1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"A Luneta Mágica" (Joaquim Manoel de Macedo)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Liv, 4 Jan 2009.

  1. Liv

    Liv Visitante

    A Luneta Mágica, de Joaquim Manuel de Macedo, é um romance numa linha diferente de suas obras mais famosas, que descreve de uma maneira bem-humorada e crítica a realidade sócio-cultural do Brasil do final do Segundo Império.

    Este livro é uma obra que se afasta do romance ligeiro de complicações amorosas e desenlaces piegas, não se aproxima de nada. Paira indecisa entre a fábula, o conto de fadas, e a historieta, tudo entremeado de digressões pseudo-filosóficas.

    As freqüentes e nem sempre oportunas especulações sobre o Bem e o Mal se conduzem através de um discurso em que predomina o lugar-comum romântico, enunciado por um narrador que proclama sua miopia física e moral desde a primeira página.

    Em primeira pessoa, Simplício, o narrador, conta-nos suas desventuras de míope que a duas polegadas dos olhos não distingue um girassol de uma violeta.

    Uma espécie de fábula moral, este livro acaba por nos fazer pensar a respeito da relatividade do Bem e do Mal, além de nos dar um retrato bastante realista da sociedade da época.

    Fruto da pena de um dos mais célebres romancistas brasileiros, A luneta mágica é uma história densa, fechada sobre si mesma, num esquema completo. Com uma tessitura filosófica que a perpassa do princípio ao fim, a novela é fantástica, metafórica, poética, lembrando um pouco a ficção científica quando a magia se configura em instrumentos de precisão: as lunetas utilizadas por Simplício.

    A trama só poderia ocorrer com alguém como Simplício: um rapaz absurdamente míope, e mais absurdamente ainda crédulo, que narra detalhadamente as suas desventuras. Aprendiz de feiticeiro, ao desencadear forças que não sabia controlar, Simplício passa a enxergar normalmente ao receber de um misterioso armênio, cujo nome não é mencionado uma única vez, a luneta mágica, onde foi aprisionada uma salamandra (não o anfíbio, mas uma criatura de fábula). O mágico adverte o rapaz:

    "Além do número de três minutos está a visão do mal, que o meu poder de mágico não te pode impedir; porque a visão do mal é a vingança da salamandra escrava; mas a fixidade dessa luneta além do número de treze minutos é a visão do futuro, e essa eu ta impeço."

    E acrescenta que a luneta se quebrará nas mãos de Simplício, se ele tentar a experiência.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    E aí, quem conhece? Eu comprei esse livro recentemente e achei interessante. As vezes, dá pra se irritar com o Simplício, mas as lições que esse livro ensina são batutas.

    Aliás, esse livro é brasileiro ou português? Na dúvida eu postei aqui... mas se for português, eu mudo! XD
     
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    RE: A Luneta Mágica - Joaquim Manoel de Macedo

    É brasileiro, Liv.
    Mas acho que o livro mais conhecido desse autor é "A Moreninha"

    Só uma curiosidade, já reparou que muita gente confunde esse "A Luneta Mágica" com "A Luneta Âmbar" da trilogia Fronteiras do Universo? :lol:
     
  3. *Ceinwyn*

    *Ceinwyn* Ogra rosa

    RE: A Luneta Mágica - Joaquim Manoel de Macedo

    Esse é um dos livros que estão na minha lista de espera. Eu primeiro li "A Moreninha", dos livros dele. Melado como vários dos romances brasileiros do século XIX. Aí descobri por dica de uma professora de lit. que o Macedo também fez sátira, e das boas - aí li "A carteira de meu tio", um livro de sátira política do século XIX que com uma pitada de informações sobre Brasil Império se entende todas as piadas, e o incrível é como o livro se mantém atual, um século e meio depois...
    Aí comprei o Luneta Mágica, pq em sebos aqui no Rio é fácil de se achar que é uma beleza. Mas ainda não li.

    Sobre o autor, ele foi jornalista, deputado e professor, além de escritor e dramaturgo.
     
  4. Liv

    Liv Visitante

    RE: A Luneta Mágica - Joaquim Manoel de Macedo

    Deve ser uma característica do autor, então. Em diversas partes eu achei 'melado' demais. Como quando Simplício fixa a luneta em insetos e vê que até os cupins são malvados.
     
  5. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    RE: A Luneta Mágica - Joaquim Manoel de Macedo

    Mas no fim tú gostou né Liv?
    Vou colocar na lista.
     
  6. Liv

    Liv Visitante

    RE: A Luneta Mágica - Joaquim Manoel de Macedo

    Gostei sim, Cabal. Não fica no meu Top 5, mas é um bom livro e vale a pena ler =}
     

Compartilhar