1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Ana Cristina César

Tópico em 'Autores Nacionais' iniciado por Mavericco, 13 Nov 2013.

  1. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Cia das Letras vai lançar a poesia dela completa. Ela é simplesmente a maior influência da poesia contemporânea hoje. Se você não sabe quem é, corra e compre.

    No blog, começaram uma série de postagens sobre ela. Até agora,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Na Revista Modo de Usar, numa postagem onde o Ricardo Domeneck faz um recenseamento sobre a poesia feminina brasileira, Ana Cristina César tem lugar destacado:

    Em texto sobre a pertinência de uma poética feminina, também de Domeneck, creio que podemos entender porque a poesia da Ana Cristina César é tão pertinente, visto que ela não apenas traz um confessionalismo qualquer, uma sentimentalidade egótica, mas, pelo contrário, retrabalha o mundo a seu redor e desconstrói:

    A Ana Cristina César traz isso muito bem, pois sua intuição poética é tão poderosa que ela nos faz questionar a posição da mulher no mundo. Sem dúvidas, uma tradição riquíssima.

    É legal também trazer à tona outras facetas dela, como a de crítica e tradutora. No livro Crítica e Tradução, fora de catálogo mas encontrável, ela possui excelentes traduções de Katherine Mansfield, Emily Dickinson, Sylvia Plath... Todas muitíssimo bem comentadas. Recomendo muito a quem gosta desse tipo de texto, que apresenta uma boa tradução e uma boa oficina por de trás, escancarada.

    Por fim, alguns links com poemas da autora:


    Sobre a notícia de que a Ana Cristina César voltará às livrarias, fiquemos com
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , da Raquel Cozer. É ela também que nos diz que

    Samba-Canção, um dos poemas mais belos que já li:

    Até agora não citei nenhuma biografia dela, pois acho que elas se atêm demais ao ato final de sua vida, que foi seu suicídio. Quando a isto, prefiro mesmo só remeter à
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , na ocasião do fato, e a
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , Na Beira do Andaime, que destaca a pertinência de lermos a poesia da Ana não só por seu fim trágico, mas por tudo o que ela é: uma possibilidade poderosa de luta contra o trágico que nos cerca.

    É isso pessoal!
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Conheci ano passado, por uma amiga que gosta muito. Acabamos perdendo o Bruta Aventura em Versos, quando passou aqui em Porto Alegre, e eu acabei comprando, pra ela e depois mais um pra mim, o Correspondência Incompleta, coletânea de cartas da Ana C. a quatro amigas. Gostei bastante do livro, embora a voz literária dela me seja um pouco repulsiva. Quanto à poesia em si, li pouca coisa, pouco me bateu.

    Dos poucos que me pegaram:

     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Hum... Interessante. Nunca me atinei muito pra Correspondência. Deve ser uma experiência ótima, ainda mais considerando que a poesia da Ana Cristina César usa muito das cartas -- esse tipo de comunicação sentimental-íntima-confidencial-whatever. Achei que a Ana Martins Marques, na sua postagem no blog da Cia, resumiu bem:

     
  4. Melian

    Melian Período composto por insubordinação.

    Ana Cristina César <3 me perturba. Muito. E eu gosto de literatura de entretenimento, mas também gosto de literatura que tire a minha paz, é por isso que amo poesia. A ideia de se condensar angústias em poemas me parece uma metáfora interessante da condição humana. Não leio Ana Cristina César em dias chuvosos, frios, porque tenho instinto de autopreservação. hahaha
     
    • Gostei! Gostei! x 2
    • Ótimo Ótimo x 1
  5. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Olha que legal o booktrailer:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Não sei se foi deliberado ou não, mas a Cia tá apostando nessa **talvez** subliminaridade de divulgar a obra de um poeta em vídeos onde esse poeta se dispersa na multidão. Pro Leminski, escolheram o poema contra-narciso, lindo demais, e aquele lance do bigode em todo mundo. Pra Ana Cristina César, usaram o Samba-canção, que meio que aborda essa temática também ("mas tantas, tantas fiz..." ou os versos 4-11), e esse lance de dispersão nas ruas dela ou da poesia dela (visto que, ademais, o tom de epístola, quando não epístolas de fato, foi algo que a Ana Cristina César praticou bastante).
     
  6. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Matéria super legal na Cult sobre o Poética:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Além de texto sobre a obra da poeta, tem, no final, de cinza, explicando a mecânica da edição, o que só vai te fazer correr pra comprar o seu.

    Coisa que eu mesmo ainda não fiz. Blé.
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar