1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ateliê Editorial

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por imported_Kelvin, 18 Fev 2011.

  1. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Como não vi nenhum tópico sobre essa editora resolvi iniciar um. Adquiri uma edição bilíngue do Orlando Furioso que apesar de não ser a tradução completa da obra está um verdadeiro show. Segue o link para o livro: http://www.atelie.com.br/shop/detalhe.php?id=187
     
  2. Tilion

    Tilion Administrador

    Essa editora tem umas traduções ótimas, como a imbatível da Eneida, feita por Odorico Mendes. Além de ter publicado também a de Finnegans Wake, por si só um feito assombroso.

    Pena que tu precisa deixar o fígado na livraria para poder levar algum dos livros.
     
  3. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    E as Bucólicas também! :sim:
    E ao que me consta, este ano sai as Geórgicas....


    Todas traduzidas pelo bom Odorico, com comentários do Grupo de Estudos Odorico Mendes da Unicamp. A edição da Eneida, pela editora Unicamp, no entanto, tem o brinde de ser bilíngue e conter o texto em latim, coisa que a edição da Ateliê não possui... Mas basicamente é só isso mesmo. Os comentários e creio que até a diagramação do texto é a mesma.

    Eu só senti falta do Grupo de Trabalho comentar a Eneida, e não uma só pessoa comentando a obra toda... As notas das Bucólicas são nitidamente superiores às notas da Eneida... Esclarecem o contexto, glossário e possuem no final notas referentes à tradução, indicando como o Odorico realizou os efeitos linguísticos e sonoros do poeta sovranno; coisa que na edição da Eneida possui apenas o glossário bem como, vez outra, uma nota tradutória...

    Eles possuem também uma tradução do Orlando Furioso e alguns poemas do Shelley que venho desejando há muito...
    Espera. Não é a obra completa o Orlando Furioso? ................................
    Mas que droga, hein?

    Além do Finnegans Wake, que preciso completar com o primeiro e o quinto tomo...
     
  4. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    É verdade. Os preços não são nada convidativos! Mas o sacrifício às vezes compensa. Não sabia que eles tinham Finnegans Wake, quem sabe eu não crio coragem e anime XD Tem também um livro de ex libris que é muito interessante. Aliás, por causa dele acabei comprando toda a coleção Artes do Livro.

    São só os oito primeiros cantos e alguns episódios dos cantos IX, X, XI, XII, XIV, XV, XVIII, XXIII, XXXIV, XXXV, XLIII e XLVI. Como é a única tradução em verso existente em Português acho que não tem como fugir não. Uma opção para ler completo (em italiano) é a edição da Einaudi em 2 volumes com prefácio do Italo Calvino, que aliás possui inúmeras notas. O único problema para aqueles que não são muito fluentes em italiano (como eu) é o tempo extra gasto com o dicionário.
     
  5. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Se for pra ler em italiano mesmo, então compensa mais comprar primeiro o Innamorato do Boiardo, oras...
     
  6. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Essa coleção
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , Kelvin?

    Ela é composta por:

    - O Design do Livro - Richard Hendel
    - A Arte Invisível ou a Arte do Livro - Plinio Martins Filho
    - Aldo Manuzio: Editor, Tipógrafo, Livreiro - Enric Satué
    - A Forma do Livro - Jan Tschichold
    - Ex-Libris - Plinio Martins Filho (org.)

    Se for, com esses títulos, deve ser uma coisa maravilhosa!
    Daquelas pra se deixar de herança.
    (Isso se seus descendentes gostarem de livros, claro! :lol: )

    E por falar em ex-libris, a Mi Muller abriu um tópico sobre isso.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , dá uma olhada. :sim:
     
  7. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

  8. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Mavericco, também sou doido pra ler o innamorato! Mas como nunca aconteceu de cruzar com ele numa livraria brasileira a ponto de não conseguir refrear o impuslo de comprar, acabei comprando a edição da Einaudi do Furioso que encontrei na Leitura do Patio Savassi (BH). Acho que só irei procurar o innamorato quando conseguir acabar o Furioso (que leio aos poucos, em ritmo de tartaruga).

    Clara, é essa coleção mesmo :sim:. É uma coisa maravilhosa, as edições são um primor! Quanto aos meus descendentes gostarem de livros, bem, estou fazendo tudo que posso para isso :sim:. Eles já possuem uma coleção razoável de livros infantis e agora que começaram a ler sozinhos tenho comprado também a coleção Clássicos da Literatura da Disney. Deus ajude que dê certo, pois não me agrada a idéia de ver minha biblioteca ser vendida a preço de banana para um sebo! Valeu pela dica, vou dar uma olhada no tópicod a Mi Muller, pois o tema me interessa muito !
     
  9. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Puxa que bacana! (Tanto a coleção como a educação dos filhos).

    E agora, fazendo o censo de compra de livros, reparei que adquiri um exemplar do Ateliê: "A Relíquia" do Eça de Queirós.
    Uma edição linda, bem acabadinha, com introdução detalhada e notas de Fernando Marcílio Lopes Couto (professor de literatura).
    Paguei R$ 26,00 na Martins Fontes aqui de SP.
    Achei que valeu muito a pena. :sim:
     
  10. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Ah, sim... Aproveitando o empurrão do Tilion para com o Odorico, a Ateliê tem uma excelente edissão da Iliada traduzida pelo Odorico, com notas verso a verso... Elas nem sempre são maravilhosas, pois acabam se limitando demais ao sentido gramatical das palavras, mas vez outra explicam frases que estão obscura ou magistralmente invertidas entre outras coisas...
     
  11. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Muito obrigado, Clara !!! Nunca li nada do Eça. Comprei a obra completa da Nova Aguilar, mas acabei não começando ainda. O que vc achou da Relíquia ? Passei o olho sobre a epígrafe (=Sôbre a nudez forte da verdade - o manto diáfano da fantasia) e parece ser bem interessante...
     
  12. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Ainda não li, Kelvin.
    Mas como ouvi falar muito bem desse livro, quando achei a edição caprichada do Ateliê Editorial (que eu nem conhecia) e por preço convidativo (R$ 26,00) não pensei muito.

    Às vezes sou mesmo meio descontrolada com livros e dvds. :vergonha:
     
  13. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Clara, somos 2 então :) Acho que talvez por isso não tenha coragem de participar do censo da compra de livros, rsss.

    Mavericco, essa tradução da Ilíada é melhor que a do Haroldo ?
     
  14. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Sim. O próprio Haroldo, defensor da "tradução criativa" (algo assim), reconhece o Odorico como tendo sido o precursor disso...

    O único problemas das traduções odoricanas são a dificuldade de se ler (vocabulário rico, formas arcaicas, inversões sintáticas, aglutinações gramaticais... Tudo isso pra se tentar manter ou criar um correspondente dos efeitos do original)

    (isso sem contar o fato do Odorico ter traduzido a obra virgiliana, que é mais difícil de ser traduzida que a Homérica pela musicalidade e efeitos linguísticos / de sentido mais apurados e refinados)

    Como edição da Odisseia traduzida pelo Odorico eu talvez recomende uma da Edusp, com capa azulada e formato retangular horizontal... Nunca abri ela, mas ao que me consta, é dotada de notas do Haroldo de Campos... Fora essa, tem a da Martin Claret, que também possui notas... Mas Martin Claret é bandidagem, né? Então vamos abafar o caso.
     
  15. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    A edição da Odisséia que li foi uma bilíngue (Português e Grego) editada pela LPM da coleção Pocket. Como não leio grego não dá para opinar muito sobre a tradução, mas achei a leitura muito agradável :sim:. Também gostei dos estudos que acompanham a edição (são 3 volumes pocket).
    O tradutor é o Donaldo Schuler. Segue o link

    http://www.lpm-editores.com.br/site/default.asp?Template=../livros/layout_produto.asp&CategoriaID=816351&ID=625507

    Também tenho muita vontade de ler a celebrada tradução do Pope ....
     
  16. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Schuler é um bom tradutor... O Finnegans Wake foi traduzido integralmente por ele.

    Mas ele não conseguiu os mesmos efeitos homéricos / virgilianos que o Odorico... A tradução do Schuler não tem toda a compactação da poesia grega... E a linguagem também não é tão elevada.

    Compare as traduções:

    Ao despertar a alvorecente Aurora de Róseos-dedos -- Donald Schuler
    Veste-se, à luz da dedirrósea aurora, -- Odorico

    Note a musicalidade de "dedirrósea aurora" contra "Aurora de Róseo-dedos"... Como se fosse uma brisa mesmo passando... Note também que na frase se tem um sentido de que a aurora estava ocorrendo enquanto o personagem vestia-se. Odorico dá esse efeito na frase: "à luz da dedirrósea aurora" está entre o Veste-se e o verso que se segue...

    E a tradução do Pope é rimada, o que dá um falso efeito de musicalidade inexistente no original...

    Now reddening from the dawn, the morning ray

    O próprio Pope não conseguiu os mesmos efeitos do Odorico...
     
  17. imported_Kelvin

    imported_Kelvin Usuário

    Tá bom, vc me convenceu XD . Quando for reler vou de Odorico, antes de passar pro Pope....
     
  18. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Palhaçada dos infernos, viu ¬¬
    http://www.atelie.com.br/shop/detalhe.php?id=552&utm_source=Site&utm_medium=Banner&utm_campaign=DivinaCom%C3%A9dia-Slide

    Por acaso é de ouro isso? Hein? Tem ouro nessa droga????

    E o pior é saber que eu vou comprar, mesmo sabendo que a tradução nem é a melhor =|...
     
  19. Lana Lane

    Lana Lane Usuário

    Mav, tu já viu esse livro ao vivo e a cores?
    Eu sei que mesmo assim não justifica o preço, mas as dimensões descritas aí estão beeeem erradas.
    O livro é enorme! E as ilustrações e tudo nele é muito lindo! Ontem eu vi na Livraria Cultura e logo me lembrei de ti. Pensei: o Mav vai ficar doidão quando por os olhos nesse livro. :sim:
     
  20. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    @[email protected]
    E o papel? É couché? Vi que o livro pesa 2.8kg...
    Mesmo com meu rage ativado, pretendo dar uma passada numa livraria dessas e ver o tamanho do bicho... Creio que deva ter o mesmo tamanho do Finnicius Révem deles :think:
    E a capa dura julgo ser mais pesada que o padrão.
     

Compartilhar