1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Automutilação

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Radagasth, 22 Out 2007.

  1. Radagasth

    Radagasth Banned

    Vários jovens brasileiros estão aderindo ao cutting – prática em que as pessoas fazem marcas no próprio corpo com estiletes, giletes e afins. A modalidade já começa a despertar a atenção de educadores e comunidade médica, especialmente porque pesquisas recentes apontam um aumento do número de adolescentes adeptos de algum tipo de automutilação.
    Ao ser questionada sobre os motivos pelo qual se automotila, uma adolescente brasileira de 17 anos diz não saber. “Viajo constantemente, falo cinco línguas, tenho uma boa casa, carros, motos, enfim, um padrão ótimo de vida, mas meus pais são supercaretas e tradicionais, nunca permitiram que eu colocasse piercings ou tivesse tatoos. Talvez eu goste de fazer coisas pelo prazer de que eles não saibam”. Para especialistas, é agravante o fato de que, na adolescência, é normal querer provar de tudo e fazer o que a turma acha legal.

    Fatores psicológicos – O que faria um jovem abrir buracos e feridas na pele? “Eles dizem que ver sangue alivia a ansiedade, a tensão ou a dor psíquica. Muitos sofreram abusos verbais, físicos ou sexuais na infância e, naquela posição traumatizante, sua dor era totalmente controlada por outra pessoa. É uma forma de estar no controle de sua própria dor”, afirmou a terapeuta Jan Sells. Na maioria dos casos, a automutilação está ligada ao transtorno de personalidade borderline, caracterizado pelo humor instável, baixa tolerância à frustração, histórico de relacionamentos complicados, medo de abandono e impulsividade prejudicial.
    Enfim eu me corto constatemente, tenho uma cruz invertida no ante braço, que fiz com uma faca fervendo, dói muito, mas também ajuda a aliviar o stresse do dia-a-dia. No trabalho entro no banheiro com um palito de dente e refaço essa cruz...saio com o braço muito vermelho. Mas nada mehor que isso, para me ajudar a enfrentar a vida.:cerva:
    Mas a respeito dessa prática o que todos vocês do fórum acham?

     

    Arquivos Anexados:

    Última edição: 22 Out 2007
  2. Neithan

    Neithan Ele não sabe brincar. Ele é Mito

    Uma vez eu cortei o pé. Mas foi sem querer.

    Zuera, bom, eu nucna fiz isso....não curto muito, mas respeito essa pratica. Sem problemas...amigos meus fazem isso....simbolos com o anarquismo, nazismo, entre outyros, são os favoritos deles....
     
    • LOL LOL x 1
  3. DW

    DW Usuário

    :rider:
     
  4. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Desde que não se sintam tentados a fazerem isso em mim, tá beleza! Enjoy! :cerva:

    E sinceramente, os motivos psicológicos, sociais ou o escambau não me importam. Até porque, qual a diferença entre isso e uma tatuagem? Dói do mesmo jeito, não? Se acham tatuagem bonito...
     
  5. Belfalas

    Belfalas Ele é legal

    Aff Cara, dexa disso
    Sério, é bizarro d+
    :eek:
     
  6. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Acho que as pessoas deviam saber para onde querem andar, e aí sim focalizar seus esforços e verificar o progresso que estão efetuando dia após dia.

    Todos dizem que os pais obrigam a estudar, blablabla, não queria estudar isso, mais blablabla.

    OK, tem uma boa parte que pai e mãe autoritários enchem o saco. E tecnicamente não teriam escolha senão fazer o que papai e mamãe mandaram.

    Mas se formos por essa linha de raciocínio, nem eu nem minha amiga teríamos nos tornado o que somos, porque nossos pais achavam que mulher muito inteligente não arranja marido. Bem, ainda bem que seguimos os caminhos AUTO-estipulados, apesar das objeções e privações impostas por nossos pais. Escolhemos maridos bem melhores que nossas primas feitas para casar.

    Apesar das objeções e dos obstáculos, eu disse? Não... corrijo: graças aos obstáculos e desafios. Resolvemos que tinha de tentar DO MEU jeito, e se errássemos e nos fodessemos que fosse por MINHA culpa.

    Claro que nem todo aluno pode fazer deste jeito. Como disse um sábio, quando perguntado sobre se Deus existia.

    Para um homem ele respondeu: Sim existe.
    Para outro ele disse: Não existe.
    E para um terceiro: Muito complicado. Você terá de encontrar sua resposta.

    O primeiro acreditaria na palavra do mestre. Então vai ter de ter sorte para encontrar um que não esteja enganado.

    O segundo nunca acreditava em ninguém. Então o mestre direcionou-o para provar que o mestre estava errado.

    E o terceiro vocês podem facilmente entender.

    De qualquer forma, como eu disse, é difícil achar que todo mundo vai ter a sorte de achar um sábio mestre como da parábola. Melhor que todo mundo tente ser como o terceiro aluno logo de cara, porque dá menos chance para o azar. Vai que você encontre como "mestre" um charlatão?
     
  7. Kurt

    Kurt El Doctor

    Cara, vá se tratar. :|
     
  8. Radagasth

    Radagasth Banned

    O meu tratamento está na Biblia...
    ...Satânica
     
  9. Kurt

    Kurt El Doctor

    Então, por isso toda pessoa dita "satanista" deve fazê-lo? :roll:

    Uma curiosidade, você sente prazer fazendo isso?
     
  10. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

    TODA!

    Eu não fiz tatuagem pra sentir dor. Eu fiz por um desejo de ter marcado visivelmente algo que é fundamental na minha vida, que tem um significado de ser. E, não senti dor, sério, foi super tranquilo e hoje me orgulho muito disso.

    Poderia viver sem a minha tatuagem? Sim, certamente eu não morreria de desgoto por não tê-la feito, mas era um desejo, eu tinha o meu dinheiro do trabalho e fiz.




    Sobre os demais comentários, eu assino embaixo de tudo que foi dito pela Primula, sem tirar nem por. :clap:
     
  11. Cad

    Cad The punishment is loneliness.

    Cara, vc tem mãe?
     
  12. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Cad isso não é argumento :eek:

    Afinal de contas, todo mundo sabe que é fácil saber quem é a mãe, o problema é saber quem é o pai. O que faz com que o sistema vigente de hereditariedade seja uma tremenda besteira IMHO.
     
  13. Minduim

    Minduim Suburban Kid w/ Biblical Name

    :lol:
     
  14. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

    Além de não ser argumento não ajuda muito, né!


    Ahn...bom, tem gente que realmente não sabe quem é o pai menos ainda a mãe. Acontece...:lol:
     
  15. Radagasth

    Radagasth Banned

    Me alivia do mundo externo
    Sobre tatoo, tenho uma da escrita do Um en torno da minha panturrilha, mas essa é de Renna.
    Todos tem Mãe. Adolf Hittler tinha uma, eu tenho uma você tem até mesmo o cara que mais odio no mundo tem, e o nome dela é Maria, e dia 12, foi o seu Dia...
     
  16. Uncle

    Uncle Sou cool

    Eu acredito que o objetivo de tudo é ser feliz. A pessoa pode ser feliz do modo que quiser, mas que não invada meus direitos ou do próximo.

    Sua felicidade é tomando suco de clorofila? Ok.
    Sua felicidade é cortar os pulsos? Ok.
    Sua felicidade é dar porrada nos mais fracos? Nada disso.
     
  17. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Eu só queria saber porque você abrem esse tipo de tópico.........
    Porque???????
     
  18. Uncle

    Uncle Sou cool

    Por que você tem raiva dele? Por que ele tem mais seguidores do que a sua ceita?

    Não tenha raiva no seu coraçãozinho, senão você fará outro corte. :abraco:
     
  19. Primula

    Primula Moda, mediana, média...

    Ah, os motivos porque eu não quero ser saitor :twisted:

    os motivos são váriados, desde a sindrome de michel jackson até a sindrome de jack nicholson passando pela sindrome Fernando Collor e dando uma olhadinha na síndrome de Freud e por toda a enciclopédia de ouro da psiquiatria que não podia estar lendo, mas leio porque sou hipocondríaca cerebral.

    Mas no final o diagnóstico é que ele tem 17 anos, e não é como o garoto de Azul (que tem centenas de anos), e por conta de gente como ele ninguém acredita que o Garoto de Azul velho (e sofreu) ou negro o suficiente para tocar blues.
     
  20. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

Compartilhar