1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Se você fosse o Elrond, daria um pontapé no traseiro do Isildur?

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Éomer, 16 Jun 2009.

?

Você jogaria o Isildur nas fendas da Perdição?

  1. sim

    42 voto(s)
    66,7%
  2. não

    21 voto(s)
    33,3%
  1. Fharallwad

    Fharallwad Usuário

    Olha se eu fosse o Elrond, com certesa nao daria pois de qualquer forma ele seria ele proprio entende?
    Porem se Elrond fosse eu, com certesa o Isildur iria "ver seus ancestrais mais cedo.":joy:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Excluído032

    Excluído032 Excluído a pedido

    Eu a principio não empurraria pois sou contra matar alguém para salvar outros, não precisamos escolher entre a vida e a morte, tem outras soluções para este caso , tipo bem que Elrond podia ter tirado de tocado lah né, mas acho q talvez ele achasse q sucumbiria ao poder do anel e não quisesse toca-lo, e Elrond acho que sabia o mal q aquela ato poderia causar então deveria argumentar mais sei lah, não ficar olhando como um boca aberta o Isildur fazendo a maior merda. Eu achoq só de raiva do Isildur eu já dava um ponta pé nele, eu teria coragem de empurrar varias vezes, mesmo indo contra meus principios, mas na hora é ruim de saber ,até porque o Isildur iria reagir, se ele corto o Sauron pode me cortar tbm.
     
  3. Penelope

    Penelope Usuário

    Talvez não daria um pontapé no Isildur, mas faria algo do tipo, com certeza! Sabem aquela cena básica de desenho animado em que o personagem vai falando pro outro para ir mais pra trás pra ficar bem na foto até que ele cai do abismo?
    :lol:
    - Isildur, olha que legal que são as Fendas da Perdição! Chega aí! Se inclina mais um pouquinho pra tu veres!


    Brincadeirinhas à parte, se fosse o Elrond, apesar de ficar bem tentada a fazer isto, eu não lhe daria o pontapé. Como o pessoal comentou por aqui, seria covardia e estupidez da parte dele fazer isto com Isildur. Elrond é um elfo sábio e nobre, acho que naquela situação acabaria agindo da mesma maneira diplomática e cautelosa, buscando o bem comum dos povos da TM e pensando em como poderia, de certa forma, anular o poder de anel.
     
  4. Jhulha

    Jhulha Observadora

    Claro que jogaria, na hora em que ele estive-se perto da ponta da montanha, e eu visse que ele não ia jogar dava lhe um empurão, sem a menor pena, e ainda sairia cantarolando.
     
  5. Vivi

    Vivi Parmandili of Thrones

    Com certeza.. mas se bem que se ele tivesse dado não teria SdA :p
     
  6. Roger

    Roger HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!


    Pen querida :grinlove:
    Se ele tivesse jogado um H no Isildur e levado o mesmo, "sem querer" a cair nas fendas, ele teria sim evitado inumeras mortes e dores a TM!!! :yep:
    A maneira diplomatica dele so nao levou sauron ao poder na 3 era por um acaso, e uma seguencia de fatores que favoreceram tanto a comitiva quanto ao portador! :yep:
    se não fossem tais fatores, a diplomacia de elrond e cirdan, teria levado sauron ao poder!!! :think:
     
  7. TorUgo

    TorUgo a.k.a. Tortoruguito...

    Então, não tou com vontade de ler esse tópico, portanto, vou fundo! :dente:

    Não jogaria nas fendas (pelo menos não de forma a que pudesse ser visto) porque só de imaginar as consequências do acto, eu tremo! :lol:

    Para começar, se acontecesse algo como aconteceu na Terceira Era, o vulcão entraria em erupção e os meus soldados, tal como os de Arnor e Gondor estavam no sopé da Montanha e espalhados pelas terras que estavam prestes a ser destruídas!

    Também tinha de pensar nas consequências diplomáticas, pois um acto de traição destes não seria aceite e os filhos de Isildur iniciariam uma extensa, penosa e destruidora guerra contra os elfos de Elrond e Círdan. Talvez este último conseguisse escapar da fúria dos numenoreanos e lhes trouxesse algum juízo! Mas sei lá! :think:

    Por outro lado, a tentação de acabar com aquele mal ali mesmo é grande, portanto acho que não jogaria Isildur mas cortaria um dedo ou talvez atacasse e tacasse o Anel lá! Isildur me desculparia mais tarde! O problema é que eu seria um elfo contra um Numenoreano enorme e forte! =|

    Enfim, não sei! =)
     
  8. Thorin III

    Thorin III Usuário

    Não, eu não faria isso, não podemos interferir no livre arbítrio dos outros indivíduos.Na verdade, eu vejo mais coisas boas em o Um não ter sido destruído do que se ele tivesse.Muitas vezes o mal vem pelas coisas aparentemente boas, e o bem vem pelas coisas aparentemente "más".O Um Anel trouxe oportunidades que não teria trago se tivesse sido destruiído naquele tempo.

    O Um deu a oportunidade de os menores e mais frágeis e impensáveis seres mostrarem seu valor e sua importância, mostrando que aparências não são um fator marcante, e que até o menor dos seres pode salvar todo um mundo.

    O valor da equipe e da união.Ninguém fez nada sozinho, seja direta ou indiretamente, a destruição do Um Anel se deu por um esforço conjunto, ninguém fez nada completamente sozinho.Uniu também raças com preconceitos entre si, como os anões e os elfos, e até povos de mesma raça.

    Também mostrou a fragilidade e o que o esquecimento pode trazer.Colocou as raças mais alertas.Mostrou que subestimar um inimigo e acreditar que ele foi para sempre destruído, só abre caminhos para ele retornar, e que nenhum é forte o suficiente para derrotá-lo, mas precisa de alianças e do apoio dos outros.

    Aprenderam também a valorizar a Terra-Média e as coisas boas, e o desejo de preserva-las e lutar por elas, muitas até esquecidas de seu valor.

    E o valor das coisas simples, como Sam que poderia ter escolhido um destino mais grandioso, mas aproveitou a simplicidade de sua terra natal, de sua família e de quem ele amava.

    Mostrou aos homens que a sede de poder pode ser a sua ruína.

    Muitas outras coisas enfim.Coisas que não teriam acontecido se Isildur tivesse jogado o Um Anel.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  9. Roger

    Roger HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!

    Tugo meu amigo :abraco:
    so estavam elrond, cirdar e isildur nas fendas... e acredito que cirdan nao daria com a lingua nos dentes... :yep:
     
  10. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Vamos repensar essa pergunta. Do jeito que está induz ao cenário descrito por Roy.

    Considerem a forma como Elrond estima e ama Aragorn.

    Não é difícil deduzir que essa estima e amor remonta à era de Elendil e Isildur.

    Agora montem este cenário:

    Você mataria um amigo, que estima e ama como um irmão, um aliado que salvou diversas vezes sua vida (e que você também salvou) durante a batalha mais desesperada dos Homens e dos Elfos?

    Não é apenas "vou salvar a humanidade", ou de retaliações dos Homens contra Elfos. A pergunta mais correta é : você mataria alguém que ama, se soubesse que a morte dele salvaria milhares de pessoas?

    Matar um estranho, é fácil. Você se dissocia do estranho, não precisa se colocar no lugar das pessoas que amam aquela pessoa e nem o sofrimento que vai causar nelas.

    VOCÊ não sofre.

    Agora, imagine que terá de matar seu irmão, seu filho, porque ele está fazendo algo que vai amaldiçoar toda a humanidade.

    Duvido que vocês consigam. Até hoje, ninguém que tenha visto Sonhos - de Akira Kurosawa, mais precisamente no conto do menininho travesso, aceita bem a atitude da "mãe desnaturada". (conto abaixo no spoiler)

    O menino tem aproximadamente 5 a 7 anos de idade. A mãe avisa que ele não deve sair durante o período em que faz sol e chuva ao mesmo tempo, porque as raposas costumam se casar nessas ocasiões, e elas não gostam de bisbilhoteiros.

    O menino curioso, desobedece a mãe e vai procurar as raposas. Ele assiste fascinado, até que ele faz barulho e as raposas percebem. Ele foge.

    Ao chegar em casa, sua mãe não deixa ele entrar em casa. Ela fala que já sabe de tudo: as raposas furiosas vieram até ela.

    Ela estende sua espada curta e manda-o voltar e pedir perdão às raposas. O menino - tão pequeno - entende o que isso significa. Ele deve pedir perdão mostrando o quão puro é o seu sangue e sua intenção.

    ******

    Aqui, faço a análise do que pensou a "mãe desnaturada".

    Pela forma que ela e seu filho se comportam, ela é esposa de um nobre ou de um samurai. Apenas esposas dessa classe podem portar armas curtas.

    As raposas são seres mitológicos poderosos. Pensem na raposa de nove caudas de Naruto, a raposa mãe de Princess Mononoke: animais apenas na aparência, mas com inteligência e tempo de vida muitas vezes superiores aos de seres humanos.

    Invocar a fúria dessas criaturas nas lendas significa desgraça e destruição de nações inteiras.

    Imagine a situação da mãe do menino. Ela é responsável pelo filho... mas também é responsável pela família, e pelo feudo do marido. Ela não pode ser conivente com seu filho, e permitir que todo seu feudo - camponeses e seus filhos - sofram as consequências da ação do menino.

    No entanto, o menino também é sua responsabilidade. Mesmo que ele tenha sido orientado por ela (não atreva-se a assistir o casamento das raposas), ele é filho dela, e com certeza o senhor seu marido ficará furioso com a morte dele.

    E também ela é mãe. Ela ama seu filho, e quer o melhor para ele, mesmo que ela sofra.

    Ela não poderia ir no lugar do filho suicidar-se. Ele é filho de samurai ou de daimyo... portanto mesmo pequeno deve responsabilizar-se por todos os seus atos

    (Isso me lembra Coração de Dragão, onde o rapaz foi salvo porque a rainha implora ao Dragão pela vida dele e no futuro viraria um tirano egoista, e de Daigoro de Lobo Solitário, que mesmo pequeno tinha honra de guerreiro. O menino de Kurosawa é Daigoro: samurai guerreiro de coração, corajoso para enfrentar a própria morte sem medo.)

    Ela dá a ele sua espada curta.

    Neste gesto, ela resumiu várias coisas.

    A coisa mais desonrosa para um nobre é matar-se de forma impura. Seppuku é uma cerimônia de respeito, onde tira-se a vida de um ser humano. De forma alguma um ser humano pode ser abatido como um animal: faca de cozinha, machado são objetos humilhantes para a execução de um condenado.

    Um ser humano deve ser executado pela espada. Deve morrer por uma lâmina nobre e não ser abatido como um cão.

    Seu filho vai prestar contas às raposas com uma lâmina desse porte. Mas nada impede que elas continuem insatisfeitas e voltem para destruir todo o país.

    E onde estará sua arma para defender sua casa e sua família? Para se defender? E para se suicidar em último recurso?

    Mesmo que as raposas não façam nada, ela terá de prestar contas a seu senhor, o marido. E de novo, ela não tendo sua espada, significa que não poderá dar o primeiro golpe em si mesma. Isso também na mentalidade oriental é uma humilhação: não poder mostrar que não tem medo de morrer, de que tem a coragem de assumir pelos atos.

    Ela abdica de tudo em favor de seu filho condenado. É seu último gesto de amor em vida. (pois certamente ela logo o seguirá)

    Se puderem compreender essa mãe sob esta ótica, e não hesitarem em trocar de lugar com ela, então vocês podem trocar de lugar com Elrond e matar Isildur. De outra forma, são apenas bravatas.

    Sob essa ótica: sim eu teria coragem de fazê-lo. E para impedir futuros derramamentos de sangue entre Elfos e Homens, começando um ciclo vicioso de vingança, eu executaria/puniria a eu mesma, com o testemunho dos dois povos.

    Que é uma merecida punição a quem mata um ente querido. Uma punição aceita pelo próprio condenado, já que o peso de ser responsável pela morte de alguém que amamos é muito grande para suportar vivo.

     
    Última edição: 21 Jul 2009
  11. Lyvio

    Lyvio Usuário

    Muita gente fala que não faria isso, mas porque sabem que seu tudo certo ao final, sendo assim fica facil dizer que não , afinal, leram SDA....

    Não me lembro de ter lido alguma passagem em que Elrond veja o futuro e observe que mesmo sem matar Isildur tudo daria certo.

    Por esse motivo eu sendo Elrond não me importaria com honra ou leadade, afinal agindo daquela forma Isildur colocou todos os povos livres da terra-média em risco, uma vida sacrificada por muitas no mundo de SDA é o que mais acontece, não só uma, mas várias, soldados nas guerras por exemplo sempre morrem em prol da maioria e da paz, o que Isildur fez foi arriscar o fim de tudo e todos(puro egoismo) e Elrond fez parte disso me admira um cara sábio como ele agir dessa forma, não acredito de forma alguma que isso possa se converter em sabedoria, mas sim omissão de sua parte) em não ter tomado a atitude que deveria tomar, matava Isildur e se isso lhe afetasse a moral se sacrificaria como faziam os Japoneses.

    Mas pelo menos, salvava para sempre a todos de Sauron e garantiria a paz de todos os povos evitando o sacrifício de seu próprio povo como aconteceu na guerra do anel, além da viajem tranquila daqueles que migraram de Valfenda para Aman.

    Porém, devido ao grande apreço dele para com Isildur como a Prímula falou ele não agiu dessa forma.

    Um momento interessante vindo de Elrond, o momento que ele deixa a sabedoria e a Razão de lado e é dominado pela emoção.

    Consequentemente se torna responsável por todas as desgraças e perdas advindas da guerra do anel em conjunto com Isildur além de também se encaixar no rolls dos que falharam. Por Ordem: Isildur, Elrond e por último Frodo.
     
    Última edição: 21 Jul 2009
  12. arthurreis

    arthurreis Disse "Aiya" para o

    Digamos que se fosse o Elrond empunharia minha espada e pediria ao Isildur para que ele jogasse o Anel...
    E pediria...
    Pediria...
    Pediria...
    Só então empurraria xD
     
  13. ruims

    ruims "Mais uma cerveja!" diz o

    Eu cá não daria pontapé.
    É que assim não tínhamos a Guerra do Anel nem a trilogia... :mrgreen:

    Falando sério, Elrond fez-nos um favor, pois mostrou-nos que nós, os humanos, jamais conseguiremos ser imunes ao poder e à riqueza.
    O destino do ser humano é acabar com a própria espécie... para salvação do planeta, daqui a uns milhares de anos. :yep:
    Essa é a tendência natural das coisas.
     
  14. Ancalinon

    Ancalinon Usuário

    é verdade que assim não haveria SDA, nem O Hobbit, nem Sméagol, e acabaria tudo lá,
    mas que da uma raiva do Isildur, isso dá!
    Acho q o Elrond nunca jogaria ele nas fendas da perdição, mas se ele quisese podia muito bem sair na porrada com ele até conseguir jogar o anel lá em baixo.

    Mas Tolkien com certeza pensou nessa possibilidade e disse: ...Nãão!!! é mais loco colocar q ele pegou o anel pra ele e depois morreu nas margens do Anduim, aí o anel vai se perder nas águas e... e... vai ser achado por um besta qualquer aí...
     
  15. eowathiel

    eowathiel dançando lambada com um

    Eu votei não!

    Não seria capaz de matar o pobre Isildur... Arranjava outra forma de pegar o anel!
     
  16. arthurreis

    arthurreis Disse "Aiya" para o

    Opa, bem provável que o Sméagol existisse e fosse percar em seus aniversários... o que não ocorreria seria a corrupção dele pelo Anel e ele não se tornaria a adorável criatura chamada Gollum!:yep:
     
  17. Eu chutaria sim, e ainda sairia da montanha sorrindo!
     
  18. Tis

    Tis There and back again...

    Digamos que um "Spartan Death Kick" bem dado no traseiro dele resolveria aquele problema com objetos dourados para domínio de mentes. :D
    Mas não, não mandaria Isildur pra lava, acredito que daria outro jeito, como tirar o anel dele a força e jogar na lava. O que eu NÃO faria é o que o Elrond FEZ: ficar parado argumentando ¬¬.
     
  19. Black Smith

    Black Smith Usuário

    Fácil!
    Segue a cena...

    Lá está Elrond e Isildur na Montanha da perdição. Isuldur, o portador do anel, está olhando para a lava e pensando se deve jogar o Um Anel. Elrond sente que Isildur tem dúvida sobre o que deve fazer e então começar a pensar..

    - ...ah, é só um humano mesmo! Tem mais de onde veio este!
    - My precious, my precious!!!
    - THIS IS MIDDLE-EARTHHHH !!!!!!

    Prontinho, prontinho! Economizariamos três livros inteiros se Elrond tivesse feito isso...rsrs...ah, mas a leitura e fantasia compansam vai! :D
     
  20. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    SIM, e depois ainda cuspia!
     

Compartilhar