1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Copa 2014 Copa no Brasil: "Vive Le Bordel Brésilien!"

Tópico em 'Esportes' iniciado por Cantona, 9 Mar 2014.

  1. Cantona

    Cantona Tudo é História

    Revista francesa critica Copa no Brasil
    Publicação relata problemas e atrasos utilizando ironias e humor ácido

    A reportagem, publicada no site da revista
    ['So Foot'], lista uma série de problemas das cidades sedes brasileiras em um texto recheado de humor ácido e ironia, com o título de "Vive Le Bordel Brésilien!" (em tradução, "Viva a Bagunça Brasileira", já que a palavra bordel serve para designar tanto casas de prostituição quanto uma grande bagunça). A reportagem dá destaque às cidades que irão abrigar os jogos da competição, separando-as em três categorias: as que tem menos problemas, as que certamente serão palco de bagunça e as cidades cujas partidas seriam preferíveis de serem assistidas pela televisão.

    Entre as sedes citadas como menos problemáticas estão Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Fortaleza, onde seriam apenas necessários pequenos ajustes, como problemas de conexão com a internet ou falha em telões nos estádios. Na segunda categoria, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Recife e Natal são citados como 'bagunça certa', onde o Aeroporto do Galeão, na capital carioca, ganha destaque negativo:

    "Edifícios degradados, pistas saturadas nas altas estações e paralisação das atividades em cada chuva forte prometem grandes doses de diversão", ironiza o texto.

    O trânsito de São Paulo também não foi esquecido. De acordo com a publicação, a cidade seria "irmã da Cidade do México e prima do Cairo (capital do Egito)", ambos locais conhecidos pelo caos no tráfego de veículos.

    Para terminar, no grupo de cidades em que seria melhor assistir os jogos pela televisão, entram Cuiabá, Curitiba e Manaus. Curitiba é tratada com ironia como 'a grande emoção', devido à dúvida em relação à participação da cidade no Mundial. O texto segue com uma forte crítica ao aeroporto da capital do Mato Grosso:

    "[O aeroporto] é do tamanho de uma cozinha, mas há que um lindo papagaio pintado na parede. Nenhuma grande nação vai jogar em Cuiabá. E depois dizem que o sorteio é aleatório", afirmou o texto.

    A publicação não deixa de citar a demora no início das obras e os problemas de mobilidade urbana nas sedes:

    "Nenhuma cidade-sede tem capacidade de entregar a tempo o trio de obras 'estádio + aeroportos + obras de mobilidade urbana'. No caso dos aeroportos, os processos de licitação das obras só foram lançados após as eleições de 2010. Quanto à mobilidade urbana... não se moderniza um país em seis meses, especialmente um país como o Brasil. E por mobilidade urbana entende-se os meios mais básicos de transporte: vias de acesso a locais turísticos, estradas, corredores de ônibus, metrô e trens urbanos etc. Logo, serão os seus pés os que farão a maior parte do trabalho."

    A reportagem também critica a Fifa, que foi apontada como uma das responsáveis pelos atrasos ocorridos no país e que ainda se seguem à 100 dias do pontapé inicial da competição:

    "A Fifa, do seu lado, é prisioneira de um Brasil com quem ela briga/late/chicoteia a cada semana, como se tivesse tratando com uma criança, com um sentimento vago de que é tarde demais", e continua:

    "Joseph Blatter, então, agora se mostra chocado: 'Nenhum país teve tanto tempo para se preparar quanto o Brasil', e ele está certo. Errado ele estava em 2007 [quando o Brasil foi escolhido como sede da Copa], ao impor ao país um "padrão Fifa" que estava distante demais de sua realidade, e que culturalmente não sabe dizer não. Mas sabe dizer, porém, quando já tarde demais, "desculpe, mas teremos que fazer alguns arranjos", completa.

    A matéria foi publicada no site da revista francesa no dia 3 de março, e não foi a única reportagem feita sobre o assunto. No dia seguinte, outro texto foi publicado pela revista, dessa vez relembrando as manifestações ocorridas durante a Copa das Confederações, em junho do ano passado, e os altos custos de toda a preparação para a competição.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    ******

    Apesar da soberba em alguns trechos, a realidade é essa - e com aspectos ainda mais graves.

    Falando sobre São Paulo, que é minha realidade mais próxima, a revista, que citou o trânsito da capital paulista, se esqueceu de falar do crime promovido pela especulação imobiliária na região de Itaquera, onde se localiza a Arena Corinthians. Vale o registro de que a melhora e valorização do bairro (que o estádio realmente trará) não será contemplada por parte considerável da população que lá reside, pois as construções dos anéis viários - que nada mais são do que futuros pontos de congestionamento - e sua política de desapropriação unilateral, apenas favorecem as construtoras e seus grandes empreendimentos comerciais e residencias - estes últimos com piscina aquecida, duas vagas na garagem e extensa área de lazer. Construtoras que figuram entre as mãos mais generosas quando se trata de doações para as campanhas eleitorais. Estamos diante do primeiro passo para a elitização do entorno, num processo semelhante ao que aconteceu na região do
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    (mais
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ), que é hoje um dos bairros nobres com o m2 entre os mais caros da cidade de São Paulo. Não é demais lembrar, também, que a população de baixa renda que por lá ficou, coincidentemente, passou a sofrer com diversos incêndios "acidentais". Assim, não será surpresa a repetição, num futuro não tão distante, do lado incendiário do modus operandi imobiliário em Itaquera.

    Enquanto isso, a população segue sendo jogada cada vez mais para a periferia, em regiões com acesso precário a equipamentos culturais, escolas e saúde; regiões onde o setor estatal mais atuante é o policial.

    (E é claro que existem moradores que vão
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    com a Copa e sua especulação, seja vendendo seus apartamentos por um preço acima da média, seja alugando para turistas por valores consideráveis. Mas eu quero chamar a atenção para o outro fato, da higienização que obras desse porte costumam historicamente promover e que não merecem nota na grande imprensa).

    P.S.: Não sabia se criava o tópico em Esportes ou em Atualidade e Generalidades. Optei pelo segundo, pois a critica e o debate fogem do futebol. Se for o caso, algum administrador pode removê-lo para o tópico que considerar correto.
     
    Última edição: 9 Mar 2014
    • Ótimo Ótimo x 4
  2. Você e a revista falaram tudo. Não dá para deixar de esquecer que foram SETE ANOS. Sete anos desde o anúncio.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Por mais que possa ter algum exagero aqui ou ali, a revista foi direta ao ponto.

    Nessas horas que gostaria de rever os comentários do Lordpas que adorava vir postar aqui assinando embaixo tudo o que o Le Monde publicava de um Brasil "virtual" lindo e maravilhoso que só existia na ficção. Ainda bem que um setor da mídia deles agora tá finalmente publicando a realidade.

    7 se contados a partir da oficialização, mas na prática é bem mais.
     
  4. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Querem rir de uma grande ironia?

    Secretária de Mobilidade ficou imoblilizada no trânsito de Natal e furou entrevista na rádio

    A Dra Elequicina Santos, nossa secretaria de mobilidade de Natal, conhecida como a Aparecida França do trânsito e transporte, hoje pagou um mico público pela ineficiência da sua gestão na Secretária de Mobilidade Urbana na administração do prefeito Carlos Eduardo Alves..

    Ela faltou ao programa de entrevista do jornalista Diógenes Dantas no Jornal 96 porque ficou presa no transito..

    A ausência dela na entrevista foi a mais sincera resposta como está o transito da cidade administrada pelo príncipe Carlos Alves..

    A Dra Elequicina deveria usar uma bicicleta para chegar no horário em seus compromissos..


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 1
  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    haha
    Mas menos mal que ela nao pega helicopteros com dinheiro publico.
     
  6. Tek

    Tek Girls tend not to like me

    Não interpretem como se eu estivesse tirando a responsabilidade do Brasil, mas por que a Fifa não tomou providências quando viu que o país não cumpria prazos?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Infelizmente é uma entidade sem-vergonha e sem culhões Tek.
    Dos 7 anos de prazo já deveria ter cortado o Brasil faltasse no máximo 3, pois existem países com estrutura pronta pra receber uma copa sem gastar nada com estádio e infra-estrutura de mobilidade urbana e hoteleira como a Inglaterra por exemplo.
     
  8. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Na epoca o RT ainda era um favorito pra tomar as redeas da FIFA.
     
  9. Grimnir

    Grimnir Usuário

    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Lucas Ferraz

    Lucas Ferraz Usuário

Compartilhar