1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Coração das Trevas - Joseph Conrad

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Chatov, 10 Mar 2010.

  1. Chatov

    Chatov Usuário

    Sinopse
    Neste livro o grande escritor Joseph Conrad narra a viagem do capitão Marlow em busca do agente Kurtz, um estranho homem que fundou nos confins do Congo uma micro-sociedade baseada no horror e no medo. Refletindo sobre o caráter violento da alma humana, o romance está entre as mais importantes obras literárias de todos os tempos, e inspirou o clássico do cinema Apocalypse Now.

    Minha Opinião
    Excelente livro, Conrad foi marinheiro boa parte de sua vida, por isso escreve com autoridade sobre os exóticos lugares onde se passam os seus livros. Esse é o mais conhecido de seus livros, devido a famosa adaptação cinematográfica com o Marlon Brando. Quem gostar de histórias originais, muito bem escritas e detalhadas(muiiito detalhadas), que se passam em locais exóticos, podem ler esse livro que não vão se arrepender.

    Não sei como está no resto do país. Mas aqui em Fortaleza tá um calor dos infernos. Além de quente, está muito abafado. Nesses momentos, quase sinto à aflição, de percorrer a selva africana, do personagem principal do livro.
     
  2. clandestini

    clandestini Cylon ou

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Terminei de ler ontem à noite e achei a narrativa muito instigante. Pensei o tempo todo no universo do qual ele é fruto - o Imperialismo inglês no continente africano - e em como Conrad conduz sua narrativa deixando escapar alguns elementos da crítica a esse imperialismo. Apesar de algumas passagens possuirem um tom racista (parte do espírito da época), ele é bastante diluído naquilo que parece ser fundamental para o escritor, a dura realidade africana - tanto para os nativos e a natureza exótica e esplêndida, quanto para aventureiros, materializado pelo personagem Kurtz.
     
  3. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    Coração das Trevas (Joseph Conrad)

    Ao começar a ler este livro eu não imaginava onde estava prestar a entrar. Apesar de ser um clássico, o primeiro aspecto que me chamou atenção foi o nome do livro: “Coração das trevas”. Comecei a lê-lo sem antes procurar nenhuma informação ou ler o verso do livro, e logo fui enfeitiçado pelo texto de Conrad, pelo rio em forma de serpente, pela narrativa carregada de Marlow, um homem do mar e comandante da embarcação que me conduziu pela África.

    Após algumas páginas lidas minha curiosidade levou-me as costas do livro, e descobri que o livro foi ponto de partida para o filme Apocalipse Now, de Francis Ford Coppola. Retornei ao livro mais curioso e mergulhei na narrativa emocional de Marlow, e em sua companhia segui pelo rio em forma de serpente até o centro da África.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  4. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]É praticamente indizível o efeito arrebatador que essa obra causa ao leitor. É um troço meio mórbido e ao mesmo tempo sedutor...que força dramática. Estou finalizando minha resenha desse livro, logo vou postar.[/align]
     
  5. Pips

    Pips Old School.

    Gostaria muito de ler, Joseph Conrad é um dos escritores favoritos do João Ubaldo Ribeiro.
     
  6. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Eu nunca tinha lido, e nem sabia que era um clássico (vergonha)... a sedução mórbida é tão evidente Lucas que o leitor fica hipnotizado pela leitura, pela África, mas principalmente pela narração do Conrad que é sensacional! Já quero outros livros...
     
  7. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Calma, você vai ver a quantidade de adjetivos que minha resenha (que está pronta já) terá. Dá para ter uma idéia do caleidoscópio sombrio de sensações que o livro causa no leitor. Que jornada, que ambiente sufocante, que história aterradora. "O horror! O horror!" Não a toa é tida como uma das obras primas da Literatura mundial.[/align]
     
  8. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Assim fico envergonhado com minha resenha Lucas, hehehehe!!

    Já to entusiasmado para ler a quantidade absurda de adjetivos! Manda bala...
     
  9. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    'Xá comigo', essa semana ainda.
     
  10. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    A prometida resenha:

    [align=justify]O século XIX foi marcado pela expansão imperialista de alguns países da Europa rumo a novas terras para explorar e dilatar as fronteiras para suas próprias riquezas poderem ter espaço para crescerem. Desse processo, chamado por Eric Hobsbawm de “Era dos Impérios”, surgem as mais diversas imagens literárias, exploradas no livro Cultura e Imperialismo, de autoria de Edward Said. São imagens de exploradores destemidos, povos exóticos com culturas exóticas em terras “bárbaras”, em que os europeus, sob cujos ombros pesa o polêmico “fardo do homem branco”, têm, supostamente, a missão divina e cavalheiresca de trazer ao bojo da civilização. Mas a que preço?

    Esse processo foi acompanhado por massacres, privações, explorações, injustiças etc. Da fertilidade que esse terreno apresentou aos escritores, talvez seja o romance de Joseph Conrad, O Coração das Trevas, o mais contundente e visceral deles. Houveram outras visões acerca dos novos povos, das navegações, do choque de culturas e das tensas relações dos imperialistas e dos povos que por suas mãos viriam a morrer ou ser escravizados, como as histórias de Henry Rider Haggard, das quais a mais conhecida é
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ; ou do Nobel de Literatura de 1907, Rudyard Kipling (Kim, O Livro da Selva etc.)[/align]

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  11. aces4r

    aces4r Usuário

    Eu tenho este livro a trâs anos e ainda não li. Estou devendo.
     

Compartilhar