1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Engenhão será o primeiro estádio a instalar catracas com reconhecimento facial

Tópico em 'Esportes' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 23 Nov 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    A segurança nos estádios brasileiros foi um dos assuntos de destaque no primeiro dia de conferências da Soccerex 2010, feira de negócios relacionados ao futebol realizada desde sábado (20), em Copacabana, no Rio de Janeiro. A BWA, que é responsável por gerir o Castelão, no Ceará, promoveu nesta segunda-feira a primeira exibição de uma nova tecnolgia para controlar o acesso dos torcedores: uma catraca que possui reconhecimento facial ou por chip de celular. Segundo o presidente da empresa, Walter Balsimelli Neto, o primeiro estádio a receber o novo sistema será o Engenhão, já para os jogos do Campeonato Estadual de 2013.

    Além de oferecer maior segurança para os torcedores, Balsimelli acredita também que a nova catraca pode resolver em definitivo um problema crônico do futebol brasileiro: a atuação dos cambistas. A expectativa do empresário é a de que, até o fim de 2012, todos os estádios ligados à BWA estejam com este sistema. Até 2014, ano de Copa do Mundo no Brasil, ele prevê que 100% dos estádios no Brasil incorporem a tecnologia. Para isso, contudo, será necessário que o poder público se interesse pelo projeto.

    Balsimelli revelou ainda que alguns clubes brasileiros já estão de olho na tecnologia, que foi desenvolvida por engenheiros brasileiros e já está em funcionamento pelo mundo (o primeiro a receber foi o estádio do Werder Bremen, da Alemanha). Ele mencionou os quatro grandes clubes de São Paulo - Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos -, além de algumas federações regionais. A BWA já domina 84% do mercado de gestão em estádios no Brasil e tem por objetivo, a partir da implementação das novas catracas, ampliar o domínio.

    afirmou Balsimelli.


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    De acordo com o presidente da BWA, a privacidade dos torcedores será respeitada e informações pessoas só serão passadas às autoridades em caso de uso indevido. Para usufruir da tecnologia, o torcedor terá que adquirir um cartão de acesso e realizar um cadastro. Dessa forma, ele poderá comprar ingressos em locais como lotéricas e postos autorizados, com antecedência, evitando filas. As gratuidades serão respeitadas, assim como a meia-entrada.

    MONITORAMENTO EM ALTA DEFINIÇÃO

    A Sony também apresentou durante a feira do Soccerex um novo procedimento de vigilância nos estádios. A empresa desenvolveu um sistema integrado de câmeras de segurança, que são diretamente controladas por uma central inteligente. Segundo o engenheiro de vendas da Sony, Milton de Souza, o diferencial está na possibilidade de integrar todas as câmeras em uma só rede móvel, que reproduzem imagens em alta definição.

    Esse sistema já se encontra em funcionamento em alguns estádios europeus, tais como o Estádio do Dragão, do Porto, a Amsterdam Arena, do Ajax, e o Emirates Stadium, do Arsenal. Milton afirmou que alguns clubes e federações já demonstraram interesse no projeto, tais como as FPF (Federação Paulista de Futebol e Federação Paranense de Futebol). O primeiro estádio a recebê-lo pode ser a Arena da Baixada, em Curitiba.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Já prevejo muitos atrasos, merdas e prejuizos de equipamentos destruidos.
     

Compartilhar