1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Anjos e Demônios - Dan Brown

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por imported_Amélie, 23 Mai 2009.

  1. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Olha, não é querer falar não... Mas Dan Brown é um oportunista que me dá nos nervos! Ontem uma pessoa veio me dizer toda empolgada que assistiu o filme Anjos e Demônios e que achou o máximo, que detonou a igreja católica e bla bla! Daí quando eu disse "tá, mas a obra é ficção... o Dan Brown em nenhum momento é comprometido em contar a verdade", tive que ouvir meia hora de discurso sobre as artrocidades que a Igreja Católica já fez! Desde o Código da Vinci, que eu já ouço essas firulas (e olha que Anjos e Demônios foi escrito antes, mas sem tanto sucesso em vendas do que quando publicado após o Best Seller)... Só de saber que Galileu já era morto quando os Illuminati surgiram como movimento, já prefiro nem argumentar!
     
  2. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    o dan brown q é oportunista ou a maioria q é burra por não conseguir distinguir oq é ficção doq é história?
     
  3. Anica

    Anica Usuário

    Poisé. Ele tinha uma história em mãos e resolveu contar, não é mesmo? O "oportunismo" me parece vir mais de quem o publica e o divulga, que volta e meia acaba dando uma de joão sem braço nessa questão que o JLM apontou (sobre pessoas levarem a sério, acreditarem no que ele diz).
     
  4. Pessoal sou novo aqui mais gostei muito do site e já vou comentando sobre esse livro...

    Eu o li a alguns meses e achei interessante o pontos de vista do autor, ele fez uma boa pesquisa e teve sucesso no que fez, ele juntou o tema com um bom humor e uma linguagem atraente e ao mesmo tempo inteligente.

    Dan Brown reune um tema bem polêmico e genialidade num dos livros mais bem feitos e atrativos da atualidade, gostei muito e espero que venham outros do mesmo tipo, com a mesma linguagem; que mude o tema, nada além disso!
     
  5. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Eu acho que já vira uma daquelas verdades Tostines... Ele é oportunista pq a maioria é burra, e a maioria é burra porque acredita em oportunistas... São muitas as mentiras que ele conta, mas estão tão articuladas que parecem verdades...
     
  6. Alisson P.

    Alisson P. Usuário

    Eu não vejo motivo para tanto frenesi da Igreja em relação aos livros do Brown. O autor nem vai tão fundo em sua crítica, os temas que ele aborda já foram melhor trabalhados em outros filmes e obras literárias. A polêmica que o Vaticano cria só faz alimentar a propaganda. Principalmente em Anjos e Demônios, onde a crítica a religião nem é tão ferrenha assim. O livro trata do combate entre fé e razão, mostrando os dois lados da moeda e dando oportunidade ao leitor para compreender ambas as partes.
    Desconsiderando as hipérboles e as distorções histórico-científicas (já que é uma obra de ficção), Anjos e Demônios é uma boa leitura, muito melhor que o Código da Vinci. Mas é questão de gosto, é claro, tem gente que não suporta os discursos didáticos de Robert Langdon e os constantes flashbacks na narrativa do Brown.
     
  7. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Então Alisson, acho que a discussão de AD foi bem menor dentro da Igreja do que em o Código Da Vinci... A minha indignação parte das pessoas mesmo, sabe como?!? Que não tem um senso de desconfiômetro! Lembro-me que ao ler o Código Da Vinci, eu estava tão empolgada que comecei a fazer algumas pesquisas sobre o assunto... Me senti enganada quando percebi que muitas coisas eram simplesmente invenção... Depois de ler que se tratava de uma ficção, me senti pior ainda, porque estava escancarado... Mas para a maioria, parece que ser verdade ou não, não faz diferença alguma!

    Mudando um pouco de saco pra mala -> Sem entrar no mérito das religiões, quem é o quê, se tudo o que Brown fala fosse a mais pura verdade: parece que ser católico virou crime porque a Igreja faz/fez coisas... Como se outras tb não o fizessem, às vezes pior, e não é nem preciso uma narrativa divertida pra perceber... Sabe, eu odeio intolerância... Ou pessoas que brincam com a fé das pessoas... Porque é algo tão humano querer explicar o desconhecido, e cada um acredita no que lhe deixa mais a vontade... Se é Deus, Alá, Oxalá, Buda, no Repolho, sei lá o quê, em Nada simplesmente... Mas acho que isso não deve mudar porque alguém julga... Se eu sou islamista, não devo deixar de acreditar porque o mundo fica me falando que na minha religião só tem terrorista... Vou tentar fazer o melhor conforme o que acredito... Porque é possível contar uma grande mentira dizendo apenas verdades...

    Não sei se acontece com vcs: mas quando revelo as pessoas meu gosto pela leitura, sobram comentários sobre essa turma Best Seller aí... E parece que não adianta argumentar que nem mesmo os livros são verdade absoluta!
     
  8. imported_Nanda

    imported_Nanda Usuário

    Eu achei Código Da Vinci legal de ler pq pensei, po iria ser bacana se isso fosse verdade, já pensou um descendente de Jesus? Mas em nenhum momento eu acredite, mesmo ele até cogitando a wicca e afins. Achei que Anjos e Demônios iria pelo mesmo caminho e não consegui passar da página 10, larguei. Achei chato, não rolou de me prender logo no começo, a escrita do Dan Brown é meio repetitiva (e posso dizer isso mesmo pq li em inglês). Fora que já cansei de ler sobre Igreja Católica e esse assunto todo em pauta na discussão aqui, já deu no saco. E concordo com a Amélie, esse negócio de nego acreditar no livro e mudar de opinião por conta de uma história de ficção é demais para mim. Mas ai não é culpa do autor e sim dos retardados que levam isso a sério.

    Eu já nem discuto, qdo tem gente que toca nesse assunto, prefiro me manter calada. Eu só costumo dizer "gente, vcs realmente precisam diversificar a leitura de vcs."
     
  9. Indu

    Indu MANDALORIAN

    O Dan faz é distorcer a realidade, e acrescentar alguns fatos duvidosos e/ou suspeitos. O Resto a nossa imaginação faz o trabalho dela.
    Dan tem a incrivel habilidade de brincar com fatos sérios, coisas que encomodam a Sociedade, a Igreja e fazer deles ficção. Ele lança temas que ninguem nuca parou para pensar, e refletir e depios os colocam como se aquilo fosse a verdade, a verdade dentro de um mundo que ele imaginou ser o real.
    Claro que isso gera uma inquetação, tanto d aparte da Sociedade, quanto da parte da Igreja, e ai sim temos o objetivo dele alcançado.
    Milhares de pessoas se perguntando se aquilo que ele escreveu seria de fato verdade, se é confiavel.
    Creio que Código Da Vince, e Anjos e Demonios faz bem esse seu modo de escrever.
    Já li os dois, e não gostei de nenhum, a não ser pelo suspense do assassino e as mortes bizarras que o livro oferece, acho que nem a parte critica direta/indireta se aproveita.
     
  10. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Eu sou espírita e nós acreditamos que Jesus foi gerado por uma mulher e um homem, como qualquer ser humano.

    Assim, as teorias de Dan Brown também são muito da visão dele, bah ele é um escritor...e o que um escritor faz?
    Escreve para chamar a atenção do leitor e para deixar os fatos mais interessantes, é bem passível de fazer algumas mudanças e tornar as coisas mais interessantes =D
    E é isso o que ele faz.

    Eu gostei mais do Anjos e Demônios, gosto do literatura dele, mas concordo com a Nanda, ele é bem repetitivo. Quando vc lê os outros 3 livros dele é bem evidente isso, o que fica massante.
    O Fortaleza Digital, é o mais clichê mesmo, o enredo é super enfadonho.

    Bom o filme ouvi falar que não é legal, sei lá, perdi a vontade de ver =/
     
  11. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Ok.... vamos parar aqui e começar a ver fatos... Brown COPIOU e "acondicionou" em uma só histórias teoias ANTIGAS, publicadas várias vezes ao longo do tempo e inclusive ele participou de vários fóruns que discutiam provas sobre os temas que ele abordou (Madalena, descendetes de Jesus, etc, etc...). Ele COSTUROU terioas, não CRIOU nada.

    Na verdade pra quem já tinah algum conehcimento sobre os temas a coisa soa ainda mais rasa do que é.

    Os livros dele são como pipoca. Na verdade a discussão entre razão X religião é muito mais propícia a se debater do que os apêndices inseseridos na aventura.
     
  12. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    eu ñ acho q um escritor copiar idéias para um livro, ou até mesmo misturar fatos com ficção seja um pecado mortal.

    dan brown ñ é o único escritor a fazer isso, mas talvez por ser o mais evidente na atualidade, é o mais idolatrado/odiado. mas reparem, ele diz claramente q oq escreve é ficção. um leitor inteligente sabe q oq ele escreve é ficção. agora, se ele escreve de um jeito q faz com q as massas passem a acreditar na ficção como se fosse realidade, isso não é um defeito ao meu ver, mas uma qualidade.

    já peguei mtos escritores q me balançaram, como disse o industrial acima, como o marçal aquino em "eu receberia as piores notícias de seus lindos lábios", que faz o protagonista citar lições amorosas de um psicólogo alemão toda hora, citando páginas e livros do cara, de um modo tão convincente q EU fiquei morrendo de curiosidade pra ler algo do psicólogo. anotei o nome do cara, dos livros, as citações e qdo fui atrás percebi q ele ñ existia, foi uma invenção do marçal praquele livro. na minha pesquisa achei gente citando o psicólogo em alguns websites da net como um profissional real. notem a diferença. mas vou ficar chateado com o escritor? nada, fiquei é admirado da capacidade dele em mexer com a minha imaginação. esta é uma característica comum aos grandes escritores da história da humanidade.

    ñ q eu considere dan bronw como um destes. ele é repetitivo, usa a mesma fórmula sempre, se aproveita de pesquisas e descobertas dos outros e mistura fatos&ficções pra soar mais verossímel? claro, mas é o jeito dele de escrever, e provavelmente, depois q viu q faz sucesso, ñ vai abandonar a ladainha nunca na carreira dele.

    qto a igreja católica, o livro do saramago é bem mais propenso a mostrar erros dq o do brown, q mais parece uma escrita despretensiosa feita só pra divertir.
     
  13. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    Concordo com o JLM: usar idéias e "criar" fatos para se construir uma história não é crime.

    Meu ponto foi só que muita gente, como o próprio Industrial, acha que o brown CRIOU tudo aquilo quando an verdade ele apenas COPIOU. Seu trabalho (Mérito, pq não?) foi costurar tudo isso numa história.
     
  14. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Acho que a leitura me traz duas sensações que eu acho maravilhosas:

    1. Ler uma ficção que eu gostaria que fosse verdade.
    2. Ler um baseado em fatos reais, imaginando como aquilo pode acontecer mesmo.

    A partir do momento que essa linha fica meio nebulosa, me causa estranhamento... Ou até mesmo raiva... Talvez porque eu seja jornalista e não goste muito da mistura de duas coisas tão distintas pra mim - o fato e o falso. Fico indignada quando há uma construção falsa que se faz passar por verdadeira...
     
  15. Ramalokion

    Ramalokion Mecha-de-Folha

    UIA! Uma jornalista que se atem apenas aos fatos!! XD
     
  16. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    pois em matéria de ficção, isso é irrelevante, até pq o importante é escrever algo bom de se ler. fazer a mente do leitor viajar em uma realidade alternativa, seja muito fantasiosa ou próxima a realidade.

    se a crítica fosse contra um artigo de jornal, tudo bem. mas os livros do dan brown aparecem na 1ª das listas classificatórias de livros mais vendidos, q hoje costumam ser divididas em ficção, não-ficção e auto-ajuda.

    e o livro se passaria por verdadeiro pra quem? pros q buscam argumentos (mesmo q ficcionais) contra determinada religião, sejam por pertencerem à outra denominação religiosa ou sejam por quererem soar mais científicos dq realmente são?
     
  17. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Vc não sabe o quanto sou cobrada pra isso!
     
  18. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Bem, temos que entender que muito do que se diz no livro são inventadas ou teorias ainda não comprovadas. A Igreja Católica já passou por uma fase ruim, pois por mais puros que sejam os sentimentos, o dinheiro a tudo compra. E tb temos que lembrar que na época não entrava para a Igreja quem tinha vocação e sim os filhos dos ricos que não tinham direito a herança (que ia toda p/ o mais velho), então eles tentavam fazer fortuna na Igreja que era a maior detentora de terras de todos. Não quero dizer que todos eram corruptos, mas, a grande maioria sim e isso, principalmente, que levou a Igreja Católica a sua ruina e o surgimento de muitas Protestantes. Eu, não tenho religião, mas como gosto de história até já pensei em me especializar nesse ramo da história quando começar a facul. E Dam Brown foi até processado pq essas ñ são idéias dele, ele copiou de um livro que tinha sido lançado, ñ lembro o nome no momento, mas passou vários documentários no Discovery, Nat Geo, The History Channel, entre outros. Nem tudo é mentira.
     
  19. imported_Catatau

    imported_Catatau Usuário

    Não gosto dos livros dele. Não pelo fato de confundir verdade/ficção. Mas porque é, na minha concepção, literatura descartável. Os personagens são superficiais, tudo me pareceu meio plano. Li Código da Vinci inteiro e comecei Anjos e Demônios para largar depois. Descobri que havia coisas muito melhores para ler.

    Mas enfim, se diverte as pessoas, não há mal. É apenas entreterimento.
     
  20. Dwarf

    Dwarf Usuário

    Eu nao gosto do Dan Brown por alguns motivos......


    vamos ver... ele nao faz uma pesquisa rebuscada sobre nada q fala.... querem exemplos? eu ESTUDEI no OPUS DEI sou campeao brasileiro de jovens cientistas pelo opus dei. NUNCA se quer me pediram pra rezar nunca quesotinaram minha falta de fé. Para um acelerador de particulas fazer a quantidade de anti-matéria pra acabar com o vaticano demoraria mais de uma decada, e alem disso fazer anti-materia e guardar nao é uma coisa trivial... vcs acham q cientistas nao tem coisa melhor pra fazer q ficar explodindo cidades por ai ou pior se eles sao tao inteligentes.... pq eles nao explodiram de outra forma mais simples? existem centenas de formas mais simples. O grupo Iluminati como conhecido no imaginarium popular, tem muito mais a ver com magos, magia e ocultismo q com ciencia....

    deixa eu fazer um exemplo pra vcs.... O flamengo é uma equipe de dançarinos de flamencos q foram expulsos da espenha e criaram uma facção aqui no Brasil. Agora vc tira o nome "flamengo" e ponha outro nome menos conhecido mas q exista e q vc nao saiba muito bem sobre oq é. e bingo ai esta seu mistério.

    Quer ver outra q prova q ele nao estuda nada profundamente? quando o persona olha a flor de lis na chave e olha admirado e diz "UMA FLOR DE LIS, ISSO SIGNIFICA Q O PRIORADO DE SIAO ESTA ENVOLVIDO" so tem um problema metade da nobresa europeia tem a flor de lis como parte de suas armas..... centenas de lojas hoje em dia tb tem...... a flor de lis hoje em dia é um simbolo comum e um especialista em simbolos saberia disso.

    tem mais, ele escreve vergonhosamente mal, mas chega a dar vergonha mesmo... na PRIMEIRA página quando ele esta descrevendo o personagem é um amontoado de clixes tao grandes q meu irmao nao conseguiu ir a frente....... um professor com terno de twid com reforços nos cotoveloscom barba por fazer.....

    tenho mais criticas, depois posto
     

Compartilhar