• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Casa dos avôs

Meriadoc, o Magnífico escreveu:
Hmmm....meus avós moram em fortaleza......só via (e vejo) eles uma ou duas vezes por ano....

minha avó paterna tb mora lá, assim como a família do meu pai, adoro ir para Fortaleza, tenho boas lembranças.....meu avô paterno adorava ficar perto da porta tocando seu pandeiro....a comida da minha avó paterna não era tão boa, mas eu gostava dos doces de cupuaçu que ela e minha tia faziam e do suco de acerola ( havia uma árvore dessa fruta no quintal)

Elwing escreveu:
Nerwen escreveu:
Tenho 1 milhão de histórias legais para contar de episódios ocorridos na casa da minha avó, como era bom! Todo mês tinha o clássico almoço em família, meus primos e eu brincávamos muito, até hoje somos muito unidos...
Minha avó cozinhava maravilhosamente bem, e sabia como ninguém do que eu gostava, fazia meu prato com tudo que eu gosto! Depois do almoço, ela ficava com a gente vendo chaves e chapolin, ela tb adorava o programa do Silvio Santos, fazer o que, né?
Adorava vê la fazer tricô e pintando panos de prato e estátuas de gesso...


Era muito bom mesmo.... lembra das brincadeiras que sempre saia uma confusão? E das "palhaçadas ne rede" que sempre tinha um que saia chorando ..... era tão bom aqueles tempos... a Vó tinha mesmo uma mão de ouro para cozinhar....

minha mãe ficava brava pq eu só comia o feijão da vovó :lol:
ela sempre dava p/ gente bala de hortelã, danoninho, bis e adorava bolacha champanhe....
ela tb gostava da " Escolinha do professor Raimundo", eu não era mto fã desse progarama, mas qdo eu ficava na casa dela, eu sempre falava "eba!" qdo anunciava na propaganda q o programa iria começar....
realmente bons tempos... :osigh:
 
Nossa, meus avós moravam todos me Minas, em São Geraldo, pertinho de Ubá. Eu e minha família iamos lá de uma a três vezes por ano, mas com o tempo, a situação começou a apertar pra todo mundo no país e a minha avó materna faleceu... passamos a ir de 2 em 2 anos, sendo que passamos quase 5 anos sem ir lá.

Agora, só a minha avó materna ainda está viva, morando em Ubá com a minha tia e sua família. Já fazem 3 anos que não vou lá.

E adorava ir na casa deles: os meus avós maternos moravam na roça, eu me divertia pacas correndo atrás das galinhas e seus pintinhos. Jogava futebol num campo com os meus primos, depois ia comer o macarrão "de roça" que ela fazia...hummmmmmm deu até fome!
Já na dos meus avós paternos, que era aonde ficávamos hospedados durante a viagem, eu me divertia e muito no terreno que tinha atrás da casa e na antiga padaria que era do meu avó ( que virou depósito de bagunça das minhas tias). Eu amava escutar meus avós tocando violão e bandolim....ai que saudade!
 
nossa casa da minha vó é todo o dia, não posso ficar longe dela..ela tem uma comida boa.
vo lá de segunda a sexta, e de final de semana ela vem aqui emcasa, amo minha vó, não consiguo ficar sem ela.. :mrgreen:
 
^^~
Eu sempre morei com meus avós por parte de mãe desde pequena o.o
Sempre me dei bem com eles,quando minha mãe saía pra trabalhar eu não ficava sozinha e tal . o/
Mas daí há dois anos atrás, a gente se mudou, daí eu só vou na casa deles ás vezes XD Sempre que vou parece que é tudo pequeno,que eu sou um gigante,sei lá .__.' É estranho, nem parece que era normal quando eu morava lá o_O;;
E os meus avôs paternos moravam na Itália o.o A minha avó morreu antes que eu conhecesse e o meu avô eu visitei um dia lá na Itália, ele foi na casa da minha tia de lá e comemoramos o niver dele de 96 anos \o/ Ele morava com meu outro tio na mesma rua,daí alguns meses depois da viagem ele morreu. ;/
 
Eu sempre morei com meus avós por parte de mãe desde pequena o.o
Sempre me dei bem com eles,quando minha mãe saía pra trabalhar eu não ficava sozinha e tal . o/
eu também/...minha mãe e meu pai trabalhando..e eu com meus avós..
 
Nós sempre temos boas lembranças dos nossos avôs, pq saum eles quem nos acolhem quando os nossos pais saem. Hehehe, brincadeirinha. Eu amo muito a minha vozinha (meu avô morreu logo que eu nasci) ela é uma pessoa maravilhosa e eu fico imaginando que o dia que ela partir (ainda falta muito pra isso) eu vou ficar muito mal! :cry: Mas nos devemos lembrar sempre do presente e naum do passado e muito menos do futuro. Se eu fosse contar todas as loucas aventuras que eu e minha vozinha passamos juntas, nossa eu naum iria terminar isso nunca. :mrpurple: Entaum tratem muito bem a vozinha de vcs pq elas são preciosasa, jóias raras. :wink:
 
Da casa do meu avô em Rolândia tenho lembranças boas... :obiggraz: A gente ia pra lá, ia no sítio da minha tia, brincava nos pomares, ia ver os jacarés na casa do meu avô... :obiggraz:
 
Eu nunca tive avô portanto só posso falar da casa das minhas avós! :roll: :?

Elas sempre foram mto legais comigo mas tinha uma q era aquela vó coruja sabe... fika agradando toda hora... dando docinho, comidinha... hum q delicia... até hj ela faz isso! :roll:
 
eu adoro i pq sempre tem coisa gostosa pra come, e minha avó é mto manera, ela é engraçada pacas de vez em qndo eu vo la e passo 2 semanas, volto com uns 4 kilos a mais
 
Eu ia sempre, todo sabado e domingo... Tinha almoço de família, e era bom por causa dos primos, etc... Lembro que eu brincava de power rangers com a minha prima, com a arvore... Eu e o cabo da vassoura como arma mortal... :twisted:
As comidas gostosas eram tudo as sobrinhada que levavam, mas minha vó sempre fazia canjica. Nham nham.... Dá muita saudadi disso, casa da vó sempre faz bem pra gente...
O melhor era em dia de aniversário da vózinha, que ninguém se organizava, e todo mundo levava bolo. Algo ao estilo, 6 bolos diferentes... que duravam o mes inteiro quase, que a casa dela ficava vazia dia de semana, ai no fim de semana eu e minha prima caindo encima dos doces...
E isso me lembra a musiquinha tema das festinhas, coisas ao estilo É o Tchan...
Juro que não sabia que É o Tchan era assim tão velho... :eek:
 
ai no fim de semana eu e minha prima caindo encima dos doces...
Isso me fez lembrar de que quando eu vo na casa da minha vó eu sei o armario exato de onde estão os doces , sempre dou uma visitinha lá :D
 
O melhor de tudo não é nem lembrar da casa dos avós, mas morar nela com a vó. :obiggraz:

O que eu mais tenho são regalias, meu estoque de chocolate e lixos gastronômicos ta sempre cheio. É uma maravilha.
Isso sem contar a liberdade que eu não tinha morando com meus pais. :obiggraz:
 
Já no meu caso, acho que o nível de liberdade seria quase o mesmo, pouca diferença, mas o de responsabilidade, teria de ser bem maior...
Minha vó por ser muito velhinha, tinha que ficar sendo muito paparicada, que qualquer coisa já era imenso motivo de preocupação.
A única coisa boa de verdade, era que na casa da vó, eu comia muita coisa gostosa, mas isso apenas porque a familia levava todo final de semana, e fazia a festa... É tão divertido vc ter festa brega e cafona de família quando é criança...
Só que o mais divertido era ouvir o que uma véinha de 90 e tantos anos falava... Não precisa pensar muito pra saber que era muita bobagem... :lol:
Como eu me divertia.... Eu e a família toda... Era esse sempre o grande motivo pela casa estar sempre cheia... Todos tinham que rir absurdos com as coisas que se ouviam lá, regadas a muita comida boa... :obiggraz:
Talvez dê pra trocar a melhor parte da ida a casa dos avós. No lugar da "comida boa", colocar "asneiras da dona Maria".
Nada mais divertido do que conversar com a minha vó, ou então, encher o saco dela. :grinlove:
 
Pra mim um dos motivos de maior felicidade em minha vida é que tanto pelo lado dos meus avôs maternos como os paternos, embora suas casas não fossem muito grandes no que diz respeito a quantidade de cômodos, por outro lado, ambas estavam em terrenos com bastante quintal com área verde (árvores, pés de fruta, etc) e dos meus avôs paternos tinha até poço artesiano.

Todos eles adoravam cultivar frutas, legumes e verduras em casa e nessas horas só agradeço muito ter aprendido hábitos saudáveis de alimentação com eles.
 
Não tenho tantas lembranças assim, com o passar o dos anos não sei o que vivi e o que inventei.
Nunca conheci meus avós maternos, morreram quando minha mãe era pequena, com os avós paternos convivi um pouco mais, lembro de muitas histórias e do meu vô descascando uma laranja para mim.
Com a minha vó foi mais difícil, uma sensação de nunca me encaixar, de sempre estar sendo vigiada e de não ser realmente aceita. Tivemos um relacionamento bem distante e mesmo passando alguns períodos debaixo do mesmo teto, era como se eu não a conhecesse. A melhor lembrança que tenho dela foi uma tarde de domingo, eu e minha mãe estávamos passando pela cidade dela e resolvemos lhe fazer uma visita, comi um bolo muito gostoso, em todos aqueles anos nunca havia comido nada que ela fez... Naquele dia me senti mais próxima dela do jamais me senti na vida.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.464,79
Termina em:
Back
Topo