1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Virada Cultural em São Paulo - 2008

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Duilin, 3 Abr 2008.

  1. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    São Paulo vira uma festa da cultura


    A Virada Cultural é um evento inspirado nas noites brancas européias, onde museus de cidades como Roma, Bruxelas, Madri e Paris permanecem abertos por toda a madrugada. Em São Paulo, a idéia de espalhar cultura pela metrópole durante 24 horas ininterruptas ganhou ares de uma grande festa e vem tomando mais espaço na capital.

    Desde sua primeira edição, a Virada Cultural cresceu sensivelmente, seja em número de palcos e espetáculos espalhados por toda a cidade, seja pela participação do público. Em 2007, foram mais de 350 atrações vistas por um público estimado em 3,5 milhões de pessoas, mostrando que o paulistano incorporou o evento em seu calendário.

    Mas nem só de paulistanos se faz a Virada Cultural. O evento ganhou proporções que excedem os limites da cidade e hoje é considerável a presença de turistas no evento. A mistura de que é feita a capital dos paulistas, ganha novos sotaques e cores que acabam por compor, ao lado das apresentações, a grandiosidade do evento.

    Além dos inúmeros palcos e apresentações fixas, também já é tradição na Virada Cultural as aparições de artistas circenses, espetáculos de rua, instalações e experiências visuais que surgem no meio da multidão, em intervenções artísticas que aproximam o público da arte, criando um clima de integração e harmonia entre artistas e espectadores.

    Como São Paulo, a Virada Cultural é um imenso caldeirão de culturas onde todos os estilos, gírias e expressões artístico-culturais tem seu espaço. Todos esses ingredientes juntos, público, artistas e espetáculos, fazem da Virada Cultural uma legítima expressão do gosto pela cultura e da diversidade que, por 24 horas, deixam a Paulicéia ainda mais Desvairada.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    Programação:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Apesar de o povo num ter se interessado, aqui vai um geralzão da programação:
    Eu tbm nem sei se esse é o lugar mais adequado pra esse tópico... Enfim, moderadores se tiver algum local melhor podem movê-lo ;)

    Teatro Municipal
    Local: Praça Ramos de Azevedo
    Na Virada Cultural de 2008, a exemplo do que ocorreu no ano passado, o Teatro Municipal de São Paulo abre suas portas para receber artistas de primeira linha da música popular tais como: Luiz Melodia, Zimbo Trio ao lado de Fabiana Cozza e Jair Rodrigues. Os músicos executam seus álbuns mais significativos, faixa a faixa.

    18h00 - Luiz Melodia - Pérola Negra (1973)
    21h00 - Egberto Gismonti e Naná Vasconcelos - A Dança das Cabeças (1977)
    00h00 - Sá, Rodrix e Guarabyra - Passado, Presente, Futuro (1972)
    03h00 - O Som Nosso de Cada Dia - Snegs (1973)
    06h00 - Pepeu Gomes - Geração do Som (1978)
    09h00 - Hamilton de Holanda e Danilo Brito - Vibrações de Jacob do Bandolim (1967)
    12h00 - Márcia, Eduardo Gudin E Paulo César Pinheiro - O Importante É que a Nossa Emoção Sobreviva (1974)
    15h00 - Paulo Vanzolini - Onze Sambas e Uma Capoeira (1967)
    18h00 - Jair Rodrigues, Fabiana Cozza & Zimbo Trio - O Fino da Bossa (1964)

    Palco São João
    Local: Av. São João com Rua Aurora
    O principal palco do evento foi deslocado do Boulevard São João e funcionará ao lado da Praça Júlio de Mesquita, também no Centro. Este ano, passam pelo palco uma combinação eclética de ritmos, idades, climas e tribos. A abertura ficará a cargo da cantora Cesaria Evora, que virá diretamente de Cabo Verde para o evento. Grandes nomes da música como Gal Costa e Zé Ramalho também marcam presença.

    18h00 - Cesária Évora
    21h00 - Gal Costa
    00h00 - Zé Ramalho
    03h00 - Mutantes
    06h00 - The Gladiators
    09h00 - O Teatro Mágico
    12h00 - Marcelo D2
    15h00 - Orquestra Imperial
    18h00 - Jorge Ben Jor

    Baile de Bambas
    Local: Av. Rio Branco
    No final da Avenida Rio Branco, a Virada Cultural ganha uma harmoniosa mistura de ritmos. No palco, do reggae ao arrasta-pé são os principais gêneros. A festa termina no domingo com a cantora Inezita Barroso encerrando com toda a riqueza dos ritmos regionais.

    19h00 - Leões De Israel
    21h00 - Sine Calmon e Morrão Fumegante
    23h00 - Ras Bernardo e Walking Lions
    01h00 - Edu Ribeiro
    03h00 - Peixe Elétrico
    05h00 - Falamansa
    07h00 - Oswaldinho do Acordeon
    09h00 - Banda Pífanos de Caruaru
    11h00 - Quinteto Violado
    13h00 - Miriam Miràh, Jica e Turcão - Gracias a la Vida de Tarancón (1976)
    15h00 - Renato Borghetti
    17h00 - Inezita Barroso - Vamos Falar de Brasil (1958)

    Palco de dança
    Local: Anhangabaú
    Como em todos os anos, o palco do Anhagabau apresenta grandes nomes da dança clássica e contemporânea durante 24 horas de arte expressa através do movimento. Nesta edição da Virada, será concretizado o trabalho de unificar o palco da dança ao Vale e à geografia do centro, segundo o espírito de integração e improviso do evento.

    18h00 - Luís Arrieta
    18h10 - Corpo de Baile do Teatro Municipal do Rio com Ana Botafogo
    18h50 - Performances Diversas
    19h50 - Thelma Bonavita & Cristian Duarte
    20h00 - Balé de Niterói
    21h00 - Ricardo Neves e Samarone S. Gonçalves
    21h20 - Lua Tatit
    21h40 - Karina Ka
    22h00 - Tatiana Melitello
    22h30 - Balé da Cidade
    23h10 - Luciana Bortoletto
    23h30 - Mara Guerrero
    23h50 - Cláudia Piassi e Isabela Santana
    00h10 - Thiago Granato
    00h30 - Cia. dos Homens
    01h00 - Vera Sala
    02h20 - Thelma Bonavita & Cristian Duarte
    02h30 - Distrito Cia. da Dança
    03h00 - Tatiana Malitello
    03h20 - Karina Ka
    03h40 - Lua Tatit
    04h00 - Frank Ejara e Storm
    04h50 - Mara Guerreiro
    05h10 - Luciana Bortoletto
    05h30 - Índios Pankararus
    06h10 - Thiago Granato
    06h40 - Grupo Abieié
    07h40 - Lua Tatit
    08h00 - Karina Ka
    08h20 - Tatiana Malitello
    09h00 - Diadema
    10h00 - Cláudia Piassi e Isabela Santana
    10h20 - Thiago Granato
    10h40 - Escola de Bailado
    11h20 - Cia. Domínio Público
    12h00 - Ismael Guiser
    12h30 - Ricardo Neves e Samarone S. Gonçalves
    12h50 - Mara Guerrero
    13h00 - Ballet Stagium
    13h50 - Cia. Domínio Público
    14h30 - Omstrab
    15h20 - Luciana Bortoletto
    15h40 - Ricardo Neves e Samarone S. Gonçalves
    16h00 - Studio 3 Cia. de Dança
    16h30 - Cia. Domínio Público
    17h00 - Cisne Negro

    Rock República
    Local: Praça da República
    Neste ano, o tradicional Palco do Rock ganhou mais diversidade e promete agradar a todos os fãs do velho e bom Rock’n’roll. Do progressivo de O Terço e Casa das Máquinas à versatilidade de Arnaldo e Lobão, do bom humor do Ultraje a Rigor, que executa na íntegra seu clássico disco Nós Vamos Invadir Sua Praia, aos músicos de Volcano e Korzus, passando pela lenda viva do Metal, Paul Di’Anno, que interpretará seu histórico Killers da época em que fazia parte da banda Iron Maiden.

    18h00 - O Terço
    20h00 - Terreno Baldio
    21h30 - Casa De Máquinas
    23h30 - Harppia
    01h00 - Paul Di’Anno _ Killers (1981)
    03h00 - Derrick Green, Andreas Kisser e Convidados
    04h30 - Overdose
    06h00 - Volcano
    07h30 - Vodu
    09h00 - Korzus
    10h30 - Bando do Velho Jack
    11h45 - Los Goiales All Stars
    12h00 - Cachorro Grande
    14h00 - Arnaldo Antunes
    16h00 - Lobão
    18h00 - Ultraje a Rigor - Nós Vamos Invadir Sua Praia (1981)

    Mercado Caipira
    Local: Rua da Cantareira (Mercado Municipal)
    Toda a riqueza da produção musical do interior do país estará representada em um palco que promete emocionar o público. O Mercado Municipal sediará um encontro de vozes dos principais nomes da música caipira. Na parte central do programa o veterano Tinoco recebe, conta histórias e canta com duplas históricas, improvisando e costurando os espetáculos.

    03h45 - Cláudio Lacerda
    05h00 - Victor Batista
    06h15 - João Ormond
    07h30 - Suzana Salles
    09h15 - Abel e Cain
    11h00 - Tinoco convida e apresenta
    11h15 - Cacique e Pajé
    12h15 - Jacó e Jacozito
    13h15 - Craveiro e Cravinho
    14h15 - João Mulato e João Carvalho
    15h15 - Pena Branca
    16h00 - Sérgio Reis e Os Vips

    Planetário 24h
    Planetas do Universo
    Por Dentro do Sol
    Sarau Astronômico
    Cosmoilusionismo
    Evento infantil: “Bate-papo com astrônomo”.

    Memorial da América Latina
    Fundação Memorial da América Latina`
    Local: Auditório Simón Bolívar
    Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664
    Barra Funda - São Paulo SP.
    21h00 - Concerto da Orquestra Jovem Tom Jobim “Américas e Áfricas” Convidados: Willy Verdaguer e Fanta Konate.
    18h00 - De Puro Guapos
     
  3. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    Caramba!
    Programação realmente extensa. Pena que eu não sou daí nem tem como eu ir praí.
    Uma boa iniciativa essa:clap::clap::clap:
     
  4. Pips

    Pips Old School.

    Vou tentar ir no Sá, Rodrix e Guarabyra no Municipal, porque provavelmente eles irão tocar com orquestra.
     
  5. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Ditto.

    Provavelmente vou ver Mutantes, Teatro Mágico, Cachorro Grande e Jorge Ben Jor também.
     
  6. Pips

    Pips Old School.

    Vai na Orquestra Imperial também! Pouco antes do Jorge Ben Jor! Curtir uma fanfarra.
     
  7. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Verdade. Música de bailão à moda antiga! :obiggraz:
     
  8. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Talvez eu vá na Orquestra Imperial.
    O Teatro Mágico eu já num vejo nem de graça mais rs...

    Tou na dúvida entra Sá, Rodrix e Guarabyra e Zé Ramalho... =/
    Não sei se vai ter orquestra no show deles não. No ano passado não teve orquestra em nada que eu saiba (dentro do Teatro Municipal)

    De madrugada vou ver os Heavy Metal
    E de manhã, para acordar bem, vou no Korzus :metal:
     
  9. Pips

    Pips Old School.

    É, quem sabe eles também não fazem um Ramones tupiniquim, vai saber.

    O Teatro Mágico é para dormir mesmo. E esperar as próximas atrações.

    Eu conheço o Guarabyra, ele disse que estão tentando de qualquer forma levar a orquestra. É desejo deles de tocar.
     
  10. Duilin

    Duilin Eruhín Alcarohtar

    Ahhhh num sei se orquestra ficaria leal no som deles...
    Aquele lance de Rock Rural, como fica? rs
     
  11. Maedhros

    Maedhros Whadahell?

    Virada Cultural SP

    Quem foi na Virada desse ano? O que viram? O que não viram mas queriam ver? O que acharam da organização? O que acham que podia melhorar? Etc, etc, etc.

    Vi Gal Costa, Harppia, Paul Di Anno, Mutantes, Kroma e Fernanda Takai (sim, sou eclético). :mrgreen:

    (talvez seja legal manter só esse tópico sobre a Virada, aí ano que vem as pessoas dão um up nesse em vez de criarem outro.)
     
    Última edição: 27 Abr 2008
  12. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Re: Virada Cultural SP

    Mutantes chutou bundas né? Melhor show da noite, com certeza.

    Colei na grade e apertei a mão do Dinho Leme! :D

    Hoje de manhã, o Overcoming Trio também fez um show bacana, apesar de curto.
     
  13. V

    V Saloon Keeper

    Re: Virada Cultural SP

    Eu não vi nada, mas eu ouvi Zé Ramalho, Paul Di'Anno e Mutantes bem claramente.

    A banda do Di'Anno tocou The Ides of March, Wrathchild, Prowler, Murders In The Rue Morgue, Remember Tomorrow, Killers, Transylvania, Phantom Of The Opera, Running Free, Sanctuary + algumas músicas próprias ruins.

    Eu cheguei nos Mutantes bem a tempo de ouvir os hits: Top Top, Ando Meio Desligado, A Hora E A Vez Do Cabelo Nascer, etc. A Balada Do Louco agitou FORTE.

    Foi legal.
     
  14. Maedhros

    Maedhros Whadahell?

    Re: Virada Cultural SP

    Mutantes foi o ponto alto. Balada do Louco foi de arrepiar mesmo.
     
  15. Gabriel Souza

    Gabriel Souza Usuário

    Re: Virada Cultural SP

    Estava no show do Teatro Mágico, só que mal consegui ver os acrobatas, fato que fez com que eu chegasse à conclusão que eu, do alto dos meus 20 anos, não tenho pique pra ir em shows lotados (melhor deixar isso para os jovens).
    Além deste, estava no show do Tarancón. Este sim, foi MUITO bom e tava mais vazio tb...
     
  16. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    Re: Virada Cultural SP

    Ah sim. Eu tentei ver Teatro Mágico, mas na quarta música eu descobri que não suporto. Coisas da vida.

    Falando do Zé Ramalho agora, teve uma hora que o show dele ficou parecendo micareta hein? :blah:
     
  17. Gabriel Souza

    Gabriel Souza Usuário

    Re: Virada Cultural SP

    Talvez você também faça parte do mesmo grupo que eu. Das pessoas que não conheciam quase nada da banda, mas acabou sendo convencido a ir por todos aqueles amigos fanáticos que te chamaram falando que era a maravilha das maravilhas da música brasileira, mas chegando lá, ficou desapontado...

    Enfim, algum "metaleiro" de plantão assistiu Vulcano?
     
  18. V

    V Saloon Keeper

    Re: Virada Cultural SP

    Era essa a vibe, aparentemente. Ele até tocou Beira-Mar com um arranjo axé bizarro, que até que não ficou totalmente podre. :lol:
     
  19. Raphael S

    Raphael S Desperto

    Re: Virada Cultural SP

    Eu ví os mutantes, fiquei um pouco no Psy, no Rock, depois ficamos dando voltas e bebendo. Fui embora cedo por causa do trampo. Curti, queria ter fiado mais...

    E tinha uns doidos azuis por lá que derrubaram uns barris num carro de polícia detonado que estavam fazendo cover de superband. Mó megaprodução pra derrubar uma pilha de barris.

    É já que falamos de idade, acho que com meus 28 anos vou deixar isso pros bebês e os mais jovens. ^_^

    By Raphael S
     

Compartilhar