• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

São Paulo antecipa feriado após pressão de tucanos

Morfindel Werwulf Rúnarmo

Geofísico entende de terremoto
O governador de São Paulo, Alberto Goldman (PSDB), decidiu antecipar o feriado do Dia do Servidor Público, de 28 de outubro, para o próximo dia 11.

A medida coincide com apelos de tucanos preocupados com a possibilidade de que a data original do feriado estimulasse a evasão de eleitores no segundo turno das eleições presidenciais, que acontecerá no próximo dia 31, com Dilma Rousseff (PT) contra José Serra (PSDB).

Procurada pela Folha, a Casa Civil disse que a transferência da data do feriado é "praxe" e citou anos anteriores em que a data também foi ajustada para cair em uma segunda, ou sexta-feira.

A assessoria da secretaria disse que, em 2002, por exemplo, o Dia do Servidor Público passou para 1º de novembro. Em 2003, para o dia 27. Já no ano passado, foi no dia 26. A data foi antecipada a ponto de casar com o feriado do dia 12 de outubro apenas em 2004, quando passou para o dia 11.

ABSTENÇÃO

A Folha apurou que houve movimentação de líderes do PSDB em defesa da modificação do calendário oficial.

Aliados de José Serra demonstraram preocupação principalmente porque o Dia de Finados será comemorado logo após o segundo turno, em 2º de novembro.

Assim, com um feriado no dia 28 (uma quinta-feira), um fim de semana e o Dia de Finados (que cairá em uma terça-feira), os 650 mil funcionários públicos do Estado teriam até seis dias de folga, o que poderia aumentar a abstenção no dia 31.

Um dos argumentos apresentados contra o feriadão foi a vitória apertada de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa pelo governo no primeiro turno por uma diferença de 0,3 ponto percentual --cerca de 100 mil votos.

O líder do governo na Assembleia, deputado Vaz de Lima, disse que a medida é "administrativamente correta". Já o líder do PT, Antonio Mentor, chamou alteração de "casuísmo eleitoral".

Fonte
 
Em 2008 o Sergio cabral fez o contrário, emendando o feriadão da eleição e muita gente deixou de votar. Resultado, seu aliado Eduardo Paes levou por pouquíssimos votos a mais que o Gabeira.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
É por essas e tantas outrae que o voto tem que ser facultativo

Se fosse não haveria tanta choradeira. Quem sabe votar comparece e decide que não sabe vai passear e não enche o saco.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.595,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo