmente projetado para o GBA) não deixa nada a desejar pela dinâmica do jogo. A trilha sonora é talvez a melhor dentre todos os jogos que já joguei, possuindo temas excelente para os personagens principais e trilhas que se encaixam muito bem na parte do julgamento. As trilhas fazem tanto sucesso que já foram lançados dois CDs de concertos feitos no Japão com músicas temáticas da franquia.
Donkey Kong Country 2 - Diddy Kong's Quest
Plataforma: Super Nintendo




Quem aqui nunca jogou Donkey Kong de Snes? Mesmo nunca tendo o vídeo game, passei boa parte dos meus 10 a 13 anos jogando este jogo no emulador do PC, e ainda jogo de vez em quando. Acredito que este jogo dispensa introduções, mas aqui vai: DKC 2 é a continuação do primeiro jogo da franquia, e vemos as aventuras de Diddy Kong para resgatar seu parceiro Donkey Kong. Para isso ele contará com a ajuda de Dixie Kong, uma macaquinha que pode planar girando sua longa cabeleira.

O jogo acrescenta algumas possibilidades de interação entre seus os dois personagens, como um pode subir nas costas do outro e ser arremessado, alcançando barris de fase bônus que são, de outra forma, inalcançáveis. Os gráficos seguem a mesma linha do primeiro jogo, com um 3D muito bem feito levando-se em consideração a época do jogo e a plataforma para qual foi desenvolvido.

Este é, pra mim, o melhor da série Country. O que mais me diverti jogando, que tem as fases mais bem feitas e os "mundos" mais criativos.

Se alguém aqui conseguiu a proeza de nunca ter jogado este clássico, recomendo que o faça o mais rápido possível :g:
Pokémon SoulSilver
Plataforma: Nintendo DS




Este jogo é um remake do grande sucesso de GB Color: Pokémon Silver. Remodelado para o, até então, mais recente portátil da Big N, Nintendo DS o jogo foi aguardado por toda uma geração de fãs e foi muitíssimo aclamado com seu anúncio.

Com os gráficos melhorados, e novas funcionalidades (algumas explorando a tela de toque do console) no jogo revivemos as aventuras vividas em Pokémon Silver, onde viajamos por Johto coletando as 8 insígnias desta região e depois viajamos por Kanto, coletando as 8 insígnias daquela região. A maior novidade fica por conta de que o primeiro pokémon do seu grupo será mostrado caminhando ao seu lado no mapa, como o pikachu na verão yellow da franquia.

Além disso, o jogo possui algumas novidades que surgiram nos jogos que foram lançados depois das versões Gold/Silver como a Battle Tower, um lugar onde você pode ir e batalhar vários treinadores por tempo indeterminado, a possibilidade de tranferir um pokémon das versões de gameboy advance, e comunicação com todo o mundo através da Nintendo Wi-fi Connection.

Reconheço que o jogo não possui muita coisa de mais, e como todo jogo de pokémon é a mesma coisa desde que o mundo é mundo, não apresenta nenhuma inovação que mereça destaque, mas ele figura em meu Top 5 por ser um jogo que, dentre a franquia Pokémon (uma das que mais gosto), é o que eu acho o melhor de todos, até por questões nostálgicas mesmo (tinha uns 11~12 anos quando a versão silver foi lançada para gameboy).
Hotel Dusk - Room 215
Plataforma: Nintendo DS




Está aí um jogo que aproveita os recursos que o Nintendo DS proporciona de forma diferenciada. Hotel Dusk é um jogo investigativo que se passa em 1979 onde você controla Kyle Hyde, um ex-policial que trabalha como vendedor e, numa de suas viagens, se hospeda no hotel Hotel Dusk e fica no quarto 215 que, segundo o dono do hotel, quem se hospeda naquele quarto tem um desejo realizado.

O que vemos é que Kyle está em busca de desvendar o mistério por trás do sumiço de seu antigo parceiro de polícia e, a medida que a história evolui, notamos que os outros hóspedes em todo seus problemas e vidas aparentemente desconectadas, possuem uma ligação um tanto quanto inesperada com o que aconteceu com seu antigo parceiro.

O jogo funciona da seguinte forma: enquanto na tela principal do console temos uma visão do hotel em primeira pessoa, na tela de toque temos uma visão superior do mapa e controlamos, usando esta tela, os movimentos de Kyle. Quando vamos conversar com algum hóspede, cada personagem aparece numa das telas com um traço muito bem desenhado. Existem também as partes de investigação, que usa e abusa da tela de toque do DS para vasculharmos os cenários e interagirmos com ele. É interessante dizer que neste jogo usamos o DS rotacionado em 90° e não na horizontal como da forma clássica, dando mais um toque diferenciado em sua jogabilidade.

Com uma trilha sonora bem tranquila e que retrata bem o começo o final dos anos 70 e começo dos 80' nos EUA, um traço bem característico e uma história muito envolvente, Hotel Dusk merece um lugar neste meu Top 5!
The World Ends With You
Plataforma: Nintendo DS




Este é um outro jogo que aproveita de forma diferenciada a jogabilidade que o DS pode oferecer. The World Ends with You é um RPG que conta a história de Neku, um garoto que vive nos tempos modernos em Shibuya, um distrito comercial de Tokyo, e descobre que não só está morto como está participando de um jogo onde o vencedor conquista o direito de voltar a vida. Este jogo se passa neste mesmo distrito, mas os vivos não podem vê-lo a não ser em lugares muito específicos. Ao lado de Neku temos Shiki, sua parceira no Jogo, além de Beat e Rhyme outra dupla que está disputando o jogo e fazem amizade com ele.

Cada Jogo tem a duração de uma semana e, para que você participe, deve oferecer como tributo a coisa mais importante para você, que no caso de Neku foi sua memória. Ao final da 1ª semana, Neku e Shiki conseguem vencer o jogo, mas Neku se sacrifica para proteger Shiki de um ataque mas consegue disputar o jogo uma segunda vez, mas dessa vez Shiki (que tinha conseguido voltar a vida) é usada como tributo para Neku jogar o Jogo novamente (sem que ele saiba). Durante o jogo, várias reviravoltas acontecem, e a cada momento descobrimos novos detalhes da vida de Neku, e sobre como ele morreu.

O jogo retrata de forma bem fiel a cultura em Shibuya, tendo como trilha sonora músicas bem modernas, com toques eletrônicos. Como todo RPG, você deve usar itens que melhorem os atributos de seus personagens, e neste jogo são peças de roupas de várias grifes do local.

A melhor parte vem com as batalhas: em busca de cumprir suas missões durante a semana, você deve derrotar vários Noises. Durante as batalhas, você controla simultaneamente os dois personagens, um na tela de cima, através das setas e o outro na tela de baixo, clicando nos inimigos e em pins especiais que você conquista ao longo do jogo que lhe conferem poderes especiais nas batalhas.

Como podem ver, o jogo acumula não só uma jogabilidade bem inovadora, atrelada a uma história bem legal e personagens bem carismáticos, além de uma temática bem diferente para jogos de RPG. Enquanto a maioria é baseada em um cenário medieval, este jogo se baseia num ambiente moderno e real! Tudo isso contribuiu para que este jogo seja o primeiro RPG de video game que eu zerei e ser considerado o melhor do gênero por mim para DS.
 

Anexos

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Também sou mais fan de DK2 do que do primeiro.
É bem mais dinamico e com extras mais interessantes. Fases mais criativas.
A batalha final também acrescenta mais dificuldade do que o primeiro jogo. Apesar do primeiro jogo ter um dos momentos mais surpreendente das batalhas finais de games que eu me lembre.

World Ends with you é um jogo fantástico também. Relevantou os RPGs em consoles da Nintendo. E com um nivel de dificuldade que fazia falta.

Os outros 3 eu não pude jogar. Hotel Dusk eu só li muito bem sobre. E PW eu só joguei rapidinho num DS de um colega.
Faz tempo que não jogo no meu DS. Talvez eu compre um destes já que devem estar mais baratos hoje em dia.
 

MexaclarXV

Ouça o rugido do leão!
DK2 É BOMDIMAIS
E MAN, TWEWY é muito bom também *_* (lógico, Square Enix 8D)
Até jogaria esse tal de Hotel Dusk, mas jogaria em emulador e não ficaria muito bom (embora eu consiga fazer um bom uso da minha tablet nele e_e')
 

MexaclarXV

Ouça o rugido do leão!
DK2 É BOMDIMAIS
E MAN, TWEWY é muito bom também *_* (lógico, Square Enix 8D)
Até jogaria esse tal de Hotel Dusk, mas jogaria em emulador e não ficaria muito bom (embora eu consiga fazer um bom uso da minha tablet nele e_e')
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Donkey Kong 2 é fantástico. Uma pena que eu nem tenho mais a fita, bateu uma saudade desgraçada, haha.

Os outros eu não cheguei a jogar (até porque nem tenho DS), mas pareceram bem bacanas. :yep:
 

Bilbo Bolseiro

Bread and butter
Só conheço o Donkey Kong 2, e mesmo assim só de ver primos e amigos jogando, já que ná época eu tinha um Mega Drive ao invés do SNES. Os outros não são da minha época, rs
 
Opa, uma lista que joguei todos(tirando The World Ends With You, mas esta no DS já :lol:).
Agora Phoenix Wright eu não gostei não(Objetion! :bamf:), eu gosto do estilo Point And Click, mas realmente não me agradou (ou talvez eu tenha jogado pouco).
Soul Silver é ótimo, eu só não colocaria na lista por ser um Remake (e por eu ter jogado o Heart Gold :joy:)
DK2, caramba faz tempo que não jogo esse jogo, mas fez parte da infancia (e depois dela também, graças aos emuladores da vida)
 

JPHanke

Usuário
Opa, uma lista que joguei todos(tirando The World Ends With You, mas esta no DS já :lol:).
Fez bem :g: Acho que vc vai gostar muito do jogo! A história dele é fascinante :yep:

Agora Phoenix Wright eu não gostei não(Objetion! :bamf:), eu gosto do estilo Point And Click, mas realmente não me agradou (ou talvez eu tenha jogado pouco).
Soul Silver é ótimo, eu só não colocaria na lista por ser um Remake (e por eu ter jogado o Heart Gold :joy:)
Phoenix Wright eu só comecei a gostar mesmo quando eu tava terminando o terceiro jogo da série (trials and tribulations) que foi o segundo que eu joguei. O primeiro foi o Justice for All (o segundo da série), tava apanhando que nem condenado pro inglês aí fui jogando tudo meio arrastado e muitas vezes a base de detonados. Quando comecei o T&T já tava mais acostumado com o inglês e consegui jogar de boa, mas foi quando terminei o primeiro (Ace Attorney) que eu vi o quanto a série era boa, porque aí que eu tive uma visão dela como um todo (que por conta da minha brilhante ideia de jogar na ordem errada eu não entendia direito algumas coisas da história nos outros jogos). XD

Sempre tive uma preferência pela versão Silver à Gold, desde a época de emulador no meu pc velho. De fato por ele ser um remake seria mais justo eu colocar o Silver na lista, mas pelo SoulSilver ter ainda alguns elementou da versão Crystal e toda aquelas coisas que inventaram nas versões mais recentes, preferi colocar o SoulSilver mesmo. Além de que jogar jogos em vídeo game (e não no emulador) é outra coisa :g:
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo