1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Gandalf - the white] [Elfo Solitário]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Gandalf - the white, 18 Mai 2003.

  1. [Gandalf - the white] [Elfo Solitário]

    galera, essa historia surgiu do nada assim, ela e mo pequena , mas e q eu gostei muito, ai queria postar aki pro cs... por favor, opinioes! Ah, os nomes eu tva meio sem imaginaçao e coloquei uns ja conhecidos. O texto surgiu rapido, entaum provavelmente terao coisas nele, meio sem base, mas é pra isto q to postando aki, pra q vcs me ajudem... valeu ai galera!

    Glorfindel, o sinônimo da graça e beleza dos elfos. Nascido em Materiosus, no ano de 2450 (de acordo com o calendário élfico), Glorfindel é um elfo de muita respeitabilidade e poder, apesar de jovem, e de ainda estar em fase de aprendizado.
    Seu pai Beren, já descansando entre os Vala, era jovem quando conheceu Luthien, e por ela apaixonou-se, sendo também correspondido. Viveram juntos por séculos, até que Glorfindel chegou ao mundo, abençoado por Eru.

    Quando um bebê élfico, Glorfindel era normal, como todos os outros, que era de grande beleza. Ao passar dos anos ele foi se destacando entre todos, pois seu cabelo ao invés de loiro ou preto, tornou-se vermelho como uma chama de fogo. todos ficavam intrigados com tal coisa, mas apesar disso não importavam-se. Em sua infância destacou-se também nas atividades de seu povo, pois Glorfindel recebia ajuda "dos Vala" como diziam todos. Mas na verdade, era o dom que tinha recebido, de junto com alguns elementos da natureza conseguir aumentar sua agilidade ou força.

    Mas isso só destacou-se realmente quando 100 anos completava, pois foi aí que saiu para a sua primeira batalha. Apesar de ser um elfo pacífico, ele e os outros "jovens" élficos foram solicitados, para que completassem o exército do rei. Glorfindel mostrou-se bastante ágil no campo de batalha, empilhando em sua frente centenas de orcs, pois além de grande ajuda dos elementos naturais, ele era um ótimo arqueiro, e apesar de seu arco não ser grande, muitos o invejavam.

    Ao voltar da "batalha dos reinos", como ficou conhecida, Glorfindel encontrou seu pai Beren debilitado em sua casa, pois dias antes havia sido ferido por um grupo de orcs que tentavam invadir Materiosus. Após 5 dias de muito sofrimento, Beren escolheu descansar com os Vala, e partiu. Luthien, que amava muito seu esposo, partiu 2 meses depois, a procura da terra em que os Vala viviam.

    Depois disso não teve-se mais notícia de Luthien, o que causou em Glorfindel um desespero interno. Com todos esses acontecimentos, Glorfindel tornou-se solitário, e passou a odiar ainda mais todos os orcs. Continuou a viver em Materiosus, e a partir dai, gostava de sair andando por terras desconhecidas empunhando apenas seu arco. Todos da cdade diziam que ele saia sempre a procura de sua mãe, mas nã sabiam ao certo o que realmente era.

    Entre os orcs havia um medo horrível do "dragão élfico", que os caçava como animais foragidos, e decepava-lhes sempre as cabeças e as pendurava em árvores. Os orcs diziam que quando o elfo os via, ele recebia algum poder a mais, e que seus longos cabelos vermelhos começavam a agitar-se como as chamas de um dragão, e que chamas saiam de seus olhos, que pareciam estar tomados por um poder oculto.

    Sempre que voltava de suas andanças o elfo parecia abatido, como se tivesse visto seu pai ou sua mãe indo embora novamente.

    Quando completou 150 anos, Glorfindel recebeu um recado em sua casa. O recado era para que no dia seguinte saísse a porta de sua casa bem cedo e ali esperasse por um visitante. Assim feito, quando esperava na porta com seu pequeno arco na mão, o elfo pressentiu algo, e como uma flecha agarrou um homem que estava escondido entre os arbustos ali perto. Mas ao fazer isso declarou-se, e percebeu então que sua casa estava cercada. Naquele momento foi revelado todo o seu poder, pois uma flecha atingiu-lhe o peito, do lado direito, e fez com que Glorfindel lembrasse de seu pai. Não eram só homens que o cercavam, mas muitos orcs também estavam ali presentes e urravam, como que vibrando pela captura do "dragão élfico". Mas quando encararam o elfo, ficaram imóveis de medo, pois dos olhos de Glorfindel pareciam brotar chamas, e seus cabelos agitavam-se desordenadamente ao vento. O céu escureceu, e uma chuva grossa começou a cair, e lavou o ferimento do elfo. Os homens e orcs estavam imóveis, e antes de se mexerem, viram o elfo como um deus, e como um raio, Glorfindel decepou as cabeças dos orcs e homens que estavam por perto, e dos outtros que fugiram, apenas alguns escaparam, pois Glorfindel caçou com raiva a todos.

    A partir daí Glorfindel deixou Materiosus, pois deixou de confiar nos homens. Agora vagava pelas estradas, protegido pelo seu manto élfico que lhe fora dado por sua mãe, e portando seu arco e uma pequena espada.

    Com 200 anos, Glorfindel tornara-se um elfo solitário, desconfiado de tudo e de todos. Apenas vagava, e sempre que precisava recebia ajuda, dos seres superiores a ele, que ajudavam através dos elementos naturais da terra.
     
  2. eu acho q a minha historia e a unica q ta aki tem 1 semana e ninguem leu.......puts hehehhe

    eu tenhu um serio problema, penso eu , em dar titulos chamativos......

    puts sera q ninguem vai t nenhum interesse em ler naum?? hehe!
     
  3. Vinci

    Vinci Usuário

    Eu num li pq o nome do elfo é Glorfindel... Mto Tolkien :mrgreen:
     
  4. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Eu li, Gandalf, mas prefiro não opinar sobre o conto em si porque eu tenho um sério problema com Fanfics... Eu não suporto Fanfics. Então se eu for dar minha opinião vai ser difícil eu encarar seu texto como um texto... Você entende?

    Mas quanto à gramática não encontrei grandes erros, talvez uma revisada nas vírgulas possa ajudar. Está bem escrito.
     
  5. valeu ai gente....esse foi so um pequeno texto mesmo, adoro escrever com influencias de tolkien, mas tem um outro texto meu aki no clube, q chama A HISTORIA DE UM VAMPIRO, naum e tolkien basied naum, e jah ta bem grande jah.......bem aki no clube so tem um pedaço pq quase ninguem leu, intaum se vcs me derem sugestoes eu posto mais! valeu ai!
     

Compartilhar