• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Novo Coronavírus (COVID-19)

Afinal, qual a será a eficácia da CoronaVac?

  • Acima de 50%, menor ou igual a 55%

    Votos: 2 28,6%
  • Acima de 55%, menor ou igual a 65%

    Votos: 0 0,0%
  • Acima de 65%, menor ou igual a 75%

    Votos: 2 28,6%
  • Acima de 75%, menor ou igual a 85%

    Votos: 1 14,3%
  • Acima de 85%, menor ou igual a 90%

    Votos: 2 28,6%

  • Total de votantes
    7
  • Votação encerrada .

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
E castigo gente, não é coisa ruim (embora pareça num primeiro momento). Quem não castiga um filho, cria um ser humano ruim. Castigo serve pra gente aprender. Reposicionar a rota. Se não temos prova, não estudamos.
"Não é coisa ruim" quantos parentes você já perdeu pra covid? Ou nenhum morreu por não ter pecado?

E assim, eu concordo que devemos castigar nossos filhos. Mas não vou deixar minha filha morrer de HIV se ela quebrar minha TV. E ninguém aprende morrendo.
 

Lissa

Chocolatier Honoris Causa
Não é assim que funciona, você está interpretando de uma forma cristã, e de um cristianismo bem sádico, aquela coisa de inferno eterno, purgatório e venda de indulgências. Não vou fazer propaganda aqui do judaísmo, que é essencialmente anti-proselitista, mas a Cabalá é uma linguagem universal, independente da religião, raça, cor, nacionalidade, então...

Então, minha provocaçãozinha foi direcionada ao Gerbur, porque ele acredita nesse cristianismo sádico e perverso de ira divina, extinção de povos e raças, fogo dos céus e martírio.
 
Quero saber a resposta dele, mas meio que já sei qual é. Ainda que por outros esquemas, a teologia ortodoxa dá uma resposta parecida com a judaica, que não difere muito da hindu, islâmica etc.
"Não é coisa ruim" quantos parentes você já perdeu pra covid? Ou nenhum morreu por não ter pecado?

E assim, eu concordo que devemos castigar nossos filhos. Mas não vou deixar minha filha morrer de HIV se ela quebrar minha TV. E ninguém aprende morrendo.
Esse ponto é importante. Proporcionalidade.
 

Gerbur Forja-Quente

Defensor do Povo de Durin
Eu queria poder dar todo o karma positivo pra esse post. É tanta maravilhosidade que aposto que acumulou no karma positivo espiritual, mesmo.

Só um humilde adendo em forma de questionamento para reflexão: e se o coronavírus for mesmo um castigo divino, porque viver não vale a pena no fim das contas, já que somos pecadores imperfeitos, ou seja, não existe inocência no ser humano e nunca haverá, e por isso Deus enviou um vírus mortal pra nos lembrar que uma vida justa e perfeita só existe depois da morte e do julgamento divino? É tipo um reality macabro da divindade: Deus te bota na Terra (uma arena onde só existe caos, perseguição, morte e sofrimento, mesmo quando você tenta fazer as coisas certo), pra depois você finalmente morrer, ele te julgar e decidir se você vai passar a eternidade na xepa do Inferno ou no VIP do Céu.

1- Eu penso que é um castigo divino porque eu acredito que Deus criou esse mundo. Como pode qualquer coisa acontecer nesse mundo, sem a permissão de Deus?

E como é algo que atingiu toda a humanidade, de todo o planeta, então parece que é algo para nós mesmos.

E como é uma doença que não pode reunir, então talvez é uma mensagem de Deus mais ou menos assim: “Como vocês estão desunidos, então agora vocês não podem se reunir “. Reduzindo bastante a questão. Difícil falar de um assunto tão complexo em poucas palavras.

Então eu não sei, sendo um reles mortal, só posso divagar sobre os porquês dessa doença. A completa compreensão disso tudo só os muitos sábios tem alguma chance de descobrirem (e talvez nem eles).

2 - “...porque viver não vale a pena...”

Quem disse isso? Claro que vale! Viver é um presente de Deus. É uma oportunidade de ser um ser humano, de contribuir com o todo. De aprender com os próprios erros, de evoluir.

Tem um pensamento do filósofo grego Cícero que diz “Certifique-se de ver pelo menos um defeito seu morrer antes de ti”.

E Tem uma outra assim: “Certifica-se de ser fator de soma na vidas das pessoas que participa”.

Então viver é um presente, sem dúvida, mas não é um presente eterno. Tem data de validade. Até para podermos dar lugar às novas pessoas. Só podem nascer pessoas, se morrer pessoas. Então não podemos perder tempo, temos pouco tempo para contribuir, para marcar nossa passagem nesse mundo, para marcar positivamente a vida das pessoas que amamos, para aprender, ensinar e depois retornar a Unidade do Criador.

Marco Aurélio tem um pensamento assim: “Não hajas como se estivesse predestinado a viver 10 mil anos. A fatalidade está no seu encalço, é melhor que se apresse”.

E o nosso querido professor Tolkien (cristão católico também), vocês sabem, em sua obra coloca que a morte também é um presente! De Eru (Deus) para nós homens. Uma oportunidade de sairmos dos Círculos do Mundo. Olha que bonito!

Para os cristãos a vida é eterna! Nós acreditamos na vida! Porque Jesus disse “Eu sou o caminho, a verdade a vida. Quem crê em mim mesmo que morra, viverá”.

Mas essa vida eterna é a vida espiritual, porque Deus é espírito, Deus é pensamento, e nós, sua “imagem e semelhança” também somos espírito, também somos pensamento, e isso é eterno como Deus. Diferente da matéria que é perecível, a matéria só é animada por um espírito que a habita, quando desencarnamos o espírito permanece vivo no amor de Deus, e a matéria estraga.

3- “somos pecadores... por isso Deus mandou o vírus mortal para nos lembrar que uma vida justa só existe depois da morte...”

Discordo. Deus mandou o vírus (ou permitiu esse vírus) justamente para sermos mais humanos, ajudarmos mais uns aos outros, ir no supermercado para aquela idosa no condomínio que não pode sair, para valorizarmos a união das pessoas, para rezarmos mais, exercitar mais nossa espiritualidade.

É por isso que existem as mazelas do ser humano, para nos aproximar de Deus. Tem uma passagem bíblica que Jesus está dormindo na barca, e as águas começam a ficar agitadas, e os discípulos ficam com medo pois temem que a barca vai naufragar e acordam Jesus que diz algo como: “Homens de pouca fé. Eu estou aqui, a barca não vai virar. Tenham fé. Acreditem em mim”

Uma possível interpretação: a barca pode ser o nosso corpo (ou de quem amamos), quando ele fica doente e pensamos que vamos perecer, o que fazemos? Acordamos Deus. Pedimos ajuda/socorro, rezamos, nos voltamos para Ele. É uma forma de Deus trazer o homem de volta a Unidade. De outra forma, nos tornaríamos arrogantes a ponto de nos acharmos auto-suficientes, de nós acharmos deuses nós próprios, de acharmos que Deus precisa se justificar para nós, etc.

É por isso que eu não acredito que existam ateus (embora somos constantemente tentados “a matar Deus e nós auto-proclamarmos Deus” como diria Nietzsche ) . Porque nos sentimos com essa força, quando Deus permite que as águas estejam calmas ao redor de nossa barca, a ponto de acharmos que está tudo no nosso controle, que tudo é nosso mérito. Mas bastam as águas se agitarem para nos voltarmos a Ele. Certamente as últimas palavras do ateu quando o avião está caindo é “Socorro meu Deus!”. Rsrsrs

4- “É tipo um reality macabro da divindade...”

Acho que não. Deus nos coloca no mundo para vivermos esse mundo, fazermos parte dele, sermos humanos uns com os outros, aprendermos, ensinarmos, evoluirmos e seguir adiante. Dar espaço para outros humanos viver o presente que é a vida humana (e nos reencontrarmos com os que partiram antes de nós).

Jesus nos promete a vida eterna após a morte, e nós temos que fazermos de tudo para sermos merecedores dessa vida eterna, rezamos isso na Salve Rainha).

Sócrates diz o seguinte sobre a morte: “existem duas possibilidades: ou morremos e nada existe, e assim finalmente descansamos, não é tão ruim. O corpo sofre um desgaste natural, a vida eterna sem a juventude eterna tem pouco valor, pois seria um eterno sofrimento não poder morrer. Então se nada existir depois da morte é bom para descansarmos um corpo desgastado.

segunda possibilidade: morremos e nos encontramos com nossos antepassados. Não seria bom conversarmos com eles? Reencontrá-los? Seria maravilhoso. Então não temo a morte, as duas possibilidades são bem-vindas”.

5- “pra depois você finalmente morrer e Deus decidir se você vai para a Xepa do inferno ou o VIP do céu “

Será que é Deus que decide? Ou será que Ele apenas respeita a decisão que cada um fez em sua passagem?

Na mitologia egípcia tem uma passagem muito bonita, que quando alguém morre ele se encontra com o deus da morte Toth (que tem uma cabeça de pássaro) e esse deus faz o seguinte: coloca numa balança uma pena num prato e o coração da alma do morto no outro prato. Se o coração pesar menos que a pena a pessoa sobe para o céu. Se o coração pesar mais que a pena a pessoa volta para a terra. Interessante né?

Isso porque se o seu coração está mais ligado a matéria, as coisas terrenas, como dinheiro, fama, drogas, prazeres, etc. então você desce pra terra ou o inferno (você desce para a matéria).

Se o seu coração rompeu a ilusão da separatividade, você entendeu que todos somos partes da mesma Unidade, se você conseguiu superar o egoísmo e colocar o todo na sua frente, colocar os outros antes de você... então seu coração não está denso, está leve, está mais parecido com o coração de Deus e seu espírito se eleva ao céu, volta para a unidade. Bonito né?

Bom eu não sou nenhum ser iluminado que sabe todas as respostas. Eu não sei de nada e na minha pequenês essas informações que eu consegui juntar , nelas eu acredito. É como penso.
 
O problema dessa discussão é que quando você fala de castigo, já se imagina um velho barbudo sádico com um garfo de churrasco assando o planeta e dando risada das formiguinhas em dor. Você mesmo, Lissa, sendo pagã acredita nessa punição, só que de outra forma, e em outra estrutura. Todas as religiões pagãs tem textos ou sabedoria oral em forma de mitos repletas de regras morais, conselhos e recomendações para uma vida justa, e as punições ou 'acidentes' envolvendo as transgressões. É assim com os celtas, nórdicos, egípcios, gregos, romanos, Hindus, muçulmanos, cristãos, judeus, até a Wicca possui um código rígido e igualmente um sistema de karma ou de pagamento pelas transgressões e cumprimento de leis, o que muda é a estrutura, o mecanismo metafísico ou metafilosófico da engrenagem.

E isso é normal, você não precisa interpretar literalmente um texto que coloca A'donai mandando matar os bebês de peito de Amalec pelos pecados de seu rei contra Israel, mais do que precisa literalizar o mito do lobo correndo atrás do Sol entre os vikings. Isso é infantil, é um recurso de que ateus usam e abusam pra atacar a religião por causa daquela necessidade igualmente infantil de sinalização de virtude que possuem (herp derp, seu deus é cruel, ético sou eu e meus filósofos pederastas de peruca), mas nem a vó carola de vocês via assim. É um espantalho. Passei anos na Valinor apontando isso e a infantilidade parece que não muda, as pessoas estão menos interessadas em pesquisar a verdade de um texto que em dizer que não aceitam um mundo criado por tal deus. :lol: Bicho, D'us poderia ser sádico se quisesse, se ele é D'us, você aceitá-lo ou não muda 0 pirocas nos decretos que ele vai mijar na tua cabeça se você encher o saco dele. É uma questão de lógica e necessidade, D'us não precisa ser bom para ser D'us, nem justo, ou razoável. Isso, essa metafísica das perfeições, bem como a ideia igualmente fantasiosa de que suas crenças validam a realidade (só posso aceitar o mundo com as regras metafísicas que eu escolher, pois o único deus é minha vontade pessoal de que o mundo seja assim e assado, mas não vou deixar de sinalizar virtude, corrigir moralmente os fascistas, machistas, manos e minas porque os direitos fundamentais são objetivos e universais né :roll: ), são advindas da própria ideia cristã de fé, que levou tantos à morte por defender o indefensável. Detalhe: muitos morreram à toa por essas crenças, já que não choveu fogo do céu nem a terra se abriu, como parece ser a esperança de mártires cristãos e SJW's alike.

Pois bem, querem continuar com essa coisa farsesca e deprimente, continuem, mas felizmente ainda há uma ordem divina no mundo e ela opera segundo determinadas regras, e bem racionais. Agora cada um acredite no que quiser, mas não venham com essa de correção moral, porque muitos de vocês querem ver pedófilos castrados, estupradores esquartejados, ladrões com mãos cortadas, mesmo que não admitam para si mesmos como isso é terrível. Felizmente temos cortes que, bem ou mal, fazem esse serviço por nós, de forma mais racional, limpa e organizada. Pq? Porque o Estado, como a administração da justiça, o parlamento, a mídia, são formas da sociedade se disciplinar racionalmente, são uma espécie de ordem superposta e vigilante, um deus mecânico com seu próprio sistema de punições e recompensas e ninguém aqui, nem os liberalões, querer se ver livre desse sistema e encarar o estado de natureza. Então, menos cuspe para cima porque volta ardendo pra dentro do olho.
 
E ninguém aprende morrendo.
Lol, lógico que aprende, é assim que mais se aprende. Diria até que é o maior aprendizado da vida é quando ela acaba.

Mas esse tipo de aprendizado já não cabe a nós infligir, é trabalho do mundo espiritual, do Anjo da Morte. Por isso mesmo que sou contra pena de morte, não há legitimidade sacrossanta que justifique o Estado retirar a vida de outra pessoa.
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Ele vai dizer: Senhor meu D'us, eu finalmente aprendi. Levai-me para o céu convosco!
E Deus dirá: Oh não é assim que funciona, Caio; tinhas de ter aprendido antes de morrer, e além disso te arrependido em tempo. É como dizeis lá embaixo: fuém!

Mas acho que esse já não é mais o Deus do Caio; está mais para o do Calion.
 

Omykron

far above
resumindo, se for para pagar de elevado espiritualmente para escrever essas merdas, é bom lembrar que o silencio é uma ótima resposta depois de um desculpa. Mas vamos esperar as vitimas da pandemia retornarem com todo aprendizado.
 
resumindo, se for para pagar de elevado espiritualmente para escrever essas merdas, é bom lembrar que o silencio é uma ótima resposta depois de um desculpa. Mas vamos esperar as vitimas da pandemia retornarem com todo aprendizado.
As merdas estão nos shastras. Reclame com eles.

Não é porque você acha que tudo se resume à vida material aqui embaixo que todos devamos tratar as coisas de forma superficial assim. E desculpas pelo quê? Tem que pagar vassalagem agora pra opiniões diferentes sobre a vida após a morte? Hehe, olha a correção moral aí.
 
Oficial agora: Paulo Gustavo se foi, infelizmente

Seja seu nome inscrito no Livro da Vida, não batia muito com o santo dele, mas era um artista que eu respeitava e gostava do trabalho dele.
Mas acho que o caso dele talvez tenha sido até um alívio pra familia (e talvez pra ele também), tava passando por uma situação bem complicada mesmo.
 
Oficial agora: Paulo Gustavo se foi, infelizmente

Em tempo:

Screenshot_20210505-144207575.jpg
Screenshot_20210505-144216080_1.jpg

Não consigo tankar o Facebook. Essas coisas me fazem querer falecer.
 
Eu fico de cara no chão. O sujeito tá fazendo o bem, de forma concreta, a uma coletividade inteira de pessoas e a FDP quer arrumar caroço por uma questão moral, ou de crença institucional? Pqp, mas é muita cara de pau e falta de louça pra lavar, é igual aquela macacada que fica reclamando que fulano adotou crianças refugiadas de algum país distante em vez de crianças do próprio pais. Qual a diferença, porra? Imagina ser tão moralmente escorregadio a esse ponto? Pela moralidade da pureza de intenção, a pessoa se torna um rematado hipócrita e até cruel.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo