1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

O Grito (The Grudge, 2004)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Dirhil, 11 Jan 2005.

  1. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    O GRITO

    Elenco: Sarah Michelle Gellar, Jason Behr, Bill Pullman e Ted Raimi.

    Direção: Takashi Shimizu


    Hum.... o primeiro filhote de "O Chamado" já nasce deficiente.


    "O Grito" fez tanto sucesso nos EUA e ouvi alguns comentários de amigos meus de que era bom... então resolvi encarar o bichinho.


    A história é batida: fantasmas que morreram em clima hostil resolvem se vingar de todo que cruzarem seus caminhos, e a casa onde eles viveram. É tipicamente um filme de casa mal-assombrada. Tem CENAS de susto sim, com aqueles agudos da trilha sonora, etc. Eles até assustam, mas é algo passageiro. O grande problema do filme é não criar clima de terror. Filmes como "Sinais" e até mesmo "A Vila" souberem criar um clima de suspense pra deixar tenso na poltrona. "O Grito" poderia ter abusado disso e criado esse clima que fulminasse com a aparição dos fantasmas. Daí sim, se tornaria um marco.

    Mas não é o que acontece. Apesar disso dá pra assistir sem bocejar. Tem uma edição BEM interessante pra um filme de terror. Algo tipo "21 Gramas" e "Pulp Fiction", uma narrativa desconexa mas de facílima absorção. O elenco tá "vou-morrer-à-qualquer-hora-então-pra-quê-interpretar?" .... mas nada que não seja comum do gênero.
     
  2. .plück.

    .plück. Usuário

    [Pode conter spoilers... ou não.]

    Olha...
    Durante o filme, TODAS as pessoas da sala riam sem parar. Foi muito estranho.
    Mas lá para os 20 ou 15 minutos finais, todos se calaram. De medo mesmo.
    Eu então, gelei e meu coração batia rapidamente com a tensão que de repente se criou.
    Foi uma experiência única, nem com Chamado senti isso.

    Mas sofre de clichês e de uma comparação muito grande para com O Chamado (motivo maior das piadas...).
    E a Sarah é a pior atriz do mundo. Mas posso estar dizendo só pq odeio muito ela, etc.
     
  3. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Ahhhhh a Sarah Michelle é um charme do filme.... ela é muito lindinha!!!!



    Ah sim.... é impossível não pensar em "Encontros e Desencontros" que também se passa no Japão e tem todo o problema de comunicação e tals.




    SPOILER

    A cena mais de todas é a guria que sai correndo e se enconde debaixo das cobertas...... eu já vi fantasma e fiz isso :lol:
     
  4. Gondorian Blade

    Gondorian Blade Usuário

    A história realmente é confusa e não tem muita lógica, deixando aparecer alguns furos. Mas o filme é bom naquilo q se propõe: dar sustos. E não são só sustos artificiais, causados pelo aumento da trilha, mas sustos bem preparados, com todo um suspense anterior e q culminam com um rostinho nada agradável :mrgreen: . Não é melhor do q O Chamado, sem sombra d dúvida, mas pelo q eu me lembro, é o melhor filme de terror desde o mesmo. Pelo menos até lançarem O Chamado 2 (q não tava me animando... até assistir ao trailer) e O Amigo Oculto.
     
  5. Strider

    Strider Usuário

    SPOILERS

    Na minha sessão também riram pra caramba, desde o cara se suicidando na primeira cena até o garotinho falando o nome dele: "Toshiô!". Eu fiquei indiferente - não achei graça e nem senti medo ou tomei qualquer susto. Claro, é terror e eles nem ligam pro suspense, usam e abusam da trilha sonora que enche o saco. Eu ficava "ah, vou tomar um susto agora - será?" e tudo mais.

    A única coisa que prestou mesmo foi a edição. Conseguiram contar direito a história do filme, sem apenas se prender nisso, como faz 21 Gramas. Aliás, o filme não tem muita coisa pra se prender em, nenhum ponto forte.
     
  6. Deza

    Deza Blink

    A que bom que eu sou normal, porque não achei nada aterrador, mas rendeu boas risadas.
    Fora O Sexto sentido e O Chamado, a maioria do terror me fez rir em vez de apavorar.
     
  7. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    A maioria dos filmes de terror é previsível.... e isso irrita.

    Você sabe que vai levar susto e tals.


    SPOILER
    Neste tem o insuportável clichê do barulho assustador, com trilha acompanhando.... e na hora do susto é apenas um gatinho que pula de algum lugar.
    Mais idiota impossível.
     
  8. Uglúk o Uruk-Hai

    Uglúk o Uruk-Hai ... o maioral.


    SPOILER DO SPOILER

    E qdo vc pensa q era so mais um cliche de gatinho q pula dando susto... vc se surpreede ao saber q o gato É um fantasma!! :lol:








    Mas olha filme de terror agora esta pra mim que nem filme porno, so espero pra ver no q ele se propoe...hehe e na boa O Grito é realmente assuatador... a cena da escadaria no predio, o fantasma principal, a cena da Yoko...


    Vejam so... todo mundo é cinico nessa bosta, e cada vez fica mais, agente vai querendo analizar roteirom linguagem e bumbas a quatro... Mas é a antiga formula de Terror utilizada pra se botar medao.. e bem, se deu medao funcionou...

    Ate o inicio dos anos 80 ninguem reclamava disso, todo filme de Terror tinha o mesmo genero e era elogiado pela capacidade de criar sequencias assustadoras....

    Então eu creio q esse genero e quase como os filmes de artes marcias, não adianta ligar pro roteiro ou q quer q seja... a parada e sentir medo com os fantasmas mesmo.. e pinba da gorduxina.
     
  9. **Arwen**

    **Arwen** Usuário

    Uia, finalmente tópico sobre esse filme. :)

    Pois é, um monte de gente disse que o filme não tem nada de novo, que nem é tão bom assim, mas caraca, fazia tempo que eu não passava uma noite toda sem conseguir dormir me cagando de medo de começar de repente a escutar aquele som gutural que precede alguma aparição.
    Na realidade acho que o que mais me assustou foi que a moça não tinha cara de má, mas sim de sofrimento, de cachorrinho pidão. Um rosto inocente tipo o da Samara de O Chamado. Mas acho que nem da Samara eu tive tanto medo.

    Credo, como eu sou cagona. :eek:
     
  10. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    Oh yeah..... a cena na escada, culminando com a câmera de segurança mostrando o fantasma é a única que cria um ótimo clima de suspense. O fantasma principal é cópia de O Chamado, a cena da Yoko que vc fala é aquela onde ela aparece andando no trabalho dela? Nessa eles apenas criaram o clima, poderia ter mostrado mais do susto e dela matando o carinha lá.

    Mas as coisas mudam.... é a antiga fórmula mesmo, mas ela chapou. Tem tantos filme que tão sabendo utilizar o medo e o terror psicológico que filmes com terror explícito não estão mais assustando como antes.


    Isso se pelo menos eles dessem medo. O Toshiô é tão bunitim :grinlove:

    Nhááá.... esse som muito parecidíssimo foi usado em "Sinais" com maior eficiência.
     
  11. **Arwen**

    **Arwen** Usuário

    Bah, eficiente ou não, me deu um medão fora de sério. :P
     
  12. Gil_Gaer

    Gil_Gaer A lost elf

    Eu até queria assistir esse filme, o comentário feito por uma amiga minha de que o grito parece mais um arroto me motivou taaaaanto. E ainda, depois de recentes desilusões com filmes do gênero, eu estou com um pé atrás.
     
  13. Acabei de voltar do cinema. Sinceramente, é uma bosta sem precedentes.

    Não vou me ater a termos técnicos e coisas do tipo (naõ conheço o suficiente pra criticar), mas é ruim demais.


    PODE CONTER SPOILERS






    A história deve ser a coisa mais clichê de todos os tempos. Sério mesmo, fantasmas que foram mortos de forma brutal e injusta aterrorizarem uma casa, jogando sua ira pra cima de pessoas que nada tem haver com a história deve ser a sinopse mais batida do gênero terror em todos os tempos (ou talvez empate com a do Serial Killer que aterroriza a turma de universitários afim de vingança).

    Segundo porque você sabe quando vai tomar o susto. Mais que isso, sabe o exato segundo que será, sabe como será e tudo mais. Eu mesmo tomei apenas um susto em todo o filme (na cena do ônibus). Fora que, os vilões não possuem carisma nenhum. Sinceramente, tem vilões que aterrorizam e tem vilões que são engraçados. E os vilões de O Grito (o Toshio e sua mãe) não são nem um nem outro. É absurdo de tão infantil. Aquele menino japonês não mete medo em ninguém com mais de 8 anos de idade.

    Ah, Sarah Michelle Gellar é uma merda de atriz, mas como é linda e gostosa até dá um crédito ao filme. :grinlove:

    Só isso também.
     
  14. Hobbit Bonzinho

    Hobbit Bonzinho Usuário

    SPOILERS

    é, ela é linda e gostosa mesmo.

    E o filme é chato. Apenas uma sequencia de sustinhos aqui e ali com uma histórinha qualquer amarrada. Pra mim, a edição foi apenas pra disfarçar que o filme não tem roteiro algum mesmo. Há sequencias interessantes ali, aquela em que os caras veem a coisícula lá pelo vídeo de segurança é bem legal.

    Pq diabos demoraram tanto pra matar a Sarah Michelle Gellar? Será que é pq ela é gostosa? Se for assim, pq não mataram a velhinha? ela certamente não é gostosa.
     
  15. Carladriel

    Carladriel Usuário

    Gostoso é o kra que faz o namorado da Sarah.
    Eu tb fiquei me perguntando pq não mataram a Sarah e a véia.
     
  16. Irkhan

    Irkhan .....

    hahaha, atriz principal é assim mesmo, demora a morrer...
    Eu ainda não assisti , não tive vontade mesmo. É como o japonês, com aquela coisa de não saber o que está se passando de verdade?
    A história contada no cinema pode parecer clichê mesmo, entretanto, é mesmo uma maldição conhecida japonesa chamado ju-on.
     
  17. Cults

    Cults Usuário

    Esse negócio de espíritos que se vingam pode parecer superclichê para ocidentais, mas no Japão faz o maior sentido, é da cultura deles. Aliás, o filme todo tem um clima muito oriental, por mais que seja uma refilmagem americana.

    Vocês sabiam que esse filme é uma refilmagem, não sabiam? :mrgreen:

    A velhinha morre, sim. Aquele negócio preto, algo parecido com um emaranhado de cabelos, que aparece na casa quando a Sarah está lá cuidando da velha, é a Kayako, e ela mata a velhinha sim. A Sarah Michelle Gellar (pff...) não demora a morrer, ela simplesmente não morre. Explicações em um possível O Grito 2? Bom, no japonês eles simplesmente tratam de explicar isso logo no primeiro filme. É o seguinte:

    SPOILERS!

    A Kayako, a fantasma, a que mata todo mundo, quer a todo custo renascer, encarnar em outra pessoa, não só se vingar e matar os outros. Durante o filme, ela e o filho tentam escolher alguém em que ela possa reencarnar. A escolhida? Rika, a protagonista (no americano, Karen, ou Sarah :lol: ). É por isso que, durante o banho, Karen (Sarah...) sente uma mão saindo de sua cabeça. Aquilo é a Kayako dentro dela, mas no filme isso não faz o menor sentido, descuido deles. Na versão original, japonesa, faz, porque em outras cenas Kayako sai de dentro de Rika e, quando ela se vê no espelho, é o reflexo da Kayako que aparecer no lugar do dela. No final do filme, quando Kayako está para renascer, o espírito do marido dela ressurge e mata Rika, impossibilitando o renascimento de Kayako.

    No segundo filme (sim, existe), Kayako finalmente consegue renascer, e se transforma numa criança NADA adorável.

    Tipo, para nós, ocidentais, é algo absurdo, muito mais absurdo do que uma fita que mata as pessoas num prazo de 7 dias. Mas o modo como os japoneses fazem filmes de terror é assim mesmo: eles abusam das lendas sobre espíritos e deixam a imaginação correr solta.

    O Chamado é muito melhor, claro, mas é que filmes como O Grito não fazem o menor sentido no Ocidente. Se bem que a Samara também é um espírito que mata pessoas inocentes para se vingar, mas ela usa meios muito mais intrigantes :lol:

    Outra coisa: comparação com O Chamado é inevitável, e até algo desconexo. O Grito não é filhote de O Chamado coisíssima nenhuma, não é uma mulher de cabelos compridos que vai fazer o filme ter alguma relação com o outro. Não são dos mesmos diretores e a histórias não se parecem, só se baseiam em coisas parecidas (espíritos vingativos, típicos da cultura nipônica), mas um aspecto eu tenho de admitir: nem O Grito, nem a versão japonesa criam o clima tenso de O Chamado. O Chamado tem um clima mais tenso e mais pesado sim, talvez por causa da investigação que gira em torno da misteriosa fita. E Dark Water, dirigido por Walter Salles e refilmagem de Honogurai mizu no soko kara, um filme do mesmo diretor de Ringu (a versão japonesa de O Chamado), está ficando pronto, e lamento informá-los mas nele também há uma garotinha de cabelos compridos.

    A propósito, para os que se interessarem: a versão japonesa de O Grito chama-se Ju-On: The Grudge.

    Cults (isso que dá trazer filme oriental pro ocidente. A galera desconhece as origens dos filmes e entende tudo errado. Tô até com medo do que vão dizer do Dark Water, que é extremamente psicológico)
     
  18. Fiwen

    Fiwen Meow

    Eu não conhecia essa versão americana do filme... No Sábado passado peguei o japonês e vi, e posso dizer que gostei, na realidade superou a s minhas expectativas... Eu não ligo muito para filmes de terror, mas esse valeu a pena...Mas essa refilmagem eu não conheço... Vou ver se arranjo pra ver...
     
  19. Unholy Master

    Unholy Master Chess Piece

    Bem eu assisti o filme.Foi o filme em que mais vi gente rindo na minha vida !
    Sério,nenhum filme de comédia que vi no cinema fez tanta gente rir !
     
  20. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    .....

    Isso que dá irmãos assistindo O Grude* no Playstation, enquanto eu tentava dormir. Para começar não reconheço nenhum dos personagens.

    Cults, como você parece ter assistido o filme em japonês queria tirar duvidas... Primeiro, a atriz principal morre duas vezes ou morre só uma vez? (no parque fisicamente na primeira, e na segunda é a alma dela quem morre)

    (se bem que eu tive a impressão, durante o meu sono precioso, que ela morria mais vezes...)

    Segundo, onde estão os lances deles verem a si mesmos morrendo no futuro? (cada um que morreu teve uma visão do futuro com eles morrendo)

    *depois eu traduzi para eles o que significava The Grudge... eu falo para eles aprenderem inglês decentemente logo, mas eles me escutam???
     

Compartilhar