• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Notícias “Boicote ao Oscar é racismo contra os brancos”, diz indicada a melhor atriz

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Vi agora o discurso do Chris Rock - hilário, como sempre. Só achei bastante curioso o foco dele sobre os negros, quando, de acordo com o levantamento da Economist (até agora não questionado), os latino são muito mais subrepresentados. Quem liga, né?

Pois é. Eu acho que tinham que ter colocado o Danny Trejo pra apresentar a cerimônia.

Danny Trejo.jpg [/spoiler
 

Bruce Torres

Let's be alone together.
Latino nem existe lá :lol:

Ora, e o Ben Affleck em Argo? Meryl Streep, Jeremy Irons, Glenn Close e Winona Ryder em A Casa dos Espíritos? Anthony Hopkins e Catherine Zeta-Jones em A Máscara do Zorro? Vai dizer que eles não são latinos? :lol:

Aliás, tem um ótimo artigo que soltaram semana passada falando sobre a experiência de vários atores e atrizes devido à sua sexualidade, cor, gênero:

What It’s Really Like to Work in Hollywood* (*If you’re not a straight white man.)
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
Não, mas é vencedor de Oscar pelo segundo ano seguido, latino.

De qualquer forma, concordo que também existe preconceito contra latino. Mas o fato de ter poucos latinos vencedores de Oscar não invalida o preconceito contra negros, apenas mostra que esse preconceito não se restringe apenas a eles ué.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Não, mas é vencedor de Oscar pelo segundo ano seguido, latino.

De qualquer forma, concordo que também existe preconceito contra latino. Mas o fato de ter poucos latinos vencedores de Oscar não invalida o preconceito contra negros, apenas mostra que esse preconceito não se restringe apenas a eles ué.

Claramente vc não viu o gráfico que eu já citei umas dez vezes aqui no tópico. A discrepância de representatividade e premiação dos latinos é muito maior do que a dos negros - no entanto o discurso do Chris Rock é só sobre os negros. Aliás, aparentemente só atores negros fizeram o boicote, falando sobre suas próprias comunidades, mas se esses formadores de opinião estivessem tão preocupados em aumentar a igualdade (ou representatividade) no Oscar, deveriam falar dos latino tb.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Que comédia. Chris Rock conseguiu falar do brancura do Oscar e mesmo assim emputeceu uma galera (de esquerda, obviamente). Sinal de que ele tem opinião própria.
 

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Que comédia. Chris Rock conseguiu falar do brancura do Oscar e mesmo assim emputeceu uma galera (de esquerda, obviamente). Sinal de que ele tem opinião própria.

Foi, é? Não vi isso... exceto por um amigo (de esquerda) com quem conversei hoje e que achou que as brincadeiras às vezes passaram do ponto, chegando ao ponto de não saber se a zoeira era contra o racismo ou contra quem reclama do suposto racismo. O resto da galera de esquerda que eu vi comprou prontamente o discurso do Chris. E sem lembrar dos latinos.
 
Foi, é? Não vi isso... exceto por um amigo (de esquerda) com quem conversei hoje e que achou que as brincadeiras às vezes passaram do ponto, chegando ao ponto de não saber se a zoeira era contra o racismo ou contra quem reclama do suposto racismo.
Mas eu acho que essa foi a ideia geral mesmo.

O resto da galera de esquerda que eu vi comprou prontamente o discurso do Chris. E sem lembrar dos latinos.
Normal.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
A partir do momento em que o próprio Chris diz que é mais fácil ser branco em Hollywood, ele já não está falando a favor de latinos, asiáticos e negros ao mesmo tempo? Porque a impressão que dá é que latino nos EUA não é visto como caucasiano. E sofrem da mesma falta de representatividade de negros no cinema, se não for maior. Se pararmos pra pensar em celebridades de Hollywood negras, vêm bem mais nomes a mente que latinos.

Aliás ainda não entendi a posição de vocês. Acham errado o movimento contra o racismo? Ou apoiam, só acham que ele devia ser mais abrangente?

Ainda sim, o Oscar 2016 serviu para discutir o racismo, ponto positivo. E também abordou o tema da violência contra mulheres, com o vice-presidente indo à premiação para falar a respeito. Isso, semanas após o Superbowl e a polêmica da apresentação da Beyoncé (apresentação foda e clipe mais foda ainda), em ano de eleição, mostra que pelo menos uma parte dos EUA pensa em mudança contra o racismo institucional que existe lá, assim como no Brasil.

Sem contar o DiCpario falando do aquecimento global. Aliás, é bizarro que tanto americano ache que o Aquecimento é um mito.
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
20160123_woc197.png

Oscar nominations have not dramatically under-represented black actors. Instead, they have greatly over-represented white ones. Blacks are 12.6% of the American population, and 10% of Oscar nominations since 2000 have gone to black actors. But just 3% of nominations have gone to their Hispanic peers (16% of the population), 1% to those with Asian backgrounds, and 2% to those of other heritage (see chart).

For most of the past 15 years, the Academy has largely judged what has been put in front of them: minority actors land 15% of top roles, 15% of nominations and 17% of wins. Once up for top roles, black actors do well, converting 9% of top roles into 10% of best-actor nominations and 15% of the coveted golden statuettes, a bit above their share of the general population.

The view behind the scenes is perhaps more revealing. Blacks really are much more under-represented in the director’s chair, where they account for 6% of directors of the top 600 films, according to the Annenberg study. Black women are nearly nonexistent there (two of the 600, Ms DuVernay being one). These are the numbers that critics of Hollywood should be most concerned about, along with the dearth of top roles for Hispanic and Asian actors. Best Actor nominations and wins—in which black actors have done decently, 2015 and 2016 excepted—seem to be the wrong target.

É só ler, cara. Uma coisa que eu acho relevante e que foi pouco citada (acho que falaram sobre isso no FB) são os papeis que atores de minorias recebem em comparação com os papéis dos brancos. Isso faz diferença na representatividade, mas não necessariamente aparece nas estatísticas da Economist.

A partir do momento em que o próprio Chris diz que é mais fácil ser branco em Hollywood, ele já não está falando a favor de latinos, asiáticos e negros ao mesmo tempo?

O discurso dele é clara e inequivocamente voltado para o racismo contra os negros. Ele fala num dado que momento que Holywood é racista? Sim. Isso poderia ser uma declaração abrangente? Sim - mas basta ouvir o resto do monólogo dele para ver que ele só fala sobre o grupo representado por ele.
 

Ana Lovejoy

Administrador
sobre sua questão envolvendo os latinos: eu vou fazer um comentário aqui que não tem a ver com números, infelizmente (eu também gosto deles, tira a coisa do campo da subjetividade). o que eu sinto é que os estados unidos tratam os latinos mais ou menos como nós tratamos os negros aqui no brasil: aquela coisa de anos e anos dizendo que éramos amigáveis e não racistas, que vejam só como mesclaram suas culturas com as nossas e yadda yadda yadda, mas na hora do vamos ver, opa, peraí. tanto que eles têm aquela expressão "people of color"* para falar de qualquer pessoa que não é branca lá nos estados unidos. a fernanda montenegro foi citada como uma people of color num artigo lá fora (dou risada toda vez que lembro). o que quero dizer é: há preconceito contra latinos também, sim, o problema é que ele é empurrado embaixo do tapete sob alegação de que não existe, e aí o que é mais escancarado (o contra os negros) acaba ganhando mais espaço no debate.

de minha parte eu já disse: não acho que o oscar seja o problema, é só sintoma. fizeram a cerimônia toda focada nos negros (até a música do in memorian, blackbird, foi composta pelo mccartney tendo em mente a luta pelos direitos civis dos negros nos eua), mas não adianta fazer isso (e eventualmente ano que vem indicar e premiar negros em trabalhos de pouco destaque só como uma espécie de correção), se os papéis relevantes continuarem saindo só para homens brancos. a ideia não é brigar por premiações para negros (e latinos, asiáticos, mulheres, trans, whatever), mas por maior diversidade nos papéis relevantes. não tem nada no roteiro que indique que o cara precisa ser um homem branco? abre a mente na hora da escalação do elenco, amigo.

____
According to Stephen Saris, in the United States there are two big racial divides. "First, there is the black–white kind, which is basically anti-black". The second racial divide is the one "between whites and everyone else" with whites being "narrowly construed" and everyone else being called "people of color".[12] Because the term people of color includes vastly different people with only the common distinction of not being white, it draws attention to the fundamental role of racialization in the United States. As Joseph Truman argues, the term people of color is attractive because it unites disparate racial and ethnic groups into a larger collective in solidarity with one another. (x)
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Tb imagino que a situação dos latinos lá seja essa aí q vc descreveu.

a ideia não é brigar por premiações para negros (e latinos, asiáticos, mulheres, trans, whatever), mas por maior diversidade nos papéis relevantes. não tem nada no roteiro que indique que o cara precisa ser um homem branco? abre a mente na hora da escalação do elenco, amigo.

Pois é, eu esqueci de citar um trecho do artigo:

But blacks are under-represented in the roles that count for the Oscars, getting just 9% of the top roles since 2000, according to our own analysis. (We define “top roles” as the top three names on the cast-list on IMDb, an online film database, in films with a rating of 7.5 or greater, an American box-office gross of at least $10m, and which were neither animated nor in a foreign language.)

O meu ponto, @Neithan, é que a luta parece ser só dos negros, quando está longe de ser o caso. Talvez o movimento negro seja melhor organizado. Ou talvez existam mais atores negros influentes do que latinos e asiáticos. Ou talvez, como a Ana citou, a tensão social entre brancos e negros seja mais escancarada, de modo que a brancura do Oscar (que é o real problema na minha opinião, ou seja, a representatividade em excesso dos brancos - não acredito que os brancos sejam intrinsecamente mais talentosos que ninguém) acaba se tornando um problema de brancos roubando o espaço de negros - o que não é exatamente verdade, de acordo com os dados estatísticos.

Reforço, no entanto, que o tipo de papel faz diferença, de modo que atores negros podem e devem atuar em outros papeis além de empregados e escravos, assim como asiáticos devem fazer mais do que lutar artes marciais (lembre do @Bruce Torres falando sobre o Punhos de Ferro da Marvel :lol:) e assim como os latinos podem e devem ser mais do que alívio cômico.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
Então, vamos por parte:

-Sim, é sintomático apenas. O problema não é o Oscar e sim as escolhas dos cineasta. São temas mais "brancos". Épicos que contam de imigrantes irlandeses mas raramente africanos, e assim por diante. Boa parte dos filmes feitos nos EUA são feitos por brancos e para brancos. E no restante, realmente tem mais papel com protagonistas negros que latinos, de fato. Só ver Samuel L Jackson, Will Smith, Morgan Freeman, Denzel Washington, etc...atores que ganharam um status tão alto quanto atores brancos. E nos últimos anos tivemos Selma e 12 anos de Escravidão indicados, mas nenhum filme de sucesso com atores e temas latinos. Uma coisa não invalida a outra. Ambas as minorias sofrem com um domínio cultural branco.

-Ok, ainda que Chris Rock realmente tenha abordado o preconceito apenas contra negros ao longo do discurso, isso não é errado. Foi a bandeira levantada nesse ano, a polêmica por conta de atuações como do Michael B Jordan e Idris Elba que nem foram lembrados no Oscar. Não acho que foram melhores que o DiCaprio, mas pra mim no mesmo nível do Walter White ( :lol: ). Concordo que devia ter falado também de outros casos, mas sem querer ser repetitivo e já sendo: uma coisa simplesmente não invalida outra. E o fato de não ter um latino que merecesse nem a indicação ao Oscar não é culpa da Academia, e sim da falta de papéis de protagonistas para eles.

-Sim, o movimento Negro é mais organizado nos EUA há décadas, mas não sem motivo. A segregação racial, principalmente no sul, é um problema gravíssimo e secular que já causou a morte de milhares de negros, e continua causando.


A falta de protagonismo latino, negro e asiático é algo que precisa mudar, para uma maior representatividade e até uma maior pluralidade cultural onde todos ganhariam. Usando até o esporte como exemplo, quando o basquete e NFL nos EUA e o futebol no Brasil incluiu negros, só tiveram evolução, e hoje é difícil imaginar os dois sem negros. Perderiam muito da "magia do esporte". Mas essas mudanças foram difíceis, tiveram muitos problemas, preconceitos, ataques e opressão até se tornar algo comum. A reclamação contra negros deve continuar sim, e ser ampliada para outras minorias. E por fim, concordo que o Oscar não é branco demais, o problema é bem mais embaixo. É tão cultural quanto negro e nordestino no caso da TV brasileira. Existem exceções como Lázaro Ramos, mas negro é quase sempre faxineiro ou pobre, e nordestino alívio cômico. E olha que no Brasil, tem mais negro que branco...
 

Lobelia SB

His name was Robert Paulson
Ora, e o Ben Affleck em Argo? Meryl Streep, Jeremy Irons, Glenn Close e Winona Ryder em A Casa dos Espíritos? Anthony Hopkins e Catherine Zeta-Jones em A Máscara do Zorro? Vai dizer que eles não são latinos? :lol:

Aliás, tem um ótimo artigo que soltaram semana passada falando sobre a experiência de vários atores e atrizes devido à sua sexualidade, cor, gênero:

What It’s Really Like to Work in Hollywood* (*If you’re not a straight white man.)


Meu comentário foi mais para zoar com a situação e exagerar um pouco... Eu sei que existem atores latinos, negros, asiáticos, extraterrestres, enfim... de todo tipo.. e TODOS têm a mesma capacidade.

O problema mesmo é que nem todo mundo tem aptidão ou teve a mesma oportunidade... Pra mim não é ser racista ,é ser justo.
Só faltava isso agora... cota nas premiações....
 

Grimnir

Well-Known Member
Usuário Premium
Inclusive - e não vi muita gente comentando sobre isso - teve uma passagem hilária do monólogo do Chris Rock sobre as categorias de ator e atriz no Oscar:

Hey, if you want black nominees every year, you need to just have black categories. That’s what you need. You need to have black categories. You already do it with men and women. Think about it. There’s no real reason for there to be a man and a woman category in acting. There’s no reason. It’s not track and field. You don’t have to separate them. Robert De Niro has never said: "I better slow this acting down so Merryl Streep can catch up".

Anyway, acho ótimo que reclamem e denunciem - liberdade total para isso. Só não acho que a Academia deveria ser obrigada a qualquer coisa. No melhor dos casos, isso sim, deveria ser constrangida até decidir mudar sua forma de pensar - ou não. Por isso que no começo do tópico eu falei que acho ótimo que existam outras premiações, de modo que se um ator ganhar vários prêmios, menos o Oscar, vai ser um indicador de que o Oscar não é lá um termômetro muito confiável de qualidade. Enfim, não manjo de cinema, Oscar e premiações e não sou capaz de opinar.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo