1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Tolkien como fonte de documentação histórica e literária

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Nat, 27 Mar 2010.

  1. Nat

    Nat Usuário

    Não sei se esse é o lugar certo para o objetivo proposto nesse tópico.
    Algumas pessoas já devem ter visto um post meu falando sobre um tcc que abordasse os idiomas criados por Tolkien dentro de uma disciplina de biblioteconomia que eu adoro, História do Alfabeto. Eu não vou mais abordar esse assunto, porque o meu orientador disse que isso é mais pra um curso de linguistica. E sugeriu que eu poderia trabalhar as obras de Tolkien como fonte de documentação. Então eu pensei que poderia ser mais ou menos assim meu tema: Tolkien como fonte de documentação histórica e literária. As obras que seriam abordadas seriam as principais: SdA, Hobbit, Contos Inacabados e Silamrillion. Mas não sei se utilizaria todas ou só uma. O que vcs acham?
    -Eu utilizo as que eu falei ou escolho somente uma?
    -O tema está bom?
    Aceito sugestões. Mais uma vez, peço que se alguem aqui conhece alguma pessoa no forum que seja bibliotecario (estudante ou profissional), me avise. Estou muito a fim de montar um tesauro (trabalho especifico do profissional da informação-bibliotecario) das obras de Tolkien.
     
  2. angiuli

    angiuli Mentallion

    Não tenho nenhum conhecimento na área de biblioteconomia (pra falar a verdade nem sei sua área de estudo exata :blah:), mas acho que você deveria usar a obra de Tolkien como um todo, já que a história da Terra-média deve ser estudada linearmente e inseparada.
     
  3. Nat

    Nat Usuário

    Angiuli, A Biblioteconomia trata da informação. Na faculdade, aprendemos que Biblioteconomia é um ramo da Bibliologia que trata da organização e administração de bibliotecas. Nosso trabalho não se reduz a simples arrumação, catalogação e defesa dos livros. Hoje, promove a utilização da informação ao fazer a mediação entre usuário e informação.
    Uma das matérias que nós estudamos diz respeito as fontes de informação. Então meu professor me indicou um outro tema pra tcc (eu já tinha pensado em um tema, ligando os alfabetos de Tolkien com uma outra matéria, história dos alfabetos, mas o mesmo professor me cortou porque a abordagem trabalhada não teria a ver com biblioteconomia). Esse outro tema é: JRR Tolkien como fonte de informação literária e histórica. Quero trabalhar Tolkien e suas obras, Silmarillion, Hobbit e Senhor dos Anéis. Não quero me deter em uma influência específica do autor, mas sim abordar a obra dele como ponto de partida para o leitor conhecer sobre história e literatura. Entendeu agora meu objetivo? Se puder me ajudar...
     
  4. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    É uma boa matéria para estudo e ten seus fundamentos.

    Acho que ficará legal,afinal Tolkien não só utilizou Mitologia Nórdica como Grega também.É ,portanto uma fonte de Documentação histórica.E o fato de ser descrita em uma história fantástica,faz com que os jovens,adultos..o que for,assimilem o conteúdo quese que inconsientes,em conjunto ao lazer.

    Temos a mitologia grega,penso eu no próprio conteúdo principal,o Um Anel(SdA),pelo que tenho lido,parece mais a história do Anel de Gyges(em a República de Platão),e este mesmo anel o corrompe,mostrando que mesmo a melhor pessoa pode ser sim levada às maiores atrocidades(o Gollum).

    Podia falar muito,mas enfim,antes quero saber se o que estou falando faz sentido.
    Senão falei algo construtivo,então melhor parar por aqui.
    Espero o julgamento!(resposta,se quer que eu fale mais?)
     
  5. Tathar Lúinwë

    Tathar Lúinwë Senhor das Terras Celestiais

    Não sei se isso tem muito a ver com o teu trabalho (embora eu ache) mas poderia se falar um pouco da influência de Tolkien em trabalhos literários posteriores (tipo Stephen King), mostrando a importância que suas obras representam no cenário literário contemporâneo...

    (Isso aew que falei taah dentro do 'documentação literária' que vc falou lá trás, ao meu ver)


    Isso realmente tem a ver com teu trabalho ou viajei demais?? :lol:
     
  6. Nat

    Nat Usuário

    Claro que eu quero mais opiniões. Já vi todas as influências possíveis e imagináveis em Tolkien. Por exemplo, David Day aborda todas, mas todas mesmo, as infuências que existem em cada lugar, personagem e história em Tolkien. Por exemplo, a coroa de Aragorn que simbolizava o reinado de Gondor e Arnor tem um paralelo com a coroa do Baixo e Alto Egito usada pelos faraós. Vc só citou alguma das influências.

    Falar da influência de Tolkien sobre o trabalho de um escritor específico é um bom tema, Tathar Lúinwë, mas eu não quero especificar, entendeu??? Tipo, eu podia falar sobre alguma influência utilizada pelo autor OU sobre a influência dele sobre algum escritor literário como o S. King. Mas meu tema é um pouco diferente. Ao invés de especificar, eu quero trabalhar a questão: como os livros de Tolkien fizeram com que o leitor se interessasse pela literatura e história que influenciou a escrita da obra.
    Mas continuem me sugerindo mais. Vcs acham que eu devia montar algum tipo de enquete aqui no fórum?
     
  7. Elendil

    Elendil Equipe Valinor

    Isso é verdade! O próprio Tolkien fala sobre isso na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . No livro As Cartas de J.R.R. Tolkien, está na página 268.
     
  8. Arringa Hrívë

    Arringa Hrívë um papo e um bom chimarrão... Usuário Premium

    Este tópico ja está no caixão.


    Vou retomar um post inacabado aqui.
    Começei dizendo sobre a influência de Tolkien na versão do Anel de Gyges.

    A inflência que é muito direta, e eu continuo pensando neste aspecto, mas depois de ler estudar Mitologia Nórdica, e ler sobre a presença de um outro Anel, que também corrompe as pessoas por um desejo em possuí-lo.
    Mas então pensei, talvez Tolkien tenha unido o útil ao agradável.
    Porque não unir as características e sensações, desejos e ambições que um Anel passa como ideia principal, ao do outro que também foca nas ambições, mas não é tão amplo como na teoria de Platão.
    A história como Tolkien usou, parece e muito com a da mitologia Nórdica, em que quem possuí o Um Anel, acaba por corromper-se em algo mais horrendo e terrível do que a própria alma malinga (ex: Smeagol). Mas for analisar, o tanto que se parece com o Anel de Gyges, também leva a crer que a influência é direta, quase podendo se dizer "sem sombra de dúvidas".
    Porque?
    Na história do Anel de Gyges Fala sobre a corrupção, em que Platão analisa como o Homem pode ser corrompido pela ocaisão e tendo os métodos para fazê-lo sem ter de pagar depois.
    Ou seja, se o Homem que for de bem, tiver um Anel( o Ex de Platão,) que possa deixar a quem o usa invisível,então será que os considerados Bons e Horandos materiam essa "Aparência", mesmo sabendo que não teriam de pagar por seus atos, pois ninguém saberia.


    Essa história leva tanto a crer que o Um Anel é o Anel de Gyges, porque todos que possuíam o Anel acabavam por ser corrompidos, tanto que Gandalf nega-se a pegá-lo para não ter tal poder em mãos (como que com medo de não poder se controlar).

    Acredito então, que Tolkien tenha feito uma adaptação conjunta de suas próprias ideias baseando-se nas ideias de Platão e em conjunto na Mitologia Nórdica, no caso para o "Ciúme", e medo de perda incalculável de que alguém roube o Anel daquele que o possuí.
    ***Nesses aspectos.***
     

Compartilhar