1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

'Ainda há muito a aprender sobre dinos'

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por RSS, 18 Abr 2007.

  1. RSS

    RSS Usuário

    Max Cardoso Langer, paleontólogo da USP, comenta era da biologia molecular de dinos.
    Cientista criticou idéia de que dinos seriam como humanos se estivessem vivos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Conclusões em sua maioria básicas. Incrível como informações absolutamente simples podem virar notícia de tempos em tempos.

    Mas faz sentido: só é preciso que as pessoas esqueçam do que ouviram (e isso é muuuuuito frequente) e então se repete a notícia. Voi a là, estoque inestingüível de notícias óbvias... :tedio:

    Tem gente que realmente acredita nisso? 8-O
     
  3. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Kainof,

    A matéria é minha. Não era pra ser breaking news - é claro que não dava. As entrevistas que a gente faz nessa seção são pra dar um panorama de uma área pro leitor que não a conhece bem. São entrevistas de contexto, não pra dar furo de reportagem. Além disso, o que pode parecer óbvio pra vc pode ser interessante pra uma infinidade de outros leitores. E sim, as pessoas acreditam em tudo quanto é tipo de bobagem por aí.


    Enfim, desculpe se a entrevista soou boba, mas muitas das questões levantadas nela ainda são motivo de debate feroz entre os paleontólogos, como a própria razão do sucesso evolutivo dos dinossauros.

    Abraços,
     
  4. Ecthelion

    Ecthelion Mad

    Kainof, eu tb achei o seu comentário meio exagerado. Mesmo básica a entrevista é bastante pertinente, comentando um assunto atual que muitas pessoas desconhecem.
     
  5. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Tua? Que bom! :clap: Qualquer coisa que ajude a popularizar esse assunto que adoro é bem vindo.
    Não foi "boba". Não disse que foi de todo inútil, mas "em sua maioria básica". E realmente foi.
    Entretanto trouxe-me uma discussão que eu não acompanhava, como a suposta supressão dos mamíferos pelos dinossauros. Interessante, procurarei mais a respeito. :yep:

    O que não gosto são as chamadas que às vezes são inadequadas. Com um título "Ainda há muito a aprender sobre os dinos", mas na verdade traz assuntos bem básicos, não reflete a real intenção da notícia. O "muito a aprender" de que fala é uma parte bem pequena sobre as moléculas e tal (não entendo dessa parte... :roll: ). Aí vem um cara (respeitável e respeitado) e fala em tom totalmente professoral sobre hipóteses bem sedimentadas.


    Bom, talvez seja implicância preconceituosa de historiador em relação a jornalistas, tenho que parar com esse costume lamentável, desculpa se ofendi a ti ou a teu trabalho.
     
  6. Imrahil

    Imrahil Kyknos kyknón

    Oi Kainof,

    Não se preocupe, escrevi totalmente na paz ;-) Ademais, estou acostumado. Todo mundo adora descer o cacete nos coitados dos jornalistas. É esporte nacional chamar a gente de idiota, hehehe...

    Mas, se me permite discordar novamente, a parte das moléculas é justamente uma das mais importantes nessa história toda. Não é pequena de forma nenhuma. Eu não pude ir mais fundo nela por falta de tempo, mas a possibilidade de extrair moléculas orgânicas de fósseis pode mostrar, por exemplo, qual a ave viva que está genealogicamente (filogeneticamente seria o termo mais exato) mais próxima de um dinossauro; confirmar se eles tinham mesmo sangue quente; e, com sorte, até qual era a cor da pele ou das penas deles.

    E, como eu disse, o debate sobre o sucesso espantoso do grupo está longe de se encerrar. A hipótese do Max é só mais uma de muitas (outros paleontólogos, como Peter Ward, apostam, pasme, na eficiência respiratória dos dinos).

    É isso! Abraços,
     
  7. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    :rofl:

    Tá bom então. :joinha:

    Me entendeu errado. Não quis dizer que o estudo é de importância irrelevante, muito pelo contrário. Só o enfoque dado a ela que foi pequeno. E justo ele que justificaria o título...:roll:
    Mas eu imagino a dureza que é lidar com limites de espaço e tempo nos meios de comunicação...

    A conversa agora foi mais instrutiva que a notícia. :lol:
     

Compartilhar