1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

DK2

Tópico em 'Quadrinhos' iniciado por Mighty Warrior, 27 Ago 2002.

  1. Mighty Warrior

    Mighty Warrior Usuário

    Essa é a opinião de quem caiu de cabeça nas histórias do tipo "profundas, sombrias e pesadas" criada pelo Frank Miller em DK1. O próprio Miller já não aguenta mais esse formato que ele criou e que influenciou toda uma geração de escritores e histórias. Da mesma forma como ocorreu em DK1, Miller busca um novo formato para os quadrinhos. Mais leve, mais descontraído e, por que não, mais simples. Mas é claro que não não se satisfaria com uma leve mudança de estilo. Como não podia deixar de ser ele quer entrar arrebentando tudo que você conhece sobre quadrinhos (assim como aconteceu em DK1). Para tanto, ele apela para o caricaturismo e simplicidade sem perder o fio da meada e sem levar ao ridículo. A mensagem passada pelo DK2 é quase a mesma que em DK1.
    Porém, Miller é vítima da própria criação. Seu estilo "dark" de escrever está profundamente enraizado no coração dos fãs de longa data (inclusive eu de apenas 19 anos).
    Mas DK2 e Demolidor: Amarelo são a nova tendência. Não sei se a indústria perseguirá esse modelo, mas espero que sim. Pois o modelo atual abastece cada vez a primeira e segunda geração de leitores cada vez mais velho e maduro e, naturalmente, mais "morto". Se não começarem a pensar em novos mercados (crianças, pré-adolescentes), morrerão junto conosco.
     
  2. V

    V Saloon Keeper

    Eu discordo. Não tenho preconceitos quanto a histórias simples, até gosto muito de histórias onde não se filosofa muito, só se concentra em um aspecto interessante da narrativa. Se eu só soubesse apreciar histórias cabeça seria um nerd intelectualóide gordo e frustrado que vive na internet dizendo que tudo é ruim e se achando o dono absoluto da verdade.

    Não. Eu tenho amigos, tenho namorada, tenho uma vida social. Não sou um intelctualóide. E sobretudo sei apreciar o valor de uma história simples mas bem-contada. Acontece que eu pelo menos acredito que conheço um pouco de quadrinhos, afinal leio desde que me entendo por gente e estudei o tema durante três anos. Acho que sei analisar o que é ou não ruim. E, meu amigo, DK2 é ruim demais.

    Sobre o argumento, posso dizer que ocorreu mais ou menos um "fenômeno Spawn de narrativa". Parece que Miller foi escrevendo à medida que ia desenhando (se é que pode se chamar aquilo de desenhar, mas depois eu falo disso). Não vi sequer rastro de planejamento ali. A trama é cheia de furos, confusa, não leva a lugar nenhum. A não ser que o terceiro número tenha duzentas páginas, eu não sei como Miller vai amarrar todas as pontas soltas.

    Esse é um erro que não se pode cometer. Não querer deixar de lado nenhuma idéia, não abrir mão de nada. Tudo acontece tão instantaneamente e tão superfluamente que a trama acaba perdendo o interesse, tornando-se maçante. Nunca pensei que ia dizer isso, mas até prefiro Spawn. Pelo menos ali algum suspense é criado, alguma conclusão é apresentada. Em DK2 não há margem para a sensação de causa/conseqüência, pois antes de algo ser explicado, outra coisa já aconteceu.

    Nenhum personagem é desenvolvido, eles vão simplesmente sendo jogados ao leitor que, se não tiver um certo conhecimento do Universo DC é obrigado simplesmente a engolir uma narrativa em off explicando quem é aquele cara e porque ele faz as coisas que faz. Aí eu pergunto se realmente, de acordo com a personalidade de cada um dos personagens utilizado na história, aquilo tudo ia acontecer.

    Ia? Não. Muito ali foi extremamente forçado para conseguir o efeito necessário. A personalidade de muito personagem foi distorcida à exaustão, para que suas atitudes fossem cabíveis na história. Para tal, se deu a justificativa de "onde esse cara esteve nos últimos 20 anos", onde qualquer coisa poderia ter acontecido. Nada contra isso, caso não tivesse ficado forçado, mas ficou.

    Veja bem, Miller até teve boas idéias. O problema dele foi querer usar todas na mesma história sem amarrá-las de maneira satisfatória. Tudo parece uma justificativa para (tentar) quebrar paradigmas, tudo parece feito exclusivamente para as coisas acontecerem de modo diferente do normal. Parece que há a necessidade de justificar a cada página que aquela é uma história diferente, que Miller ousou, que ele inovou. Parece que ele não confia nos leitores.

    Quis acreditar que ele deu boas justificativas para o estado do mundo em DK1, mas não deu. Se me disserem que ele planejou a chantagem de Luthor desde aquela época eu posso até acreditar, mas se disserem que ele desenvolveu a idéia durante esses anos, vão estar mentindo. Mesmo porque, o mundo ali parece ter mudado tanto em três anos, que fica parecendo que todo esse esquema Luthor/Brainiac acabou de acontecer. Aliás, todo mundo entendeu que Miller quis justificar através desses fatos as atitudes do Super-Homem em DK1? Eu entendi, mas não engoli.

    Aliás, se o presidente é uma imagem gerada por computador, como é que o Super-Homem conversa com ele pessoalmente em DK1? Não me venham com história de robô ou algo parecido. O Super tem visão de raio-x, lembram? Mas essa pergunta é precedida por outra: se era Luthor que controlava o Super-Homem, através de chantagem, esse tempo todo, porque se dar ao trabalho de fazê-lo acreditar que estava falando com o Presidente, ou mesmo que o Presidente existia?

    E se, na época, o Super-Homem não sabia que era Luthor por trás de tudo, porque ele concordaria em dar um fim aos atos do Batman? É esse tipo de incoerência que faz o Super-Homem de DK1 ser diferente do de DK2, assim como o próprio Batman, assim como a maioria dos outros personagens. Miller distorce tanto os personagens como o mundo, para que tudo funcione como ele quer, e nunca dá boas explicações para tal.

    E, me desculpe, mas "Crianças, vistam os seus colantes" foi o fim da picada. Ridículo.

    Agora acho que já dá pra falar da "arte", o que é também um grande motivo pelo qual DK2 é tão frustrante. Pra começar, Miller não puxou uma linha, não planejou uma sequência, não fez um traço a lápis. Tudo que ele fez foi molhar o pincel no nanquim e sair desenhando, sem critério, sem padrão, sem noção.

    Esqueceu dos cenários, esqueceu da anatomia, esqueceu da narrativa. Tudo é tão estranho e grotesco, que às vezes é difícil de entender o que está acontecendo, só fica claro pelo texto. A falta de cenário é uma das maiores falhas. Demonstra preguiça e desleixo. As figuras humanas estão ridículas, não há coerência nas distorções de anatomia, não há variação de poses, chega a ser constrangedor...

    E a colorização... putz... a Linn acabou de descobrir o Photoshop e já quer utilizar todas as ferramentas do programa... ridículo, ridículo... aqueles pixels foram a gota, mais constrangedor que as falhas de anatomia... não há bom senso nem na composição, certas cores simplesmente ficaram feias, e ficariam mesmo que ela não houvesse usado os efeitos de computador. A colorização é o pior da série, sem dúvida, e isso porque o resto já é muito ruim.

    Agora chega. Já falei demais.
     
  3. Guilbor

    Guilbor Old Man

    A verdade e uma só Miller ficou perdido no meio do caminho....
    Ficou preso com o estigma criado por DK1 e por sua tentativa de tentar inovar querer ser o salvador das HQs.
    Ai ele fez DK2 e na realidade não conseguiu fazer nada.
    DK2 peca como o V disse na continuidade, no argumento, na carcterização das personagens, na falta de criterio do desenho, e principalmente na colorização e horrivel......

    Miller simplesmente demonstrou q queria ganhar uns trocados e fez oq? Teve a bela ideia: "Vou fazer DK2 q todo mundo espera, dai digo q vou revolucionar a industria, com isso posso avacalhar q todo mundo vai comprar as pencas e nem vão reclamar. Se reclamar eu digo q e uma revolução nas HQs"...
    E num é q ele acertou?!
    Isso e q e golpe de mestre...

    A pequena diferença e q Demolidor: Amarelo parece ser uma historia despretenciosa q tem como objetivo abordar uma personagem de um angulo diferente mas com todos os aspctos da historia bem definidos como: abordage, personagens e desenhos......

    Para mim Demolidor da de 10x0 em DK2
    E eu considero Demolidor apenas uma boa historia....e não um fenomeno heim

    E uma pena pq DK2 tinha tudo pra ser uma boa historia mas do jeito q esta e uma porcaria com nome feito so pra ganhar dinheiro.....
     
  4. V

    V Saloon Keeper

    Concordo com tudo que foi dito acima.

    Lá no curso a gente tava até brincando com esse lance comercial do DK2, dizendo que a Linn coloriu as páginas, depois chegou pro Frank e disse: "Benhê, quer ver como ficou?" - ao que o Miller respondeu - "Ah, não precisa, manda logo pra DC que eles vão publicar de qualquer jeito."
     
  5. Sir Galaaz

    Sir Galaaz Usuário

    Demolidor x DK2

    Eu tb não gostei do Cavaleiro das Trevas 2. Não achei a história simples, mas sim maluca, os desenhos e cores toscos. Nem parece que foi o mesmo Frank Miller de Cavaleiro das Trevas 1 e Demolidor Homem sem Medo. Ainda assim eu quero ler a parte final pra ver como acaba.
    Agora sobre o Demolidor Amarelo, eu li a segunda parte e gostei tb. .. mas vcs não acham que o Matt Murdock se comporta como quem enxega na frente de um monte gente?
     
  6. Mighty Warrior

    Mighty Warrior Usuário

    Todas as opiniões sobre DK2 são perfeitamente válidas. Concordo até certo pornto com cada um de vocês. O próprio Miller chegou a afirmar que DK2 era desnecessário, mas não acredito que ele tenha feito de forma "mal-feita" de propósito.

    Todos nós sabemos do que ele é capaz. Eu acho Demolidor: O Homem sem Medo; DK1, Batman: Ano Um; Ronin e uma penca de outras hidtórias simplesmente brilhantes. A DC aprendeu da melhor maneira que Miller trabalha melhor quando não é precionado e total liberdade criativa.

    V, você fez diversas comparações entre DK1 e DK2. A respeito de continuidade nada posso dizer, afinal a história ainda não acabou e a intenção dele não foi totalmente revelada (mas é só uma questão de tempo). Mas discordo quando você diz que o Superman está incoerente. Em relação ao presidente, nada indica que o de DK1 seja o mesmo de DK2. O comportamento submisso do Superman em DK1 é ocorre depois dele próprio ter percebido que a humanidade sempre foi superior a qualquer um e que esta tinha uma tendência gigantesca de se auto-destruir-se. Por alguma razão ele passa a acreditar que a única maneira desse tipode coisa acontecer ela servindo obedientemente a ela.
    Ele acreditava também que o Batman estava acelerando o processo de auto-destruição da humanidade. Além de que o próprio presidente pediu.

    A questão da arte. Ela realmente deixa a desejar. Mas acredito que tenha alguma razão artística por trás. Vivemos em un mundo cada vez mais fragmantedao com um excesso absurdo de informações. Se prestarmos mais atenção, perceberemos que navegamos de link em link de forma muito rápida e dificilmente lemos uma página completa. Pegamos somente aquilo que nos interessa e vamos embora. Não apenas com internet, mas com jornais e TV também. Acho que a arte de DK2 reflete, de certo modo, esse novo estilo de vida em que vivemos. Nessa obra, o personagens sem importância (que aparecem apenas uma vez) são muito, mas muito simples, praticamente ridículos e caricaturais. Mas os desenhos de personagens mais conhecidos e profundos são mais detalhados (sem chegar a ser realista). Acho que isso explica a ausência de cenário.

    "Crianças, vistam seus colantes!". Para você (e para mim também) é ridículo que alguémvenha a dizer algo assim. Mas num mundo disperso como aquele (bem mais que o nosso), com personagens jogados na história (da mesma maneira ocorre com qualquer história hoje, abra qualquer gibi como se fosse a primeira vez e tente entender algo), essa é a ligação, a "amarra" que você tentar achar mas não consegue. É algo, ínfimo, idiota até. Mas olhe para nós. Cada um de nós somos pessoas diferentes, que pensam diferente e tudo mais. Tudo que nos une é o gosto por uma história onde um cara baixinho de pé peludo tem que jogar um anel dourado num vulcão.

    Mais uma vez: Miller é vítima de sua própria criação. De fato, a DC precisava de caça-níqueis para competir com outro da Marvel ("Origem", alguém?). E essa nova tendência que mencionei não é apenas de histórias mais simples e sim, de história simples e bem contadas.

    E se vamos ficar falando de DK2, é melhor criarmos um tópico novo sobre o assunto, não?
     
  7. Tasslehoff

    Tasslehoff Usuário

    Nas palavras de miller...
    "só escrevi DK2 porque precisava reformar minha cozinha"

    eu ainda não li, então me absterei de comentarios... for now.
    ehehehe
     
  8. Mighty Warrior

    Mighty Warrior Usuário

    Nossa que susto!

    entrei no tópico do Demolidor: Amarelo e sumiu tudo!!! Mas aí vi esse novo tópico. Realmente fugimos do tema.

    Como ninguém respondeu nem nada, não acrescentarei nada. Mas peço desculpas pelos meus erros de digitação (nunca entrem no fórum na madrugada após um longo dia de trabalho). Erros de digitação aparecem aos montes, porém uma frase minha ficou invertida e pretendo corrigir. Eu escrevi:
    "Em relação ao presidente, nada indica que o de DK1 seja o mesmo de DK2. O comportamento submisso do Superman em DK1 é ocorre depois dele próprio ter percebido que a humanidade sempre foi superior a qualquer um e que esta tinha uma tendência gigantesca de se auto-destruir-se. POR ALGUMA RAZÃO ELA PASSA A ACREDITAR QUE A ÚNICA MANIERA DESSE TIPODE COISA ACONTECER ELA SERVINDO OBEDIENTEMENTE A ELA (SIC)".
    Na frase destacada, leia-se: "POR ALGUMA RAZÃO ELE PASSA A ACREDITAR QUE A ÚNICA MANEIRA DE EVITAR ESSE TIPO DE COISA É SERVINDO OBEDIENTEMENTE A ELA (HUMANIDADE)".

    Sorry, galera.
    Nunca bebam antes de entar no Fórum (hehehe)
     
  9. Sir Galaaz

    Sir Galaaz Usuário

    Aliás pra quando sai a parte 3 de DK2! Que bagunça!
     
  10. Mighty Warrior

    Mighty Warrior Usuário

    Boa pergunta
     
  11. Heruost

    Heruost Banned

    Não sei quando sai mas espero que a Abril cumpra a promessa e publique...
    Quanto a história... Bem, DK1 dá de goleada mas DK2 não é exatamente ruim.... É só fraca......... E o estilo de desenho? Bem, eu nunca gostei do estilo do Frank Miller.. Acho ele ótimo roteirista mas péssimo desenhista.....
     
  12. Gildor

    Gildor Usuário

    Sobre a publicação aqui no Brasil, a última informação que eu soube era que em "meados de setembro" sai por aqui :?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  13. V

    V Saloon Keeper

    Miller sempre foi um ótimo desenhista também. É só pegar Sin City ou 300 pra ver isso. E em Ronin, que foi a obra que ele mais experimentou, dá pra encontrar coisas bem interessantes. Aliás, eu só gosto de Ronin por causa da arte. Acho a história um lixo.
     
  14. Guilbor

    Guilbor Old Man

    Que ele desenha bem isso é verdade e que ele sempre procurou inovar tbm ....
    Mas convenhamos que em DK2 ele chutou o pau da barraca os desenhos estão muito toscos....... :?
     
  15. V

    V Saloon Keeper

    Estão, e isso eu já falei lá em cima. Muito toscos, confusos certas horas, e a narrativa tb muito confusa. Tem horas que simplesmente não dá pra saber a sequência de leitura, é irritante.
     
  16. Sir Galaaz

    Sir Galaaz Usuário

    Bem os meados de setembro passaram e nada do DK2. E agora qual é a previsão? Ou será que não há previsão agora que a Editora Abril jogou a toalha em relação a HQs?
     
  17. Sir Galaaz

    Sir Galaaz Usuário

    A editora Abril agora relançou na banca as edições 1 e 2 de DK2, e a 3 naaaaaaada. Legal, hein? :disgusti:
     
  18. Guilbor

    Guilbor Old Man

    Ai Galaaz pode comemorar c vc quiser pq DK3 tem estreia prevista para 25 de outubro.....

    Segue um link com a noticia e algumas informações da edição 3

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  19. V

    V Saloon Keeper

    Quem é esse mané dos reviews do Omelete? Incrível, o cara conseguiu amar DK2 e odiar o Authority. Desculpem o linguajar, mas se alguém olhar o saco do Frank Miller, vai encontrar esse cara pendurado.
     
  20. Gildor

    Gildor Usuário

    Não sei se a gente tem tanto o que comemorar assim... um comentário desse mesmo texto aí do Omelete:

    "Se você achou que, com as duas primeiras edições, Frank Miller havia chutado o pau da barraca, é porque ainda não leu a conclusão da série."

    8O
     

Compartilhar