1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)
  1. Parisio

    Parisio Usuário

    Parece a vocês haver algo de peculiar na passagem da aparição do olifante?

    (A propósito, é em que capítulo?)
     
  2. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Ein? :eh:

    O primeiro capítulo em que vemos um olifante é o Capítulo 4 do Livro IV, "De ervas e coelho cozido".
     
  3. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Peculiar como? :eek:
     
  4. hoffsant

    hoffsant Usuário

    entender a pergunta não eu conseguir :lol:
     
  5. Fëaldar

    Fëaldar Campeão do Clã do Lobo

    Como assim? :o?:
    Tipo "isso tá fora do lugar"?
     
  6. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Pra não virar floodação isso aqui, deixemos o Parisio postar de novo explicando melhor a pergunta dele, senão o tópico vira um amontoado de posts, todos dizendo que não foi possível entender a pergunta do cara. :wink:
     
  7. Parisio

    Parisio Usuário

    Fiz uma pergunta inespecífica para não induzir respostas pela minha interpretação. Como Fealdar se aproximou, vou me esclarecer: a primeira peculiaridade do olifante, ou a mais visível, é que, digamos, uma besta meridional entre de repente numa história que até então se compusera totalmente de elementos setentrionais, como são elfos, anões, magos, bosques encantados, objetos mágicos, etc.
     
  8. Olórin

    Olórin ai que uó

    Bem, os Olifantes são meridionais...por isso eles assim parecem..., naum axei estranho...Sauron convocou seus mestres, por isso els vieram também... pra mim foi lindo! :grinlove:
     
  9. O_Voga

    O_Voga Usuário

    Tipo assim, é massa quando o olifante aparece derrubando tudo e saindo no meio da confusão. Não percebi nada estranho na passagem (a não ser o olifante é claro :mrgreen: ). Você achou precipitada ou muito repentina a aparição do "bixinho" ?
     
  10. Beleg Arco-forte

    Beleg Arco-forte Usuário

    Pra mim os Olifantes eram só uma forma de mostrar que existia ainda um mundo enorme a ser explorado, tanto que os dois magos azuis supostamente se perderam nele.... :)
     
  11. Pandatur

    Pandatur Usuário

    A aventura segue cada vez mais o rumo Norte-Sul, então seria de se esperar que houvesse uma mudança na flora e fauna ao longo dessa viagem de quilômetros de distância. E Tolkien consegue muito bem mostrar isso, dando sempre muitos detalhes principalmente da flora da região onde os personagens se encontram.
    O Olifante é um animal de Harad, do Sul, e que foi levado mais ao norte para a guerra. A princípio realmente é algo que "surpreende", digamos assim, pois insere-se um bicho fora do padrão mitológico "europeu" (elfos, anões, goblins, etc), como você mesmo disse.
    Como disseram aí em cima, a presença do Olifante mostra também que a Terra-Média era muito mais vasta do que aquilo que nos foi apresentado. Se havia olifantes no Sul, é bem provável que houvesse também grandes felídeos, primatas, entre outros. Assim como no Leste deveria também haver uma gama de animais "estranhos".
     
  12. Parisio

    Parisio Usuário

    Sim, o Ithilien era um cenário explicitamente mediterrâneo, mui quente e colorido, e há inclusive alusão a oliveiras, árvore típica de países do extremo sul da Europa, como Portugal e Grécia.

    A peculiaridade de que falo subjaz a essas questões de climatologia, botânica e o que seja: refere-se ao fato de que Tolkien teve uma intenção louvável ao imaginar essa cena. Considero-a um divisor de águas: quem achava que estava lendo uma fábula, desistiria, quem percebesse a modernidade da obra, iria em frente.
     
  13. Erúnamo Kalring ¥

    Erúnamo Kalring ¥ Templo do Conhecimento

    Nota historica: os romanos conheciam os elefantes das guerras contar Catargo. ja q o cenario era mediterraneo, talvez Tolkien tengha tirado daí.
     
  14. <_Witch King_>

    <_Witch King_> O Maior dos Nove

    A idéia principal, creio eu, é de que Tolkien quisesse mostrar que ainda havia um grande pedaço de mundo para ser explorado.
     
  15. Parisio

    Parisio Usuário

    Essa seria uma razão meramente didática. Tolkien não era um cartógrafo, pelo menos não em primeiro lugar, e "O Senhor dos Anéis" não é o relato das viagens de Marco Pólo. Há um imenso interesse na diversidade de criaturas, povos, paisagens e eventos. Há um interesse maior ainda no propósito que essas coisas guardam.
     

Compartilhar