• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dinheiro na Terra-Média?

Talvez já tenha um tópico desses, mas deve ter sido esquecido pelo tempo...
Será que no mundo de Tolkien existia dinheiro, ou as economias eram medidas somente em metais e pedras preciosas? Não lembro de nenhuma referência sobre dinheiro em nenhum dos livros, mas os hobbits tinham economias para pagar hospedaria e alimentação em Bree. E Aragorn, que viajava tanto tempo, precisava delas para sobreviver (afinal, vez por outra ele também dava uma passada em Bree...). Entretanto, eles não poderiam estar carregando tanto ouro pra lá e pra cá. O que daria muito peso... Então, o que valia na terra-média, dinheiro ou apenas tesouros? Alguém sabe dar uma explicação convincente?
 

Fëaruin Alcarintur ¥

Alto-rei de Alcarost
Devia haver o comércio pela troca de peças, ou moedas, de ouro, de prata e de bronze.

Vale lembrar também que a posse de propriedades e terra era um grande passo para ser considerado "rico".
 
Mas no comércio convencional, tavernas, hospedarias? Quando se fosse transportar riquezas? Teria de se em baús, pesaria muito... Talvez alimento também contasse...
 

Fëaruin Alcarintur ¥

Alto-rei de Alcarost
O caso é, por exemplo, devia valer bastante.
Uma peça de ouro devia dar pra se hospedar uma noite n'O Pônei Saltitante com relativo luxo e ainda comer e beber.

Eles podiam carregar a grana nas mochilas, bolsos, em pequenas sacolas penduradas nos cintos.
 

Galahan

Lazy elven artist
Lembre-se do preço do pônei comprado de Bill Samambaia em Bri: 12 moedas de prata. Então podemos considerar que a cunhagem era bem difundida por toda a Terra-Média. De fato, creio que toda a econômia da Segunda e Terceira Era seja bem semelhante à da Europa feudal, já que existia um grande predomínio da terra, e existia o sistema da vassalagem nos reinos humanos de Gondor e Rohan.
 

Fëaruin Alcarintur ¥

Alto-rei de Alcarost
De fato, por isso eu disse a respeito da posse de terras.

Um exemplo, Bolsão deveria valer uma boa grana: terra fértil, amplo, bunito, bem-localizado... :roll:

eu realmente não me lembrava do preço do Bill, mas por ele dá pra se ter uma boa idéia.

12 peças de prata um animal de carga. Animais de carga não eram baratos não, na Eurpa medieval. Talvez seus preços só fossem ultrapassados por animais de guerra e pássaros exóticos treinados, como falcões.
 

Northern Lad

Usuário
Bom, mas deveria haver escambo também, com certeza.
O negócio é fazer negócio.

Mas se compraram o Bill com moedas de prata, certamente essa era a grana da Terra-média, pelo menos em Arnor e Gondor e proximidades.
 
Eu tinha pensado uma ez em abrir um tópico assim, porque não costumam pensar muito nisso. Mas eu acho que eram moedas universais que eles levavam, se bem que não precisava, já que eles ganhavam tudo de graça (só por causa do Gandalf).
 

liteeliniel

Usuário
É, com certeza devia ser um comércio do tipo medieval. Muitas trocas.. digo trocas de serviços por objetos considerados de valor, tais como o ouro, a prata (que era visada mais antigamente do que hj), cobre, jóias, pedras preciosas e terras.
Além desses eu acredito que houvesse um tipo de moeda. Mas não como as de hj em dia. Moedas forjadas em ouro ou em prata...
 

The Dark Elf

Usuário
Lembrai-vos ó irmaos... era uma época extremamente feudal...

intaum fica meio claro q o sistema monetario era precario, ao ponto de ser todo a base de metais preciosos e pedras preciosas tmb...

imagina o preço da PEDRA ARKEN (eh assim q se escreve, afinal, faz tempo q li o hobbit)
 

Swanhild

Usuário
Uma coisa que eu lembrei que dá para avaliar o valor que peças de mithril tinham: o colete de Bilbo valia mais do que o Shire inteiro com tudo o que tinha lá dentro 8O

O sistema monetário não devia ser assim tão precário. Pelo menos Númenor devia possuir um sistema monetário avançado, por ser uma nação cuja economia se baseava no comércio e na cobrança de tributos. Talvez o sistema de Arnor e Gondor fosse mais simples em comparação, particularmente em Arnor, cujo povo parece ter desenvolvido uma vocação mais para a agricultura (regiões prósperas, como o Shire e Bree, ficavam perto de terras boas para o plantio, que eram valorizadas) do que para o comércio. Mas assim mesmo, o sistema monetário de Gondor pelo menos devia ser bem desenvolvido. Minas Tirith comerciava com os feudos do Sul, como Lossarnach, de onde vinha o abastecimento para o mercado da cidade. E, em tempos mais antigos, quando Gondor tinha comando sobre as regiões do Harad e de Umbar, muita riqueza monetária deve ter afluído para lá.
 

The Dark Elf

Usuário
Isengard tmb fazia comercio com o candado e com Bree...

mas os lugares eram mtu distantes um do outro...
deveria ter alguns homens especializados em transporte de produtos...
ou vendedores ambulantes
 

Swanhild

Usuário
Bem, o comércio que Saruman fazia com o Shire é algo bem particular, aquilo foi mantido secreto por Saruman, como se fosse um contrabando. Saruman não tinha outro lugar onde comprar erva-de-fumo, e estava disposto a comerciar com uma região tão distante de Isengard e de acesso tão difícil a partir de lá por esse único motivo. Eu acho que, fora isso, nunca deve ter havido comércio regular entre Isengard e Bree.

Isengard era praticamente uma cidadela, pelo número de pessoas que podia comportar (veja o exército que Saruman abrigava ali). A história econômica dessa cidadela deveria ter sido bastante interessante. Me parece que era mais fácil, nas épocas pré-Saruman, que houvesse comércio entre Isengard e Calenardhon ou as Terras Pardas, pela proximidade. Os Númenorianos, desde a época de Tar-Aldarion até o final da Terceira Era, nunca conseguiram fazer de Enedwaith uma região segura para deslocamentos pacíficos frequentes. Ia ser muito difícil Isengard comerciar com o Shire ou com Bree. E mesmo na época de Saruman não podemos esquecer da afinidade que havia entre o povo de Isengard e os terra-pardenses.
 

=Bregalad=

Usuário
"O preço que Bill Samambaia deu foi doze moedas de prata; isso é realmente pelo menos o triplo do valor de um pônei naquelas partes."
Lendo o trecho acima, é fácil ver que o preço de um pônei mediano no Condado e em Bri estava entre 3 a 4 moedas de prata. Como já foi dito, um animal de carga na Europa Medieval era bem caro, o que mostra que até uma moeda de prata era um valor relativamente alto para a região de Bri e Condado, e a moeda de ouro possuiria então o valor mais alto. Alguns outros trechos ajudam a sustentar esta hipótese:
"O próprio Sr. Carrapicho pagou pelo animal, e ofereceu a Merry mais dezoito moedas, para de certo modo compensar a perda dos pôneis (que eram cinco, o que dá um pouco mais de 3 peças de prata por cada pônei). Era um homem honesto, e rico para os parâmetros de Bri; mas trinta moedas de prata foram um golpe para ele,..."
E também um trecho (não me lembro em qual parte do livro) que fala que Bilbo chegou somente com um pônei carregado do tesouro de Erebor. E esse tesouro (somado ao que o hobbit já possuía - afinal ele já era relativamente rico) foi suficiente para que tanto ele quanto Frodo vivessem confortavelmente por muito tempo (já que não existem registros de que ambos trabalhassem!).
Por isso acho que as pessoas comuns - camponeses e aldeões - usassem moedas de um metal não precioso e mais barato, provavelmente cobre ou bronze, nas transações menores e cotidianas (e também o escambo, arte na qual os hobbits eram mestres 8-) ) , e as moedas de prata (mais comumente) e ouro (mais raremente) seriam usadas principalmente pelos mercadores e pela classe mais abastada em grandes transações.
 

Mi6

HMS
Imagino que o sistema monetario de Rohan devia se bem precario. Tenho essa impressao. Nao devia ser como o de Gondor por exemplo. Isso me leva a a perguntar: qual dos hobbits era o mais rico?
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.470,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo