1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Cavaleira Negra] [Epona e o cavalo negro]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Cavaleira Negra, 28 Ago 2007.

  1. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Era uma bela manhã numa ilha que futuramente viria a ser a Irlanda. Num bosque de carvalhos, nde as sombras dançavam entre os ramos de folhas viçosas, banhadas pelo sol matinal, numa clareira, a observar cavalos selvagens, estava Epona.
    A divindade celta sentara-se numa pedra, e recostara-se a um carvalho. Via dali uma bela égua cor de ouro, com crinas de bronze. A égua vinha acompanhada por um potrinho seu... mas que nem parecia seu; era negro, com crinas ruivas e brilhantes. No seu focinho bem feito, na testa, tinha uma estrela branca. Quem seria o pai?! Nunca Epona tinha visto um cavalo naquelas paragens que gerasse um potro negro... por ali simplesmente não havia cavalos negros!!
    Foi então que alguma coisa lhe soprou nos longos cabelos dourados. A deusa virou-se, e deu de caras com um amigo, que há muito tempo atrás tinha ajudado:

    Era uma manhã como qualquer outra. Epona descera dos céus com o seu cavalo branco e resolveu passear naquela floresta de carvalhos. A brisa suave acariciou-a. Então ouviu relinchar, seguido de latidos de lobos. Epona fez uma festa ao cavalo, e ele galopou velozmente em direcção à fonte de ruído. Como não usava arreios, o cavalo de Epona tinha movimentos mais livres.
    Quando lá chegou, deparou-se com uma égua morta, e com um jovem cavalo que se debatia com um enorme lobo negro. Mais negro que o lobo, só o cavalito; parecia uma sombra, ou até o próprio cavalo do Rei dos Mortos. As longas crinas ruivas esvoaçavam, e o seu resfolegar dava arrepios.
    Epona assustou os lobos, que deixaram o pobre cavalo em paz. Ele estava ferido, e nos seus relinchos lamentava a morte da égua, sua irmã. Depois virou a cabeça para Epona, e disse:
    -Salvaste a minha vida, nobre Deusa, e sou-te grato por isso. - e avançou. Jovem, olhar penetrantre, um olho vermelho outro azul-esverdeado- Não sou mais que um jovem cavalo, mas gostaria de ter a honra de transportar a minha salvadora no dorso para lhe apresentar a minha manada!
    -Aceito, jovem cavalo. Não são todos os que transportam a Deusa dos Cavalos! - e Epona montou o cavalo preto. Ele começou a galopar. O galope do cavalinho agradou à Deusa. Quando chegaram a uma planície repleta de cavalos, o jovem corcel abrandou e parou; todos aqueles musculados e peludos cavalos eram como outros de uma manada qualquer. Mas aquele cavalo, aquele em que Epona montava, era especial; talvez por ser o único cavalo negro da manada, ou se pela sua aparência robusta e esbelta. Ao desmontar, Epona disse:
    -Tu agradas-te-me; chamar-te-ei Black Speed, e, quando chegar a hora de tu morreres, eu levarte-ei para o meu Reino, o Paraíso dos Cavalos, e serás tu o meu corcel! Então até lá! - e Epona tomou o seu cavalo branco e seguiu em direcção ao céu.

    -Balck Speed, meu amigo; lembras-te de quando disse que te tomaria por meu cavalo quando fosse altura de morreres?! - quis saber Epona, acariciando a crina ruiva do cavalo:
    -Como se fosse ontem... - volveu ele:
    -Pois chegou a hora; tens herdeiro para guiar a tua manada, e estás velho; muitos outros cavalos, ao pé de ti, parecem não mais que póneis... Vem, não nos podemos atrasar! - e montou-o. Com um relincho, Black Speed despediu-se da mãe de seu filho, e levantou voo em direcção ao mundo que Epona lhe prometera, e ao cargo que ele agora ocuparia.

    E então, gostaram?! Qualquer coisa...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    !!!


    A MAIOR PARTE DOS TEMPLÁRIOS IRLANDESES TEM CAVALOS NEGROS!!!
     
  2. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Não! Pra escrever assim, tu não tem só 12 anos, não creio. Está muito bom seu conto! Parabéns mesmo! Continue assim! :clap: :clap: :clap:
     
  3. MartinsIV

    MartinsIV Damm Right, I Got the Blues!

    Parabéns pelo texto!!
    Está mt bem escrito
    Finalmente encontrei algm de 12 q nem q eu :joy:... se é q vc tem 12 msm

    E pelo visto vc tem uma forte ligação com os templários, não??
    de acordo com a maioria dos seus posts! :cool:

    Abraços:cerva:
     
  4. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Obrigada. Tenho doze anos tenho!! Eu sempre gostei das lendas celtas.
    Muito obrigada, mesmo! :joy: :yep: :D

    O TWMPLÁRIO ATÉ DEU PULOS QUANDO O GRÃO-MESTRE LEU A COMPOSIÇÃO DELE!
     
  5. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    É isso mesmo; Templários é comigo. E eu fiz doze anos à apenas 3 meses. Muito obrigada pelo comentário! :obiggraz: :yep: :joy: :D

    O TEMPLÁRIO FICOU TÃO CONTENTE QUE ATÉ CAIU DA CADEIRA!!! :lol:
     

Compartilhar