• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Cápsula com césio 137 é achada em ferro velho, e AL evita acidente nuclear #fakenews

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
capsula-de-cesio-137-e-encontrada-em-arapiraca-no-estado-de-alagoas-1548200775539_v2_900x506.jpg

Cápsula com césio 137 é encontrada em Arapiraca, no estado de Alagoas Imagem: Divulgação/Prefeitura de Arapiraca

Uma cápsula de raio-X contendo césio 137 foi recolhida de um ferro-velho pela Vigilância Sanitária de Arapiraca (AL). As autoridades chegaram à peça na tarde desta terça-feira (22), após denúncias anônimas.

Aparentemente, a peça não foi manipulada, nem aberta. A 130 quilômetros de Maceió e com cerca de 200 mil habitantes, Arapiraca evitou, por sorte, uma tragédia como a de 1987 em Goiânia, quando catadores de lixo manipularam uma cápsula similar e contaminaram centenas de pessoas com material radioativo.

Na ocasião, catadores de lixo desmontaram um aparelho de radioterapia e venderam uma cápsula, similar à encontrada hoje, para um ferro-velho em Goiânia. Desmontada, a cápsula liberou césio-137, substância radioativa que ocasionou o maior acidente radioativo fora de uma usina nuclear da história.
Em Goiânia, há 31 anos, quatro pessoas morreram e centenas ficaram com sequelas. Em Arapiraca, até o momento, não há relatos, nem indícios de vazamento de material radioativo.

Enredo parecido


O proprietário do ferro-velho de Arapiraca disse à Vigilância Sanitária que a cápsula fazia parte de um aparelho de mamografia. Ainda não se sabe a quem o aparelho pertencia, nem há quanto tempo a cápsula estava no ferro-velho.

A cápsula estava intacta, mas o objeto deveria ter sido descartado por empresa especializada em lixo radioativo devido ao perigo de contaminação.

A Polícia Civil vai apurar as responsabilidades e como o objeto chegou ao ferro-velho.
"Se a empresa que fez o descarte incorreto for identificada, poderá responder criminalmente pelo fato de ter colocado a comunidade em risco", informou a Vigilância Sanitária da cidade.

A Vigilância Sanitária disse que o material foi recolhido e não apresentou riscos à população porque estava intacto. "A cápsula estava fechada, não tem perigo nenhum. Se tivesse sido aberta, as pessoas correriam risco de contaminação. Conseguimos evitar uma tragédia como a que houve em Goiânia há 31 anos", afirmou o coordenador da vigilância sanitária, Edilson Melo.

Acidente em Goiânia


Um acidente com material semelhante ao apreendido hoje em Arapiraca ocorreu há 31 anos em Goiânia. Em setembro de 1987, catadores de lixo localizaram um aparelho de radioterapia em uma clínica desativada, furtaram a máquina e a levaram para casa.

Para tentar aproveitar partes da equipamento como ferro velho, desmontaram a máquina e iniciaram, assim, um rastro de poluição radioativa que atingiu centenas de pessoas. Sem saber do que se tratava, muitos se encantaram com o pó azulado brilhante resultado da desintegração do césio-137 e se contaminaram. Quatro pessoas morreram e centenas foram afetadas.

Na ocasião, cerca de mil pessoas foram colocadas no estádio de Goiânia para receber atendimento médico e não contaminar mais pessoas.

Bombeiros, policiais e outros profissionais envolvidos no socorro das vítimas também tiveram complicações de saúde. Até hoje as pessoas que tiveram contato o material radioativo passam por tratamento médico.
Muitos desenvolveram doenças como como câncer de mama, leucemia, hipertensão e outros distúrbios. O acidente foi classificado como nível 5 (acidentes com consequências de longo alcance) na Escala Internacional de Acidentes Nucleares -- que vai de zero a sete.

A contaminação em Goiânia pelo césio-137 é até hoje o maior acidente radioativo do Brasil e o maior do mundo ocorrido fora de usina nuclear.

https://noticias.uol.com.br/cotidia...-radioativa-e-achada-em-ferro-velho-de-al.htm
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Equipamentos nucleares: tão úteis quando prestam, mas ainda não sabemos o que fazer quando não tem mais serventia. Ainda bem que o filme de terror de Goiânia felizmente não se repetiu.
 

Bel

Moderador
Usuário Premium
É #fake que foi encontrada uma cápsula de Césio-137 em ferro velho de Alagoas
Ascom CONTER
23/01/2019
WhatsAppFacebookTwitterE-mailImprimir
thumbnail_1548243236.png


Na manhã de hoje (23), o Bom Dia Brasil (TV Globo) exibiu uma reportagem afirmando que fora encontrada uma cápsula contendo Césio-137 em um ferro velho na cidade de Arapiraca, no estado de Alagoas.

A notícia é falsa. Pela simples observação das imagens, é possível notar que o elemento suspeito é apenas uma ampola de raios X, que não contém Césio-137. O artefato não oferece qualquer risco para a saúde.

A ampola não contém e não emite radiação ionizante nas condições em que se encontra. A peça só produz raios X quando acionada no equipamento, por meio da energia elétrica.

A população alagoana pode ficar tranquila, não existe qualquer risco de contaminação e o paralelo feito com o acidente radiológico de Goiânia não tem qualquer fundamento científico.

http://conter.gov.br/site/noticia/fake-news
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Por um lado menos mal que a peça não tinha césio. Ok!

Mas por outro, mesmo não sendo perigosa ainda é preocupante ver partes desses equipamentos sendo descartadas em qualquer ferro velho. Então a parte da notícia que fala sobre investigar o descarte correto desse equipamento é importante. Com ou sem césio, ali não era o lugar correto.
** Posts duplicados combinados **
Fúria, minhas tias descobriram seu zap zap?

O meu não é nada perto do da família Marinho, a primeira a divulgar :lol:
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo