1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O lado bom da vida (Silver Linings Playbook, 2012)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Ana Lovejoy, 22 Jan 2013.

?

Sua nota para o filme

  1. 10

    12,5%
  2. 9

    6,3%
  3. 8

    25,0%
  4. 7

    25,0%
  5. 6

    18,8%
  6. 5

    12,5%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    0 voto(s)
    0,0%
  11. 0

    0 voto(s)
    0,0%
  1. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Diretor: David O. Russell
    Roteiro: David O. Russell (screenplay), Matthew Quick (novel)
    Com: Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro e outros.

    Sinopse: Depois de deixar um hospital psiquiátrico, Pat vai morar com os pais planejando melhorar para poder se reconciliar com sua esposa. Sim, a sinopse é boba, mas eu estou contando com a possibilidade de você ler o livro antes de ver o filme, e para o livro quanto menos você souber, melhor.

    Trailer:
    ***

    Eu acabei de escrever sobre o livro e o filme lá no Hellfire >>
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , vou citar aqui a parte em que falo do filme:

    Seriously, não sei se foi por falta de opção, mas tá muito errada essa indicação para melhor roteiro adaptado. MUITO. :disgusti:
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    De fato foi um exagero este filme ter sido indicado a todos os principais prêmios, que não ocorria há um tempo. O fator dos produtores sempre dando as cartas.

    Se fosse para elencar melhores atuações que eu vi este ano, também não incluiria a Lawrence num top 10. Mas considerando-se os filmes realmente elegíveis pela academia, ela acaba entrando forte no grupo.

    Bradley Cooper é sacanagem.

    Assisti entusiasmado por achar que poderia ser a volta do De Niro em grandes atuações. Mas realmente ele não parece que está mais querendo se esforçar. Uma pena.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    katniss :beijao: me coma
     
    • LOL LOL x 3
  4. Quickbeam

    Quickbeam Rock & Roll

    Achei o filme agradável e tal (não li o livro), mas realmente é difícil de entender tanta adoração por ele. Segundo a Wiki:

    Eu até gostei da Jennifer Lawrence aqui, mas não é para tudo isso, né. Na minha listinha para o VFA há pelo menos 13 atrizes antes dela. :dente: Os Weinstein, pelo jeito, continuam supremos no jogo da temporada de premiações. Só espero que O Lado Bom da Vida não se torne mais um feel-good movie a vencer o grande prêmio (como Quem Quer Ser um Milionário, O Discurso do Rei ou mesmo O Artista).
     
  5. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Ah, o filme é bom, e o David O. Russel dirige muito bem especialmente os primeiros minutos, quando o Bradley Cooper está em total descontrole. Eu realmente gosto do elenco e das cenas em conjunto. Só perde um pouco a graça quando entra a Jennifer Lawrence e o filme entra em modo comédia romântica.
     
  6. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Joy, eu não li o livro, só vi o filme, vc acha que vale a pena ler ou ter visto meio q estraga a história?

    Bem, eu concordo com a Joy na critica ao roteiro. Achei fraco. No entanto gostei da direção. Vou tentar explicar.

    O filme é clichê. O plot principal é o mesmo de 23.874 comédias romanticas: Mocinho perde a mulher por problemas comportamentais e se une com mocinha num plano para reconquistar a esposa até que eles acabam se apaixonando.

    Mas a maneira com q ele contou a história eu gostei. Gostei do tom depresivo de todo filme. Que a comédia é vista nos momentos mais sérios e delusionais dos personagens. Q vc sente raiva, pena e melancolia pelos personagens sem precisar vilonizá-los

    Ou seja, no final, gostei do filme, mas esperava algo diferente. Esperava algo mais original, e isso me incomodou um pouquinho
     
  7. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    eu acho que o estranhamento foi o charme do livro (começar a descobrir com o pat o que rolou com ele e as pessoas próximas nos quatro anos que ele esteve fora), fora isso fica meio que no que você falou, não tem nada de muito diferente. é gostosinho de ler, é divertido e tudo o mais, mas se você tem outros livros para ler no momento, dá para deixar esse para depois.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  8. G.

    G. Ai, que preguiça!

    Ah, eu fui hj ao cinema com minha mãe pra assistir a esse filme, pensando que seria só um água com açucar, bom pra divertir e tal, mas, pelo menos pra mim, foi muito mais que isso. Me encantou demais todo o clima do filme! Talvez tenha sido até melhor eu não ter lido o livro antes pq eu poderia tbm não gostar... Se bem que eu geralmente consigo dissociar uma adaptação de um livro, como aconteceu com As vantagens de ser invisível: adorei o livro com todas as suas particularidades e adorei o filme, por ver a trama e os personagens que tinha gostado tanto ali na tela. E foi justamente isso que gostei nesse O lado bom da vida: senti uma grande identificação com os personagens, com seus problemas... Gostei demais da trilha, tanto a escolha das músicas(adoro quando reconheço músicas no filme!) quanto a composição do Elfm. Resumo: adorei o filme e não vejo como daria menos de 10 a ele. Quanto a questão do oscar, aí já não é comigo =P

    Ah, e a Jennifer Lawrence :amor:
    Dá até uma depressãozinha básica sempre que vejo um filme ou leio um livro que gosto muito, e não posso, depois, me encontrar e conversar com as pessoas envolvidas(no caso de um filme, os atores, ou o diretor ou o roteriasta... no livro, o autor, ou, ainda mais impossível, os personagens!).

    Mas uma coisa que não entendi é: pq que o nome original, e tbm o do livro, é Silver Linings Playbook? Talvez isso ficasse mais esclarecido no livro :think:
     
    Última edição: 15 Fev 2013
  9. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    2 coisas: 1, o "silver linings" é da teoria do pat sobre o otimismo. a gente tem o ditado "depois da tempestade vem a bonança", eles tem "Every cloud has a silver lining". 2, o "playbook" é o livro de jogadas ensaiadas, considerando aqui que pat é louco por futebol americano e está ensaiando um jeito de trazer a ex de volta.

    eu tb consigo. tanto que costumo dizer "como adaptação o filme é ruim". o que eu não consigo é deixar de criticar trabalho de roteirista e diretor (que aqui, por acaso, é a mesma pessoa), que consegue deixar de lado justamente o que o livro tem de melhor para construir a história. é um romance água com açúcar sim, ele transformou a história nisso. não que o livro seja infinitamente melhor, mas ele tem características que não só poderiam ser preservadas na troca de mídias, como também eram o que faziam da história algo diferente de "dois desajustados começam como amigos e depois se apaixonam" que bem, hollywood já mostrou de forma exaustiva.

    vou dar como exemplo outro livro que estou lendo de onde foi adaptado um filme dos indicados ao oscar, as aventuras de pi. é ÓBVIO que o livro é melhor, é ÓBVIO que tem digressões do guri que simplesmente não seriam transportadas para a telona. mas o ang lee conseguiu captar o que a história tinha de melhor e colocar lá.

    ainda acho que silver linings é fraco e só está lá por causa daquele lobby louco que fazem. não há nada no filme que diga "uau, esse aqui é bem superior a tudo que saiu este ano". botava fácil moonrise kingdom na vaga desse filme, por exemplo ¬¬'
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  10. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Ah, eu tenho depressão de não poder estar tete-a-tete com a Jennifer Lawrence independentemente desse filme.
    :g:
     
    • LOL LOL x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  11. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Impressão de ter visto "Pequena Miss Sunshine" ou um daqueles filmes inspiradores estrelados pelo Dean Cain que vivem sendo exibidos na Sessão da Tarde. Digno de menção apenas as atuações de Cooper, Lawrence, Weaver e Tucker - o último precisa encontrar mais papeis que lhe caibam ou que o desafiem.
     
  12. Zamarian

    Zamarian Usuário

    Eu fui assistir pq fiquei curiosa pela quantidade de Oscars que ta concorrendo, é diferente mesmo gostei :yep:
     
  13. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Nadavê com esse filme, mas esses dias vi "Like Crazy", que tem a Lawrence no elenco, e a inglesinha protagonista do filme (
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) esmerilhou tanto, mas tanto, que a Lawrence hoje em dia faz nem cosquinha.
     
  14. Calib

    Calib Visitante

    • Mandar Coração Mandar Coração x 3
    • Gostei! Gostei! x 1
  15. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    sério, caras, vcs precisam ou controlar esses hormônios ou fazer o pedido de entrada lá no muquifo. tá começando até a ficar chato já.
     
    • LOL LOL x 3
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Calib

    Calib Visitante

    • LOL LOL x 2
  17. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    "Hormônios" é só uma palavra insensível pra "paixão". Humpf.

    Mas, sério, pelo menos quando eu citei a Felicity (que nome lindo, hein) em Like Crazy, não tava me referindo a gostosura ou sex appeal (anos 90, hello), tava falando da atuação mesmo... e também um pouquinho da fofurice e coisa e tal. Mas, né.
     
  18. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    Pra uma comédia romântica de hollywood, é um filme muito bom. Tem um nível ok de sutilezas, e eles ousaram ocultar o diálogo do pat com a ex-mulher, logo no finalzinho.

    Um monte de piadas clichê, mas consegue manter um nível descontraído, sem forçar a barra com a necessidade compulsória de ser engraçado. Eu ri bastante assistindo, e recomendo o filme pra quem quer passar o tempo :joinha:

    Como não li o livro, não tenho como falar algo sobre o quesito adaptação.
     
  19. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    É difícil uma comédia romântica me cativar, mas eu gostei demais desse filme. Todo o desenvolvimento dele foi muito bem feito.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  20. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    • Ótimo Ótimo x 1

Compartilhar