1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Canção da Estrada (Satyajit Ray, 1955)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Khansc, 26 Mar 2005.

  1. Khansc

    Khansc Banned

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Díficil falar, mesmo tendo muito o que dizer. Além da clara descrição da condição humana na India, em meados do século XX (impossível, pra mim, definir a data certa, o filme não revela, talvez perto do início do século), esse é um filme sobre coisas que foram esquecidas, ou perderam o valor: a família sentada na porta de casa, durante a noite, o pai escrevendo uma peça de teatro, desejando conseguir dinheiro com ela; o filho aprendendo, com a ajuda do pai, a escrever; a mãe ajeitando o cabelo da filha; e o silêncio da noite sendo quebrado somente pelas vozes. A câmera mostra cada um deles, para depois se afastar, e pintar um quadro de toda a família. É sobre brincar na chuva e, depois, se esconder embaixo de uma árvore pedindo a volta do sol; ver uma peça de teatro e sonhar com um mundo quase irreal; é quando o vendedor de doces passa e as crianças correm em volta dele. A sensibilidade de Ray para mostrar a passagem de tempo consegue emocionar um bloco de cimento: ele mostra o Grande Mundo que ataca a pequena vila: o sistema elétrico passando pelo campo, o trem que também corta o campo, e deixa as crianças curiosas; e, no pequeno mundo da vila, os animais crescendo, uma planta, cuidada por uma velha senhora, se desenvolvendo, o primeiro encontro com a morte. É também um filme sobre a relação entre Natureza-Homem: um jardim de frutas que ajuda a sustentar famílias, e é motivo de briga; a chuva se impondo como uma constante ameaça. É o tipo de filme que provoca lágrimas, e eu não tenho mais o que pedir do cinema.


    98


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Khansc

    Khansc Banned

    Pelo jeito o cinema indiano não é muito apreciado por aqui.
     
  3. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Não é questão de ser apreciado, e sim conhecido.
     
  4. Khansc

    Khansc Banned

    Falou o Sr. "eu não preciso de assinaturas".
     
  5. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Falei sim, Sr. "Eu só vejo filme que ninguém vê".
     
  6. Strider

    Strider Usuário

    Porra, você só cria tópicos de filmes de diretores que eu morro de vontade de conhecer, mas ainda não acho e tal. :clap:

    Como você viu esse filme?
     
  7. Khansc

    Khansc Banned

    A resposta do Dirhil foi engraçada. :lol:

    Não posso falar muito, ou a Corte Moderadora cai em cima de mim. Mas eu apoio a ilegalidade, em certos aspectos.
     
  8. Strider

    Strider Usuário

    Ah sim. :lily:
     
  9. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    O Ray aparece seguido em amostras de Cinema, ou salas de discussão... não é raro, é só morar em algum lugar privilegiado (grande o suficiente pra ter um bom centro de cultura) e ficar atento...
     
  10. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Eu também apóio, em certos aspectos. Só não fico divulgando por aqui.

    Então, de maneira legal você não viu o filme.... pois preciosidades assim dificilmente chegam por aqui, ou seja, não é culpa nossa se não conseguimos assistir :wink:
     
  11. Khansc

    Khansc Banned

    É verdade, então não conta, eu não vi o filme, esqueçam o tópico.
     
  12. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    :lol:


    tosco
     
  13. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    :eek:


    Escuta, eu tô achando que já vi esse filme do Satyajit Ray, mas fiquei confuso agora. Canção da Estrada não é tipo um documentário?
     
  14. Khansc

    Khansc Banned

    O estilo lembra bastante o neo-realismo, tem uma cara de documentário sim.
     
  15. V

    V Saloon Keeper

    Esse aqui ainda é uma obra-prima.


    Btw, a trilogia é um 88:


    CANÇÃO DA ESTRADA (Pather Panchali, Satyajit Ray 1955) [85]

    O INVENCÍVEL (Aparajito, Satyajit Ray, 1957) [79]

    O MUNDO DE APU (Apur Sansar, Satyajit Ray, 1959) [100]

    (Sim.)
     
  16. Khansc

    Khansc Banned

    Ei, V, por que você foi reviver esse tópico? Tem tanta coisa de qualidade circulando pelo Fórum de Cinema que esse aqui fica com importância minimizada.
     
  17. Thico

    Thico The Passenger

    Eu consigo arranjar legendas pra isso?
     
  18. Khansc

    Khansc Banned

    Eu e o V conseguimos, você deve conseguir.
     
  19. Orion

    Orion Jonas

    Eu consegui em inglês, Thiago. Qualquer coisa fala comigo depois.
     
  20. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    Só vi O Mundo de Apu que é perfeito.
     

Compartilhar