1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Federer abre vantagem no ranking, e Bellucci volta ao top 40

Tópico em 'Esportes' iniciado por Turgon, 20 Ago 2012.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    O título do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, conquistado no domingo, fez o tenista suíço Roger Federer abrir vantagem na liderança do ranking da ATP, divulgado nesta segunda-feira.

    Federer chegou aos 12.165 pontos, contra 11.270 do sérvio Novak Djokovic, vice-campeão em Cincinnati e segundo no ranking. A terceira colocação é do espanhol Rafael Nadal (8.715).

    Houve apenas uma alteração no top 10. O argentino Juan Martín del Potro (3.620) subiu para a oitava colocação, enquanto o sérvio Janko Tipsarevic (3.285) caiu para nono.

    Já o paulista Thomaz Bellucci voltou a figurar entre os 40 primeiros, apesar de não ter jogado nesta semana. Ele é justamente o 40º, com 967 pontos. No ranking divulgado na última segunda-feira ele aparecia na 43ª posição.

    Bellucci, que recuperou três posições graças a tropeços de rivais, estreia no ATP de Winston-Salem, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira, diante do cipriota Marcos Baghdatis, 42º do mundo. A partida está marcada para acontecer às 13h (de Brasília).

    "Peguei uma chave dura. O Baghdatis é um especialista nesse tipo de piso [rápido], mas de qualquer maneira será um bom jogo preparatório para o US Open", disse Bellucci.

    CONFIRA OS DEZ PRIMEIROS DO RANKING DA ATP

    1. Roger Federer - 12.165 pontos
    2. Novak Djokovic - 11.270
    3. Rafael Nadal - 8.715
    4. Andy Murray - 7.290
    5. David Ferrer - 5.375
    6. Jo-Wilfried Tsonga - 4.835
    7. Tomas Berdych - 4.155
    8. Juan Martín del Porto - 3.620
    9. Janko Tipsarevic - 3.285
    10. John Isner - 2.880

    Fonte: Folha de S.Paulo
    ________________________________

    Alguém acredita no Belluci no TOP 10?
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Belluci no Top10 eu acho quase impossível pelo temperamento dele.


    Quanto ao Federer, eu ainda torço pra ele chegar nos numeros redondinhos de 20 Grand Slams e 300 semanas na liderança. Pro segundo objetivo faltam só 8 semanas. Pra se manter lá vai ter que vencer o US Open.
     
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    O Belluci só acredito chegando num Top 20 e ainda assim mal esquentará a cadeira.

    Já entre os Tops eu ouvi no rádio que o Federer até o aberto dos EUA fica com a liderança garantida. Depois disso aí terá vários pontos pra defender o que vai exigir mais dele.
     
  4. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Mas o Belluci tem dado trabalho para seus adversários nas últimas edições. Claro que eu não acredito que ele será um novo Guga, bem longe disso, mas talvez alguma semana ali no top 10 eu acho possível. Fato é que ele precisa trabalhar ainda muito seu estilo de jogo, mas ao menos tem participado de torneios importantes.
     
  5. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Mas o problema dele é esse.
    Ele dá trabalho, mas o psicológico dele o entrega e ele perde o jogo.
    Pra subir no ranking não basta "dar trabalho", tem que vencer. E isso ele sempre esbarra em si mesmo.
    Sendo que ele já deveria ter amadurecido nisso. Se não o fez até agora, acho dificil conseguir daqui pra frente.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Falta ao Belluci fazer uma boa campanha num grand Slam (uma semifinal pelo menos) e em seguida manter uma certa regularidade nos torneios seguintes pra poder se manter num patamar mais elevado. E regularidade é o que mais falta a ele ultimamente.

    "Dar trabalho" quando ele enfrenta um tenista top 10 não é suficiente pra leva-lo a essa posiçao.
     
  7. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Mas o "dar trabalho" é um começo para tentar ganhar algo a mais. Imaginem se ele fosse derrotado facilmente por todos. Ai sim ele e nós não teríamos perspectiva nenhuma para ele.

    Claro que ele precisa de um grande título, mas antes disso ele precisa a se comportar como um grande tenista e conseguir grandes vitórias. Eu acho sim muito difícil ele chegar no Top 10, mas é o melhor brasileiro colocado no rank atualmente.
     
  8. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Já faz um tempinho que ele tá nessa fase. Eu penso que os próximos 2/3 anos serão decisivos pra ele mostrar se vai mesmo evoluir ou não.

    Uma hora ou ele começa a derrotar um tenista melhor rankeado (como fazia de vez em quando muito bem o Meligeni) ou então ele ficará sempre nessas posições intermediárias do ranking, sempre oscilando.
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Ele já deu uma queda, né?
    Nos ultimos tempos ele estava tentando disputar as competições nivel A, mas vinha caindo na primeira, segunda ou terceira fases quase sempre.

    Pelo menos foi humilde em perceber que deveria dar um passo pra trás, disputar as competições nivel B pra ir conquistando vitórias, pontos e confiança. Aí sim dando pra retornar a disputar só com os cabeções.
    O problema é saber se foi humildade mesmo ou se foi desespero porque estava despencando no ranking.
     
  10. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Nos torneios de nivel B, qualquer tenista tendo um desempenho minimamente razoável será top 100 e indo um pouco melhor será top 50 ou 40. O Bellucci tem se mantido mais ou menos sempre nesse estágio.

    Se chegar em várias decisões desses torneios ou ganha-los em seguida, sem fazer nada de destaque num Grand Slam se não me engano só da pra almejar no máximo um top 30 que era o patamar onde o Guga estava antes de ganhar o seu primeiro Roland Garros.

    Só conseguindo ir longe numa fase mais distante de um Grand Slam derrotando os melhores é que dá pra almejar subir mais, mas ainda assim ter regularidade é fundamental, pois me lembro uma vez do Meligeni chegando muito bem numa semifinal de Roland Garros, mas a falta de regularidade em outros torneios só fez ele chegar no máximo a 25a posição.
     

Compartilhar