1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Animes: Revés na audiência ocidental?

Tópico em 'Anime & Mangá' iniciado por Turgon, 4 Mar 2010.

  1. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Eu achei o post do Elring sobre o assunto no cache do Google e como deu uma discussão até que legal aqui no fórum, resolvi resgatar o tópico. :mrgreen:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Estarei postando novamente a notícia, pois não sei se o link irá ficar funcionando por muito mais tempo.

     
  2. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Maravilha! Valeu por resgatar o tópico, Turgon :)

    Creio que esta notícia sobre a reformulação noi canal Animax que tem gerado críticas nas operadoras de tv por assinatura irá manter o debate sobre o por quê os animes estão reduzidos a poucas novidades.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  3. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Olha, talvez investir em programas seja mais barato do que investir em novos animes.

    Sendo programas, não teremos repetições diretas, por falta de episódios, como acontece com animes e o canal precisa ficar adquirindo sempre novas temporadas.

    Eu acredito também que eles devem ter feito um levantamento e constatado que em certos horários, a audiência de animes ficavam abaixo da média e pretendem mudar justamente esse horário para inserir os filmes e programas citados na entrevista.

    Segundo eles, isso é uma evolução do canal, mas temos que considerar o quanto isso realmente é uma evolução. Claro que eles não vão dizer que estão decaindo em certos quesitos, mas da forma como foi e por causa de repetições exaustivas de animes, temos como ter uma idéia.

    Quanto aos animes em TV aberta, acho que não precisa muito ser comentado, basta ver a quantidade de animes novos que estão chegando para serem exibidos nos canais Globo, SBT, Rede TV e Band. :D
     
  4. Elring

    Elring Depending on what you said, I might kick your ass!

    Li e matutei sobre a entrevista e cheguei a conclusão de que os diretores do canal ainda possuem uma visão ocidental de mercado muito simplista em relação a animes. Ao afirmar que o canal evoluiu, eles deixaram implícito que desenho japonês é coisa de criança e que estão partindo para um público mais maduro (conservador) e que gosta de assitir realitys shows, séries enlatadas de gosto duvidoso e grade de filmes semelhante ao Mega Pix.

    Se consideram animes poucos rentáveis, não é por culpa de quem assiste e sim do péssimo gerenciamento da grade, da escolha errada de animes e do marketing chinfrim do próprio canal que não consegue captar recursos publicitários.
     
  5. Turgon

    Turgon 孫 悟空

    Isso demonstra mais ainda a falta de conhecimento com relação a animes por parte deles. Considerar os animes como desenhos infantis, é conhecer bem pouco desse universo. Temos muitos animes que são feitos só para maiores de 18 anos e não digo apenas os Hentai, mas sim tantos outros.

    Sem contar que tem anime que tem história tão elaboradas e educativas, que não tem nem como comparar a sua qualidade com um reality show qualquer.

    Concerteza. Tem canais de televisão que insistem em colocar certos animes em horários que não irão obter audiência. Por exemplo, o canal 21 investiu em uma programação de anime no horário das 23:00 e obteve um ótimo retorno.

    E mesmo que o anime seja maravilhoso, a grande repetição do mesmo várias vezes, acaba acarretando em uma decrescente de audiência. Naruto quando estreiou no SBT, conseguiu ótimos índices de audiência, batendo até mesmo o canal Globo. Mas eles insistiram tanto em reprises, que acabou diminuindo.

    A globo até que faz bem esse papel. Eles passam um anime e não ficam o reprisando milhões de vezes. Yu-Gi-Oh eles passaram e quando terminaram, trouxeram a versão GX logo em seguida para pegar o embalo da versão anterior. Sem contar em Digimon que costumam passar uma vez e tiram da grade horária. Isso evita as várias repetições do mesmo anime.

    Tanto que o canal 21, vendo que estava diminuindo a audiência dos seus animes, depois que terminaram de passá-los 1 vez, retiraram da grade horária.
     

Compartilhar