• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Cinco Livros Favoritos com *Ceinwyn*

Melian

Período composto por insubordinação.
Esse povo preguiçoso que reaproveita listas de blogs. Cof cof.
Lista muito boa da Ceinwyn. Destaco, principalmente, Ficções. Borges é TUDO (é claro que você também é tudo, Cortázar. Sem ciúmes, ok?). E eu sempre falo que se uma pessoa lê Ficções e não se apaixona por Funes, el memorioso, ela não aproveitou, devidamente, a leitura de Ficções.

*Ceinwyn* disse:
Fiquei bastante tempo da minha vida implicando com listas de favoritos. Não implicando com o fato de outros fazerem, mas com a possibilidade d'eu fazer. Não sei se por preguiça, ou por achar que não tenho imaginação pra fazer diferentes listas, ou se porque me sinto com pouca cultura(tanto erudita quanto pop) para fazer listas decentes. Na verdade, sei: não fazia por uma mistura desses elementos. Mas, como adoro mudar de opinião, bastou um amigo me mandar pelo Facebook uma lista de 10 melhores filmes de terror/suspense espanhóis pra eu encarar a tarefa de fazer meu primeiro Top 10: Top 10 livros. No final, gostei do exercício, e vou voltar aos clichês de quem gosta de fazer listas: é divertido, faz pensar no porque você gosta de algo(que é essencial)... e outras coisas que agora não to lembrando e não concordava.

Vou aqui fazer um post sobre os 5 melhores colocados, pra começar meus posts Top 5 no blog.
5. Crônicas de Artur - Bernard Cornwell



Sempre gostei de romances de aventuras, desde pequena. Como diz uma amiga, sou "bélica e perturbada",como ela(que definiu assim as meninas que gostam de histórias de aventura, etc). A-do-ro essa trilogia, um romance histórico sobre a Távola Redonda, sendo a pesquisa histórica fundamental para a ficção: Artur não é rei, os romanos saíram das Ilhas tem pouco tempo... a história é narrada por um aliado de Artur. E mesmo assim as narrativas de batalhas são ótimas. Uma ótima versão para uma história que sou apaixonada desde criancinha.
Como já falei nesse post (resenha completa da trilogia), o meu nick, Ceinwyn, veio daí: da personagem feminina que mais me identifiquei até agora.



4. Orgulho e Preconceito - Jane Austen


No geral, sou mais chegada a outros tipos de literatura do que o de "menininha", mas Orgulho e Preconceito me cativou de uma forma que não tinha como não entrar nessa lista. As personagens são muito bem construídas, o contexto da história muito bem apresentado, a narrativa cativante. A heroína, Lizzie Bennet, não deixa de ter seus defeitos por ser heroínas. Mr. Darcy, seu par, é um príncipe encantado que tem seus momentos completamente irritantes. E os outros personagens, tão bem construídos que parece que os conhecemos.
Possivelmente um homem que vença a barreira do preconceito de pegar um livro "de mulher" vá se surpreender com o romance, que,escrito por uma mulher, tendo como heroína uma mulher, não é nada meloso. Pelo contrário: a narrativa da história é construída de forma crítica,em relação aos personagens e ao contexto social da época, de forma que é um ótimo representante de uma aguçada visão feminina sobre a Inglaterra da virada do XVIII para o XIX.


3.Senhor dos Anéis - J.R.R.Tolkien



Lá vem a minha perturbação bélica de novo. Mas bom, eu gosto meesmo de aventuras, e ambientadas em algo similar à Idade Média então... Incrível é que o esqueleto da história é muito simples: há um objeto mágico extremamente poderoso e maléfico que precisa ser destruído. Ponto. O que é interessante é o desenrolar da história, em que os heróis passam por aventuras completamente cativantes e até mesmo motivadoras, podendo até fazer que nos inspiremos neles (confesso que até mesmo o chato do Frodo me inspira). Mesmo sendo fã do livro, confesso que alguns trechos podiam ser menores... e só.
E não é só a ambientação fantástica, fruto de um perfeccionismo de um linguista (Tolkien, pra quem não sabe, era prof. de Oxford e estudava línguas medievais) que faz com que a obra seja apaixonante. Qualquer pessoa que pesquise um pouco sobre as suas inspirações, se for uma pessoa curiosa, vai conhecer clássicos da literatura medieval, ou vai começar a ler sobre crítica literária(nem que seja fantástica, apenas). Tolkien, além de ótimo entretenimento, é um grande inspirador de novas leituras, e essa é uma qualidade que admiro muito em um escritor.
Pessoalmente, devo muito a ele. Passei boa parte da minha adolescência lendo bem pouco (er, de 5 a 10 livros por ano), e depois de ler Senhor dos Anéis é que o hábito de ler foi voltando com força (e só esse ano já li 10...). E ainda outra: li no início da faculdade, e com o pequeno impulso dado por SdA fui fazer as obrigatórias de medieval e... é, além de contribuir pra eu voltar a ter hábito de ler, ainda deu o pontapé inicial pra eu escolher em que queria me especializar...


2. Ficções - J. L. Borges



Engraçado que peguei esse livro na estante da minha mãe apenas pra ver o que afinal o Borges tem de gênio (tinha lido O informe Brodie e não tinha me convencido...). No final da leitura de quase todos os contos do livro, tinha que recolher meu queixo no chão. O livro é uma reunião de contos escritos na primeira metade do século passado sobre ficções inventadas pelo próprio Borges. Seria uma coletânea de resenhas, se os livros resenhados não fossem eles ficcionais. A escrita é brilhante, ora nos remetendo a hábitos de leitura diferenciados, ora realizando versões de ficções existentes, ora nos remetendo à paixão que todos nós, admiradores dos livros, temos por bibliotecas. E ainda nos faz pensar sobre noções de historicidade!
Um livro de um apaixonado por literatura para outros apaixonados. Brilhante. Brilhantemente escrito. Para ler e reler muitas vezes.


1.O Médico e o Monstro - R. L. Stevenson

Li há bastante tempo e confesso (shame on me), que nessa edição mesmo da Martin Claret (ainda escrevo aqui porque boicoitar a M.C.). Mas enfim, adoro esse livro porque ele retrata a minha visão sobre a humanidade: em geral, somos um pouco médicos e um pouco monstros. Não há maniqueísmo possível em se tratando de pessoas normais (estou claramente tirando os psicopatas do cesto). Sim, todos temos monstros dentros de nós que suprimos graças ao nosso desejo de nos manter em sociedade.
Claro que a forma de se pronunciar isso, no livro, é bem simples e com a mentalidade posta de forma clara na cientificidade do século XIX. Mas simplicidade pode ser também uma qualidade... e não é porque o livro é datado que é menos atual:é sobre o homem, e não sobre a imaginação do século retrasado que se trata.
E bom, é uma visão pessimista da humanidade, mas quem achava que eu sou otimista e amo todo mundo está bem enganado. Tenho o riso fácil e gosto de trocar idéias, mas daí a achar que todo mundo é bonzinho (inclusive eu, tenho meus demônios) tem uma grande distância...
 

Bilbo Bolseiro

Bread and butter
Essa versão do Cornwell pra estória do Artur é realmente sensacional. Ele imprime um detalhismo tão grande ao descrever as batalhas que você consegue imaginar o cansaço dos soldados, o esgotamento deles.
 

Turgon

ワンピース
Gostei da lista! Ficou realmente muito boa!

E preciso pegar essa coleção do Bernard Cornwell para ler.
 

nemorendil

Usuário
Também gosto muito das Crônicas de Artur. Na verdade gosto bastante dos livros do Cornwell :D
Deve ser um dos autores estrangeiros que mais vendem aqui no Brasil. E não é para menos. Além da narrativa excelente, e atual, o tratamento que a Record dá aos livros do autor é excepcional. O destaque é o projeto das capas: até hoje não vi nenhuma que achei, simplesmente, feia. Principalmente as capas de Azincourt e das Crônicas Saxônicas, são lindas.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Boa lista. :clap:

Eu preciso mesmo terminar essa trilogia do Cornwel! Também sempre fui apaixonado pelas lendas arturianas. "O Rei do Inverno" é excelente. Me faltam os outros dois. Aliás, preciso terminar a trilogia do Graal também, que só "O Arqueiro"... é Cornwel é muito bom, mas me faltou tempo para ler os demais e acabei criando mais tarde uma fila tão grande de livros na frente dele que o releguei para depois, sempre depois.

Orgulho e Preconceito eu li pra ver o que tinha aquele tal de Mr. Darcy pelo qual tantas mocinhas suspiram... mas também pra comprovar a fama de Jane Austen de boa escritora, pra conhecer uma "literatura feminina" (descobri há um tempo que sou um "machista literário" para a minha vergonha...) e por alguma influência próxima... Enfim, comprovei que Jane Austen construiu personagens deveras interessantes e psicologicamente profundas. Suas tramas contém algumas picuinhas tipicamente femininas, mas comoventes em sua pura humanidade. Só decepcionei com o Darcy, nem fede nem cheira, nada de mais não...

Senhor dos Aneis? Gosto um pouquinho...

Li alguns contos do Borges. Um há muito e "O Livro de Areia" mais recentemente. Talvez precise ler mais do Borges pra saber "o que o Borges tem".

O Médico e o Monstro é o livro que até hoje fez a descrição mais perturbadora de alguém que já lembro de ter lido. Na primeira aparição de Mr. Hide. E li recém saído da infância. Um livro que te marca tanto assim deve ser respeitado.
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Eu só li SdA da lista :lol:

Cornwell até está nos meus planos, mas irá demorar para chegar a vez dele.

Pride and Prejudice tenho algum interesse, mas também vai ter que esperar um tempo razoável.

Jorge Luis Borges eu VIVO falando que vou ler, e até hoje nada. Mais um lembrete para eu criar vergonha na cara e ler.

O Médico e o Monstro nunca despertou assim minha atenção, mas agora fiquei interessado.

Enfim, gostei da lista, várias sugestões bacanas de obras que ainda não conheço.
 

Roger

HEXACAMPEÃO BRASILEIRO!!!!!!!
Gostei da lista! Ficou realmente muito boa!

E preciso pegar essa coleção do Bernard Cornwell para ler.

Somos dois!!! Mas a grana ta curta ultimamente e sempre.... :osigh:

Eu só li SdA da lista :lol:

Cornwell até está nos meus planos, mas irá demorar para chegar a vez dele.

Pride and Prejudice tenho algum interesse, mas também vai ter que esperar um tempo razoável.

Jorge Luis Borges eu VIVO falando que vou ler, e até hoje nada. Mais um lembrete para eu criar vergonha na cara e ler.

O Médico e o Monstro nunca despertou assim minha atenção, mas agora fiquei interessado.

Enfim, gostei da lista, várias sugestões bacanas de obras que ainda não conheço.


Fea, o medico e o monstro e fino!!!!

E saiu uma versao de cinema q eu curti muito....


Cei, minha querida saitore! Exelente lista viu!!!!!! :kiss:
 

*Ceinwyn*

Ogra rosa
Cleo,sua chatinha.

[off topic] Kd o conjunto da mulher de lata??? [/off topic]

e se a lista tivesse mudado, obviamente que não optaria pelo lado preguiça. Mas como não mudou... aproveitei!
E sim, Ficções só perde pra minha visão pessimista da humanidade.


Kaikai, como assim o Mr. Darcy não é isso tudo???????? Claro que ele é sim!!

E Bilbo, ele fez isso de uma forma que mesmo alguém não tão chegado a descrições de batalhas gostasse muito das partes de Batalha. E o resto da história é sen-sa-cio-nal. Queria eu ter talento pra ser escritora de romances históricos...
 
Última edição:

Bilbo Bolseiro

Bread and butter
E Bilbo, ele fez isso de uma forma que mesmo alguém não tão chegado a descrições de batalhas gostasse muito das partes de Batalha. E o resto da história é sen-sa-cio-nal. Queria eu ter talento pra ser escritora de romances históricos...
É verdade, ele consegue criar no leitor aquele clima de ansiedade, de espera pelo próximo acontecimento, de surpresas de deixar a gente de boca aberta. Mas também, o que esperar de alguém que trabalhou durante 10 anos na rede de tv BBC, e ainda foi condecorado com a Ordem do Império Britânico pela rainha? hehe
 

Éomer

Usuário
Muito boa a lista dá Ceinwin. Tirando Orgulho e Preconceito, que não li e acho que não lerei tão cedo, os outros quatro são fortemente recomendáveis. O Médico e o Monstro é daquelas obras sobre o bem e o mal que existe em cada um que só perde para livros como O Retrato de Dorian Gray.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
*Ceinwyn*" disse:
Cleo,sua chatinha.

[off topic] Kd o conjunto da mulher de lata??? [/off topic]
Além de ser uma pessoa sem coração, sou sem saco (literal e figuradamente). Cansei de ver aquela coisinha rosa ali, e voltei para meu clássico avatar.

Se você não tem interesse em ler Orgulho e Preconceito por ele ser classificado como um livro de mulherzinha/menininha, Éomer, pode ler. Eu não tenho paciência nenhuma para coisas fresquinhas, e gostei muito do livro. Ele vai além dessas frescuras. Muito além.

Fëanor, crie vergonha na cara e leia Borges, ou não trarei mais café para você.
 

Éomer

Usuário
Se você não tem interesse em ler Orgulho e Preconceito por ele ser classificado como um livro de mulherzinha/menininha, Éomer, pode ler.
Não é por isso. Por ele tratar do universo feminino é que seria um bom motivo pra ler. eu disse que não vou ler tão cedo pq tenho uma fila quilométrica aqui que tenho de ler e que vai me custar muito tempo. Eu estou planejando ler Finnegans Wake e acho que isso é coisa que é capaz de levar mais de uma ano. E eu não gosto de levar duas leituras ao mesmo tempo se uma for muito complexa.
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
Lista muito boa. Tem quatro livros que eu adoro aí, e um que eu não li.

Na verdade, toda vez que alguém fala eu sinto que preciso ler Borges.

O início de Orgulho e Preconceito é uma coisa brilhante.
Se você for ler Emma, vai ver a mais chata das heroinas. Mas é quase impossível não gostar dela.
E o mais legal, a Jane avisou que ia escrever uma protagonista chaaaata. O livro tamb´me é ótimo.

Para mim, ninguém descreve batalhas como o Cornwell. Nem mesmo o Tolkien rsrsrsrs
 
Última edição:

Snaga

Usuário não-confiável!!!
Só SdA e o Médico e o Monstro.

Sobre SdA me abstenho de falar.

Mas O Médico e o Monstro é realmente um conto fantástico. Fiquei em dúvida quando fui montar minha listinha, se colocava ele ou Frankenstein. Acabei optando pelo segundo.
Mas Jakil e Hide possuem uma das minhas histórias favoritas, sobre um assunto que muito me fascina, desde muito pequeno: a dualidade da mente, a capacidade que temos de ser bom e mal ao mesmo tempo, cabendo ao nosso consciente apenas a decisão de um dos lados.

Já escrevi sobre O Médico e o Monstro no Covil. Se quiserem, leiam lá!
 

Katrina

Usuário
Vou desenterrar esse tópico, porque ainda não tinha visto o Top 5 da Cei e como ele posso fazer uma revelação. Nem sei se a Cei vai ver, mas, o nick dela foi algo que me fez escolhê-la para Saitorë, acho que me encaixo na definição "bélica e perturbada" kkkk. Amo o Cornwell de paixão, considero ele um dos melhores autores ever em descrever cenas de batalha e essa releitura de Artur é a melhor de todas.

Da lista aí só não li (nada) do Borges, pois é, shame on me.
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$100,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo