1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ilha do Medo ou Paciente 67 (Dennis Lehane)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Pips, 19 Abr 2010.

  1. Pips

    Pips Old School.

    Ilha do Medo, publicado originalmente como Paciente 67 ((aliás, é possível encontrar os dois títulos à venda pela Companhia das Letras)), é um romance policial onde nada é o que aparenta e realidade, delirios e medos se misturam num turbilhão de suspense que prende desde o começo. Escrito por Dennis Lehane (Sobre Meninos e Lobos), somos introduzidos à ilha Shutter pelas memórias do Dr. Lester Sheehan, ex-psiquiatra do manicômio localizado lá.

    Ele fala sobre um interessante amigo chamado Teddy Daniels e sua maneira peculiar de observar os pequenos detalhes. A partir daí a narrativa nos leva para o primeiro dia do Xerife Daniels, e seu novo parceiro Chuck Aule, no complexo psiquiátrico à procura de uma paciente que sumiu misteriosamente.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    comprei este livro hj, se for no mínimo igual ao filme compensa.
     
  3. Pips

    Pips Old School.

    Ele tem mais devaneios de Teddy, mostra mais sobre a relação dele com a mulher. O livro é narrado pelo Dr. Sheehan (o filme todo se passa pela perspectiva do Teddy). Entretanto o final do filme é mais impactante que o de livro em questão de drama.
     
  4. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    E que filme. Um dos melhores desses novos do Scorsese. No páreo com "Os infiltrados"
     
  5. kirah

    kirah Usuário

    confesso que tinha certo receio quanto ao filme, nem sabia se tratar de uma adaptação, porém qual não foi minha surpresa no decorrer do filme, interessantíssimo, intrigante eu diria, um dos melhores que já vi...
    quanto ao livro, estou interessada, sem dúvida...
     
  6. Aline Guiotti.

    Aline Guiotti. Usuário

    Odeio ficar sabendo que existe o livro depois de ver o filme! Não sabia que este filme era livro ( ou o contrário), mas enfim, vou procurar o livro! ;D
     
  7. *Artanis*

    *Artanis* Siga as borboletas!

    Eu também não sabia que era uma adaptação. O filme é muito bom e agora fiquei a fim de ler o livro também.
     
  8. Pips

    Pips Old School.

    Filme e livro estão pau a pau, não tenham medo de ler/ver em qualquer ordem.
     
  9. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    já li 2/3 do livro e to achando até agora um romance policial bem comunzão. talvez seja efeito de já ter assistido o filme.
     
  10. Liico

    Liico Usuário

    Sabia do Livro antes de sair o filme, mas não sei porque diabos fui ver o filme antes de ler o livro, o filme é maravilhoso, mas sempre gosto de ler o livro primeiro ;/ mas vou ler de qualquer das formas.
     
  11. *Artanis*

    *Artanis* Siga as borboletas!

    Pois é, eu também prefiro ler antes de assitir o filme, acho que a maioria prefere, mas nem sempre dá pra fazer isso e como eu disse eu nem sabia que era uma adaptação. Mesmo assim vou tentar ler o livro.
     
  12. Anica

    Anica Usuário

    se o lehane conseguir no mínimo manter uma escrita como em sobre meninos e lobos, deve valer a pena mesmo. vou procurar para ler :pipoca:
     
  13. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    terminei de ler e paguei minha língua. o final surpreende, mesmo já tendo visto o filme. é bem mais denso, vc sente em vc a angústia do teddy, coisa q no filme passa mto rápido.

    só fiquei com uma impressão diferente dos 2 finais.

    no filme me pareceu q o teddy escolhe lucidamente fingir q ainda delira para se submeter à lobotomia e esquecer a esposa, e até parece ter certa conivência do dr. "chuck" nisso, coisa q ñ dá pra concluir do último capítulo do livro.

    particularmente, gostei mais da impressão do filme, por suscitar a questão dele se entregar para a cirurgia para ñ sofrer + (e enganando os médicos) ao invés de simplesmente ter uma recaída na sua loucura (e inviabilizar todo o trabalho de encenação q foi o livro/filme todo).

    alguém + teve essa impressão?
     
  14. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Lê-lo-ei.

    Mentira.
     
  15. Pips

    Pips Old School.

    Eu tive a mesma impressão. O que deixa o filme mais significativo que ele sabe da sua escolha é a última frase: "O que seria pior, viver como um monstro ou morrer como um homem bom?".

    No caso do livro o Lehane deixou em aberto para questionarmos se a loucura realmente tem cura ou se ela vem e vai como dores de cabeça.
     
  16. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Terminei de ler no último domingo e devo dizer que tive vontade de jogar o livro no mato, de tanta raiva que fiquei daquele final estúpido.
    (Só não joguei porque é daquelas edições bacanas da Cia das Letras, com a beirada das páginas coloridas! :mrpurple: )

    Mas me sinto deprimida até agora com essa leitura.
    Sabe, eu estava adorando aquela história; eu estava apaixonada pela inteligência, pelo jeito meio rude e paradoxalmente sensivel do Teddy Daniels; eu queria ve-lo chutar a bunda daquele povo nazista da ilha...e aí, fiquei acordada até as duas da manhã de segunda-feira pra descobrir que
    ele era pirado!
    ¬¬

    Porque esses escritores fazem isso? =/
     
  17. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Eu vi o filme então acho que não irei ler o livro. Gostei do filme, achei muito bom, mas não achei algo genial, é claro que os atores e o diretor fazem diferença, acho que isso foi o que mais pesou pro filme.
     
  18. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Pois eu tenho certeza de que não assistirei o filme, Rafaela.

    Minha vida já está deprimente o bastante, obrigada. ¬¬
     
  19. G.

    G. Ai, que preguiça!

    apesar de não ter lido o livro, corcordo que o final do filme é muuuuuiiiitooo impactante...
    tive até uns pesadelos no dia (na noite) em que assisti ao filme :timido:...
    sem contar o drama causado pela trilha sonora!
     

Compartilhar