1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Pais contrários à vacinação preocupam médicos no país

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Éomer, 11 Jun 2014.

  1. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    As duas filhas de Tatiana Peres, 29, pegaram coqueluche neste ano. Maria Clara, que tem três anos e meio, chegou a desmaiar duas vezes de tanto tossir.

    Ela passou para Isabela, de seis meses, que está na quinta semana da doença. Nenhuma recebeu a vacina contra a coqueluche nem qualquer outra do calendário oficial.

    diz Tatiana, que é formada em gastronomia.

    afirma.

    Na Europa e nos EUA, a incidência de doenças passíveis de prevenção subiu pela queda na vacinação.

    No Brasil, o movimento antivacina ainda é minoritário. Mas, em 2011, 26 casos de sarampo na Vila Madalena (zona oeste de São Paulo) acenderam o alerta vermelho. Eles começaram com uma criança não vacinada por opção da família e atingiram outras não imunizadas,inclusive sete bebês menores de um ano (somente após essa idade é indicada a vacina).

    Para médicos, a queda no número de vacinados é uma das causas do aumento da coqueluche no Brasil.

    Em 2012, houve 5.295 registros da doença no país, 135% a mais que no ano anterior. Entre crianças de 1 a 4 anos, a incidência subiu de 0,5 caso por 100 mil habitantes em 2010 para 8,1 em 2012.

    diz José Cássio Moraes, professor da faculdade de medicina da Santa Casa. Outras causas do aumento da incidência seriam a menor eficácia da vacina atual e ciclos da doença.

    No segundo semestre deste ano, os postos de saúde passarão a vacinar as grávidas contra coqueluche para proteger os recém-nascidos, já que crianças abaixo de 4 meses ainda não receberam as duas doses da vacina, e, portanto, ainda não estão completamente imunizadas

    No Brasil, a vacinação é obrigatória por lei. As escolas deveriam monitorar a imunização dos alunos, mas, muitas vezes, não são rigorosas.

    Com idades entre 5 e 11 anos, os três filhos da atriz Lianna Matheus, 41, não foram vacinados.
    afirma.

    Segundo ela, seu médico diz que as vacinas, entre outros problemas, podem causar autismo e outras doenças.

    Uma revisão de dez estudos, com mais de 1,2 milhão de crianças, porém, reafirmou na semana passada que vacinas não causam autismo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Isso é triste sabe? Eu tenho medo que reintroduzam doenças que já estão praticamente erradicadas ou aumentem a incidência de doenças bem controladas. :(
     
    Última edição: 11 Jun 2014
    • Ótimo Ótimo x 1
  2. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    E pensar que nosso país em outros tempos já foi bastante elogiado pela eficiência que tinha nas campanhas de vacinação. Confesso que não imaginava que o relaxo chegava a esse ponto.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Burrice deveria sem enquadrada como epidemia, como é que pode ter gente que não vacina os filhos nos dias de hoje? Só anda pra trás essa nação.
     
  4. Heberus Stormblade

    Heberus Stormblade Paz e Amor

    O perigo está aí. Pessoas que disseminam ideias desprovidas de veracidade representam um risco enorme.

    Atualmente é muito fácil uma informação ser disseminada através dos meios de comunicação. Isto é uma faca de dois legumes. Poucos tem a prática de investigar se aquilo que está sendo dito procede ou não.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  5. Éomer

    Éomer Well-Known Member

    O mundo, né? Nós, para variar, compramos uma besteira que já está em moda há algum tempo. Chato é que o Brasil tem um programa de vacinação eficiente, modelo mesmo.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  6. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    :

     
    • Ótimo Ótimo x 5
  7. Lindoriel

    Lindoriel Saurita Catita

    Tem gente que é toda "natureba", não gosta de tomar remédio e etc, mas no caso de vacina é imprescindível. Depois que a criança contrai uma doença grave e morre, aí se lamenta...

    Pior é que a criança sofre com a ignorância dos pais, infelizmente ela não pode escolher enquanto não for maior.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  8. Heberus Stormblade

    Heberus Stormblade Paz e Amor

  9. melody

    melody Usuário

    deveriam aproveitar a onda da Lei da Palmada e criar uma rigorosa contra os pais que não vacinam os filhos, e é muito fácil controlar isso pq é só exigir a carteira de vacinação quando forem fazer a matrícula na creche/escolinha. Aliás, essas creches são praticamente um centro de distribuição de doenças :o?:

    mas catapora é de lei pegar... e acho que nem tem vacina
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  10. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Acho que só dondoca que tem essas ideias bizarras, iriam colocar o filho numa escola particular mesmo, e não sei se sendo privadas se o estado pode impor restrição.
     
  11. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    experiência pessoal:

    na escola do arthur no ato da matrícula eles pedem um atestado médico comprovando que a criança está com as vacinas em dia. eu sei, atestado pode ser falsificado, mas enfim, não é como se na rede privada virasse festa da uva. talvez na escola do arthur seja assim porque ela é bem disputada, não tá "sobrando" vaga e então eles podem se dar ao luxo de barrar crianças não vacinadas. anyway, lá eles têm esse controle.

    logo que arthur nasceu eu o levei para vacinar no posto de saúde que achava que era o da minha região. acho que foram só as do primeiro mês de vida, não sei. só sei que num belo dia o porteiro avisa que a agente de saúde estava pedindo pra subir. entra a mulher, super simpática "pra ver como está o arthur". logo manda a pergunta "por que você não está vacinando o arthur?" e eu tive que mostrar a carteira de vacinação dele para provar que sim, estava vacinando, só não no lugar certo. resumo da ópera: aqui em curitiba (não sei sobre as outras cidades então não posso afirmar) há todo um sistema que dificulta e muito a não vacinação de bebês. a criança nasce e na maternidade já recebe o caderninho de vacinação - e a maternidade avisa o posto de saúde da minha região que um arthur nasceu no dia x e que no dia y ele tem que estar lá para a primeira vacina. a partir da primeira vacina, é feito um cadastro no posto, e lá eles acompanham se a vacinação está em dia ou não. se os pais não estão com vacina em dia, recebem visita da agente de saúde. eu acho que por aqui acaba ficando a critério dos pais vacinas fora do calendário básico de vacinação. de novo: existe um controle.

    o que quero dizer com isso é que às vezes a gente está tão acostumado a achar que tudo no brasil é tão zoado que esquece que algumas coisas funcionam, ou ainda, que há um sistema que tenta garantir esse funcionamento. mas infelizmente existe também gente disposta a falsificar atestado para não vacinar o filho, né.
     
    • Gostei! Gostei! x 8
  12. Felagund

    Felagund Well-Known Member

    Mais uma das já clássicas extravagancias naturebas/holísticas/qualquer coisa do pessoal mais endinheirado! Só ver onde surgiu os surtos: Vila Madalena, berço dessa nossa elite holística/natureba.

    Um total absurdo, e como o Éomer falou: bobagem importada, o que é ainda pior, pois qualquer porcaria com um selo de "fazem isso na Europa" é o suficiente para um monte de gente copiar por aqui.
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  13. Amon_Gwareth

    Amon_Gwareth Paragon

    Retrocesso.

    Mesmo depois da revolta da vacina, não temos crianças mutantes (muitas), ou mesmo autismo em massa. Mas, por outro lado, atingimos a erradicação de determinadas doenças que causavam inúmeras mortes e problemas crônicos, além de termos alcançado uma forte imunidade coletiva, que protege até mesmo os não vacinados por contra-indicação médica explícita (não acho que existe a necessidade de discutir os benefícios disso).

    Supondo que os efeitos colaterais negativos, clinicamente constatáveis, existam. Pensando de uma forma fria, os benefícios superam os malefícios, já que a imunização coletiva foi atingida, e não temos alarmantes níveis de autismo ou outros efeitos colaterais graves no estado pós-compulsoriedade. Sendo assim, eu seria pró-vacina até mesmo se os supostos efeitos colaterais (já demonstrados, por experiência, como estatisticamente favoráveis) fossem fundamentados.

    Existem alguns grupos que acreditam em reações colaterais além das clinicamente constatáveis, e grande parte da polêmica gira em torno disso. Que a vacina atrapalha a ressonância de não sei o que do sistema imunológico com não sei o que lá do universo. Não vou entrar em detalhes disso, mesmo pq eu nem saberia falar muito a respeito, mas aceitando isso, sabemos que as razões para não vacinação vão além da conversa furada do suposto autismo, sendo este um mero "bode expiatório científico", utilizado em discussões como essa. Não vou entrar também na imbecil discussão de tentar provar que eles estão errados, que tal ressonância não existe, etc. Vou falar sobre a lei brasileira.

    Eu achei curioso o trecho onde os pseudo-hippies dizem ter um tratamento alternativo a vacinas, a tal da homeoprofiláxia. Já tivemos um tópico que demonizava a homeopatia pela eficácia contestável. O @Lew Morias apontou que o grande problema nisso tudo é a desinformação, e eu começo a concordar com ele ao ver aberrações deste tipo. Conforme
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , as próprias organizações homeopatas contra-indicam a homeopatia para imunização:

    A homeopatia se propõe a corrigir os efeitos colaterais da ressonância do não sei o que com o não sei o que lá:

    Temos mais um caso clássico da ignorância incoerente causando problemas. Os que afirmam que tem um método que substitui a vacina, no quesito imunização, estão sendo anti-éticos e irresponsáveis. Se um profissional da saúde afirma ter esse método, assumindo que ele tem um CRM (ou seja, pode ser até um homeopata homologado), ele está agindo duplamente contra a lei: está propondo tratamento não homologado, e está contra-indicando vacinação quando a lei diz que todo cidadão sem qualquer restrição clinicamente comprovada DEVE ser vacinado. Este indivíduo tem que ser punido pelo órgão regulamentador da profissão, e pela lei.

    Claro, se for um curandeiro anti-ético de esquina, então é bom que o processo da seleção natural viral cuide de tudo. Só é uma pena que isso não ocorreria, pois neste caso, não estamos falando do prejuízo contra quem tomou as decisões com premissas malucas, mas sim de uma vida que ainda não está apta a tomar essas decisões - a criança.
     
    • Gostei! Gostei! x 3
    • Ótimo Ótimo x 2
  14. Tek

    Tek Girls tend not to like me

    E as pessoas ao redor. Deveria ser crime não ser imunizado. Ou melhor, transmitir doença infectocontagiosa passível de prevenção pela vacina, por risco de causar lesão corporal grave, gravíssima ou mesmo morte.

    Mas parando de julgar os outros um pouquinho, como é que está a vacinação de vocês?
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    Porque é feio falar dos outros e fazer igual :hihihi: Se tiverem alguma dúvida, falem comigo, de preferência por facebook porque quase não to entrando aqui. Mas não deixem de se vacinar.
     
    • Gostei! Gostei! x 5
  15. LuizWsp

    LuizWsp A torch in the dark In Memoriam

    Eu nunca tomei vacinas de gripe, nem daquela gripe suína.
     
  16. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Também nem precisava, mano. Aquilo era pura paranoia. Povo fazia parecer que ia ser pior que a Gripe Espanhola. No mundo morreram umas 1000 pessoas. No brasil acho que nem 10, e as que morreram aqui estavam imunodeprimidas, ou estava grávida, ou era criança ou idosa. Eu não tinha facebook na época, se tivesse teria como provar que sempre achei besteira as previsões de que "no próximo ano a doença vai chegar no Brasil e vai matar milhares".
     
  17. LuizWsp

    LuizWsp A torch in the dark In Memoriam

    Foi como eu pensei. Afinal a gripe aviária e suína juntas atingiram o incrível número de ZERO conhecidos meus. Epidemia.
     

Compartilhar