1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Elétron assassino?

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Maria Pretinha, 6 Ago 2003.

  1. Maria Pretinha

    Maria Pretinha Usuário

    Hj numa aula de física estávamos tratando sobre física nuclear. Falando do cíclotron ( que é um equipamento usado para acelerar a velocidade de um elétron de tal maneira que ele seja capaz de "quebrar " o núcleo de uma substância.

    Se eu simplesmente me jogar na frente desse elétron, quais danos ele causaria pra mim?
     
  2. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    bem sinceramente eu nao sei........ eu faço fisica mas nunca pensei nisso.... provavelmente nao vai acontecer PN com vc.... disconfio de depois de alguns anos fazendo isso vc possa adquirir um cancer..... mas nada alem disso....


    Dwarf
     
  3. Cildraemoth

    Cildraemoth Usuário

    Se isso fosse possível, acho que ele quebraria o núcleo de um dos inúmeros átomos que compõem o seu corpo. No great loss.
     
  4. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    O eletrón passar por você? Acho que não aconteceria nada :o?:
     
  5. as proporções são mínimas, então acho que você só perderia talvez uns poucos átomos de seu corpo... como dito pelo ex
     
  6. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Radiação ionizante (elétrons em alta velocidade comportam-se como radiação) tem uma mania de ionizar as coisas.

    Se atingir uma molécula de água ou proteina não vai ter grandes consequências. Se atingir uma cadeia de DNA, aí pode ter consequências.

    Diariamente somos atingido por muito mais radiações ionizantes do que um elétron saindo de um acelerador linear.

    Normalmente em um acelerador linear tem placas enormes dizendo "perigo não entrem quando a luz vermelha estiver acesa". Então não entre quando estiver em funcionamento. A estória de Bruce Banner nào vai se repetir. :mrgreen:
     
  7. Maria Pretinha

    Maria Pretinha Usuário

    :lol: :lol: :lol: :lol:

    Pode deixar! :mrgreen:
     
  8. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    Primula minha anja eu te amo!!!!!



    Dwarf q ja estava se sentindo solitaria respondendo aki sozinhu as perguntas!!!!
     
  9. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Minha mão trabalha com um cíclotron.Mas ela acelera nêutrons! Aí ela produz Iodo 123. Ou então ela usa um Kipprus, fazendo MIGB(Metaiodobenzilguanidina) :lol:
    É sério!
     
  10. Logan Mcloud

    Logan Mcloud Usuário

    e onde ela faz isso?



    Dwarf
     
  11. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    no IEN(Instituto de Engenharia Nuclear), que é da CNEN(Comissão Nacional de Energia Nuclear).
    mas aí, eu tava lendo e vi que os elétrons têm a capacidade de "passar" pelas coisas construindo um túnel e refazendo a matéria logo atrás (propriedade do tunelamento).mas acho que isso só se aplica a elétrons isolados....... :think:
     
  12. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    8O

    :stop:

    efeito tunel e o efeito da passagem são duas coisas diferentes.

    O tunelamento tem seu nome porque tecnicamente uma coisa (elétron, próton, escambau) tá preso dentro de um poço (potencial elétrico por exemplo) e não devia ter saído de lá... mas o engraçado é que as vezes ele tava lá presinho presinho... mas não é que o desgraçado apareceu do lado de fora?!?!?

    Como se de repente um "tunel" tivesse aparecido para o neguinho sair de sua prisão.

    Um elétron em movimento cria campos magnéticos e elétricos (radiação). Em sua passagem, esses campos entram em contato com a matéria. Ou seja, entra em contado com a matéria de forma indireta (não estudo isso. Tou deduzindo tudo, OK?).

    Então até que sem querer querendo você conseguiu mostrar que mesmo não atingindo diretamente um átomo, um elétron pode causar estragos Meneltar.
     
  13. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    Eu li mais e me informeu Primula, olha o que eu deduzi:

    A passagem de um feixe de elétrons por uma matéria qualquer pode causar três efeitos:

    1-Ionizar a matéria,causando desequilíbrio entra as ligações atômicas(o que ratifica o que vc disse sobre os feixes se comportarem como radiação ionizante)

    2-Pode haver um erro no processo da "reconstrução" da matéria atrás do elétron,causando pequenos estragos.O que, como vc disse, numa placa metálica ou matéria inorgãnica não é nada, mas numa cadeia de DNA.............

    3-Esses campos magnéticos podem interferir nas ligações atômicas, provocando desequilíbrio e colapsos das das ligações atômicos.
     
  14. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Exato, Meneltar. Daí as proteçoes radiológicas que tomamos quando mexemos com essas coisas. :wink:

    No entanto, feixes de elétrons não são facilmente arrancados da matéria assim. (Graças a deus) Equipamentos de raios X, por exemplo só conseguem seus feixes usando um filamento aquecido (lampadinha) que está a um potencial elétrico diferente da placa receptora. (preciso de uma figura...)

    O filamento aquecido solta elétrons mais facilmente. Estes são acelerados pelo potencial elétrico (uns 20 a 40 kilovolts) e quando batem na placa os átomos da mesma recebem o impacto dos elétrons e soltam energia na forma de raios-X.

    Aceleradores também precisam de um enorme quantidade de energia para que os elétrons se tornem "assassinos".

    Se a gente tivesse na frente de um feixe desses elétrons virariamos churrasquinho. Mas como temos de nos preocupar com alguns deles escapando, as proteções dão conta. Afinal temos radiação ao nosso redor o tempo todo (inclusive luz é radiação também :mrgreen:)
     
  15. Melkor- o inimigo da luz

    Melkor- o inimigo da luz Senhor de todas as coisas

    Tijolos também são bem radioativos... Pelo menos é o que algo dentro de mim diz, tenho impressão que aprendi isso na escola ou em algum livro... o_O

    Mas voltando ao assunto, eu achei bem interessante essa coisa aí dos eletrons e tudo mais, eu adoro esta parte da física, pena que na escola a gente fique se detendo na maldita cinemática... ^^
     
  16. Lord Meneltar

    Lord Meneltar Argerich

    :eek: Hein? :think: Explica, isso é o Ciências e foi feito pra isso! :o?:
     
  17. **Mayumi**

    **Mayumi** Usuário

    explica per favore :think: :o?:
     
  18. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    ai minha santa aquerupita (tm Henry McCoy)

    Tudo em todo lugar emite radiação. Tudo tem algum isótopo radiativo.

    Mesmo nós temos uma certa parcela de isótopos radiativos de carbono (usado para datação arqueológica de fósseis) Com o decaimento radiativo - pois depois de mortos não mais ingerimos carbono - o número de isótopos diminui com o tempo. Fazendo uma "contagem" de isótopos de um material, e comparando com o número que deveria ter, podemos saber a idade do material orgânico.

    Até mesmo nossa casa emite radiação.

    O Sol é uma fonte constante de radiação. (graças a Deus)

    O ponto é: a radiação a que estamos submetidos é a radiação natural. Não está acima dos níveis de uma Chernobyl, ou do acidente com Césio em Goiânia (o pó espalhou-se em vários locais e tiveram de recolher o material contaminado e isolar em local ermo)

    OK? :wink:
     
  19. Heruost

    Heruost Banned

    Primula, em Goiania foi pior pq era um material bem radioativo (Césio 137) e algumas pessoas ingeriram ele, assim, de irradiadas, passaram a irradiantes.. Eu sei pq um professor meu ajudou a tratar as pessoas lá.. Sem falar q o Césio 137 se fixa no organismo pq ele é semelhante a um atomo q existe naturalmente no nosso organismo (a minha falta de memoria me impede de lembrar se ele era isotopo, isotono ou isoeletrico e qual atomo era, mas dá para ter uma ideia do estrago, não?).....
     
  20. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Por isso que apesar de não ter KABUM foi comparado com Chernobyl :wink:
     

Compartilhar