1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Obra perdida de Vivaldi é encontrada na Escócia

Tópico em 'Música' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 7 Out 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Um concerto para flauta do compositor italiano Antonio Vivaldi (1678-1741), autor das "Quatro Estações", foi descoberto em meio aos documentos de um Lord escocês, anunciou nesta quinta-feira o Arquivo Nacional da Escócia.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    A existência da obra, entitulada "Il Gran Mogol", só era conhecida pela menção feita em um catálogo de venda de uma livraria holandesa do século XVII.

    O concerto faz parte de uma série de quatro peças, e as outras três ainda não foram encontradas, explicou Andrew Woolley, pesquisador da Universidade de Southampton (sul da Inglaterra).

    "Il Gran Mogol" será executado, talvez pela primeira vez em público, em janeiro de 2011 na cidade escocesa de Perth.

    A composição manuscrita foi descoberta recentemente pelo próprio Woolley, um jovem musicólogo de 28 anos. O pesquisador, que trabalha na Escócia, estava estudando um lote documentos adquirido pelo arquivo de Edimburgo em 1991. Os papéis pertenciam ao marquês de Lothian, cuja propriedade fica na cidade de Jedburgh, sudeste da Escócia.

    contou o musicólogo.

    Aparentemente, a obra de Antonio Vivaldi foi adquirida por Lord Robert Kerr, filho do terceiro marquês de Lothian e estudioso da flauta, durante uma viagem ao sul da Europa no início do século XVIII.

    A ministra escocesa da Cultura, Fiona Hyslop, declarou-se muito feliz com a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar