1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Poema de minha autoria vol l:

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Estrela Ruiz Leminski, 26 Nov 2007.

  1. Dentro de mim mora um monstro
    um monstro que come pedra e arrasta correntes
    um monstro que não dorme
    que quando quer sair faz muito estrago
    dizem que é parente daquele do lago
    mas não tem ninguém que fale sua língua
    já nasceu extinta
    basta uma palavra e pronto
    já fica enfurecido o meu monstro
    a um ponto que não tem quem demonstre
    nunca vi uma raiva sem fundo
    esse monstro
    tem a fome do mundo
     
  2. Marco

    Marco may the force be with... wait

    Bonito. Achei delicada a forma como vc escreve, cuidadosa.
    Acho difícil expressar a ira em poesia.
    Não sei se é problema meu, mas acho mais fácil escrever sobre a alegria, felicidade, cotidiano, etc...
    Sempre que tento escrever algo que envolva revolta ou indignação, ou mesmo raiva, em forma de poesia, me soa piegas.
     
  3. Eu tento escrever coisas felizes saem melosas demais.
    Eu tento escrever coisas tristes saem deprimentes demais.

    Vc escreveu algo bonito e ao mesmo tempo está expondo raiva. Ficou bem legal.
     
  4. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Também gostei ^^
     
  5. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    Palavras num encaixe total hein?:hihihi:Adorei mesmo, aliás eu adoro poemas que revelam as pessoas por dentro, pra mim é aquilo o que realmente conta, pode ser um monstro voraz ou um anjo celestial, mas é a verdade nua e crua que vale.
     
  6. Hérmia

    Hérmia Usuário

    Ter coragem de enxergar o monstro que existe em cada um de nós, é antes de tudo, um ato de coragem e bravura....pq temos a tendencia a nos mostrar "anjos".... parabéns....
     
  7. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    E que merece ser reconhecido, aplaudido e considerado algo de nobreza acima de tudo!
     
  8. Angélica

    Angélica Visitante

    Concordo com o Marco quando diz:
    Não escrevo poesias mas gosto delas e leio-as muito, sejam de grandes poetas ou de poetas amadores.

    Você falou da ira, o monstro que todos temos dentro de nós de forma singela porém marcante. Gostei muito, Estrela. bj da angel
    ;)
     
  9. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    Forte o poema, começo simples e toma a forma do monstro no final.
    muito bom.
     

Compartilhar