• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Prêmio Machado de Literatura

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Até mencionei aleatoriamente a palavra Finlândia na mensagem anterior, pelo fato que brasileiro geralmente não está habituado e/ou preparado a uma situação difícil de um país com um inverno rigoroso como os escandinavos, que o obrigue a ficar mais tempo confinado em casa e aproveitar esse tempo em favor da escrita.

Mas também não posso esquecer do famoso "Complexo de George McFly" que alguns usuários aqui nas entrelinhas até admitem possuir em maior ou menor grau. Aí realmente fica difícil.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
O 1º Prêmio Machado DarkSide de Literatura, Quadrinhos e Outras Narrativas anunciou nesta sexta-feira (13) os seus vencedores.

Ao todo, mais de 5.849 inscritos que foram analisados pela comissão avaliadora da editora. As obras selecionadas, em cada uma das 5 categorias, serão contempladas com um contrato de edição de R$ 20 mil, totalizando R$ 100 mil.

Foram anunciados também os cinco influenciadores literários, escolhidos entre trinta, celebrados com a Menção Honrosa que receberão um troféu do 1º Prêmio Machado DarkSide de Literatura.

Veja abaixo a lista dos vencedores:

Acima, esquerda pra direita: Bruno Ribeiro, Rafael Calça, Diox, Jessica Gonzatto, Isa Souza, Pétala Souza e Alex Barbosa. (Imagem: Divulgação)

Romance/Contos

Porco de Raça, por Bruno Ribeiro

Uma distopia humana, sombria, visceral, potente, violenta, e repleta de horror. Na obra, acompanhamos um professor negro, falido, preso a uma cadeia de acontecimentos inescapáveis que o levam a uma jornada rumo a própria degradação física e psicológica, a partir do momento em que é capturado, confinado e obrigado a fazer parte de um ringue de lutadores formado por párias sociais digladiando-se a gosto de espectadores da alta social. Bruno Ribeiro (Campina Grande, PE) funde e distorce vários gêneros e subgêneros — da ficção pulp ao revisionismo histórico —, compondo um enredo que combina entretenimento com crítica social dura. Em meio a esse mapa movediço de gore, niilismo e visões estranhas, ainda oferece uma abordagem muito íntima e complexa sobre ancestralidade, legado, apagamento e racismo.

Quadrinhos​

Aurora, por Rafael Calça & Diox

Uma graphic novel sensível e emocionante que mostra as batalhas e conquistas de três gerações de mulheres de uma família. Conduzidas pela força e luta da avó, Aurora, que trabalha como empregada doméstica desde os 10 anos de idade, a história é feita de sorrisos, dores e dramas que transformarão os leitores de maneira poderosa, e foi inspirada nas jornadas pessoais das avós, mães e tias dos quadrinistas Rafael Calça e Diox (São Paulo, SP), que também se dedicaram arduamente para que os filhos pudessem estudar e conquistar uma vida melhor.

Outras Narrativas​

Dores do Parto, por Jessica Gonzatto

O projeto vencedor da categoria Outras Narrativas é o roteiro do curta-metragem de horror Dores do Parto, de Jessica Gonzatto (São Paulo, SP). Com uma ambientação poderosa e personagens marcadas pelas decisões tomadas no passado, o curta aborda o lado sombrio da maternidade com elementos metafóricos e sensoriais para contar uma história de egoísmo, assassinato e manifestação da psique.

Desenvolvimento de Projetos​

Imaginários Pluriversais, por Isa e Pétala Souza

As irmãs Isa e Pétala Souza (São Paulo, SP), criadoras de conteúdo no Instagram @afrofuturas, pautadas na decolonialidade em contextos de raça, gênero, classe e representatividade e articuladoras do movimento #LeiaRepresentatividade, são as contempladas com a mentoria para expandir Imaginários Pluriversais: Narrativas Representativas na Ficção, um estudo que traz um panorama teórico para organizar e amadurecer os significados dos aspectos da representatividade na criação literária, construindo diálogos socialmente transformadores através da literatura.

Não Ficção​

O Monstro no Cinema, por Alex Barbosa

Alex Barbosa (Itabuna, BA), doutor em Cinema, Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ apresentou um estudo aprofundado da figura do monstro no audiovisual, de suas origens ao cinema contemporâneo. A obra coloca a DarkSide ainda mais próxima do ambiente acadêmico que vem moldando novos profissionais fundamentais para a formação de uma nova geração de cineastas brasileiros de horror.

Menção Honrosa para Influenciadores Literários​

  • Adriana Cecchi, a Redatora de Merda
  • Milho Wonka e Lana Burns, do canal Freak TV
  • Pedro Pacífico, o @Book.ster do Instagram
  • Lucas Barros, do canal Fala, Lucas!
  • Dayrealt Azevedo, do perfil @FunkeirosCults, no Instagram.

A segunda edição do Prêmio Machado DarkSide ainda não tem data para acontecer, mas está confirmada para o ano de 2021. Você pode conferir mais informações aqui.

Fonte: Jovem Nerd




Atenção para a boa notícia, que negritei em vermelho.
Já podem ir se preparando desde logo.
Botem esses tentáculos pra trabalhar! :squid:
 

Mavericco

I am fire and air.
Dele eu só lembro de um vídeo que gravou com a Izze, falando de um rolê de livros que ele tinha escolhido sobre um tema aleatório.

O povo caiu de pau na coitada da Izze pq ela batia a real e dizia que não leu a maioria dos livros que o cara indicou. Tipo, super normal, já que a lista era dele e, né?, a gente não lê tudo mesmo não ¯\_(ツ)_/¯


btw, adoro o Freak TV hahahahaha
Mas achei meio estranho eles terem ganho. Nem sabia que os caras são influencers... literários. Eu acesso o canal deles só pra ouvir história de ET, famoso morto, crime chocante etc.
 

Ana Lovejoy

Administrador
putz, nem me lembra desse lance da izze q eu fico com mais ranço ainda. a izze tá nesse rolê tem quase uns 15 anos, carinha chegou no parquinho em 2017. quem tinha que elaborar a lista era ela.

***

tava lendo um perfil dele que saiu na época e tipo, CARAAAAAAAAAAAAAAAA! que pretensioso

Há uns quatro anos, querendo ler mais, comecei a pesquisar. Será que existe gente que recomenda livro? Eram pessoas mais ligadas ao mundo das letras. Muitas falavam sobre autores clássicos que não me interessavam, outras sobre contemporâneos que eu não conhecia,

"será que existe gente que recomenda livro?"

será?

seráááá?

virgemaria.
 

Loveless

Well-Known Member
Usuário Premium
Não conhecia esse cara. Fui procurar, encontrei essa foto e, não sei bem o porquê, não gostei. Sei que é patrocinado, mas sei lá, é muito "olha como leio clássicos enquanto tomo vinho". Faltou só a música clássica de fundo.


(não que ler clássicos tomando vinho enquanto ouve música clássica seja um problema, frise-se. só acho estranho o post)
 
Última edição:

Clara

Perplecta
Usuário Premium
esse book.ster não me desce.
Que bom saber disso!
Descobri o cara por indicação de outro booktuber (acho que a isabela lubrano) e muita gente falava dele. Não consegui passar nem do 3º minuto do primeiro e único vídeo que assisti, antipatizei de cara e depois fiquei me culpando, achando que tava sendo babaca.
Mas o moço é muito gourmetizado, dá a impressão que tem um marketing pesado por trás, pra alavancar as redes sociais.

btw, adoro o Freak TV hahahahaha
Mas achei meio estranho eles terem ganho. Nem sabia que os caras são influencers... literários. Eu acesso o canal deles só pra ouvir história de ET, famoso morto, crime chocante etc.
Sim! Amo os casos ufológicos que ele apresenta. =]
Um tempo atrás eles faziam vídeos (e eram patrocinados) pela darkside, tinha uma série baseada em um dos livros da editora, o Lady Killers, acho que isso tem muito a ver com o prêmio.
 

Mercúcio

Usuário
Eu falo que quero ser escritor há uns dezoito anos rs. Mas vamos lá. Um dia eu sento a bunda e escrevo alguma coisa. Há aquela máxima na literatura de que não existem bons romancistas antes dos 40... Estou beirando os meus quarenta. Poesia já treinei bastante; a prosa é que está toda enferrujada. Às vezes penso que, se eu tivesse escrito romances desde os 20 eu já estaria colocado no mercado e com algum público "fidelizado", mas também estaria com muita vergonha dos primeiros livros kk.

Eu nunca escrevi muita coisa até hoje, fiz 3 histórias para jogos de game jams e posso garantir, vergonha dos seus trabalhos anteriores é a coisa mais normal que existe. É exatamente por isso que você evolui.

Sobre vergonha dos primeiros livros... se sua carreira como escritor der certo, você faz como a Lygia Fagundes Telles, que retirou de circulação os primeiros livros por ela publicados - sob o argumento de que a pouca idade não justificava o nascimento de textos prematuros, etc etc - e hoje esses mesmos livros custam uma fortuna nos sebos. Tipo... o Porão e Sobrado tava 1.500 reais na Estante Virtual. [E eu vivo sonhando em encontrar um vendedor que não saiba da preciosidade que tem em mãos e me venda por qualquer cincão.] :dente:

isabela lubrano minha crush booktuber :grinlove:

E esse negócio de fazer postagem com propaganda "disfarçada" é uó... Já peguei nojo mesmo.

Eu adoro o "Ler Antes de Morrer".
Costumava ouvir as resenhas do canal enquanto dirigia. Com frequência, quando proponho livros para o Clube de Leitura que mantenho com amigos, uso os vídeos dela pra reforçar a indicação.

Sobre o Bookster, não tive essa birra toda do cara. Só acho meio nhé... sem interesse. Mas a entrevista que a Ana quotou aí é bem zoada mesmo. :lol:
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo