1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Proibição de jogos na altitude

Tópico em 'Esportes' iniciado por Fingolfin, 29 Mai 2007.

  1. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Fifa (Federação Internacional de Futebol Associados) determinou, neste domingo, durante o 57º congresso da entidade, que não serão mais permitidos jogos internacionais acima de 2.500 metros. A data ainda não foi especificada, mas já deve valer para as Eliminatórias para Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

    "Por razões médicas e para proteger a saúde dos jogadores, o Comitê Executivo da Fifa resolveu, que no futuro, não será possível jogar partidas internacionais a uma altura superior a 2.500 metros", disse a entidade, através de um comunicado oficial.


    Desta maneira, cidades com La Paz, Quito e Cuzco não poderão ser palcos de jogos das seleções como Bolívia, Equador e Peru, respectivamente.



    *****************************

    A decisão, já aguardada por muitos é bem polêmica. Primeiro que não existe nenhum dado ou estudo comprovado que diz que esporte na altitude é ruim. Pelo contrário, muitos atletas vão treinar lá para ganhar maior oxigenação no sangue.

    No Brasil a decisão é comemorada pela maior parte mas há quem discorde da decisão afinal a Bolívia não utiliza de nenhum meio ilegal e retruca dizendo que jogos a 40 graus como já aconteceram no Brasil são muito mais prejudiciais e dá ao time visitante a mesma sensação adversa. O mesmo vale para jogos em temperatura abaixo de zero(eu lembro da Inter ainda com Ronaldo jogando na neve com bola laranja na CL de 98).




    Nos nossos rivais argentinos a postura tem sido outra. Eles tem defendido os bolivianos dizendo que a altityude não é um fator tão importante a ponto de causar uma distorção no futebol mundial. A Bolivia pode ganhar um ou outro jogo lá mas nunca será uma potencia por causa disso. O Equador leva vantagem da altitude mas conseguiu seu melhor resultado a baixa altitude(Copa da Alemanha) e por aí vai.

    Até que ponto o uso da altitude é tão desumano que chega a ponto de ser necessário proibição?

    Eu afirmo que de início era a favor de proibir mas hoje acho que foi uma atitude equivocada. Todo time usa do seu fator campo em todas as características que pode. Seja o campo ruim ou pequeno, jogos no calor ou no frio e pq a altitude? Pq o Maracaibo ou os clubes de La Paz e Quito serão obrigados a jogar fora de casa nas competições internacionais que disputarem? Isso não daria respaldo pra um time de Santa Cruz de La Sierra exigir o mesmo? Se faz mal pros demais pq não faz mal pra eles que estão num nível próximo do nosso?


    Vale lembrar que a decisão da FIFA foi embasada no parecer oral de 3 médicos (incluindo o Runco que fez o dossiê pedindo a proibição) e não de estudos detalhados ou qq outra coisa. A FIFA ainda fez questão de fazer a altitude de corte o suficiente para que a Cidade do Mexico ficasse dentro.
     
  2. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Só uma pergunta, quando Bolivianos, acostumados a jogar à grandes alturas, enfrentam um time brasileiro, o Flamengo por exemplo, eles jogam no nível domar certo? Eles também seriam muito prejudicados por causa disto?

    E outra coisa, uma dos "charmes " (ao meu ver) da libertadores, por exemplo, são essas guerras contra times fracos e grandes altidudes.
     
  3. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Na verdade. (Corrijam-me se estiver errado), jogadores de grandes altitudes (Bolivianos, por exemplo) têm uma enorme vantagem aos de outras altitudes, o chamado dopping natural (Hemácias mais eficazes umas parada do tipo).

    De fato, essa medida é justa com a maioria... mas me parece meio radical, imagino qual a reação das torcidas.
     
  4. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Aí eu ja não sei......realmente, times dos Andes, vão ter que jogar aonde? Sua torcida teria que segui-los, isso prejudicaria o fator casa.
     
  5. LatinoAmericano

    LatinoAmericano Aqui jaz Alcarecco

    Os times já acostumados a jogar na altitude, que já tem a altitude como "décimo segundo jogador", vão ser prejudicados sim.
    Mas é muito prejudicial aos jogadores não acostumados a jogar lá, a maior prova disso foi o Flamengo, esse ano contra o Real Potosí, mesmo todos os jogadores fazendo testes e mais testes em cameras hipobáricas, chegaram lá e muitos deles voltaram mal e chegaram a ter nariz sangrando e tudo mais.
     
  6. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Não. Eles não não prejudicados não. Pelo contrário, ao jogarem no nível do mar eles tb se beneficíam pelo maior número de hemáceas no sangue.

    Pois é, mas até que ponto é tão relevante assim? O Flamengo ficou invicto e em 1o do grupo mesmo jogando na altitude e o Potosi não se classificou mesmo jogando em um grupo bem fraco.

    O Equador e a Bolivia podem se beneficiar da altitude mas só ganham algo qdo tem um time que corresponde tb fora de casa.
     
  7. Shazan

    Shazan siscapuliu

    Legal seria se algum site pegasse a opinião de jogadores de vários times de vários países, com grande experiência, que jogaram em todo tipo de situação pra opinar sobre isso.

    A gente só pode especular, sem dados concretos. E sem as devidas justificativas, que seria ameaça à saúde dos jogadores ou desvantagem muito grande para times que vêm de baixas altitudes, eu acho absolutamente errada a decisão.

    A questão da temperatura é muito válida, músculos enrijecidos e desconforto no frio e desgaste enorme no calor com alta umidade me parecem tão ou mais ruins que altas altitudes. Parece uma questão de "culpar a natureza é mais fácil que se adaptar a ela". Talvez uma questão político-econômica, afinal é mais fácil "proibir" em nome dos vários times fortes que têm interesse nessa decisão do que fazer uma série de preparos no time que vai jogar lá sem estar acostumado. Soa como algo triste pro esporte e para a emoção das partidas, até o momento.
     
    Última edição: 30 Mai 2007
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Nos ultimos tempos a Bolivia só conseguiu participar de uma copa do mundo, porque naquela eliminatória de 93 teve um time um pouco melhor que soube aproveitar ao maximo o fator campo conquistando a grande maioria dos pontos em casa. Quando voltou a ser uma seleção ruim, hoje inferior a Venezuela nem mesmo a altitude faz milagre.

    A decisão da FIFA é totalmente arbitrária, pois existem outras condições fisicas tão ou mais extremas e estas nem foram levadas em consideração. Então se é pra ter um peso, duas medidas sou aboslutamente contra.
     
  9. #Ryu

    #Ryu Usuário

    Maiores altitudes, menores pressões. O ar fica mais rarefeito, e o oxigênio segue na mesma linha. Quem chega do nível do mar, sente uma pequena falta de ar, relacionada ao lugar aonde está. Quanto maior o lugar, maior a falta de ar. Os povos andinos já estão plenamente acostumados, e qualquer pessoa fica também, depois de uma semana.

    Os times de altitutes medianas a baixas, como é o caso das equipes perto do paraná e do rio da prata, tem duas escolhas quando vão jogar em atitudes exarcebadas (em sua visão):
    - Chegar com uma semana de antecedência, o que para a época da Libertadores, é difícil, dado que os jogos tem essa diferença de tempo, e ainda tem os regionais e nacionais no final de semana. Esse tempo é utilizado para acostumar os jogadores.
    - Treinar numa cidade mais baixa, e em cima da hora, ir para a altitude, como têm feito os times daqui. Desse modo, os efeitos da altitude não são sentidos, somente após 1 a 3 horas.

    O jogador começa a ficar com dor de cabeça, e dificuldade para respirar.
    Já para o jogador andino, cujo corpo já influenciado pela altitude funciona muito bem, acontece o contrário, quando desce, respira mais e tem uma eficiência energética um pouco melhor durante um tempo de meia hora, mais ou menos.

    Outro fator que pode prejudicar nossos jogadores, é que com menos oxigênio para produzir energia, os músculos são mais propensos a produzir o ácido lático (fermentação anaeróbia), que causa as cãibras e contraturas musculares.
     
  10. Silenius

    Silenius Ehre und Stolz

    É o que o Fúria e eu falamos noutro post. Não tem isso de charme ou outra coisa qualquer, agora será de igual pra igual. Eu acho que, no questio Libertadores, os times da Bolívia/Equador até não se preocupavam em montar aqueeeeles times, justamente por conta desse fator altitude.

    Aos que reclamam de jogar sob sol de 40º, isso não vale nada. Existem diversos locais do planeta em que ocorrem jogos sob esse aspecto, já jogos a 3000m são uma condição totalmente especial, que afeta o desempenho do jogador desde o 1º minuto.
     
  11. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Nossa, que post parcial.

    Vamos lá, os times da Bolívia/Equador não montam times médios/fracos por conta do fator altitude não. É por conta que o país é pobre e o futebol não tem retorno em verba para bancar investimento mesmo.

    E aos que reclamam do sol de 40º, eles tem toda razão pois é uma condição natural/climática que aumenta o desgaste e o cansaço dos jogadores quase tanto qto a altitude. O fato de fazer 40º em vários locais do planeta não quer dizer nada uma vez que na Europa, onde se joga os principais campenatos não há temperaturas tão elevadas assim salvo dias muito especiais.

    Quando a gente pensa em altitude vem bolívia logo de cara mas outros países como Colombia tb são bem prejudicados por não poderem jogar em sua capital(Bogotá está acima de 2500m).

    Inclusive Equador, Peru, Bolívia e Colombia estão pensando em não disputar esta Copa América em um ato de protesto contra a decisão arbitrária da FIFA.

    Seria um ato bem interessante.
     
  12. Silenius

    Silenius Ehre und Stolz

    Claro que o post é parcial, oras. E as declarações dos times bolivianos e equatorianos estão sendo o quê? Mas é parcial na medida do que eu acho que é correto. Sempre achei um absurdo esses jogos em altitudes extremas. E isso não é problema de clubes brasileiros, italianos, argentinos ou qualquer coisa. Se os caras precisam de um apoio de 3000m, não é problema meu. Criem programas, incentivos, qualquer coisa pra arrecadar dinheiro.

    Apesar de eu não ter nenhum dado técnico, eu duvido que o desgaste de uma partida num calor de 40º (que nunca é 40º por 90 minutos, visto o decorrer do dia/horário) seja, nem ao menos perto, do desgaste de uma partida numa altitude de 3000m, onde você já cansa no aquecimento.


    Pouparia tempo, visto que, como outro usuário disse aqui uma vez, o fato é que a Copa América, infelizmente, se resumiu a Brasil e Argentina.

    Edit: Off topic, com o México sempre ganhando a Copa Ouro. :cerva:
     
  13. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    A questão não é apenas da seleção local. Se a seleção boliviana ao invés de jogar em La Paz jogar em Santa Cruz de La Sierra tá OK pois eles estão dentro da Bolívia.

    Mas pegar um time como o Maracaibo que é um time com torcida totamlente local e tirar eles da cidade de Maracaibo e mandá-los jogar numa cidade a 500 km de distancia é absurdo. É como obrigar o Figuerense e obrigá-lo a jogar a Libertadores em São Paulo. Não vai nem 500 torcedores no jogo. O time perde o mando de campo, só pq a cidade dele está lá no alto. Vc praticamente diz que cidades altas não podem ter times em competições internacionais.



    A questão aqui foi que a desculpa utilizada foi por "questões médicas". Acontece que a prática de esportes em temperaturas elevadas faz mal pro corpo, causa desmaio, insolação e desitratação, coisa que pode até matar, não só jogadores como torcedores(lembram do Corinthians x Fluminense na semifinal do Brasileiro no ano q deu Santos x Corinthians na final qdo mais de 14 torcedores desmaiaram no Maracanã). Já a altitude não é prejudicial. Apenas necessita de adaptação.


    Eu mesmo disse isso, mas o fato de dar só Brasil x Argentina não significa que não precisa ter a competição né? Senão teríamos apenas um quadrangular com Juventus, Milan, Inter e Roma pra ver quem vence o Italiano.
     
  14. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Lembre-se da Copa do Mundo de 94 em que tivemos varios jogos disputados por volta das 13hs do fuso de lá e um calor infernal nessa faixa de temperatura. Bastava um técnico fazer uma substituição ou alguma outra paralização maior que vários jogadores corriam pra lateral pra rapidamente repor liquido.

    O verão norte-americano é muito quente. A finalissima Brasil x Itália poderia ter sido um jogo infinitamente melhor se tivesse sido disputada em outro horário com tempertatura mais baixa. Era nitido que as duas seleções só iam pro ataque na boa, pois o desgaste numa temperatura alta é muito grande. E jogar 120min + os penaltis é algo tão ou mais torturante que os 3600 de La Paz.

    Quanto a um possivel boicote dos paises andinos na Copa América acho perfeitamente legal, pois não acho justo a FIFA proibir apenas uma condição extrema, sendo que existem outras como já comentadas acima.
     
    Última edição: 30 Mai 2007
  15. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Eu já disse em outro post, a altitude é PREVISIVEL e a temperatura/umindade, não.

    Além disso, estamos falando de 40 graus como se acontecesse todos os dias. Moro em Goiânia no meio do Brasil aqui faz um calor absurdo em alguns meses do ano e esse "absurdo" não passa de 35 graus. A não ser que estejamos falando de deserto 40 graus é uma temperatura rara em qualquer cidade do mundo, por mais "quente" que seja. Ainda temos o fato de que a maioria dos jogos se realiza A NOITE, quando a temperatura naturalmente cai um pouco e não temos a incidencia direta do sol, o que alivia infinitamente a condição climática.

    O organismo humano é mais preparado para enfrentar diferenças moderadas de temperatura do que diferenças descumunais de oxigênio na atmosfera, isso pensando em esforço constante como num jogo de futebol. Eu apoio a decisão, a altitude é usada como dopping natural sim. Mesmo se a temperatura fosse tão prejudicial assime fosse fácil preve-la, nenhum clube decide data de jogos, portanto não podem se aproveitar disso como fazem os clubes que se beneficiam da altitude porque podem escolher onde jogar.
     
  16. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Olha... pelo o que eu sei, mal só faz quando a altitude é maior de 3.000 m.
    Então acho que a FIFA sim quer cuidar dos jogadores mas radicalizou a decisão.
     
  17. Omykron

    Omykron far above

    eu realmente gostaria de ver os canastrões da FIFA jogando as 16 da tarde em santarem, Rio Branco, e outras cidades da amazonia, num dia tipico de lá.
    seus 30 e poucos graus, umidade na casa dos 90%...
    ai eles iam ver o que é prejudicial para a saúde dos jogadores e outras.

    alias, normalmente nessas cidades, quando ocorre um jogo de futebol, é de manhã (la pelas 8 da manhã) ou a noite (depois das 20), se não fica humanamente impossivel de jogar.
     
  18. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Essa é outra questão, onde especialistas da área devem dar seu veredicto à respeito da altitude exata. Não posso opiniar sobre a justiça ou não desse valor específico porque não tenho conhecimento profundo na área.
     
  19. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Nem eu Kadu, na verdade ouvi vários médicos falando isso de ontem pra hoje. E ouvi o seguinte também: Que ao contrario não há nenhum mal, ou seja se um boliviano jogar em Santos para ele não havera diferença. Mas calor e umidade muito elevada fara diferença para qualquer um. O mesmo se aplica para o frio...
     
  20. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    A questão é o seguinte: a desculpa de decisão médica da FIFA não cola, pois não foi baseada em nenhum estudo médico.

    Isso independe da questão de se a decisão é ou não válida.

    Por isso a decisão vira política, ou seja, pura pressão do Brasil e talvez da Argentina que são os países mais prejudicados com isso e também são os integrantes da America do Sul no Comitê executivo da FIFA.

    Na minha opinião a FIFA está cagando e andando pra Conmebol e só teve o cuidado de deixar a Cidade do México dentro do limite pra não ter de lidar com um famoso aliado político. Decretou uma decisão arbitrária e impensada para atender pedidos de seus aliados, sem se preocupar com a repercussão disso no futebol sulamericano como um todo pq o mesmo não a interessa muito.
     

Compartilhar