1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[Spoiler!] Peter Jackson fala sobre “A Batalha dos Cinco Exércitos” e dá detalhes do filme!

Tópico em 'O Hobbit - os Filmes' iniciado por Administração Valinor, 5 Ago 2014.

  1. Administração Valinor

    Administração Valinor Administrador Colaborador

    A edição mais recente da revista britânica Empire (via
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ) traz algumas revelações sobre o último filme a retratar a Terra-média, O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos. E quem dá alguns dos detalhes é o próprio diretor Peter Jackson, ou seja, há SPOILERS nas próximas linhas!

    ****​

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    A nova edição da revista Empire traz uma extensa reportagem de bastidor sobre o filme A Batalha dos Cinco Exércitos, e muitas informações em suas páginas são bem interessantes e revelam alguns detalhes da trama.

    Um desses detalhes mais interessantes é a afirmação que diz que sem os créditos, o último filme da trilogia O Hobbit tem a duração de apenas duas horas e meia, algo que faz com que este seja o mais curto dos seis filmes da Terra-média. “Isso tem mais o sabor de um thriller”, reflete Jackson, feliz por encurtar o filme. “Eu acho que este terceiro filme é meio como um thriller psicológico, com cenas de ação intercaladas. Ele tem uma estrutura narrativa apertada. Os filmes de três horas geralmente não são thrillers”, completa o diretor.

    Em outro trecho da reportagem, Jackson continua a explicar o seu filme. “Ao contrário do resto da saga da Terra-média, A Batalha dos Cinco Exércitos não é um filme de estrada. Com a exceção do resgate de Gandalf de Dol Guldur e sua jornada até Erebor; e o drama Anão se desenvolve até o limete; o quinteto de facções competem para preencher o vácuo de poder deixado pelas conseqüências devastadoras por terem enfurecido Smaug. Amargura, recriminações, matadores de dragão e porcos de guerra dos Anões estão na ordem do dia. E para ajudar a manter a nossa analogia, o inverno também chega a Erebor”. Mas Jackson diz: “Não no sentido de inverno de Game of Thrones”, que ainda não terminou de assistir a primeira temporada. “Há muita neve, os rios estão congelados.”

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Em outra parte, a reportagem da Empire afirma que os cinco exércitos do título do filme faz referência aos Anões, Elfos, Homens, Orcs e Águias, diferente do livro, em que os exércitos envolvidos são Anões, Elfos, Homens, Orcs/Goblins e Wargs, deixando de lado as Águias e morcegos. Sim, as grandes águias enfrentarão morcegos enormes. No parágrafo seguinte, o texto descreve cenas que Peter Jackson estava trabalhando naquele momento. “Na tela, os Anões se amontoam sobre os muros recém-reforçados de Erebor, e Thranduil e Bard cavalgam até eles, negociando à distância. As imagens estão relativamente inacabadas, com grandes partes em tela verde. O cavalo de Lee Pace ainda não foi convertido no alce de Thranduil. ‘Viemos para dizer-lhe que o pagamento oferecido por sua dívida… foi aceito’. Disse Pace na tela. “Thranduil está muito interessado em ver a reação de Thorin”, explica Jackson. “Ele está tentando evitar a guerra, então é um grande momento…”.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    “Eu realmente gosto da minha direção neste filme em comparação com os outros dois”, diz Jackson adiante, escolhendo as palavras com cuidado. “Eu gosto do roteiro, eu gosto do fato de que não é um filme de estrada. Estou em meu caminho mais do que nunca.” O artigo aponta todos os problemas sofridos pela produção desde o início, e também observa que os filmes foram rodados mais ou menos em ordem cronológica. “Eu estava um pouco fora de forma. Quero dizer, os atores foram ótimos todo o tempo, mas eu estou mais orgulhoso da minha parte do trabalho no terceiro filme do que nos outros. Este é o filme que mais me agradará.”

    O artigo continua, dizendo que tanto Jackson como sua equipe afirmam que, apesar de seu título, A Batalha dos Cinco Exércitos está longe de ser um filme de guerra. E que a melhor maneira de ver a batalha é como o clímax natural do esforço dos três filmes, todas as linhas narrativas fundindo-se em um determinado ponto da Terra-média. “Todas as batalhas da Terra-média são diferentes porque têm histórias diferentes,” Jackson insiste. “Aqui eu queria fazer coisas que não foram feitas antes. Obviamente, há Orcs lutando, e Elfos e Homens, mas eu queria colocar mais criaturas. Orcs tem todos os tipos de criaturas. Não só os Trolls, também criaturas criadas por seus exércitos. Elas são como exércitos de tanques Panzer Orcs”.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Outro detalhe interessante é que Jackson confirma que o anão Dáin Pé-de-Ferro montará um porco de guerra no filme. “É claro que monta um porco”, diz Jackson. “Se você fosse um anão, por que você não iria querer montar um porco?”. O artigo também diz que além do fato de Dáin montar um porco digital, diz que o animal é baseado em três kunekunes (uma raça de porco) que Jackson adotou depois que eles foram usados como figurantes na Cidade do Lago.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Adiante vem outro detalhe muito interessante e que explica algumas dúvidas dos fãs que viram o teaser trailer e sentiram falta do tal porco e estranharam as cabras de guerra. “Na verdade, as negociações estão em curso entre Thranduil e Thorin, que terminam abruptamente quando a ‘cavalaria’ de Dáin aparece em um morro adjacente. Os anões não montam apenas porcos de batalha, mas também estão montado cabras de guerra com chifres enormes. Eles também têm carneiros de batalha. E carros com lanças nas extremidades das suas rodas, ao estilo de Ben-Hur. Eu não queria que o exército Anão fosse a pé”, explica Jackson. “Queria que seu exército tivesse alguns grandes acessórios. Em seguida, os Orcs aparecem e também têm alguns acessórios geniais. Iniciam uma luta para ver qual desses acessórios é o melhor”.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    E, claro, o artigo não poderia concluir sem abordar a despedida da Terra-média, embora, naquele momento, Jackson não sentia plenamente, pois havia ainda muito trabalho pela frente (surpreendentemente, ou não, o diretor ainda filmava na pós-produção), embora o sentimento fosse inevitável. “Eu acho que dói mais quando você termina de filmar com os atores. ‘Deus, é o último dia de Ian McKellen como Gandalf.’ E para o filme em si eu posso simplesmente sentar e dizer, ‘Ok, eu estou muito orgulhoso disso, mas eu estou querendo fazer algo diferente, sem muitas dores de remorsos.’” O artigo continua, revelando que há uma piada recorrente entre Jackson, [e as roteiristas e coprodutoras] Fran Walsh e Philippa Boyens: quando uma delas lhe oferece um novo projeto, Jackson responde em tom de recusa que estará muito ocupado com O Silmarillion. “Essa é a piada”, diz Jackson. “Espero que seja uma piada”.

    E já que estamos falando de spoilers, o site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    noticiou uma interessante fala de Philippa Boyens durante a conferência de imprensa na San Diego Comic-Con 2014, em que falou sobre o importante papel que Galadriel desempenhará em Dol Guldur, parte também muito aguardada do último filme O Hobbit.

    De acordo com Boyens, os fãs poderão ver um confronto direto entre Sauron, o Senhor do Escuro, e Galadriel, a Senhora da Luz.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    “Um dos momentos que mais queria escrever foi o de Galadriel enfrentando Sauron”, disse Boyens, “porque ela é a força mais poderosa na Terra-média, não há uma única pessoa que poderia fazer isso. Então ficamos realmente muito animados por sermos capazes de fazer isso “.

    Com Gandalf aprisionado, ferido e sem seu cajado, e Saruman ainda não revelando a que veio, no contexto da adaptação Galadriel parece ser a única pessoa em Dol Guldur disposta a encarar Sauron. No entanto, apesar de obviamente em lados opostos, não há registros nos textos de Tolkien que evidencie um confronto entre ambos.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
    • Ótimo Ótimo x 3
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    AIMEUDEUSDOCÉU expectativa mil!!! :joy::ahhh::dancinha:
     
  3. Gustavo F.

    Gustavo F. Usuário

    Quantas notícias ótimas! Porcos selvagens, águias e morcegos gigantes, filme próximo a um thriller, e o melhor,
    que mesmo não constando no cânone mantenho grandes expectativas, "[...]um confronto direto entre Sauron, o Senhor do Escuro, e Galadriel, a Senhora da Luz."
     
    Última edição: 5 Ago 2014
  4. Éomer

    Éomer Well-Known Member


    Que merda monumental, mas vou assistir de qualquer jeito mesmo.
     
  5. Gustavo F.

    Gustavo F. Usuário

    Vish, disto eu gostei. Só espero que não seja um combate físico e que não haja um vencedor pleno. Se bem elaborado, acredito que pode dar uma bela cena!
     
  6. Gandin

    Gandin Usuário

    Duas horas e meia de filme... o que dizer sobre isso? Sinceramente não sei...
     
  7. Belle Vox

    Belle Vox Thranduil Oropherion: Badass !!

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 3
  8. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    O poder usada por Sauron no primeiro confronto entre bem e mal (filme 2) me deixou encafifado. Naturalmente eu tenho curiosidade do fetiche de ver um confronto entre um elfo da época das árvores (da geração de Finrod) contra Sauron porém fico pensando em como vão fazer o embate sem estourar a credibilidade da insuspeitabilidade do disfarce de Sauron que só se revela para os grandes líderes da resistência décadas depois.

    Em razão do tratamento dado pelo roteirista a Sauron no livro ele seria tocado de forma mais leve e indireta, com o conselho branco encontrado com alguém de aparência mais camuflada e inofensiva, talvez um mero idoso carismático no meio da floresta (um "médico\curandeiro") que simplesmente pede ajuda para outra pessoa enquanto espera traí-lo e jogá-lo num calabouço para usá-lo como objeto de experimentos proibidos. Seria nos moldes de um Lord Sith, infiltrado na assembléia de planetas, com uma malicia que não pode ser investigada por completo...

    No livro, infelizmente não ficamos sabendo de como os personagens se desenvolvem e ficam sabendo o que seria um Necromante ou porquê parece haver a sensação de os personagens já terem ouvido falar de outros necromantes anteriormente. Nesse ponto seria legal se explorassem a possibilidade de que o termo poderia provir do passado, em outras vezes quando o próprio Sauron tenha usado a imagem de necromante ( sendo ele mesmo o responsável por espalhar, em todas as eras, a história de necromantes ameaçadores).
     
    Última edição: 6 Ago 2014
    • Gostei! Gostei! x 1
  9. Mireille

    Mireille One ring to rule them all

    No filme 2 ele já foi revelado, o Gandalf fala "S-S-SAURON!!!"
     
    • LOL LOL x 1
  10. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Para essa passagem penso que precisarão combinar os fatos da trilogia de SdA por causa do risco de furo no plot se não mantiverem a descrença manifestada de Elrond e em maior escala Saruman (o presidente do conselho em SdA além de descrença também tinha disfarce) até depois da guerra e a informação for tomada como oficialmente "Sauron reveleado" (o livro termina com Sauron não revelado oficialmente). Embora eu esteja certo de que PJ chamaria isso de "desenvolvimento de personagens" e "adaptação para cinema". O ideal nesse caso seria que no máximo ficasse uma suspeita entre poucas pessoas Gandalf e Galadriel (assim esperaria se fosse no livro) ao invés de confirmar de uma vez para o próximo filme. Realmente não seria incomum ver um diretor passar por cima dos detelhes em relação aos livros originais quando vão fazer filmes pra usar os recursos do cinema. Pode até mesmo acontecer como você disse acima. XD
     
    Última edição: 6 Ago 2014
  11. Gandin

    Gandin Usuário

    Acho que combinar passagens de SdA com os eventos de O Hobbit foi a menor das preocupações da produção, diante de tudo o que já vimos. Eu, particularmente, estou mais preocupado com um bom desfecho, sem pontas soltas, dentro do contexto apenas dos filmes O Hobbit, para fechar com chave de ouro ESSA trilogia.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar