1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Juramento de Fëanor e a preguiça de seus Filhos?

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Rikky, 24 Abr 2010.

  1. Rikky

    Rikky Unleash His Hard Fury

    Mas por que o Filhos de Fëanor não estariam dispostos a travar guerra com Morgoth?
    Não deveriam ser eles os primeiros a incitar a guerra, já que a isso o juramento os obrigava?
     
  2. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Acho que o trecho se refere aos filhos de Fëanor darem ouvido ao Fingolfin e não outra coisa.

    Não quer colocar o parágrafo inteiro?
     
  3. Rikky

    Rikky Unleash His Hard Fury

    Cara, o paragrafo é enorme

    MAs tipo, por mais que sua situação fosse confortavel, os Filhos de Fëanor não poderiam ficar com o burro na sombra, eles eram obrigados a travar guerra com Morgoth até recuperar as Silmarils ou morrer no processo.
    Então por que diabos eles estavam sentados na varanda olhando a paisagem ao invés de estar guerreando?
     
  4. marcelo.muzzi

    marcelo.muzzi Usuário

    A razão é dada no própio livro, mas vou explicar em minhas próprias palavras: basicamente os noldor estavam vivendo em reinos onde não podiam compreender a força de Morgoth. E os filhos de Fëanor, em especial, resolveram que o juramento de seu pai não havia de ser cumprido com a maior pressa e então poderia esperar. E não havia problema nisso pois assim foi dito no Juramento:
     
  5. Dorak

    Dorak -Morgoth! Não me chame de

    Fingolfin incita os elfos a combater Melkor imediatamente, mas não tem retorno. Logo acima desse trecho que você postou é dito o porquê...

    Wild_Rikky, penso que nesse momento os filhos de Fëanor haviam se esquecido um pouco do seu juramento, e haviam "sucumbidos" à beleza de Beleriand. Depois de tanta luta, fuga, e tudo mais, eles estavam em uma período de paz , e para eles não importava muito a hora de atacar. Período "Carpe Diem" dos noldor.

    Era um certo tipo de preguiça? Acredito que sim, mas foi como se fosse um descanso merecido. Só aqueles que estavam na linha de fogo, cara a cara com o Inimigo é que tinham pressa (Filgolfin, Angrod, Aegnor)

    E tem outra, o Juramento não exigia pressa, eles teriam que perseguir quem estivesse com as Pedras, no caso, Melkor, e como ele estava parado na sua Fortaleza, não importava a hora.


    edit: eu estava digitando o trecho do livro fazia muito tempo, devia ter esperado você postar. :roll:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Faltou coragem a alguns dos filhos de Feanor...
     
  7. Tuor

    Tuor Usuário

    Os filhos de Fëanor não sentiram pressa em combater Morgoth porque poderiam ter entendido que ainda teriam tempo para combatê-lo futuramente, sem pressa, como foi colocado por alguns aqui, e é bem possível que muito tempo se passaria sem que eles agissem para retomar as Silmarilli. Digo isso porque toda vez que leio o livro, vejo-os um tanto mais acomodados ao ambiente de Beleriand, acostumando-se àquilo e talvez dando menos importância ao juramento, que ia sendo empurrado com a barriga. Pareciam não se importar tanto até Beren ter conseguido trazer um, o que pode ter voltado a inflamar mais a vontade de recuperá-las.
     
  8. zorba

    zorba VAI CORINTHIANS!

    Fingolfin pensou num ataque à Angband, pois seu reino estava próspero e numa crescente e seu povo aumentava em tamanho e poder.... até ai normal se eles (noldor) postergassem essa investida, pois eles não faziam parte do juramento...

    agora os filhos de Fëanor pareciam mesmo dispostos a recuar e fugir enquanto fosse possível, até ficarem presos entre Morgoth e o juramento de seu pai....



    pois se levassem o juramento com afinco e com o coração do pai, não fugiriam... procurariam a morte ao invés de fugir...



    ora, Fingolfin fez o que os filhos de Fëanor deveriam ter feito ao se unirem ao pai quando partiram para a TM em busca das Silmarills... pois se não estavam dispostos a lutar até a morte pelas pedras, não deveriam nem ter partido....
     
  9. Rikky

    Rikky Unleash His Hard Fury

    Eu até compreendo que os noldor estavam ainda encantados com Beleriand, e como estavam num periodo de paz poucos estivessem dispostos a iniciar uma guerra.
    O que eu realmente não entendo é o por que dos Filhos de Fëanor, principalmente Maedhros(que estava na linha de frente dos noldor como Angrod, Aegnor e Fingolfin), serem os mais interessados em paz.
    Maedhros deveria estar tão preocupado quanto Fingolfin, ja que se houvesse um ataque, suas terras estariam entre as primeiras da lista de "coisas a destruir" de Morgoth.
    Eu realmente não compreendo essa acomodação dos Filhos de Fëanor, e principalmente de Maedhros.
    Ele via praticamente a mesma coisa que Fingolfin via(só que de outro lado), suas terras seriam as primeiras a serem atacadas. Não faz sentido pra Maedhros ficar de papo pro ar enquanto espera ser varrido do mapa.
     
  10. Finwë

    Finwë Alto Oficial de Erebor

    Não acho que seja acomodação; Fëanor foi o único a ir para Terra-média ávido por vingança, movido por um fogo que a tudo e a todos queimava. Os Filhos de Fëanor foram com o pai, cumprir o Juramento, mas como o próprio Maglor disse 'o Juramento não nos impede de dar tempo ao tempo'; e eles tinham reinos belíssimos e prósperos em Beleriand e Ossiriand, e arriscar tudo demanda um tempo muito grande para preparar a guerra. Mas, eles deveriam ter dado ouvido a Fingolfin, guerra é a única coisa que Morgoth entende, e naquela época as espadas dos Noldor ainda brilhavam e a 'mordida' era poderosa.
     
  11. zorba

    zorba VAI CORINTHIANS!

    sim eles tinham o direito de esperar por um melhor momento e talz... mas se eles não estavam tão interessados em guerra e em cumprir o juramento, não deveriam ter se entregado por completo quando Fëanor os convocou para partir, ou então que partissem mas que deixassem bem claro para Fëanor que iriam ajudar da maneira que fosse possível, e não até a morte, como pretendia o pai....

    entendo o lado deles, que tinham belos reinos e não queriam dar chance para o azar, assim, de graça... mas que ficasse isso bem claro entre eles e Fëanor, que esperava (acho eu) mais empenho dos filhos....
     

Compartilhar